‘Quando vier, não precisa se apavorar’, afirma secretário de saúde sobre o coronavírus

  • Estela Marques
  • 13 Fev 2020
  • 16:53h

(Foto: Brumado Urgente Conteúdo)

Secretário de Saúde da Bahia, Fábio Vilas Boas, defende que o “alvoroço” causado em todo o mundo pelo novo coronavírus, o Covid-19, não se justifica. O gestor, que participa do lançamento oficial da programação do governo para o Carnaval 2020 argumenta que o vírus tem “letalidade baixa”. “Apenas 2% das pessoas morrem. Esse coronavírus, que é um coronavírus novo, porque existem outros, não foi detectado, ficou preso na China. Ninguém descobriu e ele está causando esse alvoroço todo. Mesmo quando ele vier, não é pra ficar apavorado”, comentou. Vilas Boas argumentou ainda que a capacidade de transmissão do coronavírus é ainda menor que a de uma gripe normal. “Se o sarampo contamina 18 pessoas, esse vírus contamina 1,7, um vírus da gripe normal contamina 1,8”. E completou: “Há um controle mundial das cepas virais que circulam nos pássaros, nos corpos. Todo ano, ao longo do ano, eles preparam coquetel da vacina do vírus da gripe daquele ano”.O número de casos suspeitos de infecção pelo coronavírus subiu para 11 nessa terça-feira (11). As três novas suspeitas, todas no estado de São Paulo, foram anunciadas pelo Ministério da Saúde nessa quinta (12), durante coletiva de imprensa. Assim, São Paulo soma seis casos em análise, além de outros dois no Rio de Janeiro, um em Minas Gerais e um no Paraná. Até agora, outras 33 suspeitas já foram descartadas em outros estados do país. Na província chinesa de Hubei, centro da epidemia do novo coronavírus, aumentou para 242 nas últimas 24 horas e mais do que duplicou relativamente ao dia anterior.