Desabastecimento eminente na sede de Cristalândia, faz com que a vereadora Lia Teixeira entre com nova representação no MP contra a Embasa

  • Brumado Urgente
  • 27 Jun 2019
  • 13:35h

A vereadora vem acompanhando constantemente a situação. Na foto foi uma visita ao local no início do ano quando ainda tinha água no reservatório (Foto: Divulgação)

Sempre em contato com a população, tendo um olhar especial sobre a região de Cristalândia, a vereadora Lia Teixeira vem mantendo sempre um contato contínuo com as comunidades, conhecendo assim mais de perto os anseios e necessidades das mesmas. Dentre as inúmeras ações nesse sentido, uma vem se repetir pela terceira vez agora em 2019, que é a entrada no Ministério Público Estadual de uma nova representação solicitando da Embasa a liberação da descarga ecológica da Barragem de Cristalândia (clique aqui), já que o desabastecimento da sede do distrito está já se acentuando. Em sua argumentação, a parlamentar alega que “diante da seca que assola a nossa região, onde as estiagens prolongadas são comuns e a água não costuma estar disponível o tempo todo, então, em nome da comunidade do distrito de Cristalândia, externo grande preocupação quanto ao déficit de abastecimento de água de mais de 400 famílias, que hoje vivem momentos de agonia e aflição. além do que está exisindo um desvio de responsabilidade, já que a Embasa alega que a culpa é do Inema”. 

No trecho em questão existe um grande número de bombas de sucção, o que acaba agravando a situação (Foto: Divulgação)

Ela ainda declarou que “a água que abastece o distrito é fornecida por um pequeno barramento construído pela própria comunidade. Acontece que essa água que mantém essa pequena barragem vem da descarga de fundo da barragem de Cristalândia, mas que a vazão atualmente está totalmente insuficiente. Vale ressaltar que a vazão determinada em nada compromete o abastecimento da cidade de Brumado e Malhada de Pedras”. E subiu o tom a afirmar que “se não forem tomadas medidas emergenciais haverá um colapso total com risco eminente do extermínio de animais, do fechamento da escola prejudicando o aprendizado de 600 alunos, e também do PSF comprometendo a saúde daquela comunidade”. E finalizou fazendo uma solicitação contundente relatando que “diante do exposto, venho encarecidamente solicitar ou até mesmo suplicar à, por meio de uma nova representação à promotoria pública que se digne a notificar a Embasa para soltar o mais urgente possível a água para atender as necessidades urgentes daquela comunidade que vive o drama de estar do lado da Barragem de Cristalândia que serve Brumado e Malhada de Pedras, mas que, todos os anos fica nesse pavor de ficar desabastecida”.

A vereadora entrou com a nova representação no MP de Brumado (Foto: Brumado Urgente Conteúdo)