“Por onde vai ele leva tragédia”, dispara Coronel Anselmo Bispo sobre Igor Kanário

  • Informações de Ednaldo Alves
  • 19 Fev 2019
  • 11:26h

(Foto: Divulgação)

“Por onde vai ele leva tragédia, mas insistem em contratá-lo”, A frase é do coronel Anselmo Bispo, titular do Comando de Policiamento Regional Norte (CPRN), dita durante coletiva de imprensa sobre o balanço do Carnaval de Juazeiro 2019 nesta segunda-feira (18). “Os vídeos mostram ele afrontando a corporação, a organização do carnaval, esculhambando e colocando o público contra as autoridades, além de cantor ele é deputado, mas fazer o que? Evito falar o nome de quem não presta”, disparou. Segundo informações, Igor Kanário não estava na grade de programação do carnaval, mas foi contratado de última hora pela prefeitura. “Não vamos dizer quem a prefeitura deve contratar ou não. Ele tinha que se apresentar primeiro e não ser o último, esse artista tem uma questão pessoal com a PM em  particular porque ele comete o crime e a polícia prende, Igor Kanário entrou de última hora, até quarta-feira ele não estava na programação. Durante o percusso ele canta 30% e briga 70%, só reclama da polícia, nós prevíamos um horário de encerramento, até em respeito as pessoas que moram perto da Avenida Adolfo Viana”, enfatizou o coronel. Durante a passagem de Igor Kanário, várias pessoas, entre elas menores foram flagradas consumindo drogas e os ânimos da maioria estavam exaltados.

Maior superlua de 2019: entenda o fenômeno astronômico que ocorre nesta terça (19)

  • 19 Fev 2019
  • 11:18h

(Foto: Reprodução)

Nesta terça-feira, a Lua aparecerá no céu maior e mais iluminada do que o de costume. Este fenômeno é chamado de "superlua" e ocorre quando a Lua está cheia e no perigeu, o ponto mais próximo da Terra. O satélite atingirá essa posição às 6h07 no horário de Brasília, mas a Lua só estará completamente cheia a partir das 12h53. No entanto, só será possível avistar realmente a Lua no Brasil com o pôr do sol, às 19h02. Este período do "nascer da lua" será o melhor do dia para observar a superlua por causa de uma ilusão de ótica. Neste momento, o satélite parece estar maior por ficar perto do horizonte. Nosso cérebro o percebe desta forma porque há objetos próximos, como edifícios e árvores, com os quais é possível comparar seu tamanho.

Esta será a segunda vez que o fenômeno ocorre neste ano, sendo a maior delas - a primeira ocorreu em 21 de janeiro. E não será a última.

No mês passado, o evento foi chamado de "superlua de sangue", por conta do tom avermelhado que a Lua adquiriu com a ocorrência simultânea de um eclipse total enquanto o satélite estava no ponto mais próximo da Terra. É um fenômeno muito mais raro do que uma superlua "comum".

A próxima e última superlua de 2019 está prevista para 21 de março.

O que é uma superlua?

"Superlua" não é um termo oficial da astronomia, que se refere a este fenômeno como "lua cheia perigeana".

O nome "superlua" foi criado em 1979 pelo astrólogo americano Richard Noole para designar "uma Lua nova ou cheia que ocorre quando a Lua chega ou está próxima (pelo menos 90%) de sua maior proximidade da Terra".

No entanto, o termo se popularizou como uma referência a quando a Lua está cheia nesta posição.

Conforme explica a Nasa, isso ocorre porque o satélite orbita a Terra em uma trajetória elíptica a cada 27,3 dias. Assim, ela se aproxima e se afasta do nosso planeta conforme percorre esse caminho.

O ponto mais longe de nós nesta elipse - a 405.500 quilômetros da Terra em média - é chamado de apogeu. Em contrapartida, ela atinge o perigeu quando chega a 363.300 quilômetros de distância em média.

Mas é importante notar que órbita da Lua muda com o tempo, afirma a Nasa, por conta de influência gravitacional do Sol e de outros planetas. Com isso, mudam também seu apogeu e perigeu. No caso desta superlua, seu perigeu será a 356.760 quilômetros de distância.

Quando uma Lua está cheia e no perigeu, ela aparece 7% maior, por sua proximidade da Terra, e 15% mais brilhante - porque reflete mais luz do Sol para a Terra - do que uma lua cheia normal. E pode ficar até 14% maior e 30% mais brilhante do uma "microlua", como é chamada uma lua cheia no apogeu.

No entanto, a diferença de tamanho e iluminação na superfície da Terra será "imperceptível a olho nu", segundo a Nasa.

Um efeito mais simples de ser notado será aquele sobre as marés, diz a agência americana, que serão intensificadas pela maior força gravitacional que a Lua exercerá sobre os oceanos.

CONTINUE LENDO

STF publica acórdão de inconstitucionalidade de pensão a ex-governadores da Bahia

  • 19 Fev 2019
  • 10:53h

(Foto: Reprodução)

O ministro Marco Aurélio, do Supremo Tribunal Federal (STF), publicou o acórdão que declarou inconstitucional o pagamento de pensão vitalícia a ex-governadores da Bahia. O caso foi julgado em dezembro do ano passado, no último dia antes do recesso do Judiciário. O teor da decisão já havia sido divulgado, mas o acórdão, com os fundamentos da decisão dos ministros, só foi publicado nesta segunda-feira (18). A ação foi movida pelo Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). A emenda constitucional que criou o benefício foi aprovada pela Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA) em 2014. A OAB sustentou que a Constituição Federal não autoriza o pagamento de pensão vitalícia para ocupante de cargo público. A AL-BA defendeu o benefício e argumentou que não há ofensa ao princípio da igualdade ante a situação diferenciada experimentada por ex-Chefe do Poder Executivo estadual, a justificar a percepção de “pensão especial”. A Advocacia-Geral da União (AGU), por sua vez, pediu a declaração da inconstitucionalidade, pois o pagamento é injustificado, sem indicação da fonte de custeio. O relator do caso, Ministro Marco Aurélio Mello, alegou em seu voto que não é possível instituir subsídio para quem não mais ocupa um cargo público e nem vincular os vencimentos aos do governador em exercício. Para o Marco Aurélio, o dispositivo também violou diversos preceitos da Constituição Federal, entre eles o que exige edição de lei ordinária, e com a participação do Poder Executivo, para legislar sobre a matéria. “É tempo de atentar-se ao que impõe a Constituição Federal, cujas diretrizes não podem ser solenemente ignoradas pelos constituintes estaduais. Ante a forma republicana de governo – tal qual anunciada desde a cabeça do artigo 1º da Constituição Federal –, vale considerar o caráter imperiosamente temporário do exercício de mandatos eletivos, premissa básica e traço essencial de qualquer República”, alerta o ministro no voto. O voto foi seguido pelos demais ministros do STF. O Supremo já havia declarado inconstitucional leis semelhantes nos Estados de Mato Grosso do Sul, Sergipe e Paraíba. O entendimento da Corte é que essas pensões aos ex-governadores violam princípios constitucionais. Na prática, o benefício na Bahia já estava suspenso desde 2017, após uma decisão liminar da Justiça estadual em uma ação popular, mas agora, com a decisão do STF de declarar a regra inconstitucional, não há mais o risco do benefício voltar a ser depositado aos ex-governadores.

Homem é preso em Igaporã acusado de assédio sexual pela internet

  • Folha do Vale
  • 19 Fev 2019
  • 10:19h

Moisés/foto divulgação

Um homem acusado de cometer assédio sexual pela internet foi preso na tarde de segunda-feira, 18 de fevereiro, em Igaporã, região Sudoeste da Bahia. O acusado identificado como Moisés Dias, 34 anos, foi preso por agentes 94ª Companhia Independente de Polícia Militar, após ter marcado um encontro com uma adolescente de 15 anos, utilizando um perfil falso na rede social Facebook. A denúncia foi realizada pelo padrasto da vítima, o qual relatou aos militares que Moisés havia marcado um encontro com a jovem em um determinado lugar do município. Já com as informações, os agentes foram até o local marcado para o encontro, onde localizaram Moisés. Na casa dele foi apreendido um computador, supostamente usado para enviar mensagens e atrair essas vítimas. Ao ser detido, Moisés confessou ser o autor das mensagens. Ele foi conduzido à delegacia da cidade de Caetité, mas posteriormente transferido para a delegacia de Guanambi, onde se encontra a disposição da justiça. Ainda conforme informações, Moisés já responde uma ação judicial.

Canudos plásticos estariam com os dias contados na Bahia

  • 19 Fev 2019
  • 09:31h

A deputada estadual Mirela Macedo (PSD) protocolou um Projeto de Lei na Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA) que pretende proibir a utilização de canudos de plástico – exceto os biodegradáveis – em restaurantes, bares, quiosques, ambulantes e hotéis na Bahia. Caso seja aprovada, a lei estabelece um prazo de 180 dias para que os estabelecimentos se adaptem a nova regra. Na justificativa do projeto, Macedo relembra um levantamento do jornal Folha de S.Paulo sobre o uso dos canudos plásticos. “Se o processo de contaminação dos oceanos por resíduos sólidos continuar a ser executado como atualmente, em 2050 haverá mais lixo do que peixes nos mares de todo o mundo”, escreveu. “A buscar por alternativas menos degradantes e a criação de dificuldades à utilização de canudos plásticos certamente cooperará para a adoção de novas formas de fabricação de canudos”, justificou a parlamentar estadual. Aprovada no Rio de Janeiro, a lei contra os canudos de plástico gera elogios de ambientalistas, mas o revés de estabelecimentos que se queixam do baixo prazo para a implementação da regra.

Relatório aponta que grandes nomes da música infringiram Lei Antibaixaria no Carnaval 2018

  • 19 Fev 2019
  • 09:20h

Artistas e bandas como Leo Santana, Xanddy, Larissa Luz, Preta Gil, Luiz Caldas, Igor Kannário e La Fúria estão na mira do Ministério Público da Bahia (MP-BA) por supostamente descumprir a Lei Antibaixaria no Carnaval de 2018. O Observatório do Carnaval registrou 32 infrações cometidas por blocos, artistas e bandas na festa de 2018. Em uma recomendação enviada ao Estado da Bahia e à Prefeitura de Salvador, o órgão pede informações de aplicação de penalizações aos blocos que descumpriram a norma, executando músicas de conteúdo racista, homofóbico e/ou machista (veja aqui). A recomendação foi baseada no Relatório do Observatório do Carnaval de 2018, entregue ao MP somente em novembro do ano passado. O MP já recomendou ao Município e ao Estado que fiscalizem os blocos e insiram nos contratos uma cláusula referendando as leis e penalizem os blocos e artistas caso a regra não seja respeitada. O contratante pode ser multado em R$ 10 mil em caso de descumprimento da lei, e os blocos ou artistas podem ser multados em 50% do valor do contrato ou cachê. A Lei 12.573/12 proíbe o uso de recursos públicos do Estado para contratação de artistas que em suas músicas desvalorizem, incentivem a violência ou exponham mulheres a situação de constrangimento, ou ainda, contenham manifestação de homofobia, discriminação racial ou apologia ao uso de drogas ilícitas. Já a Lei Municipal 8.286/12 proíbe o uso de recursos públicos no âmbito do município de Salvador para contratação de artistas que em suas músicas, danças ou coreografias desvalorizem e incentivem a violência ou exponham as mulheres à situação de constrangimento.

Os blocos que receberam patrocínio do Estado e do Município e que podem ter descumprido as Leis Antibaixaria são: A Sombra, Babado Novo, La Fúria, Magarylord, Pricipe Aira, Psirico e Samba do Pretinho. Entre os possíveis infratores que receberam recursos do Município estão os blocos As Kuviteiras, Atooooxxa, Banda Pagodão, Black Style, Duas Medidas, Edcity, Emicida, Felipe Pezzoni, Hiago Danadinho, Igor Kannario, Jonh Robert, Larissa Luz/Baco Exu Dos Blues, Os Africanos, Pagode Do Vinny, Trio Independente BT- Léo Santana e Xanddy. Já por parte do Estado, receberam patrocínio e infringiram a lei os blocos da Banda Parangolé, Bell Marques, Bloco da Preta (sem cordas), Luiz Calda, Pablo, Solange, Trio Independente BT- Solange e Viola De Doze.

 

Quase 90 blocos também devem ser fiscalizados por não veicular campanhas educativas contra trabalho infantil, racismo, homofobia e violência contra mulher, como previsto no Estatuto do Carnaval. Entre eles, blocos de artistas famosos, como Aline Rosa, Anitta, Alok, Aviões do Forró, Bayana System, Claudia Leitte, Daniela Mercury, Igor Kannário, Pablo, Parangolé, Lá Furia, Ju Moraes, Larissa Luz, Cortejo Afro e Filhos de Gandhy.

 

CUIDADO COM CONVIDADOS

De acordo com a promotora de Justiça Márcia Teixeira, coordenadora do Centro de Apoio Operacional dos Direitos Humanos (CAODH), o artista, muitas vezes, é contratado pelo Estado ou Prefetura, mas chama outra pessoa para fazer uma participação especial, e esse convidado descumpre a lei. A promotora reforça que esses artistas listados, “em tese, violaram as leis antibaixaria”. “Nós pedimos que o Estado e o Município nos sinalizem esses casos para que possamos cobrar as medidas. Além disso, temos que observar a precisão das informações, as provas”, afirma. Ela cita um exemplo: “Luiz caldas tem patrocínio estadual e, em tese, violou a lei: que música foi, em quem momento foi?”, questiona. Somente com informações precisas o órgão poderá agir corretamente. “Eu não posso chamar de forma arbitrária esses artistas. Eu oficiei o Governo e o Município para informarem se chegaram denúncias formais, sinalizando essa violação e se foram tomadas providências pelo Estado e Município. Em tese, é uma violação legislativa, mas não é crime. Crime é se houver racismo e apologia ao crime”, declarou, reforçando que o caráter dessas normas é administrativo. Os artistas, por exemplo, que fazem apologia ao crime, ainda que não sejam contratados pelo Estado ou Prefeitura, são alcançados pela tipificação criminosa não prevista na Lei Antibaixaria. Durante o Carnaval, a promotora relata que o MP baiano não recebeu nenhuma denúncia formal de violação da Lei Antibaixaria.

 

Márcia Teixeira afirma que os principais fiscalizadores da lei devem ser o Estado, a Prefeitura e a sociedade e lembra que a regra foi criada para “evitar um número grande de violência contra mulheres e a comunidade LGBT e negra”. “Não é censura, é um cuidado. Embora tenha muitas críticas, a intenção é que não usemos o recurso público para incentivar práticas discriminatórias e de violência, ter mais cuidado com as crianças e adolescentes que estão no circuito e que não precisam tão cedo ficar próximos da hiperssexualização que muitas vezes acontece. Também para que tenhamos cuidado com a apologia ao crime e atos que pode legitimar a violência contra a mulher”, avalia. A promotora também pondera que as normas são uma “proteção ao patrimônio público, ao recurso público, às mulheres, à comunidade LGBT e à população negra”. “Vamos acolher e respeitar a diversidade. Não vamos usar o dinheiro público para bancar para quem não cuida do outro, para quem não é solidário com a dor do outro”, sentenciou.

 

RELATÓRIO DO OBSERVATÓRIO DO CARNAVAL
Após entregar o relatório do último Carnaval somente em novembro de 2018 ao MP, a secretária municipal da Reparação Ivete Sacramento, conforme diz a promotora, já se comprometeu a entregar os dados do Carnaval de 2019 ao MP-BA logo após a folia para que haja uma atuação mais rápida e eficaz. O relatório aponta que, de forma geral, houve um aumento expressivo de registros de violação da lei, se comparado com 2017, quando foram registradas 16 infrações. Em 2018, foram 117 registros feitos pelos integrantes do Observatório. Do total de registros, 32 artistas, blocos e bandas contavam com patrocínio público, sendo 16 do Governo do Estado e 23 do Município.

CONTINUE LENDO

Arara considerada extinta volta à caatinga ao lado de onças e outras espécies ameaçadas

  • G1 Natureza
  • 19 Fev 2019
  • 08:09h

Arara-azul-de-lear é foco de ações de preservação. — Foto: Marcelo Brandt/G1

O grito da arara ecoa pelo sertão da Bahia nas primeiras horas do dia. O chamado vem de uma das 1.700 araras-azuis-de-lear que vivem na região do Raso da Catarina, na caatinga, o bioma mais biodiverso do planeta. Elas só existem nesta parte do mundo. Monogâmicas, voam em duplas ou em trio, quando o filhote ainda não se desprendeu dos pais. No amanhecer, elas saem em busca do licuri, um coquinho que cresce aos cachos em palmeiras da região. Chegam a percorrer até 60 km ao dia atrás de alimento. Ao entardecer, retornam à morada.A aparente normalidade da cena esconde um problema: a arara-azul-de-lear (Anodorhynchus leari) está em perigo de extinção. Outros 182 animais da caatinga também estão ameaçados, como a onça-pintada e a parda, que quase desapareceram do semiárido nos últimos anos. No caso das araras, os esforços para recuperar a população passam pela manutenção dos espaços nos quais elas vivem, pela educação ambiental e pela luta contra o tráfico de animais. Para conhecer um pouco mais sobre estas ações, o G1 percorreu 1,6 mil km no sertão da Bahia e visitou as regiões do Raso da Catarina e do Boqueirão da Onça para conhecer os desafios da preservação da espécie. Retorno de arara quase extinta na caatinga mostra os desafios da conservação de espécies

 

 

Educação: 27 de fevereiro é Dia do Livro Didático

  • Naira Leite
  • 18 Fev 2019
  • 19:12h

No próximo dia 27 de fevereiro comemora-se o Dia Nacional do Livro Didático, material essencial para que crianças de todo o Brasil possam aprender e estender os seus conhecimentos.  Presente em todas as etapas da aprendizagem, desde o fundamental ao ensino superior, o livro didático é um dos mais importantes impressos para os estudantes de todo o mundo. Ainda em 2017, foram investidos 1,3 milhões de reais para distribuir 157 milhões de exemplares para 32 milhões de alunos. A previsão, na época, para 2018 era de 1,9 milhões de reais. Esses números são apenas um exemplo de como obras didáticas são de extremo valor para a educação e formação de cidadãos. São com os ensinamentos presentes em suas páginas que crianças, jovens e adultos poderão compreender sobre as mais diversas disciplinas. Veja bem, sem a educação que essas tenras obras propiciam às crianças (principalmente), não teríamos situações como a encontradas no meu poema “Papai, vamos escrever uma poesia!”, citado acima. É importante incentivar a educação, e do mesmo jeito é importante interagir com as crianças para que elas gostem da leitura, do aprendizado, e das maravilhosas descobertas que vivenciam na escola.

Criança atropelada em Itaquaraí: surgem novas versões para o fato

  • Brumado Urgente
  • 18 Fev 2019
  • 18:49h

O fato ocorreu na região do Distrito de Itaquaraí (Foto: Brumado Urgente Conteúdo)

Um atropelamento ocorrido na manhã desta segunda-feira (18) na Fazenda Gameleira, que fica na região do Distrito de Itaquaraí chamou a atenção da comunidade brumadense, já que teve como vítima um menino de 04 anos de idade, o qual, após ter sido estabilizado na UTI do Hospital Municipal Professor Magalhães Neto, foi transferido para Vitória da Conquista para passar por procedimentos de alta complexidade. A primeira versão passada foi que o menino teria sido atropelado acidentalmente por um motorista de um ônibus escolar, mas isso não foi confirmado e nem oficializado até o momento, ficando somente no campo das suspeitas, além do que nenhuma testemunha ocular se pronunciou sobre o caso. A partir do final da manhã outras versões sobre o fato surgiram, sendo a maior delas que o menino pode ter sido atropelado por um carro ou uma motocicleta, já que ele teria sido arremessado à uma distância de cerca de 4 metros, o que seria pouco provável para um ônibus escolar que tinha parado para pegar alunos no ponto. Segundo informações apuradas pelo Brumado Urgente, o motorista do ônibus foi espontaneamente à Delegacia e se colocou totalmente à disposição da Polícia para todas as investigações.

'Estava preparado para uma chatice', diz Kannário sobre Câmara dos Deputados

  • 18 Fev 2019
  • 17:43h

(Foto: Divulgação)

O deputado federal Igor Kannário, em entrevista à revista Época, disse que ficou satisfeito com o que viu em Brasília nos três dias em que exerceu a função — o dia da posse e os dias 12 e 13 de fevereiro. “Estava preparado para uma chatice. Mas achei do meu naipe, adrenalina o dia inteiro”, disse. Questionado sobre ter gostado tanto do novo trabalho e, mesmo assim, ter faltado a maior parte dos dias, o cantor atribuiu a ausência aos compromissos como músico. “Não foi obrigatória minha presença. Todo mundo sabe que tenho minha carreira artística. Tenho de me virar nos trinta para poder atender as duas demandas. No verão, as demandas de micareta fora de época na Bahia são muitas”, disse, antes de garantir que não terá dificuldades em conciliar agendas. “Organizando, dá tudo certo”, completou. Após a cerimônia de posse, em 1º de fevereiro, ele faltou à primeira semana de exercício da função e só voltou a pisar no Salão Verde na terça-feira (12), quando os trabalhos já estavam engrenados. Já na posse, chegou uma hora atrasado. Ao tentar aprender como mexer no painel da bancada, não ouviu seu nome ser chamado para proferir o juramento de posse — e perdeu a vez.

Caetité: mesmo em tempos de crise, CDL está otimista com a economia em 2019

  • Informações do Sudoeste Bahia
  • 18 Fev 2019
  • 17:22h

(Foto: Marcos Oliveira | Sudoeste Bahia)

O cenário é o mais triste. Lojas vazias, supermercados com baixa movimentação, ruas semidesertas em horário comercial. Esse é o cenário que o centro comercial de Caetité nestes primeiros 60 dias de 2019. Muitas lojas, na tentativa de reverter o cenário e fechar as contas do mês investem em promoções e anúncios em rádios e carro de som. Mas, surge uma pergunta? Quem é o culpado pela crise que assola o país há quase três anos? Em busca desta e de outras respostas aos questionamentos feitos pela população e os comerciantes, o Sudoeste Bahia entrevistou alguns comerciantes e o presidente da CDL Avandir Silveira visando obter as respostas para, quem sabe, tentar entender o porquê deste cenário desolador. De acordo com Silveira, perguntado sobre a avaliação que o mesmo faz sobre o ano passado, com relação ao poder de compra do consumidor, ele enfatiza que “2018 foi um ano de recuperação, onde, em todos os seguimentos houve uma melhora. Ou seja, o poder de compra da população está, aos poucos, engatilhando e melhorando. Não é o crescimento desejado nem sustentável, mas já houve melhoras. “Muitas pessoas tem questionado sobre o baixo desempenho do comércio de Caetité nestes primeiros 60 dias do ano. Quanto a isso, Avandir disse que “o movimento nestes primeiros dois meses é com relação à volta as aulas. Há uma grande movimentação nas escolas, papelarias e livrarias. 

O que pude observar é que existe um movimento satisfatório e um bom desempenho neste período. Digo isso de causa própria porque, fui ao comércio? Não só em Caetité, mas em toda a Bahia existe esse bom movimento”. O presidente da CDL ainda informou que, mesmo com a boa movimentação em comércios do segmento escolar, ele observou que as indústrias fazem um recesso coletivo e só retornaram no final do mês de janeiro. “Por outro lado, muitas fábricas voltaram de recesso entre 15 a 30 de janeiro. Ou seja, janeiro é considerado o mês de férias. Então, a retomada destes acontece em fevereiro”. Por fim, a nossa redação perguntou ao líder da CDL se há uma expectativa de melhora no póscarnaval. Ele nos informou que, agora, o comércio se prepara para o précarnaval ou seja, na venda de artigos para quem vai viajar, sobretudo para as estâncias litorâneas. “Estamos num momento em que as atenções estão voltadas para o carnaval. As lojas estão se preparando para a venda de produtos para quem vai viajar. Depois do carnaval faremos um levantamento para sabermos como foi o desempenho do comércio e as ações que iremos traçar”. Ele ainda explica que o novo governo ainda está em organização e que, tanto o comércio quanto o País ainda estão se encaixando e analisando como será o ano de 2019. “Só poderemos ter uma firmeza quanto à nossa economia no mês de março quando o país voltar à normalidade”, finalizou o presidente da CDL de Caetité.

CONTINUE LENDO

Nascidos em março e abril começam a receber abono salarial do PIS 2017

  • Folhapress
  • 18 Fev 2019
  • 16:43h

Foto: Reprodução

O abono salarial do Programa de Integração Social (PIS), ano-base 2017, começa a ser pago nesta semana para os trabalhadores da iniciativa privada nascidos em março e abril. O crédito em conta para os correntistas da Caixa Econômica Federal será realizado na terça-feira (19). Os demais beneficiários podem sacar o benefício a partir de quinta-feira (21). As informações são da Agência Brasil. De acordo com a Caixa, estão disponíveis mais de R$ 2,7 bilhões para 3,7 milhões de trabalhadores. Os servidores públicos com inscrição no Pasep (Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público), finais 6 e 7, também recebem o abono salarial a partir de quinta-feira (21). Os valores variam de R$ 84 a R$ 998, de acordo com o tempo trabalhado formalmente em 2017. Os pagamentos são realizados conforme o mês de nascimento do trabalhador e tiveram início em julho de 2018. Os recursos de todos beneficiários ficam disponíveis até 28 de junho de 2019. Para os trabalhadores da iniciativa privada, beneficiários do PIS, o valor do abono salarial pode ser consultado no site da Caixa ou pelo telefone 0800 726 0207. Para servidores públicos, a referência é o Banco do Brasil, que também fornece informações pessoalmente, pela internet ou pelo telefone 0800-729 00 01. Tem direito ao benefício o trabalhador inscrito no PIS ou no Pasep há pelo menos cinco anos e que tenha trabalhado formalmente por pelo menos 30 dias em 2017 com remuneração mensal média de até dois salários mínimos. Também é necessário que os dados estejam corretamente informados pelo empregador na RAIS (Relação Anual de Informações Sociais), ano-base 2017.

Homem que furtou corpo de mulher de cemitério é preso bêbado e dirigindo carro sem placa

  • G1
  • 18 Fev 2019
  • 14:08h

O ex-tenente José Gomes Rodrigues, de 57 anos, foi preso bêbado e dirigindo um carro sem placa, nas imediações da antiga rodoviária, em Campo Grande. Além deste crime,José também é investigado por furtar o corpo da antiga namorada, há seis dias, em Dois Irmãos do Buriti. Ele não teve direito à fiança e foi encaminhado ao presídio militar, conforme afirmou ao G1 o delegado Antônio Ribas Jr., plantonista da Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário (Depac) Centro. “Como se trata de um PM reformado, ele foi encaminhado ao presídio militar. José passou pelo teste e deu acima do limite. Ele alegou que não estava dirigindo o carro e começou a beber somente depois que parou. No entanto, o guarda municipal nos ressaltou que o abordou imediatamente, após ele descer do carro. Eles disseram inclusive que chamou a atenção uma pessoa circulando com o carro da frente e atrás sem placa”, explicou Ribas. Conforme a polícia, a investigação do crime do corpo, além da reincidência na embriaguez ao volante, no ano de 2016, a prisão por violência doméstica neste mês e também no ano de 2011, foram motivos para o ex-tenente permanecer preso. “Nós questionamos sobre o crime da embriaguez, mas, ele confessou novamente o furto do cadáver e disse que tem outras pessoas envolvidas”, ressaltou o delegado.

Após 2 anos, decreto que 'entregou' chave de cidade da Bahia a Deus é declarado inconstitucional pela Justiça

  • G1 | BA
  • 18 Fev 2019
  • 13:38h

Jairo Magalhães, prefeito de Guanambi, na Bahia, publicou decreto em 2017 que entre chaves da cidade a Deus. — Foto: Divulgação/ Prefeitura de Guanambi

Dois anos depois do prefeito de Guanambi, no sudoeste da Bahia, Jairo Silveira Magalhães, ter publicado um decreto no qual anuncia a “entrega da chave da cidade a Deus", o Tribunal de Justiça do estado (TJ-BA) classificou a medida como inconstitucional. A informação foi divulgada pelo Ministério Público (MP-BA). Em decisão unânime, os desembargadores do Pleno acolheram Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) ajuizada em janeiro de 2017 pelo Ministério Público estadual, por intermédio da procuradora de Justiça Ediene Lousado e do promotor de Justiça Cristiano Chaves. A decisão foi publicada na última quinta-feira (14). A Justiça já tinha determinado, em março de 2018, que o prefeito suspendesse o decreto, publicado no dia 2 de janeiro de 2017, mas o prefeito recorreu da decisão, alegando que o ato não possuía efeitos concretos. O G1 tenta contato com o prefeito nesta segunda-feira, para que possa se pronunciar sobre a nova decisão. O MP solicitou a suspensão do decreto municipal sob a alegação de que ele afrontava os princípios constitucionais da Carta Magna e da Constituição Estadual, que asseguram a laicidade do Estado e os direitos fundamentais à liberdade de consciência, de crença e à liberdade de culto religioso. Ao julgar o recurso interposto pelo prefeito, o desembargador relator Ivanilton Santos da Silva afirmou que “o que salta aos olhos é que o decreto em questão se utiliza da máquina administrativa para manifestar dogmas e crenças, levando a crer que o Estado, naquela manifestação municipal, repudia outras crenças e valores religiosos, o que pode ser um comportamento atualmente temerário e inadmissível”. Ele julgou procedente a ação do MP e decidiu pela declaração da inconstitucionalidade do decreto.

Herzem autoriza R$1 milhão para iniciar reparos após temporal e prevê mais chuva na cidade: 'Graças a Deus não tivemos vidas ceifadas'

  • BDF
  • 18 Fev 2019
  • 13:33h

(Foto: Secom | PMVC

O prefeito de Vitória da Conquista foi ao programa Resenha Geral de hoje (segunda-feira) para fazer um balanço do temporal que atingiu a cidade no último domingo (17). Em entrevista concedida a nossa reportagem, o gestor revelou que, inicialmente, já foi liberado R$1 milhão para os reparos que já começaram a ser realizados no município. O gestor disse que a situação é de alerta, já que a previsão é de mais chuva. “Graças a Deus nenhuma vida ceifada”.