No Julho Amarelo, conheça os principais sintomas das hepatites virais

  • 05 Jul 2018
  • 17:00h

Foto: Divulgação

Julho Amarelo foi adotado pelo Ministério da Saúde e pelo Comitê Estadual de Hepatites Virais como o mês de luta e prevenção das hepatites virais. A cor foi escolhida pois é o tom em que geralmente os olhos dos infectados ficam quando a doença se manifesta, no fígado. Existem seis tipos de hepatites: A, B, C, D, E e G. Cada uma delas é provocada por um tipo de vírus e possuem formas diferentes de prevenção e tratamento. O vírus é eliminado nas fezes de pessoas infectadas e é transmitido através da via fecal-oral, principalmente através de água contaminada.  De acordo com a OMS, há cerca de 20 milhões de casos de infecção pelo vírus do tipo E, produzindo 3,3 milhões de casos sintomáticos da doença e 56 mil mortes por ano. A hepatite E pode ser responsável pela hepatite crônica em pacientes imunocomprometidos e pode rapidamente evoluir para fibrose eou cirrose hepática. Alguns tipos não apresentam sintomas, mas existem alguns pontos que podem ser observados: Discreta febre; Náuseas; Icterícia; Perda de apetite; Vômito; Erupção cutânea; Possíveis dores abdominais e nas articulações; Urina escura; Leve aumento do fígado. Porém, para saber exatamente se possui o vírus, o indivíduo precisa procurar um médico e solicitar exames para um diagnóstico preciso. Segundo Gustavo Janaudis, CEO da filial brasileira da EUROIMMUN, o teste para descobrir a existência do vírus é rápido e seguro, realizado através de uma simples amostra de sangue.


Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.