Por enquanto, nada que indique uma 2ª onda de coronavírus, diz Rui Costa

  • Redação
  • 19 Out 2020
  • 09:57h

Em apelo a prefeitos do interior, governador sugeriu que testagem da população seja ampliada |

O governador Rui Costa (PT) afirmou na manhã desta segunda-feira (19) que os indicadores epidemiológicos, por enquanto, não apontam para a possibilidade de uma segunda onda de contaminações por Covid-19 na Bahia. Em entrevista coletiva, o governador disse que, embora tenha sido verificado um aumento na taxa de ocupação dos leitos de UTIs pediátricas, a situação está sob controle. “Os números de [pacientes] internados continuam estáveis, com tendência de redução, tanto é que nós desativamos a Fonte Nova. Os leitos infantis, esses qualquer variação eles impactam muito percentualmente. Como até aqui [o coronavírus] não foi uma doença que chegou às crianças, o número de leitos reservados a crianças foi muito pequeno. Então, quando você tem dez leitos, se aparecem duas crianças a mais, cresceu 20%. Se você tinha cinco, apareceram duas, vai para 70%. Se apareceram três crianças, 80%. Então os números desde o início da pandemia dedicados a crianças sempre foram números, comparados com adulto, muito pequenos. Chegaram  ser menos de 10% os leitos dedicados a crianças. Por enquanto nada que indique uma segunda onda”, afirmou Rui Costa. Na entrevista, o governador também fez um apelo para os prefeitos de cidades do interior continuarem testando a população. “Nós temos testes PCR disponíveis. Estamos fazendo testes hoje, infelizmente, abaixo da capacidade do Lacen., porque nós diminuímos muito a testagem dos municípios”, pediu o chefe do Executivo estadual.


Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.