'Lógico que Moro deve ser contra', diz Bolsonaro sobre recriar ministério

  • Poder360
  • 23 Jan 2020
  • 06:05h

(Foto: Reprodução)

Um dia depois de afirmar que “vai estudar” a recriação de 1 Ministério da Segurança Pública, o presidente Jair Bolsonaro disse nesta 5ª feira (23.jan.2020) que “é lógico que o [ministro Sergio] Moro deve ser contra” esta medida. No entanto, não voltou atrás. Manteve o discurso de que pensará na possibilidade.“É comum eu receber demanda de toda a sociedade e ontem eles [representantes das secretarias de Segurança] pediram a possibilidade de recriar o Ministério da Segurança. Isso vai ser estudado, é estudado com o Moro… É lógico que o Moro deve ser contra. Mas é estudado com os demais ministros. Rodrigo Maia é a favor também da Segurança”, falou.A apresentação da ideia foi feita por representantes de secretarias estaduais de Segurança numa reunião realizada na última 4ª feira (22) no Palácio do Planalto. O encontro foi transmitido por live no Facebook. Já a declaração de Bolsonaro foi feita na saída do Palácio da Alvorada, residência oficial da Presidência, antes de ele seguir para a Base Aérea de Brasília com destino à Índia nesta 5ª.Um eventual desmembramento entre Justiça e Segurança Pública esvazia o papel de Moro no governo. Porém, o presidente disse que o ministro foi convidado para o ministério quando as pastas ainda eram desvinculadas e vai reavaliar se mantém a junção. “Temos que ver como é que se comporta esse setor da sociedade para melhor decidir”, falou.“Se [o ministério da Segurança Pública] for criado, daí ele [Moro] fica na Justiça. Era o que era inicialmente”, afirmou.Bolsonaro também mencionou que “evita falar em criação de ministério porque é mais despesa”. Disse ainda que, se tivesse que decidir, manteria o Ministério da Pesca, que tem status de secretaria neste governo.“Eu confesso para você que se fosse hoje deixaria ministério, porque o Brasil é um mar para essa área, é 1 dos países que têm mais água do mundo. A Embrapa mesmo diz: com 1 hectare de água doce, você pode tirar de 10 a 15 toneladas de tilápia do ano”, afirmou.De acordo com o presidente, o secretário de Pesca, Jorge Seif Júnior, “merecia” que a área voltasse a ter status de ministério “para melhor divulgar, difundir e estimular a pesca e a aquicultura no Brasil.”


Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.