Ações cristãs além das paredes de um templo .

  • Ébano Rizério
  • 27 Mai 2019
  • 09:00h

Foto:(Renato Santos)

Um evangelho do pão, da escuta, da transformação social e da inclusão foi aplicado por Cristo durante o seu ministério e replicado por seus discípulos. Entretanto esse evangelho social foi aos poucos sendo esquecido e até discriminado por algumas linhas evangélicas, se afastando da mensagem e exemplo de Jesus no qual o indivíduo é visto como um todo: na alma e nas suas necessidades físicas e sociais.

Se retornarmos aos reformadores, especialmente Lutero e Calvino, eles defendiam amplamente as implicações sociais do Evangelho e a atuação da igreja na sociedade, pois a Igreja tem de ter responsabilidade social. Observe que a expressão “tem de” é diferente da “tem que”. A primeira indica uma obrigatoriedade e a segunda uma possibilidade, portanto a igreja tem com obrigação a responsabilidade com sociedade.

Hoje, apesar de muitas das igrejas terem o foco em cumprimento de liturgias de culto e hierarquias, há grupos intencionados em ir para além das paredes do templo para, de uma forma mais madura, resgatar a dignidade das pessoas.

Na cidade de Brumado-Ba contamos com vários projetos dessa natureza, entre eles o Centro Metanóia , que assiste a pessoas dependentes de drogas e que buscam auxílio para sua libertação  de vícios, o grupo Bom Samaritano, composto por jovens que arrecadam alimentos a fim de distribuí-los a famílias que padecem necessidade e instituições de assistência,  a Casa Social,  que abriga pessoas de outras cidades que se encontram em tratamento   médico,  alem de eventos esporádicos para atendimento médico,  odontológico,  estético e social que são realizados nos bairros e comunidades brumadenses. 
Tais trabalhos contribuem  muito no bem estar social bem como em aspectos  relacionados as políticas  públicas de saúde e segurança.