MP-BA apura irregularidades nas placas Mercosul

  • Kamille Martinho
  • 10 Jan 2019
  • 17:13h

Foto: Pablo Jacob I Agência O Globo

O Ministério Público da Bahia (MP-BA) está apurando irregularidades nas placas padrão Mercosul, para os veículos no estado. O órgão investiga o funcionamento da emplacação, os responsáveis por inserir os dados no metal e o contrato entre a empresa que fabrica a placa e as estamparias no estado.O MP se reuniu ontem (10) com representante de estampadores e com a empresa Promac para obter informações sobre o cadastramento realizado para o emplacamento.As placas padrão Mercosul é obrigatória na Bahia desde 25 de dezembro para veículos zero-quilômetro e está em implantação nos países da Argentina, Brasil, Paraguai e Uruguai. As investigações iniciaram com a denúncia dos estampadores, que reclamam da forma com que a produção das placas está sendo realizada na Bahia. “O Detran, Departamento Estadual de Trânsito da Bahia, afirma que cadastrou três empresas fabricantes de placa, só que, apenas uma empresa está atuando, de acordo com denúncia que recebemos. Inclusive uma das empresas afirmou que não tem representante na Bahia (a UTSCH do Brasil)”, explicou a promotora.  Outras irregularidades denunciadas ao Ministério Público são as cláusulas do contrato proposto às empresas estampadoras pela fabricante de placas.