Fábricas de calçados geram 31 mil empregos diretos na Bahia

  • Redação
  • 23 Mai 2019
  • 15:04h

Foto: Fernando Vivas/GOVBA

A indústria de calçados emprega cerca de 31 mil pessoas em toda a Bahia atualmente. A descentralização do segmento, por meio da oferta de incentivos fiscais, promove o funcionamento de 51 fábricas, que estão espalhadas em 41 municípios. Instalada desde 2016 em Serrinha, a Minas Bahia gera cerca de 250 empregos diretos e supera a marca anual de 727 mil pares de calçados produzidos, abastecendo, além do nordeste brasileiro, as regiões sul e sudeste do país. No último dia 15 de maio, o grupo firmou compromisso com o governo baiano para ampliar a planta fabril. O Estado entrou com a cessão de um galpão e incentivos fiscais e, em contrapartida, a Minas Bahia vai investir R$ 3,8 milhões, gerando 200 novos empregos diretos e saltando a produção para 1,3 milhão de pares ao ano.    Além da Minas Bahia, Serrinha abriga a fábrica Nádia Talita, que, por sua vez, produz tênis esportivos e sapatilhas, ambos sintéticos. A empresa também fornece palmilhas e executa injeção de sola. São três linhas de produção responsáveis por confeccionar seis mil pares por dia, nas quais  trabalham mais de 300 pessoas. De acordo com a diretora de Desenvolvimento de Negócios da Secretaria de Desenvolvimento Econômico do Estado (SDE), Laís Maciel, novas fábricas devem se instalar na Bahia em breve. Ainda segundo a diretora, sete empreendimentos estão previstos para ser implantados nos próximos anos nas regiões de Castro Alves, Serrinha, Ubaíra e outros municípios. O investimento somado chega a R$ 48 milhões. Cerca de dois mil novos empregos diretos serão gerados com isso.

Empregos
Bahia
Fábricas
Sapatos

Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.