Polícia alega que morte de sargento do BOPE foi encomendada por traficantes no RJ

  • Bahia Notícias
  • 13 Jun 2024
  • 17:27h

Foto: Reprodução / Polícia Militar

A Polícia Civil do Rio de Janeiro, informou, nesta quinta-feira (13), que o ataque ao sargento do BOPE Jorge Henrique Galdino Cruz, morto durante operação na última terça-feira (11), teria sido ordenado por líderes do tráfico de drogas na região. A investigação segue para identificar os executores do crime.

Segundo a CNN Brasil, a Polícia informou ainda que, ao todo, cinco pessoas morreram durante a ação da Polícia Militar do Complexo da Maré, que teve início na manhã de terça-feira e prosseguiu até por volta das 10h de ontem (12). 

O sargento Jorge Henrique Galdino Cruz foi morto durante uma ação do Comando de Operações Especiais (COE) que visava localizar e prender criminosos envolvidos em roubos nas vias expressas na região da Maré. Durante o patrulhamento, o grupo foi atacado por suspeitos armados, quando o Sargento J. Cruz e outro agente foram feridos. 

Ambos foram socorridos e levados para o Hospital Federal de Bonsucesso. Em nota, o hospital informou que o Sargento faleceu logo após sua chegada na unidade. Quatro suspeitos também foram mortos na ação.

Dois deles foram identificados como Francisco Jorge da Conceição de Freitas, de 29 anos e Cristiano Matheus de Oliveira, de 21 anos, outros dois corpos seguem sem identificação. O Sargento Cruz tinha 32 anos e ingressou na Polícia Militar há cerca de 12 anos. Ele deixou esposa e três filhos.


Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.