Cantor diz que amigos tiveram prejuízo de quase R$ 2 mil após ele ter nº de celular clonado; delegado dá dicas de como evitar crime

  • 13 Jan 2020
  • 15:34h

( Foto: Reprodução / TV Bahia)

O número de crimes feito através do telefone celular cresce a cada dia. O cantor soteropolitano Yan Cloud foi uma das vítimas recentes desse tipo de prática. Ele contou que dois amigos chegaram a depositar uma quantia de quase R$ 2 mil na conta dos criminosos. Segundo Charles Leão, delegado especializado em repressão aos crimes por meio eletrônico, é importante que as pessoas usem a internet para se proteger da situação. Habilitar o duplo fator no WhatsApp é uma das formas de aumentar a segurança no uso do aplicativo, por exemplo. Yan conta que tudo começou depois que um perfil falso de uma artista famosa mandou uma mensagem para ele no Instagram e, na sequência, ligou para ele. Foi durante a ligação que eles clonaram o WhatsApp, aplicativo de mensagens instantâneas, dele. “Eles falaram aqui é da assessoria. A gente vai ter um evento e queríamos que você participasse. Eu vou te mandar o convite no e-mail e você me responde com o nome da pessoa que você quer levar como acompanhante. Eu vou te mandar um SMS e você vai usar como código para ter acesso ao convite que você vai apresentar na entrada, no dia do evento. Eu olhei a notificação no celular. Estava só o código sem remetente. Ai eu falei: o código é tal. Na hora que eu falei, ele me deslogou do meu WhatsApp. Meu amigo chegou no meu instagram e falou: “Hackearam seu whatsapp” e mandou um print para mim. Comecei a ligar para as pessoas que eu sabia que poderiam ter dinheiro para emprestar essa quantidade grande. Nesse processo todo, dois amigos depositaram dinheiro. Um depositou R$ 1.500 e outro R$ 200", disse. Ele contou ainda que registrou o caso na polícia, mas que não espera conseguir o dinheiro de volta. “Não tenho como devolver o dinheiro. Uma quantia alta e os amigos vão ficar no prejuízo. A gente não conseguiu resolver ainda e não acredito que resolva. O sistema é muito lento para isso. Não acredito que vai resolver”, pontuou Yan. Além dele, o administrador Marcos Peixoto também teve o aplicativo WhatsApp hackeado. Apesar disso, nenhum conhecido chegou a depositar dinheiro na conta dos criminosos. Ele disse que tudo aconteceu durante um anúncio de imóvel. “Assim que eu anunciei o imóvel, em menos de cinco minutos entraram em contato comigo informando que queriam tirar algumas dúvidas, porque estavam tendo muitas fraudes. Perguntaram meu nome, meu telefone e me passaram um código de ativação do anuncio. Mas, na verdade, esse código era para clonar meu whatsapp. Eu passei. Eu estava falando com atendente na hora, e passei o código. Mas, assim que passei, percebi que eu estava caindo em um golpe. Deu tempo de entrar em contato com alguns amigos meus e pedindo um empréstimo de R$ 800. Graças a Deus ninguém caiu no golpe. Um amigo meu chegou a pedir os dados, mas viu que os dados não estavam no meu nome, desconfiou, me ligou e eu enformei o que tinha acontecido", contou. Ainda de acordo com o delegado Charles, é necessário que a gente fique de olho, e investigue as informações que chegam nos celulares. “Interessante sempre é a gente utilizar aparelhos celulares para acessar a internet. Lá tem um dificultador. A gente não consegue enxergar o link. Então, isso pode levar algumas pessoas a erros. Mas, o mais importante, se os criminosos utilizam a internet para obterem informações sobre a vítima, a vítima também procure na internet informações, por exemplo, que ele procure saber se aquela informação, aquela proposta, está partindo realmente da pessoa que acha que é. Vamos usar a internet a nosso favor", pontuou. O delegado recomendou também que os usuários do WhatsApp ativem a função de duplo fator, que torna mais seguro o uso no aplicativo. “O modus operandi foi um só. Qual foi? Se verificou o número de telefone vinculado ao número do aplicativo WhatsApp. Com isso, se enviou uma mensagem e essa mensagem tinha um código. Qual é esse código? Quando você instala o WhatsApp ou então você transfere de um número para o outro, você não recebe uns numerozinhos? Pronto. É uma engenharia social. É importante habilitar o duplo fator de segurança nas configurações do whatsapp", pontou.


Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.