Um estudante de medicina e um outro organizador de eventos em Conquista, foram presos com ecstasy e super maconha

  • Redação
  • 23 Jan 2020
  • 07:52h

(Foto: Divulgação)

Dois jovens de 23 anos, um deles estudante de Medicina, foram presos com comprimidos de ecstasy e 1,5 quilo de skunk, droga conhecida como “supermaconha”, por ser mais potente. Segundo a Polícia Militar, eles ainda tentaram subornar os militares para evitar a prisão. Os dois foram abordados no pátio de um posto de combustíveis em Salinas (MG) nesta segunda-feira (20). “Deparamos com os dois suspeitos durante uma operação policial de rotina. Um deles estava dentro de um carro e o outro permanecia do lado de fora, ao lado de outro automóvel. Suspeitamos e fizemos a abordagem. Um tinha 101 comprimidos de ecstasy no bolso e o outro estava com uma mala contendo o skunk”, explica o sargento Fabiano Figueiredo. Fabiano Figueiredo conta que “supermaconha” estava no banco de trás de um dos veículos. 

O sargento ainda afirma que os dois tentaram subornar a equipe.“Quando demos voz de prisão, eles perguntaram se não havia outra forma de resolvermos a situação. Eu questionei qual seria e eles disseram que poderíamos ficar com o dinheiro que estava com eles. Informei que, além do tráfico, seriam autuados por tentativa de corrupção ativa.” Com os dois, foram encontrados R$ 709, uma nota de um dólar e outra de 2 mil pesos colombianos. Os carros que eles usavam também foram apreendidos, um estava com a documentação irregular. Os dois envolvidos são naturais de Vitória da Conquista (BA). A suspeita é de que o estudante de Medicina, que faz faculdade em Montes Claros (MG), seria o responsável por vender droga na região. Já o outro, que é organizador de eventos em Vitória da Conquista, usaria as festas que faz para distribuir entorpecentes. “Durante a ocorrência conseguimos levantar informações de haveria mais drogas na casa do indivíduo que organiza os eventos. Acionamos os policiais da Bahia, que apreenderam mais entorpecentes e prenderam três pessoas, entre elas, a namorada dele”, finaliza o sargento Fabiano Figueiredo. Os presos e o material foram levados para a delegacia de Salinas.

Informações do Blog do Léo Santos

Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.