Brumado Urgente

Brumado Urgente


Avião que caiu na Rússia passou por revisão completa há um mês

Segunda | 12.02.2018 | 13h02
Autor: Uol


Reprodução

O avião de passageiros AN-148, que caiu no domingo (11) nos arredores de Moscou com 71 pessoas a bordo (http://noticias.uol.com.br/internacional/ultimasnoticias/2018/02/11/aviao-com-71-pessoas-cai-nos-arredores-de-moscou.htm), tinha passado em janeiro por uma revisão completa de manutenção, informou nesta segunda-feira a Saratovskie Avialinii, companhia aérea proprietária da aeronave. A revisão, conhecida como "tipo C", é realizada a cada dois anos e inclui, entre outras coisas, "a revisão do motor, da fuselagem e das asas", afirma um comunicado divulgado pela companhia aérea baseada na cidade de Saratov, que suspendeu os voos de todos seus AN-148 A aeronave passou, além disso, pela revisão de manutenção obrigatória que se deve fazer antes de cada voo "sem que se detectasse nenhuma falha", acrescentou a companhia aérea. O avião, que caiu minutos depois de decolar do aeroporto. No entanto, a tripulação do fatídico voo regular 6W 703 entre Moscou e a cidade de Orsk, no sul dos Urais, acabava de começar seu turno. Cerca de mil pessoas, 191 veículos e nove aviões não pilotados participam dos trabalhos de busca dos corpos das vítimas do acidente e dos destroços da aeronave acidentada. "Por enquanto foram encontrados mais de 200 fragmentos dos corpos dos falecidos", disse à imprensa local Sergei  Poletikin, chefe do Ministério de Situações de Emergências para a região de Moscou. Por sua vez, a ministra de Saúde, Veronika  Skvortsova, afirmou que será necessária uma semana para coletar todos os restos mortais do local da tragédia. Poletikin também anunciou a localização das duas caixas-pretas do AN-148, que serão analisadas por especialistas do Comitê de Aviação Estatal russo, encarregado de investigar as causas do acidente. A grande dispersão dos fragmentos da aeronave, sobre uma superfície de pelo menos 30 hectares, a neve e as caraterísticas do terreno dificultam os trabalhos de busca.

Comentários


Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.