Vereador Catoze fortalece ações em prol de associações rurais

  • Daniel Simurro / Brumado Urgente
  • 14 Abr 2014
  • 15:56h

O vereador Catoze recebendo as lideranças rurais em seu gabinete (Foto: Daniel Simurro / Brumado Urgente)

O vereador Catoze (PT) continua formatando a sua agenda parlamentar sempre tendo um olhar muito especial para o meio rural, mostrando sintonia fina com os grandes anseios das comunidades do interior do município. Neste mês de maio vários eventos importantes aconteceram em várias associações rurais e, como sempre, Catoze já se dispôs para dar a sua parcela de contribuição para que essas atividades que são de grande importância para as comunidades venham a ocorrer da melhor forma possível. Na última sexta-feira (11) o vereador recebeu em seu gabinete parlamentar 4 presidentes de associações, os quais estavam acompanhados do cantor Serginho Cardoso. Estiveram presentes Márcia Meira Pereira (Tamboril dos Meira); Elaine Leite (Furado de Maria Nova); Ernani Gomes (Pompeia) e Aurino Ferreira (Passagem). Eles foram acertar detalhes dos eventos que acontecerão neste mês, os quais vão receber um apoio muito importante do vereador Catoze. No dia 10 haverá o Leilão da Passagem; já nos dias 17 e 18 acontecerá a grande Cavalgada da Nova Esperança e no dia 31 um grande leilão beneficente em Tamboril dos Meira. O cantor Serginho Cardoso vai abrilhantar os eventos. “Estamos fazendo a nossa parte, dando o nosso apoio para que essas comunidades venham a realizar esses eventos tão importantes”, ressaltou o vereador Catoze. 

Site colaborativo ajuda a mapear ocorrências criminais

  • Thaise Constancio, Agência Estado
  • 14 Abr 2014
  • 14:15h

Cansados de conviver com relatos diários de violência urbana como assaltos e roubos, os estudantes de Ciências da Computação da Universidade Federal da Bahia (UFBA), Márcio Vicente e Filipe Norton, resolveram colocar em prática o que aprendiam na faculdade e criaram o site colaborativo Onde Fui Roubado. Desde que foi lançada, em junho de 2013, a plataforma já recebeu mais de 17 mil denúncias de 399 cidades em todo o Brasil. São Paulo é a recordista, seguida por Fortaleza, Belo Horizonte e Rio de Janeiro. “Queríamos mostrar nosso trabalho e, ao mesmo tempo, dar um retorno positivo para a sociedade. Então, desenvolvemos um espaço onde é possível compartilhar informações sobre assaltos com todos os cidadãos”, explicou Vicente. Eles também oferecem dicas de segurança como evitar locais mal iluminados, não abrir bolsas e carteiras perto de estranhos ou deixar documentos no carro. Disponível em 60% das cidades brasileiras (aquelas que são alcançadas pelo Google Maps), o site ajuda a mapear as ocorrências a partir das denúncias anônimas das próprias vítimas. Na página, a pessoa informa local, data, horário, objetos roubados e o próprio sexo. Além de fazer um breve relato sobre a ocorrência, é possível selecionar sete tipos de crime, desde furto até assalto à mão armada e sequestro relâmpago.

No Reduto: Tricolores brumadenses comemoram mais um título do Bahia

  • Daniel Simurro / Brumado Urgente
  • 14 Abr 2014
  • 12:12h

Exaltados, os torcedores tricolores comemoram muito mais um título do Bahia diante do Vitória (Foto:Daniel Simurro / Brumado Urgente)

A torcida do Bahia é considerada uma das mais fanáticas e apaixonadas do Brasil, tanto que são capazes de fazer verdadeiras loucuras pelo seu clube de coração. Tendo o calor e o amor com uma boa pitada de tempero baiano, os tricolores festejaram mais um título diante do arquirrival, o Vitória, que é chamado “carinhosamente” por eles de “Vicetória”, devido ao fato de o time ser quase sempre um freguês nas finais do Campeonato Baiano de Futebol. Em Brumado a torcida tricolor também segue a tendência em alegria e otimismo e, neste domingo (13) se reuniram mais uma vez para acompanhar a partida decisiva no “templo local”, que é o Escritório Bar, localizado na Praça do Jurema. O Brumado Urgente acompanhou os momentos decisivos da partida junto aos tricolores brumadenses e pode perceber os momentos de apreensão no segundo tempo, já que o Vitória empatou o jogo em 2X2. Eles que começaram a roer as unhas querendo que o jogo acabasse logo ficaram totalmente aliviados e puderam tirar o grito de campeão da garganta quando o árbitro Péricles Bassols Pegado Cortez apitou o fim da partida. Um dos mais exaltados e apaixonados entre eles era o consultor Irenaldo Muniz, que vibrou muito com mais um título. “Só quem é torcedor do Bahia para entender essa magia e alegria fantástica. O time está de parabéns e agora é só comemorar”. Outro torcedor emblemátido do Bahia em Brumado, o assessor Lúcio Carlos Cruz não escondia a sua emoção ao ver seu time ter mais um triunfo diante do Vitória. Totalmente eufórico ele berrava “é Baheaaa... é Baheaaaaa... minha p...”. Em seguida, numa minicarreata os tricolores saíram comemorando pelas ruas da cidade. 

A comemoração foi em alto estilo (Foto: Daniel Simurro / Brumado Urgente)

Eclipse lunar acontece sobre o Brasil esta noite

  • Informações da Agência Brasil.
  • 14 Abr 2014
  • 11:35h

(Foto: AFP)

Para os amantes da astronomia, a madrugada de amanhã (15) é esperada com ansiedade, pois acontece um eclipse total da Lua. O fenômeno poderá ser visto em todo Brasil, mas será melhor percebido na fase final, nas localidades mais a Oeste do país. A Lua, a Terra e o Sol estarão em perfeito alinhamento, cobrindo a Lua na sombra da Terra. O astrônomo Jair Barroso, pesquisador do Observatório Nacional, explica que o evento vai começar às 3h, horário de Brasília, quando a Lua já está no lado poente. “O pico do eclipse total acontece por volta das 4h45 e o final [do fenômenos] não vai ser visto em algumas regiões a Leste, porque o dia vai clarear, como no Rio de Janeiro”, diz Barroso. A duração do eclipse total, enquanto a Lua ficar totalmente imersa na sombra da Terra, será de 78 minutos. O nosso satélite natural estará entre a estrela Espiga, a mais brilhante da Constelação de Virgem, e o planeta Marte e apresentará uma tonalidade avermelhada. “Os raios do Sol que atingem a atmosfera da Terra serão refratados e atingirão a Lua. A atmosfera, então, retém o azul violeta no nosso espectro e passa a iluminar a Lua com uma coloração alaranjada escura”, explica o astrônomo do Observatório Nacional. O fenômeno é chamado de Lua Vermelha ou Lua Sangrenta. As pessoas nas localidades mais a Oeste do continente, como os estados de Mato Grosso e Amazonas e o Chile poderão acompanhar o eclipse até o final, antes de clarear o dia. As ilhas do Pacífico e a Austrália também terão uma visão privilegiada do fenômeno. Para Barroso, o desconhecimento sobre o universo é o que desperta essa fascinação pelos eventos astronômicos. “Apesar de toda tecnologia, de termos conseguido mandar naves para o espaço, conhecemos apenas um pedacinho do que nos cerca. Somos muito pequenos e a astronomia nos permite, a cada dia, uma descoberta nova”, conclui o astrônomo.

Adonato Moreira elogia as obras de recuperação asfáltica da Av. João Paulo I

  • Daniel Simurro / Brumado Urgente
  • 14 Abr 2014
  • 10:52h

Adonato Moreira parabenizou a qualidade dos serviços feito na Av. João Paulo I (Foto: Daniel Simurro / Brumado Urgente)

Sendo considerado um dos melhores topógrafos de Brumado, o também técnico em edificações Adonato Moreira fez questão de elogiar as obras de recuperação asfáltica da Av. João Paulo I que estão em fase de conclusão. Ele que foi abordado pela equipe de reportagem do Brumado Urgente na manhã desta segunda-feira (14) quando passava pelo local fez questão de citar que “eu sou um profundo conhecedor desta obra, sei que a mesma se arrastou por anos, mas agora podemos tirar o chapéu e afirmar que o serviço está excelente, já que a trafegabilidade está totalmente restituída”. Falando com conhecimento técnico ele declarou que “a qualidade da obra está muito satisfatória e, com isso, milhares de condutores que nem conseguiam mais passar pelo local, tiveram de volta a mobilidade urbana em toda a extensão da avenida que se inicia no Bairro Olhos d’Água e vai até a entrada do Esconso”. Adonato Moreira ainda salientou que “o prefeito Aguiberto está dando uma grande demonstração de bom senso administrativo, já que, mesmo sem ser engenheiro conseguiu compreender e executar as obras que são de extrema importância para a nossa cidade”, e complementou “diferente da gestão anterior que tinha conhecimento amplo de engenharia civil, mas, mostrou um grande contrassenso, pois apenas remendou a avenida, de uma forma totalmente equivocada, colocando ‘pano novo em tecido velho’, como diz a Bíblia”. Ele ainda citou que “isso faz me lembrar o saudoso e inesquecível Monsenhor Fagundes que sempre dizia que o diploma o vento levou e a vaca comeu”. E finalizou argumentando que “esperamos que esses serviços de recuperação asfáltica se estendam por toda a cidade, já que a malha viária está bem danificada em vários locais ainda. Estamos muito esperançosos nesse sentido já que o prefeito Aguiberto está mostrando uma grande sintonia com as urgências de nosso município”. 

Adonato fez questão de observar todos os detalhes da obra (Foto: Daniel Simurro / Brumado Urgente)

Modera fará ato público contra as barragens do agronegócio

  • Modera
  • 14 Abr 2014
  • 10:19h

(Foto: Léo Soares)

Necessidade de água para abastecimento humano e construção de barragens para irrigar uma grande cultura de batatas. Esses são interesses que podem culminar num conflito pelo uso da água na Região do Alto Contas. O Consórcio das empresas Hayashi, Bagisa e Arikita tem um projeto para construção de duas barragens no Riacho das Pedras, afluente do Rio das Contas e localizado em área próxima às suas nascentes, no Município de Piatã – Bahia e essas barragens serão destinadas à captação de água para irrigação de uma grande cultura de batatas. O projeto além de despertar a preocupação de agricultores familiares daquele Município, também tem inquietado a sociedade organizada e a Prefeitura de Brumado. A apresentação do projeto foi assunto de pauta da Reunião Plenária Ordinária do Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio das Contas, no último dia 21 de março, na Cidade de Brumado, mas os técnicos do Consórcio não compareceram. Então, considerando que o Comitê deve arbitrar em primeira instância administrativa os conflitos pelo uso da água, o seu Presidente Aurelino Barros Meira, convocou uma Plenária Extraordinária, para esta terça-feira, dia 15 de abril, às 09:00 horas, no Auditório do SEMAC (antigo Fórum) em Brumado, a fim de que os técnicos do Consórcio apresentem o projeto e assim haja discussão e deliberação sobre esse empreendimento. No sentido de fazer um protesto pacífico e ordeiro, bem como contribuir para formar opinião contra o projeto, o MODERA, os ABRACADABRA, a APDEMB, o Levante Popular da Juventude e a SEMAR estão preparando um ato público com carro de som e faixas, para esta terça-feira, às 08:00 horas, em frente ao prédio do Auditório do SEMAC. Na opinião das lideranças do MODERA e dos seus parceiros, o Alto Contas trata-se de uma região fisiográfica frágil, caracterizada por chuvas irregulares, estiagens prolongadas, rios temporários e a predominância de uma vegetação que dificilmente se regenera. Portanto, consideram que o empreendimento do agronegócio só irá acentuar o déficit hídrico e os conflitos pelo uso da água.

III Cavalgada do Lameiro aconteceu em clima de Copa do Mundo

  • Daniel Simurro / Brumado Urgente
  • 14 Abr 2014
  • 09:12h

Os cavaleiros desfilaram pelas principais ruas e avenidas de Brumado em rumo à Fazenda Lameirão (Foto: Daniel Simurro / Brumado Urgente)

A Cavalgada da Associação do Lameiro já se constituiu em apenas três edições num dos maiores eventos do gênero em Brumado, tendo na organização um dos seus pontos altos. Tendo no empresário Alípio Silva como um dos seus principais representantes, o evento aconteceu nesse ano de 2014 em clima de Copa do Mundo o que deu um tom muito especial à festa. Centenas de cavaleiros saíram de frente da Brumauto rumo à Fazenda Lameiro na manhã deste domingo (13) enchendo as ruas da cidade de muita alegria. O evento teve continuidade na área de eventos do Recanto dos Pássaros onde um grande público pode desfrutar de uma das maiores iguarias gastronômicas, o “Boi no Rolete” que este ano foi servido em dose dupla. Muita música, alegria, gente bonita e muita descontração num ambiente extremamente convidativo deram o tom do evento. O Brumado Urgente esteve presente ao evento e disponibiliza  um álbum de fotos com os melhores momento da festa (Clique)

Geddel diz que desistiu da cabeça de chapa para garantir a unidade

  • Política Livre
  • 14 Abr 2014
  • 08:54h

(Foto: Reprodução)

Após um processo demorado de articulações, o ex-ministro e presidente estadual do PMDB, Geddel Vieira Lima, conquistou o consenso dentro do grupo da oposição, se lançando ao Senado e ainda indicando o vice, Joaci Goés (PSDB), na chapa liderada pelo ex-governador Paulo Souto (DEM). Em entrevista à Tribuna, o líder peemedebista relata o que o levou a tal decisão. Negando negociações em torno de 2016, Geddel destaca que abriu mão de um projeto próprio, e “legítimo”, em nome de uma unidade. Ele frisa que seu diferencial em relação aos adversários na senatoria é a liderança e o conhecimento que tem no Congresso Nacional. O ex-ministro destaca ainda que a candidatura de Rui Costa mostrou que o PT da Bahia tem dono. 

Brumado: Primeiro homicídio do ano aconteceu na noite deste domingo (13)

  • Daniel Simurro / Brumado Urgente
  • 14 Abr 2014
  • 07:08h

O jovem morreu no próprio local (Foto: Brumado Urgente)

O primeiro homicídio do ano de 2014 em Brumado acabou acontecendo no final da noite deste domingo (13), por volta das 23h20m no Bairro São José. Segundo informações colhidas pelo Brumado Urgente o jovem Anderson Pereira Souza Reis (24), que era apelidado de “Pequeno”, foi morto com três tiros em um bar localizado na Rua Elias Ataíde. As primeiras impressões são de que o crime teria ligações com o tráfico de drogas, mas a Polícia somente iniciou as investigações nesse sentido. O jovem residia em Vitória da Conquista e veio para Brumado para trabalhar nas obras da construção do IF-BA como pintor. Dois homens em uma moto preta teriam passado no momento e um deles feitos os disparos, sendo dois nas costas e um no antebraço. As equipes da Polícia e do Samu 192 chegaram rapidamente ao local, mas o rapaz teve morte fulminante.  

Homicídios na Bahia cresceram 75% entre 2011 e 2012

  • Da Redação
  • 14 Abr 2014
  • 06:50h

(Imagem: Reprodução)

Mais de 10% de todos os homicídios ocorridos no mundo, em 2012, foram registrados no Brasil, de acordo com o Relatório Global sobre Homicídios 2013, do Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime (Unodc) sobre dados do ano anterior. O relatório aponta 437 mil assassinatos no mundo, em 2012, sendo 50.108 no Brasil. O documento também aponta que número de homicídios na Bahia cresceu 75% no período. De acordo com a Unodc, há um cenário de estabilidade no número de homicídios no país, que ao lado do México, da Nigéria e do Congo está no segundo grupo de países com maior número de assassinatos do mundo, com índice de 25 homicídios para cada grupo de 100 mil habitantes. Enquanto nos estados do Rio de Janeiro e de São Paulo o índice de homicídios caiu, respectivamente, 29% e 11%, na Paraíba a taxa cresceu 150% (na Bahia aumento de 75%). Segundo o estudo, Pernambuco, com redução de 38%, foi o único estado do Nordeste com queda no número de assassinatos. No Brasil, 90% das vítimas de homicídios são homens. O abuso de álcool e outras drogas, e a disponibilidade de armas de fogo, são apontadas no estudo como determinantes para que aconteçam os assassinatos.

A ‘tempestade perfeita’ da imprensa

  • Por Luciano Martins Costa / OI
  • 13 Abr 2014
  • 14:13h

O jornal Valor Econômico publicou em manchete, na segunda-feira (7/4), reportagem relatando como especuladores perderam dinheiro ao apostar em um desastre na economia brasileira. “Os ventos do mercado mudaram de direção, a tempestade perfeita não veio, e isso reduziu bastante os ganhos de quem apostou na alta do dólar e na queda das ações”, dizem os autores do texto. Na manhã de terça-feira (8/4), analistas já registram que a frustração provocou um desvio da manada de investidores, das carteiras de maior risco para opções mais conservadoras. O episódio revela como uma parte do movimento financeiro se processa no campo da irracionalidade, onde o chamado wishful thinking, expressão que pode ser traduzida por “autoengano” ou “autossugestão”, substitui frequentemente os indicadores formais da economia. Mas o mais grave é constatar que esse autoengano é frequentemente provocado pela imprensa hegemônica, com a publicação seguida de manchetes negativas que induzem um grande número de pessoas a um clima de pessimismo. Alguns entendem que podem ganhar dinheiro com uma crise, mas a realidade acaba desmentindo os profetas do apocalipse, e está pronta a receita para o prejuízo. No caso presente, a expressão “tempestade perfeita” vem sendo repetida por jornais e revistas desde o final do ano passado. Ela apareceu pela primeira vez, associada a críticas à política econômica do governo, numa análise do economista e ex-ministro Delfim Netto, publicada no Estado de S. Paulo no dia 13 de novembro de 2013. Seu alerta era condicionado a medidas que, segundo ele, deveriam ser tomadas pelo governo para controlar as contas externas, o câmbio e os gastos públicos. No entanto, a previsão foi tomada pela imprensa como muito provável e, curiosamente, um dos primeiros veículos a enxergar a tormenta que não havia foi o Valor, em artigo de um de seus editores executivos, publicado no mesmo dia (ver aqui). Em seguida, a revista Exame, da Editora Abril (ver aqui), elevou a profecia ao grau de catástrofe inevitável. Muitos investidores passaram, então, a valorizar as nuvens escuras.

Mudança dos ventos


O Valor Econômico voltou atrás ao produzir o caderno especial “Cenários 2014”, no mês seguinte, desmentindo seu editor executivo (ver síntese aqui). No entanto, os três jornais genéricos de circulação nacional – Folha de S. Paulo, O Estado de S. Paulo e O Globo – seguiram anunciando o apocalipse.


Até que se produziu a conjunção sonhada pelos especuladores: o anúncio do rebaixamento do Brasil por parte da agência de avaliação de risco Standard & Poor’s, o escândalo da Petrobras e, finalmente, a pesquisa Datafolha sobre intenção de voto, que supostamente iria marcar a queda das chances de reeleição da presidente Dilma Rousseff. Mas aconteceu que os ventos econômicos mudaram de direção, afastando as nuvens negras e o cenário eleitoral na verdade mostra que a atual presidente pode ser reeleita no primeiro turno.


A situação econômica ainda é de instabilidade, contexto que deve perdurar ao longo do ano, em parte sob influência da disputa eleitoral. O que a imprensa não diz é que uma parcela significativa dessa instabilidade é provocada pela própria imprensa.


Façamos, por exemplo, uma varredura no noticiário de terça-feira (8/4): pelos mesmos jornais que seguem apostando em manchetes negativas, o leitor fica sabendo, em reportagens com menor destaque, que houve uma “enxurrada” de capital estrangeiro no Brasil no mês de março. O BNDES já captou no primeiro trimestre um total de recursos superior ao previsto para todo o ano de 2014, em condições consideradas excelentes, o que demonstra a credibilidade dos títulos brasileiros. Nas notas curtas, pode-se ler uma lista de investimentos de empresas multinacionais, entre eles a criação de uma fábrica de grandes motores da Rolls-Royce no Rio de Janeiro.


Agora, vejamos como a imprensa produz no público opiniões equivocadas. Meio escondida nas edições digitais dos jornais, pode-se garimpar um estudo do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada ( IPEA) anunciando que a Copa do Mundo pode render R$ 30 bilhões ao Produto Interno Bruto em 2014, criando 48 mil empregos só no setor de turismo.


E qual é a percepção que o noticiário sobre o mesmo assunto induz no público? Pesquisa Datafolha publicada com destaque na terça-feira afirma que 55% dos brasileiros acreditam que a Copa vai trazer prejuízos.

É assim que funciona.

CONTINUE LENDO

Câmara decide votar leis de proteção a cães e gatos

  • Edson Sardinha
  • 13 Abr 2014
  • 11:57h

(Foto: Reprodução)

Três projetos que tratam de direitos dos animais estão na lista de prioridades da Câmara, definida pelos líderes partidários. Além de tornar crime o uso de animais em filmes pornôs, como mostrou o Congresso em Foco, os deputados também podem proibir o sacrifício de cães e gatos pelos centros de zoonose e canis públicos e instituir a castração como política de controle de natalidade. Essas propostas estão entre as 48 proposições que os deputados selecionaram para votar no chamado esforço concentrado. Na sema passada, porém, apenas três foram votadas. Os demais 45 itens tiveram sua apreciação adiada para esta semana.

 

Castração


De autoria do ex-deputado Affonso Camargo (PSDB-PR), falecido em 2011, o PL 1376/03 adota a castração como política pública nacional de controle da natalidade de cães e gatos de rua. O objetivo é controlar o número de animais de rua e fazer com que o procedimento cirúrgico seja de responsabilidade total do governo municipal. Atualmente, esses animais acabam sendo sacrificados.


O projeto, que retornou à Câmara após ser alterado no Senado, cria um programa de esterilização para controlar o crescimento desordenado da população canina e felina em todo o país, por meio de métodos de castração cirúrgica, que é permanente, ou qualquer outro disponível e eficiente do mesmo modo. A possibilidade de uso de outro método de controle, além da castração, foi incluída no Senado, o que obrigou a Câmara a reexaminar o projeto. Caso seja aprovado pelos deputados, estará apto a virar lei, dependerá apenas da sanção da presidenta Dilma.


O controle populacional de cachorros e gatos é feito atualmente com a captura pelas chamadas carrocinhas e o sacrifício de animais, conforme regras estabelecidas em 1973 e já em desuso em boa parte dos países. O projeto também prevê a criação de campanhas educativas e noções de ética sobre a posse responsável de animais domésticos.


Sacrifícios


Outra proposta (PL 3490/13) que deve ser votada pelo plenário proíbe órgãos de controle de zoonose e canis públicos de matarem cães e gatos. Segundo o projeto, o poder público ficará autorizado a celebrar parcerias com entidades de proteção animal, organizações não-governamentais e universidades, para que sejam desenvolvidos programas ou feiras de adoção em todo o território nacional.


De acordo com o autor da proposição, o deputado Ricardo Izar (PSD-SP), o objetivo é preencher lacunas que existem na legislação brasileira sobre o assunto. “É primordial não permitir que animais sadios sejam cruelmente exterminados, estando esses em plenas condições de salubridade para ser adotados, por exemplo”, defende. Se for aprovada, a proposta seguirá para o Senado.


Saúde animal


Presidente da Frente Parlamentar em Defesa do Direito Animal, Izar diz
que o Congresso precisa levar mais a sério a pauta dos animais e entender que as propostas que tratam do assunto não se restringem ao bem-estar dos animais, mas beneficiam também a saúde humana.


“Não é por falta de informação. No começo, até entendo que achassem que era brincadeira falarmos de pauta animal. Mas estamos falando também de saúde humana. A leishmaniose mata mais do que a dengue no Brasil. Como podemos evitar as zoonoses? Não é só respeito por aos animais, é pela saúde humana também. Para cada real aplicado em zoonose, o Estado economiza R$ 27 em saúde humana mais na frente”, afirmou ao Congresso em Foco o deputado, que também preside o Conselho de Ética da Câmara.


Antes de analisar o mérito dos projetos que beneficiam os animais, os deputados terão de aprovar os respectivos requerimentos de urgência, mecanismo que permite a rápida apreciação das propostas em plenário.

CONTINUE LENDO

Lepo Lepo ou Lek Lek? Alguém vai rebolar depois do Ba-Vi decisivo

  • Daniela Leone
  • 13 Abr 2014
  • 09:27h

Em clima de brincadeira, rubro-negro Yuri e tricolor Juan fazem aposta no ritmo do Ba-Vi (Foto: Marina Silva)

Alguém vai dançar após a final do Campeonato Baiano. Será o tricolor Juan Garrido ou o rubro-negro Yuri Mota? Confiantes, os dois resolveram fazer uma aposta. Quem perder o título terá que dançar a música cantada pela torcida rival nas arquibancadas. O desafio é musical e as caixas de som estão prontas. Resta saber qual ritmo será tocado nelas: o pagodão Lepo Lepo, sucesso da banda baiana Psirico no Carnaval, ou o funk Passinho do Volante, conhecido pelo refrão “Ah, Lelek Lek Lek Lek”, do grupo carioca MC Federado e os Leleks, que bombou até a última vitória do Leão, ano passado. O Ba-Vi das 16h de hoje, em Pituaçu, vai determinar a trilha sonora da brincadeira entre amigos. 

Yuri curtiu o Carnaval no bloco As Muquiranas, puxado pelo Psirico. Divertiu-se um bocado ao som do Lepo Lepo, mas ficou traumatizado depois de ir para os dois últimos clássicos, quando a torcida tricolor cantou a música nas arquibancadas da Fonte Nova pra comemorar os triunfos por 2x0. “Dói muito ouvir o Lepo Lepo agora. Gostava até o Carnaval, mas tomei pavor, não aguento mais ouvir essa música”, admite o universitário de 25 anos. “Ney Franco tá com uma urucubaca”, larga, antes de mudar o discurso. “Eu vou ser campeão. Vai ser 3x0 pro Vitória, dois gols de Souza Caveirão e um de Marquinhos”. O que faz ele estar tão confiante? Um passado recente. “O 7x3 e o 5x1”, responde de bate-pronto. Juan lembra bem do Lek Lek cantado pelos rubro-negros durante as goleadas aplicadas pelo Vitória no Bahia durante o Baiano passado. “Foi uma das maiores decepções que o Bahia me causou ao longo dos meus 34 anos. Um vexame”, lamenta, antes de cair na gozação. “Estamos dando o troco. Agora, só um grito vai reinar aqui em Pituaçu, e é o Lepo Lepo”, provoca o professor de educação física. “Tenho certeza absoluta que vou ser campeão”. Como venceu o primeiro jogo da final por 2x0, o Bahia fica com o título até mesmo se perder por um gol de diferença, mas Juan quer o triunfo. “Vai ser 1x0 para o Bahia, com gol de Maxi, pra matar eles”. Hoje, os dois vão estar nas arquibancadas de Pituaçu pra viver as emoções do último Ba-Vi do estadual. Mas amanhã... Um deles vai ter que mostrar que é bom de rebolado e cair na dança diante de uma plateia pronta pra dar boas gargalhadas. O reencontro para o pagamento da aposta já está marcado. “Vou levar uma galera pra curtir com a cara dele. Eu sou bom dançarino, mas é ele quem vai dançar”, diverte-se o rubro-negro Yuri, enquanto se benze pedindo proteção pra se livrar do mico. “Pior que eu não sou bom dançarino, não. Só sei dançar o Lepo Lepo, mesmo. Mas não to preocupado, não. É ele quem vai dançar”, rebate Juan, em meio a risos. Então, solta o som!

CONTINUE LENDO

Anvisa: Nova regra acelerará certificação de produtos de saúde

  • Estadão Conteúdo
  • 13 Abr 2014
  • 09:19h

(Foto: Reprodução)

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) editou uma nova regra que deverá facilitar a certificação de produtos de saúde. As novidades estão presentes na resolução nº 15 da Anvisa, sobre os requisitos relativos à comprovação do cumprimento de Boas Práticas de Fabricação para fins de registro de Produtos para Saúde, publicada esta semana no Diário Oficial da União. A agência acredita que essa resolução favorecerá o registro de novas tecnologias no País. A Anvisa explica que foram estabelecidas três mudanças importantes. Uma das novidades é que a Anvisa poderá utilizar relatório de auditoria emitido por terceiros como subsídio para emissão do Certificado de Boas Práticas de Fabricação (CBPF). Nesse sentido, atualmente a agência participa de um projeto-piloto de auditoria única que reúne Canadá, Estados Unidos, Austrália e Japão. “Um trabalho articulado entre as agências reguladoras de todo o mundo é essencial em um contexto onde a produção dos equipamentos é global, pois nenhuma agência, de forma isolada, dará conta da demanda de inspeções e auditorias que vem se desenhando para os próximos anos”, comenta o diretor-presidente da Anvisa, Dirceu Barbano.  A segunda novidade é que a Anvisa não vai mais emitir o CBPF para os produtos das classes I e II, que são as classes de menor risco, como luvas, seringas e alguns instrumentais cirúrgicos. Tal simplificação atingirá cerca de 400 empresas que atualmente aguardam a emissão do Certificado, o que equivale a 25% dos pedidos que aguardam a certificação, informa a Anvisa. A terceira medida é a permissão para que o protocolo de solicitação do CBPF seja aceito para a apresentação dos pedidos de registro, revalidação e alterações de produtos das classes III e IV, de maior risco. Isso significa que o fabricante não terá que aguardar a concessão do certificado para que a análise dos seus produtos seja iniciada.  Com os dois processos ocorrendo em paralelo, o tempo de chegada de novos equipamentos no mercado deve ser reduzido, já que a análise do produto poderá ser feita enquanto a fábrica aguarda a certificação.

Relatório do TCU pede que Dilma responda por refinaria de Pasadena

  • Andreza Matais e Murilo Rodrigues Alves, Agência Estado
  • 13 Abr 2014
  • 09:07h

(Foto: Reprodução)

Relatório do Ministério Público junto ao Tribunal de Contas da União (TCU) recomenda que os responsáveis pela negociação de compra da refinaria de Pasadena sejam responsabilizados por eventuais perdas da estatal. O negócio, que contou com o aval da hoje presidente da República, Dilma Rousseff, foi iniciado em 2006 e concluído em 2012, após um longo litígio e gasto superior a US$ 1 bilhão. O documento da procuradoria de contas, ao qual o Estado teve acesso, e que subsidiará a decisão dos ministros do tribunal, afirma que a alta cúpula da Petrobrás, “incluindo os membros do Conselho de Administração”, respondam “por dano aos cofres públicos, por ato antieconômico e por gestão temerária”, caso sejam comprovadas irregularidades. Para o MP, as falhas dos gestores da Petrobrás na condução do negócio foram “acima do razoável”. Em 2006, Dilma, que era chefe da Casa Civil do governo Luiz Inácio Lula da Silva, presidia o Conselho de Administração da Petrobrás. No mês passado, ao saber que o Estado publicaria uma reportagem que revelaria seu voto favorável à compra de 50% da refinaria naquele ano, a presidente divulgou nota na qual afirmou só ter apoiado o negócio porque foi mal informada sobre as cláusulas do contrato. Em 2008, ainda como presidente do Conselho de Administração, Dilma passou a ser contra o negócio e atuou para tentar barrar a compra de 100% da refinaria, algo que, em razão de custos judiciais, encareceu ainda mais a transação, que precisou ser concretizada.