Para 76%, mais importante neste momento é deixar as pessoas em casa, aponta Datafolha

  • Informações do G1
  • 06 Abr 2020
  • 10:13h

Pesquisa Datafolha publicada nesta segunda-feira (6) pelo jornal "Folha de S.Paulo" questionou a população sobre as medidas de isolamento impostas pelas autoridades para conter o avanço do coronavírus. Segundo o levantamento 76% dos brasileiros acreditam que o mais importante neste momento é deixar as pessoas em casa. 18% querem acabar com o isolamento, e 6% não sabem. O levantamento também questionou os entrevistados sobre fechamento de comércio, suspensão de aulas e quanto tempo o isolamento deve durar.

Veja abaixo os resultados:

 

Sobre medidas de isolamento

 

- O que é mais importante neste momento

 

  • Deixar as pessoas em casa: 76%
  • Acabar com o isolamento das pessoas: 18%
  • Não sabe: 6%

 

- Opinião sobre comércio não essencial

 

  • Deveria continuar fechado: 65%
  • Deveria ser reaberto: 33%
  • Não sabe: 2%

 

- Opinião sobre aulas

 

  • Deveriam ficar suspensas: 87%
  • Deveriam voltar: 11%
  • Não sabe: 2%

 

- Opinião sobre proibição de sair de casa para quem não trabalhe em serviço essencial

 

  • A favor: 71%
  • Contra: 26%
  • Não sabe: 2%
  • Indiferente: 1%

 

- Quantos dias mais vai durar o isolamento?

 

  • Até 10 dias: 12%
  • De 11 a 15 dias: 20%
  • De 16 a 20 dias: 7%
  • De 21 a 30 dias: 26%
  • 31 dias ou mais: 17%
  • Nenhum: 1%
  • Não sabe: 17%

 

- Quantos dias mais deveria durar o isolamento?

 

  • Até 10 dias: 9%
  • De 11 a 15 dias: 16%
  • De 16 a 20 dias: 6%
  • De 21 a 30 dias: 23%
  • 31 dias ou mais: 23%
  • Nenhum: 6%
  • Não sabe: 17%

CONTINUE LENDO

Aumenta no número de divórcios na quarentena

  • Fabiano Abreu
  • 06 Abr 2020
  • 09:35h

(Foto Ilustrativa)

As relações entre duas pessoas são caminhos em constante mudança. Nos tempos que vivemos, a conjuntura está a obrigar muitos casais a conviverem, a partilharem espaço de uma forma como já não faziam há muito tempo. A sociedade moderna levou-nos a ter dois casamentos, um com o parceiro e outro com o trabalho. Por norma, este último, tem de quase todos mais empenho e atenção. Segundo o filósofo e psicanalista Fabiano de Abreu a quarentena pode ser um momento ideal de pausa e avaliação. "O nosso quotidiano atribulado torna-nos muitas vezes seres preguiçosos em relação a nós mesmos e a quem partilhamos a vida. Há uma preguiça instalada nas relações. As pessoas não param para avaliar, para refletir no porquê de estar com aquela pessoa, se ela ainda nos supre ou simplesmente cedemos ao comodismo.", refere o psicanalista.

Contudo, Fabiano de Abreu alerta que não nos podemos entregar à conjuntura, não podemos confundir sentimento com estado emocional. O fato de estarmos fechados, de aumentar o nosso nível de ansiedade, de se avistarem dificuldades a nível económico pode acionar em nós emoções não desejadas. Essas devem ser filtradas, ponderadas com calma. "Este tipo de avaliação deve ser muito cautelosa. Temos que medir, compreender se realmente quem está ao nosso lado já não tem o mesmo impacto na nossa vida. Se realmente o sentimento findou mas não tínhamos dado conta. As pessoas muitas vezes ficam juntas por conforto e segurança mas, em tempos de crise, podem acontecer rupturas definitivas. Por vezes o medo da solidão pode sobressair.", esclarece. Por outro lado, segundo a linha do filósofo há casais onde acontece o oposto. Mesmo tendo sentido uma desconecção por toda uma rotina, agora, neste momento de paragem a relação se fortalece. Segundo Fabiano, " Existem casais que na adversidade se fortalecem, que não cedem aos impulsos e usam o momento para pensar em dupla. Seguem a velha máxima de que uma cabeça pensa melhor que duas. Usam a quarentena para delinear estratégias, buscando um ponto de equilíbrio. Juntos irão recuperar e fazer frente ao que estiver por vir. " Segundo o filósofo o casamento pode se transformar em algo mais concreto, sai do abstrato. “Há quem viva um relacionamento abstrato pois está com a mente totalmente ocupada em seus afazeres. O concreto é o que define uma linha racional dentro de uma realidade vivida.”  Estes momentos servem para ter a percepção real. Ou realmente o relacionamento está acabado ou segue mais forte. Os momentos de paragem obrigam-nos a olhar para situações que protelávamos há mais tempo do que o desejável. Finalizando o tema o filósofo alerta para outro fator. Segundo o estudioso o mundo caminha para a solidão. As famílias são cada vez mais pequenas, menos filhos. Há uma individualização instalada. Estamos nós, enquanto humanos preparados para seguir sozinhos?  " Momentos críticos fazem-nos refletir sobre as nossas escolhas. Preferimos passar por esta crise apenas por nossa conta ou, se de facto, a base familiar é uma ajuda. ", indaga.  

CONTINUE LENDO

Clima chuvoso favorece o isolamento social em Brumado; município não vem registrando novos casos confirmados da Covid-19

  • Brumado Urgente
  • 06 Abr 2020
  • 08:31h

As ruas desertas mostram que os brumadenses vêm cumprindo o isolamento social de forma satisfatória (Foto: Daniel Simurro | Brumado Urgente)

Acostumada quase sempre ao calor e dias ensolarados, a população brumadense se deparou na manhã deste 06 de abril com um clima chuvoso e nuvens pesadas, totalmente atípico, mas, em contrapartida, muito favorável para o isolamento social. A população vem atendendo, mesmo sabendo das dificuldades econômicas, o apelo ao isolamento social, o que vem contribuindo para o não surgimento de novos casos confirmados, já que há vários dias o número está estacionando em 05. Alvo de críticas por parte de pessoas de outros municípios que apontaram Brumado como um dos principais focos do coronavírus na região, o que despertou indignação em muitos, a realidade vem se mostrando outra. Apesar dos 354 casos notificados, o número de descartados aumentou para 17, tendo apenas 04 aguardando resultado segundo o último boletim da SESAU divulgado às 18h30m deste domingo (05). Com o clima de garoa e céu fechado, o isolamento social vai ser ainda mais facilitado o que deverá contribuir ainda mais para a redução dos casos, ainda mais nesse período que é considerado o mais preocupante da proliferação. Então a recomendação do #fiqueemcasa acaba sendo uma boa dica para o fortalecimento dos laços familiares e de um bom entretenimento já que os acessos às plataformas como a NetFlix estão cada vez mais altos.

(Divulgação)

Rotary Club doa milhares de máscaras para serem entregues junto as cestas básicas da Prefeitura de Brumado

  • Redação
  • 06 Abr 2020
  • 07:52h

(Foto: Divulgação)

O lema do ROTARY é "Dar de si, antes de pensar em si". Nesse pensamento os rotarianos e as companheiras da Casa da Amizade de Brumado, em solidariedade aos brumadenses e ao governo municipal, contribuiram na continuidade das ações necessárias diante do COVID 19 doando 7.600 máscaras de proteção para a Prefeitura de Brumado. Em parceria com a Secretaria de Educação e de Desenvolvimento Social a ideia foi de colocar um kit, contendo duas máscaras com instruções de higienicação, junto as cestas básicas que as familias de alunos em vulnerabilidade sociail estarão recebendo a partir dessa segunda-feira (06/04). Com essa iniciativa incentivam as famílias a fazerem o uso das máscaras enfatizando a importância do isolamento social.

Vários municípios baianos são classificados como de alto risco de propagação da Covid-19

  • Redação
  • 06 Abr 2020
  • 07:40h

(Foto: Reprodução)

estudo sobre o avanço da pandemia do novo coronavírus na Bahia aponta que 91 dos 417 municípios, incluindo Salvador, oferecem risco acentuado de propagar novos casos de Covid-19 nas próximas semanas. Feira de Santa, Alagoinhas, Barreiras, Ilhéus, Itabuna e Vitória da Conquista também aparecem na lista (veja quadro completo mais abaixo). O levantamento é de autoria de pesquisadores vinculados a quatro universidades — as baianas Ufba e Uefs, além da Unicamp, de estado de São Paulo. Ao compilar dados geográficos de cada cidade, o grupo considerou a presença de rodovias, ferrovias, portos e aeroportos como vetores de contaminação e os relacionou àqueles que já apresentam registros do novo coronavírus. As informações foram tratadas em sistemas de informações geográficas, cuja estimativa total abrange 323 municípios, dos quais 91 deles integram a faixa de probabilidade acentuada. Segundo o estudo, assim que a pesquisa foi finalizada, na quinta-feira (2), Palmeiras, na Chapada Diamantina, confirmou o seu primeiro caso da doença. O município figurava lista de riscos elevados, afirmam os pesquisadores. De acordo com os autores, o levantamento foi encaminhado à Secretaria de Saúde do Estado da Bahia(Sesab) de modo a abalizar ações de enfrentamento à pandemia. Com informações do Blog do Sena.

 

Estados e municípios devem decidir como cumprir calendário escolar

  • 05 Abr 2020
  • 19:26h

Foto: Brumado Urgente Conteúdo

A Medida Provisória que permite que escolas tenham menos de 200 dias letivos no ano, desde que garantam 800 horas de ensino na educação infantil, no ensino fundamental e no ensino médio, trouxe respaldo legal para o que as redes de ensino já vinham fazendo, de acordo com a presidente do Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed).“Isso vai dar uma liberdade maior para quando os alunos voltarem. Podemos, mais à frente, colocar um sexto tempo, usar alguns sábados letivos com sexto tempo também. Ao mesmo tempo, podemos contar com as nossas aulas remotas vinculantes que estão contando como aulas realmente no calendário escolar", disse Cecília.

Os estados são responsáveis, principalmente, pela oferta do ensino médio. Eles também ofertam os anos finais do ensino fundamental, etapa que vai do 6º ao 9º ano.

De acordo com a Agência Brasil,  Consed reuniu, em uma página da internet, as resoluções, pareceres, instruções normativas e notas de esclarecimentos do Conselho Nacional de Educação, da União Nacional dos Conselhos Municipais de Educação e dos Conselhos Estaduais e Municipais de Educação, sobre o calendário escolar e a oferta de conteúdos a distância.

 

 

ENSINO A DISTÂNCIA
A desigualdade entre as várias regiões do país e entre os vários estudantes brasileiros preocupa na hora de substituir as aulas presenciais por aulas a distância. Por isso, a União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime) defende que, no processo de reorganização do calendário escolar, é necessário, primeiramente, esgotar todos os esforços para cumprir as 800 horas de maneira presencial. Para isso, as redes podem, após o retorno as aulas, ampliar a jornada diária, realizar atividades no contraturno, ter sábados letivos, usar de períodos de recesso e/ou férias - após negociação com a categoria, entre outras alternativas. A entidade defende que, caso seja feito o uso da modalidade de educação a distância como substitutiva às aulas presenciais, sejam garantidos "suporte tecnológico, metodológico e de formação dos professores, por parte da União e dos governos estaduais às redes municipais”. Por lei, a educação a distância pode ser feita no ensino médio e, em situações emergenciais, como durante a pandemia da covid-19, no ensino fundamental.  A MP publicada nesta semana não trata da educação infantil, que compreende a creche e a pré-escola. A Undime defende que a EaD não seja aplicada nessa etapa.

ESCOLAS PARTICULARES

Para as escolas particulares, de acordo com o presidente da Federação Nacional das Escolas Particulares (Fenep), Ademar Batista Pereira, a medida facilita o planejamento. “Fomos autorizados a voltar a trabalhar, não precisaremos sacrificar os sábado, podemos nos preparar para continuar a vida escolar”, afirmou.. Segundo ele, a pandemia está sendo uma oportunidade para “aprender a usar algumas ferramentas para as quais havia resistência. Não vão substituir de forma definitiva o ensino presencial, mas vão permitir fazer algumas coisas que são possíveis fazer, levando em consideração a idade das crianças.” Em nota, o secretário de Educação Básica do MEC, Janio Macedo, afirmou que a flexibilização é autorizativa “em caráter excepcional e vale tão e somente em função das medidas para enfrentamento da emergência na saúde pública decretadas pelo Congresso Nacional”. Ele reforça que a flexibilização deverá observar as normas dos respectivos sistemas de ensino.

No Brasil, há suspensão de aulas em todos os estados para conter o avanço da pandemia do novo coronavírus. A medida não é exclusiva do país. No mundo, de acordo com os últimos dados da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), que monitora os impactos da pandemia na educação, 188 países determinaram o fechamento de escolas e universidades, afetando 1,5 bilhão de crianças e jovens, o que corresponde a 89,5% de todos os estudantes no mundo. 

CONTINUE LENDO

Mais duas cidades da região registram casos de coronavírus

  • Com informações do Blog do Eddy
  • 05 Abr 2020
  • 10:46h

(Foto: Reprodução)

O município de Itarantim registrou o primeiro caso de coronavírus (Covid19), no final da noite deste sábado (04) de abril. A informação foi publicada pelo próprio prefeito Paulo Construção em sua página na rede social (Facebook);. A Secretaria de Saúde informa, que infelizmente hoje foi registrado o primeiro caso de COVID-19 em Itarantim. Logo após a divulgação do Boletim Epidemiológico diário, o resultado foi liberado pelo Sistema do Lacen Estadual como detectável para o Novo Coronavírus, às 23:40. O primeiro caso confirmado trata-se de um Itarantiense que estava sendo devidamente acompanhado e monitorado. O paciente encontra-se em isolamento domiciliar. Além disso, todos os seus contatos familiares também estão sob monitoramento e sem sintomas respiratórios. Apesar dos inúmeros esforços do Prefeito, órgãos competentes e de toda sociedade, o vírus chegou ao nosso município e agora a nossa luta é para a não propagação. Portanto, reiteramos que todos FIQUEM EM CASA!!! Outra cidade da região que registrou caso de coronavírus foi a cidade de Piripá.

 

Governo usará dados de teles para monitorar circulação de pessoas

  • Agência Brasil
  • 05 Abr 2020
  • 10:42h

(Foto: Agência Brasil)

As operadoras de telecomunicação repassarão informações sobre a circulação de pessoas para que o governo faça avaliações e desenvolva estratégias de prevenção e combate à epidemia do novo coronavírus. A parceria vai durar o período da calamidade pública da Covid-19 e envolve as empresas Vivo, Claro, Oi, Tim e Algar. De acordo com o sindicato que representa o setor (Sinditelebrasil), serão repassados dados agregados e anonimizados da circulação dos seus clientes. Os dados permitirão visualizar “manchas de calor” da concentração de pessoas em localidades de todo o país, auxiliando o governo a localizar onde estão ocorrendo aglomerações. Quando uma pessoa liga um celular, o aparelho se conecta a uma antena, chamada no linguajar técnico de Estação Rádio-Base (ERB). Segundo o presidente-executivo do Sinditelebrasil, Marcos Ferrari, a informação repassada ao governo será de quando e onde ocorreram essas conexões entre usuário e redes das operadoras. “O que nós estamos disponibilizando para o governo é este dado estatístico agregado. Não vamos falar em número de linha nem em nome da pessoa. Em tal dia estavam conectadas tantas linhas em tal antena. Isso é um mapa. Olha por cima do país e enxerga como se dá a concentração de pessoas, deslocamento delas por meio deste mecanismo estatístico”, disse Ferrari. Os dados serão consolidados no fim do dia e repassados a um servidor da empresa estadunidense Microsoft, de onde poderão ser acessados pelo governo. Assim, o “mapa” mostrará a situação sempre do dia anterior. As cinco operadoras possuem uma grande base de dados, somando 214 milhões de chips (embora vários clientes tenham mais de um chip). “A forma como o governo vai usar esse dado pode ser de diversas maneiras. A gente não vai interferir nisso, pois é uma decisão do governo. Pode ser uma universidade que pode fazer esse uso dos dados, ou empresa terceirizada que lide com inteligência artificial. Para isso governo está botando a governança dele para aplicar de maneira eficiente estes dados”, comenta o executivo do Sinditelebrasil. Ele acrescenta que os princípios de proteção previstos na Lei Geral de Proteção de Dados e do Marco Civil da Internet serão respeitados.

Hospitais de SP usarão plasma de pacientes curados de coronavírus para tratar casos graves

  • 05 Abr 2020
  • 08:33h

Foto: Miguel SCHINCARIOL / AFP

Os hospitais Albert Einstein, Sírio-Libanês e Universidade de São Paulo foram autorizados pela Comissão Nacional de Ética em Pesquisa (Conep) para dar início em testes clínicos com plasma de pacientes que já se recuperaram do coronavírus em doentes em estado grave.

Hospitais pelo mundo também tem sido autorizados a realizar o procedimento. De acordo com reportagem do jornal O Globo, nos Estados Unidos a agência de vigilância Sanitária, a Food and Drug Administration (FDA), autorizou o tratamento experimental contra a Covid-19 usando plasma de pacientes que já se recuperaram da doença provocada pelo novo coronavírus. Um estudo feito com cinco pacientes graves internados em um hospital da China, usando o mesmo método, já demonstrou eficiência.

"Se a terapia funcionar como nós estamos esperando, dentro dos parâmetros que nós estamos esperando, ela deve ser útil para evitar que um grande número de pessoas vá para a UTI. Que é justamente onde está o maior gargalo. Você tem bem menos gargalo, felizmente, na internação comum do que em UTI, porque os números de leitos são bem menores. Então, o objetivo da pesquisa, entre outras coisas, é claramente diminuir o número de pacientes que necessitem de suporte de Terapia Intensiva", disse Luiz Vicente Rizzo, diretor de pesquisa do Hospital Albert Einstein.

Prefeitura de Brumado iniciará na próxima segunda-feira (06) a distribuição de cestas básicas para famílias de alunos cadastrados no Bolsa Família; confira a lista

  • Brumado Urgente
  • 04 Abr 2020
  • 12:51h

(Foto: Divulgação Ascom | PMB)

Diante do impacto provocado pela crise da Covid-19 em Brumado os alunos da Rede Pública Municipal, os quais realizavam 4 refeições diárias nas ETIs. Diante desta situação a Administração “Educar para Libertar” criou um comitê especial formando por profissionais das áreas de Educação, Assistência Social, Jurídico e Administração.

Foram dias de trabalho buscando formas juridicamente corretas, inclusive em entendimento com o Ministério Público e Defensoria Pública. A Secretária de Educação em conjunto com os profissionais da SESOC identificaram as famílias de alunos da rede municipal de ensino que se encontram em  vulnerabilidade social através de consulta no sistema do Governo Federal que fazem parte do Programa Bolsa Família, então, nesse sentido estão sendo adquiridas 3.800 cestas básicas as quais serão distribuídas a partir desta segunda-feira (06) a começar pelo Bairro São Félix, com os horários agendados pela diretoria da escola que entrará em contato com as famílias cadastradas no Programa Bolsa Família, sempre se evitando as aglomerações.

Vale ressaltar que as famílias que já recebem as cestas do Programa Avante Sertanejo não entram nessa seleção.

Em cada escola terá a lista dos beneficiários, portanto, quem não tem aluno na rede municipal de ensino e que recebe o Bolsa Família, evite aglomerações, pois as cestas serão distribuídas apenas para quem consta na lista.

A distribuição será realizada um dia por semana conforme o cronograma abaixo. Na zona rural a distribuição será feita em comunicado feitos pelos diretores visando se evitar o ajuntamento de pessoas.  

Confira o cronograma da distribuição: 
Segunda-feira (06/04)
- E.M.T.I. Eny Novais Mafra
- E.M.T.I. Maria Iranilde Lobo
- E.M.T.I. Idalina Azevedo Lobo
Obs. As creches do bairro receberão na Escola do CAIC
Terça-feira (07/04)
- E.M.T.I. Roberto Santos (incluindo a Creche Alisson Patrick)
- E.M.T.I. Oscarlina Oliveira Silva
- E.M.T.I. Maria das Graças Assis Correia
- E.M.T.I. Emerson Kawã
- E.M.T.I. Armida Maria Azevedo
Quarta-feira (08/04)
- E.M.T.I. Ayrton Viana (Incluindo a crèche Natanel)
- E.M.T.I. Clarice Morais
- E.M.T.I. CMEAS
- E.M.T.I. Elcio José Trigueiro
- E.M.T.I. Nice Públio da Silva Leite
- E.M.T.I. Scheilla Barreto
- E.M.T.I. Santa Rita de Cássia
Quinta-feira (09/04)
- E.M.T.I. Zilda Neves
- Escola Antônio Carlos Magalhães – EJA

Visando ampliar as equipes no combate à Covid-19, Brumado se inscreve no Programa “Brasil Conta Comigo”

  • Ascom | PMB
  • 04 Abr 2020
  • 12:25h

(Divulgação)

O programa "O Brasil Conta Comigo" é uma iniciativa do governo federal, por meio do Ministério da Saúde e Ministério da Educação, considerando a emergência em saúde pública decorrente da Covid-19. A ação é voltada aos alunos da área de saúde e deve ser implementada por meio da adesão dos estados e municípios. O município de Brumado fez a sua adesão e realizou o cadastro para receber estudantes da área de saúde de todo o Brasil que se inscreveram no programa, os quais serão convocados por meio de correspondência eletrônica para, depois, se apresentar no estabelecimento de saúde indicado.  De acordo com o edital, os estudantes que participarem poderão trabalhar em unidades de Atenção Primária à Saúde, unidades de Pronto Atendimento, estabelecimentos da rede hospitalar, estabelecimentos de saúde em geral. De acordo com o Ministério da Saúde, podem participar do programa "O Brasil Conta Comigo" os alunos matriculados em instituições de ensino superior, públicas e privadas, que integram o sistema federal de ensino, cursando o 5° e 6° ano de Medicina, além de alunos do último ano dos cursos de graduação em Enfermagem, Fisioterapia e Farmácia. Os estudantes poderão atuar nas áreas de clínica médica, pediatria e saúde coletiva, de acordo com as especificidades de cada curso. A expectativa da Secretaria Municipal de Saúde de Brumado é que muitos estudantes, especialmente os que nasceram no município e fazem seus cursos em outras regiões possam atender a convocação e reforçar o quadro de profissionais de saúde que vêm atuando com muito empenho na linha de frente no combate à Covid-19.

Mandetta prega racionalidade e equilíbrio entre países na distribuição de insumos

  • por Jade Coelho I BN
  • 04 Abr 2020
  • 11:27h

Foto: Wagner Pires I Estadão Conteúdo

O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, aproveitou a coletiva de imprensa desta sexta-feira (3) para pregar comportamento mais racional e equilibrado entre os países. Nesta sexta o Brasil foi impactado por problemas na aquisição de respiradores pela Bahia. Os equipamento ficaram retidos nos Estados Unidos. E o governo americano vem tentando obrigar a 3M, uma das principais fornecedoras da máscara N95 do mundo, a limitar a venda de seu estoque para países como Canará e América Latina. Na avaliação do ministro da Saúde, é preciso diálogo entre os países. Ele defendeu "o mínimo de racionalidade para achar o ponto de equilíbrio".

Mandetta explicou que a China é o maior produtor de matéria prima e insumos médicos, e desde que o país começou a registrar aumento no número de casos de coronavírus "se fechou" e parou de fornecer materiais para o resto do mundo. "Nós permanecemos um intervalo de tempo com a China fechada em relação às exportações para atender ao mercado interno. E quando reabriu, o mundo inteiro começou a comprar", acrescentou. Nesse sentido, o ministro reforçou a importância da redução de atividade social. Com menos insumos, o sistema de saúde pode entrar em colapso ainda mais cedo. Questionado sobre a possibilidade de empresas brasileiras produzirem respiradores, o ministro citou a possibilidade, mas ressaltou "que não se faz um sistema de saúde estilo 'faça-se a luz'".

Adab regulamenta procedimentos para abate de jumentos na Bahia

  • Informações do G1/BA
  • 04 Abr 2020
  • 11:06h

Jumentos morrem por maus-tratos — Foto: Reprodução/TV Sudoeste

A Agência de Defesa Agropecuária da Bahia (Adab) regulamentou os procedimentos para o trânsito e o abate de jumentos na Bahia. Segundo informações da Adab, a preservação da espécie é garantida quando fica proibido o abate das fêmeas no terço final da gestação, o abate dos animais com peso inferior a 90 kg e na limitação de 40% do abate de fêmeas por lote. De acordo com a agência, o bem-estar dos jumentos é garantido pelas propriedades de triagem e criação, com responsável técnico, vinculado ao frigorífico e com capacidade de recepção e manutenção dos animais dentro das normas técnicas de bem-estar animal. As propriedades serão previamente cadastradas e fiscalizadas pelos técnicos da Adab. As empresas deverão ter estrutura de curral, cercas de divisas, bebedouros e alimentação suficiente para os jumentos. A Adab informou que, inicialmente, os animais serão abatidos pelo frigorífico da cidade de Amargosa, único no mundo credenciado pelo governo chinês para o abate de jumentos. A carne é utilizada para consumo humano e a pele é procurada pela indústria farmacêutica e de cosméticos. Os procedimentos foram regularizados no dia 17 de março. Em setembro do ano passado, o Tribunal Regional Federal (TRF) suspendeu a liminar da Justiça Federal que proibia os frigoríficos de abater jumentos na Bahia.

 

 

Região Sudoeste registra primeira morte por coronavírus; vítima tinha 28 anos e morava em Itapetinga

  • Informações do Sudoeste Hoje
  • 04 Abr 2020
  • 10:20h

(Fotos: Reprodução)

Foi confirmado, na noite desta sexta-feira (3), o primeiro caso de Coronavírus no município de Itapetinga, detectado através de teste realizado no LACEN, em Salvador. A vítima foi a jovem RAFAELA DE JESUS SILVA,  de 28 anos, que deu entrada na UPA, na última quarta-feira, e veio a óbito com quadro de insuficiência respiratória, fortes dores de cabeça e febre.  Diante do quadro grave e do óbito repentino, a Secretaria Municipal de Saúde fez a coleta do material para teste de COVID-19 e encaminhou para o LACEN, em Salvador, que confirmou o diagnóstico de Coronavírus no início da noite de hoje. O anúncio oficial será feito pelo próprio prefeito Rodrigo Hagge, ainda hoje, em Live pelo seu Instagram. A Secretaria de Saúde de Itapetinga deverá emitir um boletim neste sábado, esclarecendo o caso e informando as providência adotadas em relação às pessoas que mantiveram contato com a vítima. 

Apoiador de Bolsonaro, Carlos Vereza diz que 'tirou time de campo' após ataques a Mandetta

  • por Ian Meneses I Bahia Notícias
  • 04 Abr 2020
  • 09:04h

Foto: Reprodução TV Globo

Veterano da dramaturgia e apoiador do presidente Jair Bolsonaro, o ator Carlos Vereza anunciou nas redes sociais, nesta sexta-feira (3), que encerrá as postagens abertas ao público. 

A iniciativa foi tomada após ele publicar, na quinta-feira (2), uma opinião sobre a conduta de Bolsonaro diante dos posicionamentos do ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta. “Estava tentando defender Bolsonaro, não tanto por ele, mas pela normalidade das instituições. Mas ele desautorizar publicamente o ministro da Saúde por ciúmes, não dá mais. Tirei o time”, escrevera. Segundo Vereza, a decisão, de a partir de agora escrever para poucos, não foi motivada por “cansaço”, mas pelo fato dele “estar constatando a invasão de uma horda de bárbaros, quadrúpedes fanatizados, filhotes sectários formados pelo populismo do honesto mas egocêntrico Jair Messias Bolsonaro”.

O veterano afirmou não ver “nenhuma diferença” de tal grupo com “os quadrúpedes petistas fanatizados pelo gatuno Lula da Silva”, mas lembrou de Umberto Eco, que previu e “alertou para os imbecis que ocupariam as redes sociais”. “Nada veem além da própria limitação para compreender, que a crítica bem intencionada, significa alguma esperança no político que apoiei publicamente, antes das eleições, e mesmo depois, e depois. Mas os dedos acusadores erguem-se ao lado de clichês, de frases mal articuladas. E, os que tentam apontar os desvios de rumo do presidente, são alvo da ignorância, do linchamento de reputações”, continuou.  Ao término do desabafo, Vereza destacou que fez “muitos e queridos amigos e amigas”, tantos que lhe “honraram com trocas intelectuais, amoráveis e nunca virtuais”. Ele, porém, lamentou ao constatar que “tentar a racionalidade neste momento, é tarefa semelhante ao mito de Sísifo - no caso, em geral, dialogar com o próprio eco”.