Anvisa impede Sesab de atuar contra coronavírus no aeroporto

  • Rayllanna Lima
  • 19 Mar 2020
  • 14:10h

Foto: Divulgação/GOVBA

quipes da Secretaria Estadual de Saúde (Sesab) foram proibidas de atuar contra o novo coronavírus (Covid-19) no aeroporto de Salvador, durante a manhã desta quinta-feira (19). De acordo com o secretário da pasta, Fábio Vilas-Boas, a Sesab tentou acessar a área de desembarque interno para filtrar passageiros de São Paulo e do Rio de Janeiro, além de voos internacionais, mas foram impedidos pela Polícia Aeroportuária, que atendia ordem da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária). Na quarta (18), o Vilas-Boas já havia apontado ineficácia por parte a agência no combate à proliferação da doença e informou que o Estado iria assumir as vistorias. “Lamentavelmente, a Anvisa continua deixando a população da Bahia exposta, já que uma pessoa que estiver doente entrará no estado sem nenhuma restrição”, criticou o secretário. Para a ação no aeroporto, as equipes das pasta foram orientadas a medir a temperatura e, em caso positivo, colher o swab nasal e o histórico do paciente para iniciar o monitoramento. “É um absurdo o que está acontecendo e não há justificativa. A Anvisa afirma que não há razão técnica, mas essa estratégia já é adotada no mundo inteiro e é inócua do ponto de vista operacional, não vai fazer mal a ninguém. Enquanto isso, as recomendações são ignoradas no Brasil”, afirmou, por meio de publicação no Twitter. Em uma tentativa de resolver o impasse, o governador Rui Costa (PT) pediu que a Procuradoria Geral do Estado (PGR) entre com uma liminar na Justiça Federal, solicitando a liberação dos agentes de vigilância sanitária da Sesab. “Após a concessão dessa liminar, reitero que a equipe da Sesab irá retornar até ao aeroporto de Salvador para realizar a inspeção que visa apenas a proteção das pessoas”, concluiu Fábio Vilas-Boas.