Festival da Juventude: Vocalista do 'Dona Iracema' recebe voz de prisão no palco

  • 03 Mai 2015
  • 07:56h

(Foto:: Divulgação)

A arte musical está acima de qualquer divergência ideológica e atitudes “rebeldes”, principalmente quando a música é compartilhada em público e financiada pelo poder público. Independente do gênero, a música deve ser meio de integração, reflexão, entretenimento, desenvolvimento social e crescimento intelectual. Mas o fato ocorrido na noite deste sábado, 02, no Centro Cultural Glauber Rocha, durante o Festival da Juventude, feriu os princípios básicos do bom senso e da convivência coletiva. Uma intervenção policial, que poderia passar desapercebida pelo público, ainda na primeira canção da banda Dona Iracema, demonstrou a imaturidade do vocalista da banda.Com o preconceito explicito ao policiais, ele teria incitado o público a hostilizar os militares e afirmou que não continuaria a cantar caso eles permanecessem no evento. A resposta da autoridade policial, que é representante legal do Estado, foi imediata: um oficial subiu ao palco e, diante de 10 mil pessoas, o vocalista Rodrigo Pinheiro de Melo, de 24 anos, recebeu voz de prisão.