Preso por morte de mulher diz que não tinha R$ 10 para programa e deu paulada nela

  • G1
  • 19 Out 2019
  • 14:07h

Foto: Arquivo Pessoal

A Polícia Civil de Ilhéus, no sul da Bahia, prendeu o suspeito de matar Débora Bispo Correia, de 38 anos, no último dia 12 de outubro. O homem, de 27 anos, foi localizado após denúncias e reconhecimento por uma testemunha na noite de sexta-feira (18). De acordo com a delegada Andréa Oliveira, a testemunha do crime informou que Débora teria acertado um programa com o suspeito por R$ 10 na noite de crime. Porém, ao chegar no local, ele teria dito que não tinha dinheiro e ela se recusou a fazer sexo com ele. "Ele disse que ficou chateado e, nessa hora, pegou um pedaço de pau e deu um golpe nela. Segundo ele, após a paulada, ela teria saído correndo. Mas a testemunha do crime disse que ouviu três batidas e um grito. E, 15 minutos depois, o suspeito teria saído sozinho do local do crime", disse a delegada ao G1. Andréa Oliveira disse que o suspeito negou ter estuprado a vítima. Ainda segundo a delegada, foram recolhidas duas peças de roupa do suspeito com manchas aparentemente de sangue para perícia. Ainda na madrugada deste sábado (19), a polícia pediu a prisão preventiva do suspeito à Justiça. Débora Bispo sofreu traumatismo craniano. Ela era natural da cidade de Ubaitaba, também no sul da Bahia. O Departamento de Polícia Técnica (DPT) da cidade também realizou exames de perícia para saber se a mulher foi vítima de estupro, mas o resultado ainda não foi divulgado. De acordo com a Polícia Civil da cidade, a vítima foi achada com sinais de violência no rosto e estava sem a parte de baixo do biquíni. Este foi o terceiro caso semelhante registrado neste ano no município. Dois deles ocorreram na praia do Malhado. Não há informações se o suspeito preso pela morte de Débora tem relação com os outros crimes.


Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.