Aras pede ao STF que dinheiro nas malas de Geddel seja usado no combate ao coronavírus

  • Matheus Leitão
  • 27 Mar 2020
  • 15:18h

Polícia Federal descobriu as malas de dinheiro em

O procurador-geral da República, Augusto Aras, pediu ao Supremo Tribunal Federal (STF) que o montante apreendido no "bunker" do ex-ministro Geddel Vieira Lima, cerca de R$ 50 milhões, seja usado na compra de equipamentos e materiais médicos para combater os efeitos da pandemia do coronavírus. O pedido foi enviado ao ministro Edson Fachin, relator da Lava Jato no STF. “Como reconhecido no acórdão condenatório, tais valores são provenientes da prática de uma série de atos antecedentes de corrupção e de lavagem de dinheiro”, afirma Aras no pedido. Segundo o procurador-geral, “tendo em vista a crise na saúde pública decorrente da pandemia vivenciada, o caráter fungível dos valores pecuniários apreendidos, bem como a orientação para o emprego de recursos obtidos a partir de condenações penais no combate à doença, vislumbra-se a possibilidade de se destinar, desde logo, os valores apreendidos no endereço vinculado aos réus para a aquisição de materiais e equipamentos médicos”.

Malas
Geddel
Dinheiro
Covid-19

Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.