Pesquisa aponta Bolsonaro com 18,9% das intenções de voto e Alckmin, 15%

  • 09 Ago 2018
  • 14:03h

Conforme pesquisa CNT/MDA divulgada nesta quarta-feira (8), o presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) é o que acumula maior taxa de intenção de voto no Estado de São Paulo em cenário sem o nome do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva como candidato à Presidência da República.  Com 18,9%, o candidato do PSL está tecnicamente empatado com o ex-governador Geraldo Alckmin (PSDB) quase no limite da margem de erro, que é de 2,2 pontos, para mais ou para menos. O tucano tem 15%.  Na sequência, surgem Marina Silva (Rede), com 8,4%; Fernando Haddad (PT), 8,3%; Ciro Gomes (PDT), 6%; e Alvaro Dias (Podemos), 1,8%. O levantamento, conforme o Valor, começou a ser feito antes do anúncio de retirada das candidaturas da ex-deputada Manuela D'Ávila, do PCdoB, do economista Paulo Rabello de Castro, do PSC, e de Levy Fidelix, do PRTB. Manuela será vice na chapa petista. Ela marcou 1,7% das intenções de voto e é seguida por Guilherme Boulos (Psol), com 1,1%. Os outros sete nomes testados somam 4%.  No cenário com Haddad candidato no lugar de Lula, os votos em branco e nulos alcançam 22% enquanto os indecisos somam 12,5%. No cenário testado pela MDA com o nome de Lula entre os candidatos, o petista recebeu 21,8%  das intenções de votos entre os eleitores de São Paulo. Bolsonaro ficou com 18,4%; Alckmin, 14%; Marina, 6,7%; Ciro, 5%; e Alvaro Dias, 1,4%. Outros nove nomes somam 5,4%. Votos em branco e nulos totalizaram 17% enquanto os indecisos, 9,8%. Estado mais populoso do país, São Paulo reúne 22,4% do eleitorado nacional. O instituto não fez pesquisa espontânea para presidente ou simulação de segundo turno nem mediu taxa de rejeição dos presidenciáveis. O MDA entrevistou 2.002 pessoas em 75 municípios paulistas entre os dias 2 e 5 de agosto. No Tribunal Superior Eleitoral (TSE), a pesquisa está registrada com o código SP-04729/2018.