Termo para atendimento às crianças e adolescentes em vulnerabilidade é assinado pela Prefeitura e Santa Casa da Bahia

  • Bahia Notícias
  • 24 Nov 2023
  • 09:03h

Foto: Bahia Notícias

Um Termo de Fomento foi assinado entre a Prefeitura Municipal de Salvador, por meio da Secretaria de Políticas para Mulheres Infância e Juventude (SPMJ), e a Santa Casa de Misericórdia da Bahia, com o objetivo de oferecer atividades educativas, artísticas e suporte psicossocial para crianças e adolescentes vítimas de abuso, violência sexual ou situação de vulnerabilidade e risco.

O documento foi assinado nesta quarta-feira (22) pela vice-prefeita e secretária de Saúde do Município de Salvador, Ana Paula Matos, a secretária de Políticas para Mulheres Infância e Juventude, Fernanda Lordelo, e o provedor da Santa Casa da Bahia, José Antônio Rodrigues Alves.

A Santa Casa da Bahia foi selecionada, através de edital, e receberá investimentos do Fundo Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (FMDCA) para realizar o projeto “Sementes do Amanhã”, que irá atender, durante 12 meses, mais 200 crianças e adolescentes com faixa etária entre 7 e 17 anos, no período de contraturno escolar.

Os atendimentos serão realizados no Programa Avançar - Centro de Referência em Promoção Social da SCMBA, situado no Bairro da Paz, em Salvador.

A vice-prefeita e secretária de Saúde do Município de Salvador, Ana Paula Matos, destacou a importância da parceria. “A causa é nobre e cada dinheiro investido da Prefeitura vai gerar frutos, é a efetivação de uma política pública em prol do cuidado com as nossas crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade”, pontuou. 

 

“Esse é um trabalho que já vem sendo realizado na Santa Casa da Bahia, através de psicólogos voluntários. Agora teremos a possibilidade da contratação de profissionais especializados para prestar esse atendimento no Bairro da Paz, ampliando a assistência às crianças e adolescentes vítimas de abuso e violência sexual”, afirmou provedor da Santa Casa da Bahia, José Antônio Rodrigues Alves.

Fernanda Lordelo, secretária de Políticas para Mulheres Infância e Juventude (SPMJ) pontuou que o projeto chega para cuidar das crianças e fortalecer as famílias.

“O projeto será aplicado no contraturno escolar fazendo toda diferença na vida dessas famílias que pode, através dele, ter a identificação das necessidades dessas crianças, nos aspectos relacionados à saúde, violação de direitos, dentre outros. É um projeto que vem para cuidar das crianças e fortalecer as famílias”. 

Participaram também do evento, a mordoma diretora da Assistência Social da Santa Casa da Bahia, Celia Pitangueira, mordoma diretora de Captação de Recursos da Santa Casa da Bahia, Risalva Telles, gerente de Captação de Recursos da Santa Casa da Bahia, Soraia Palmeira, gestor do Fundo Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (FMDCA), Marlos Matos Carvalho, presidente do Conselho Municipal da Criança e do Adolescente (CMDCA) Salvador, Leu Brasil.