Homenageado na Flica, baiano Antônio Torres faz a conferência de abertura, hoje (14)

  • 14 Out 2015
  • 13:02h

(Foto: Divulgação)

O escritor baiano Antônio Torres, 75 anos, é o homenageado da quinta edição da Festa Literária Internacional de Cachoeira - Flica, que começa hoje e vai até domingo, na cidade do Recôncavo. Ele fará a conferência de abertura, Gentes Brasileiras, às 19h, ao lado do escritor Igor Gielow e com mediação do secretário da Cultura, Jorge Portugal. Eleito para a Academia Brasileira de Letras em 2013, Torres ocupa a cadeira 23, que  pertenceu a ilustres como Machado de Assis e Jorge Amado (1912-2001). Nascido em Junco (atual Sátiro Dias, a 205 km de Salvador), ele começou a escrever em diários como Jornal da Bahia e Última Hora, migrou para a publicidade e depois passou para a literatura.  Seu primeiro romance, Um Cão Uivando Para a Lua, foi escrito quando tinha 32 anos. Foi o seu terceiro livro, Essa Terra, de 1976, que o consagrou nacionalmente e, mais tarde, o lançou para o mundo, tendo sido publicado em países como França, Bulgária e Paquistão. A narrativa, baseada nas lembranças do autor, abordava o êxodo rural dos nordestinos. Desde sua estreia, foram mais de 15 livros, entre romances, coletâneas de crônicas e infantis. 


Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.