BUSCA PELA CATEGORIA "Tecnologia"

Facebook vendeu dados de usuários para gigantes da tecnologia, diz jornal

  • 19 Dez 2018
  • 15:08h

Foto: AP Photo/Marcio Jose Sanchez

Facebook compartilhou mais dados pessoais de seus usuários com gigantes tecnológicos como MicrosoftAmazon e Netflix do que tinha revelado até agora, segundo informou nesta quarta-feira (19) o jornal "The New York Times". O jornal nova-iorquino teve acesso a centenas de documentos internos da companhia de Mark Zuckerberg que revelam como compartilhou os dados sem o consentimento dos usuários e gerou assim seu modelo de negócio através da publicidade. Durante o ano, outras investigações apontaram que dados de usuários do Facebook haviam sido usados pela empresa britânica Cambridge Analytica para fazer análise política e influenciar as eleições americanas de 2016. No primeiro momento, as informações davam conta do vazamento de dados de 50 milhões de pessoas, mas o próprio Facebook confirmou, posteriormente, que cerca de 87 milhões de contas foram atingidas.

Facebook afirma que nova falha permitiu acesso a fotos de 6,8 milhões de usuários

  • 14 Dez 2018
  • 17:06h

Foto: Reuters/Stephen Lam

Facebook revelou nesta sexta-feira (14), em um post na página voltada para desenvolvedores, que um erro na plataforma teria permitido que aplicativos terceiros tivessem acesso a fotos de 6.8 milhões de usuários. O 'bug' inclusive daria acesso a fotos que foram postadas na rede social, mas que não haviam sido compartilhadas com amigos ou o público. A falha já foi corrigida. Segundo a postagem, feita por um funcionário da empresa, o erro permitiu o acesso durante um período de 12 dias em setembro deste ano. A notícia é mais uma na lista de erros do Facebook, que em setembro deste ano revelou uma falha que permitiu acesso a dados de mais de 50 milhões de usuários. Segundo a postagem, o Facebook irá notificar as pessoas que foram afetadas por essa falha via mensagem na rede social. De acordo com as informações, o erro acontecia quando alguém dava permissão de acesso a um aplicativo terceiro para que visualizasse as fotos do usuário na rede social. "Nós geralmente só permitimos acesso às fotos que são postadas na linha do tempo. Neste caso, o bug potencialmente deu a desenvolvedores acesso a outras fotos, como as postadas no Marketplace ou nas Stories. O erro também afetou fotos postadas e não compartilhadas", afirma o autor. Sob maior escrutínio público de suas ações e vazamento de dados, o Facebook aumentou recentemente a recompensa que paga a pessoas que encontram bugs na plataforma. Só em 2018, foram pagos US$ 1,1 milhão em prêmios e o maior valor individual, US$ 50 mil. A rede social foi uma das primeiras grandes empresas do setor de tecnologia a trabalhar com o sistema de "caça de erros" (bug bounty, em inglês) , que premia terceiros que encontrem bugs e notifiquem a plataforma. O programa já pagou mais de US$ 7,5 milhões desde que foi instaurado em 2011.

Facebook e Instagram sofrem instabilidade em vários países

  • 20 Nov 2018
  • 15:06h

Vários usuários do Facebook relataram nesta terça-feira dificuldades para acessar seus perfis na rede social. A instabilidade e lentidão para o carregamento dos conteúdos não ocorre somente no Brasil. Segundo a ferramenta "Downdetector" foram reportados problemas principalmente nos Estados Unidos,  Europa e alguns países da América Latina.Internautas reclamam também do funcionamento do Instagram, que apresenta lentidão no carregamento do conteúdo. A rede social para o compartilhamento de fotos pertence ao Facebook. Como costuma acontecer nesses casos, o Twitter é o site utilizado por alguns usuários para relatar a dificuldade de acesso na outra rede social. Utilizando até memes, vários internautas brincaram com a instabilidade. "MAS QUE  INTERNET É ESSA? / Ah não, foi só o facebook e instagram que caiu hihi", publicou um internauta.   "Fiz o post todo bonitinho aqui do meu trabalho, era uma novidade top pra lançarmos na rede, tava organizado lindo de emoticon e a gramática impecável, cliquei em publicar e os Facebook caiu. Não salvei e perdi o post", relatou outro usuário. Até o momento, a rede social não informou o motivo da instabilidade.

Facebook fica fora do ar e usuários reclamam

  • 12 Nov 2018
  • 18:54h

O Facebook está fora do ar na tarde desta segunda-feira (12). Ao tentar entrar no site, uma mensagem informa ao internauta que o site está com erro e que a plataforma está trabalhando para que o acesso seja reestabelecido. Não há informações se o erro atinge todos os usuários. Algumas pessoas utilizaram o Twitter para reclamar da dificuldade de acessar a rede social de Mark Zuckerberg, enquanto outros fizeram brincadeiras sobre a situação. 

Inteligência Artificial tem impacto na produção empresarial e industrial

  • iBahia
  • 09 Nov 2018
  • 17:11h

Antes realidade apenas em roteiro de filmes de ficção científica, a Inteligência Artificial (IA) vem ganhando cada vez mais destaque na rotina de empresas e na produção industrial. Então, já é possível ver robôs executando as funções que, anteriormente, eram exclusivas dos seres humanos? Ainda não chegamos lá, mas a tecnologia tem evoluído em ritmo cada vez mais acelerado e que nos leva a crer que é possível.  Para entender como a IA está inserida atualmente nas empresas, é preciso conhecer melhor o conceito. Segundo o especialista em análise de dados e professor de Ciência de Dados da Unifacs, Felipe Torres, a Inteligência Artificial é um tipo de programação que possui a capacidade de aprender.“Podemos fazer um comparativo com uma criança que está aprendendo a andar. No início, ela vai engatinhar, vai cair, ganhar resistência e vai aprendendo e quebrando os seus limites com esse aprendizado. A IA vai aprendendo da mesma maneira que uma criança. Ela vai sendo testada e desafiada, e assim vai ampliando os seus limites de conhecimento”, explica o professor.  As tecnologias atuais de IA são desenvolvidas e treinadas para um objetivo específico, devido à limitação de hardware. Mas há exceções. “Também temos projetos grandes, como o Watson, da IBM. Watson é uma Inteligência Artificial que foi treinada com todo o conteúdo disponível na internet. Ela tem vários segmentos, consegue auxiliar desde médicos até o atendimento aos clientes de uma empresa. Mas ele também tem as suas limitações de aprendizado”, esclarece Torres. 

Twitter teve 2,7 milhões de mensagens sobre ataques motivados por política

  • 13 Out 2018
  • 18:56h

(Foto: Pixabay)

O Twitter teve 2,7 milhões de postagens relacionadas a ataques motivados por divergências político-ideológicas entre as 19h de domingo (7) e as 15h de quinta-feira (11). De acordo com o levantamento feito pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), a parcela populacional que mais manifestou apreensão diante das ocorrências foram pessoas LGBTI+, negros e mulheres. O ápice do número de publicações com esse teor foi registrado já na primeira hora de análise, quando foi identificada uma média de 3,2 mil tweets por minutos. Segundo a Diretoria de Análise de Políticas Públicas (Dapp), a maioria das publicações mencionavam o medo diante dos resultados do primeiro turno.  No dia seguinte, a morte do capoeirista Mestre Moa em Salvador foi citada em 112 mil publicações no Twitter. Também foram identificados conteúdos que noticiavam agressões a jornalistas e eleitores.

Facebook diz que hackers roubaram dados de 29 milhões de usuários

  • G1
  • 12 Out 2018
  • 18:49h

Foto: Ben Margot/AP

O Facebook disse, nesta sexta-feira (12), que os hackers responsáveis por um ataque à rede social descoberto em setembro tiveram acesso às contas de cerca de 29 milhões de pessoas e roubaram nome e detalhes de contato dos usuários. Para checar se sua conta foi afetada acesse a Central de Ajuda do Facebook (disponível somente em inglês). A empresa informou no dia 28 de setembro que os hackers haviam roubado códigos de acesso digital, permitindo o acesso a quase 50 milhões de contas de usuários, mas não confirmou, na época, se as informações haviam sido realmente roubadas. Em nota, a empresa disse que, em 15 milhões de contas, os invasores acessaram nomes e detalhes de contato (incluindo número de telefone, e-mail ou ambos), dependendo do que os indivíduos tinham em seus perfis. Em outras 14 milhões de contas, os hackers também acessaram outros detalhes, incluindo nome de usuário, gênero, localidade/idioma, status de relacionamento, religião, cidade natal, data de nascimento, dispositivos usados ??para acessar o Facebook, educação, trabalho e os últimos 10 locais onde estiveram ou em que foram marcados.

Facebook lança 'botão de contexto' no Brasil

  • 10 Out 2018
  • 09:09h

Foto: Divulgação/Facebook

Facebook lançou nesta terça-feira uma nova ferramenta que permitirá que usuários no Brasil, México, Argentina e Colômbia chequem mais informações quando um artigo é compartilhado na rede social. Segundo a empresa, em artigo oficial, a ideia por trás da ferramenta é “proporcionar mais contexto às pessoas, para que elas possam decidir por si mesmas o que ler, confiar e compartilhar.” Chamado de “botão de contexto”, o novo recurso permite que os usuários do Facebook possam checar mais informações sobre um artigo compartilhado, como descrição do veículo na Wikipedia, artigos relacionados sobre o mesmo tópico e informações de dados de compartilhamento daquele artigo específico. Recentemente o Facebook passou por forte escrutínio de legisladores nos Estados Unidos e na Europa, depois que a rede social foi usada para influenciar resultados em eleições americanas. O escrutínio é resultado do escândalo da empresa Cambridge Analytica, que acessou indevidamente os dados de 87 milhões de usuários. Com essas informações em mãos, a firma, que trabalhava para a campanha de Donald Trump à presidência dos EUA em 2016, criou mecanismos para rastrear o posicionamento político dessas pessoas e conseguir mudá-lo. Desde então, o Facebook tem investido em ferramentas que aumentem a segurança na rede e ajudem a diminuir a difusão de boatos. A nova ferramenta já estava em teste nos EUA desde o ano passado e agora foi expandida para os países da América Latina. Além dos recursos testados originalmente, o Facebook está disponibilizando duas novas informações: "compartilhado por amigos", que mostrará quais amigos compartilharam o artigo; e "mais sobre este link", que dará uma amostra de outras histórias publicadas pelo mesmo veículo. “Também iniciamos um pequeno teste nos EUA para ver se é mais fácil avaliar a credibilidade de um artigo quando fornecemos mais informações sobre o autor dele”, dizia o artigo, que foi assinado por Taylor Hughes, engenheiro de software, Jeff Smith, designer de produto, e Alex Leavitt, pesquisador de experiência de usuário.

Caixa lança novo aplicativo que permite consultar extrato completo de FGTS; Confira

  • 05 Out 2018
  • 20:06h

Como forma de facilitar ainda mais a vida dos clientes, a CAIXA lançou, uma  nova versão do App FGTS com quantidade ampliada de serviços. Agora o trabalhador pode consultar o extrato com os lançamentos ocorridos nos últimos 25 anos em sua conta de FGTS, o que permite acompanhar e fiscalizar todos os depósitos realizados na sua conta FGTS. Com mais comodidade ao trabalhador, o app  deve informar valores de FGTS na declaração de imposto de renda, como saques ocorridos no ano de 2017. Os saques de FGTS devem ser informados em linha específica da ficha Rendimentos Isentos e não Tributáveis. O trabalhador tem ainda vários outros serviços à sua disposição por meio do novo App FGTS, como aderir ao serviço de informações via SMS, atualizar seu endereço, consultar o Certificado de Regularidade do FGTS (CRF) do empregador, verificar o histórico do CRF e sua renovação automática, caso a empresa esteja apta. O aplicativo está disponível para download na Apple Store e Google Play. Caso o trabalhador já possua o App FGTS instalado em seu celular, basta atualizá-lo para que tenha acesso aos novos serviços. O acesso ao App FGTS é realizado com o número do NIS (Número de Informação Social PIS/PASEP) e senha internet. O NIS pode ser obtido no extrato do FGTS, carteira de trabalho, Cartão do Cidadão ou junto ao próprio empregador. Para o trabalhador que realizar o primeiro acesso, a senha pode ser criada no próprio App FGTS, bastando clicar no botão “Primeiro Acesso” e incluir seus dados pessoais. Para os que já são usuários dos serviços do FGTS na Internet ou na versão anterior do próprio aplicativo, a senha é a mesma utilizada anteriormente e não é necessário novo cadastramento

Facebook diz que descobriu falha na segurança que afeta quase 50 milhões de perfis

  • G1
  • 28 Set 2018
  • 17:08h

(Foto: Reprodução)

Facebook anunciou nesta sexta-feira (28) que descobriu uma falha na segurança que afetou quase 50 milhões de perfis. A empresa diz que não sabe ainda se informações das contas foram acessadas. Por precaução, obrigou 90 milhões de usuários em todo o mundo a se logarem de novo para entrar na rede social. O problema foi descoberto na última terça (25), afirma o Facebook em comunicado. Ao G1, a empresa diz que ainda não tem confirmação de que o problema afetou perfis no Brasil. Quem foi deslogado vai receber uma notificação no topo do Feed de Notícias, explicando o que aconteceu. Apesar disso, várias pessoas estão afirmando no Twitter que foram deslogados de suas contas no Facebook, entre quinta e sexta-feira. "Estamos levando isso extremamente a sério e vamos informar a todos o que acontece e que ações estão sendo tomadas para proteger a segurança das pessoas", informa o Facebook. Segundo Guy Rosen, vice-presidente de produto da empresa, o ataque foi descoberto porque os hackers já estavam automatizando seus ataques em "larga escala". De acordo com o Facebook, o FBI já está investigando o caso nos Estados Unidos. Na Europa, a companhia afirmou que já notificou a Comissão de Proteção de Dados da Irlanda, onde fica a sede do Facebook europeu. O órgão regulador, no entanto, respondeu que o Facebook precisa deixar mais claros os efeitos dessa brecha "com urgência" e que "a nota da empresa falha em apresentar mais detalhes". A Comissão demonstrou preocupação com o fato de esse ataque ter atingido milhões de usuários — algo que pode colocar o Facebook na mira da nova lei de proteção de dados na Europa (GDPR).

TSE disponibilizará novamente aplicativo que mostra apuração de urnas em tempo real

  • 24 Set 2018
  • 16:06h

O aplicativo da Justiça Eleitoral para acompanhar a apuração das urnas, campeão de downloads nas eleições de 2014, já tem sua versão para 2018. Este ano, o aplicativo foi rebatizado para “Resultados 2018”.A ferramenta é gratuita e a expectativa é que esteja disponível até o final de setembro para tablets e smartphones que operam com os sistemas Android e IOS. Há quatro anos, segundo o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), a plataforma foi disponibilizada apenas para aparelhos com sistema Android e foi chamada de “Apuração 2014”. O aplicativo foi baixado em 2,7 milhões de dispositivos.Pela aplicação, de acordo com a Agência Brasil, os eleitores poderão acompanhar a contagem dos votos em tempo real. É possível pesquisar desde o desempenho de um determinado candidato por meio de consulta nominal até um dado mais nacional.Na tela da pesquisa, aparecerá, por exemplo, o quantitativo de votos para cada candidato com a indicação dos eleitos ou, no caso da disputa para governador e presidente da República, dos que irão para o segundo turno. Também é possível selecionar os candidatos favoritos e visualizá-los com destaque. Em decorrência da diferença de fuso horário, o TSE irá começar a divulgar os resultados da totalização dos votos para presidente da República às 19h (horário de Brasília) no dia 7 de outubro, quando a votação do primeiro turno estiver encerrada em todo o território nacional. Para os demais cargos, a totalização dos votos pelos Tribunais Regionais Eleitorais (TREs) e a remessa das informações ao TSE terá início logo após o encerramento da votação, às 17h, respeitando o horário local.

Facebook vai bloquear contas de crianças e pré-adolescentes

  • 25 Jul 2018
  • 08:41h

Foto: iStock/Getty Images

O Facebook e o Instagram vão começar a banir ativamente perfis de crianças que fingem ser maiores de idade para usar as redes sociais. Com a mudança, moderadores que trabalham nas plataformas poderão bloquear qualquer conta suspeita, confirmou um porta-voz da rede social ao site TechCrunch — o protocolo anterior era banir esse tipo de perfil somente mediante denúncias de outros usuários. Uma vez bloqueado, o dono da conta poderá recuperá-la se apresentar um documento de identidade com foto que prove que ele tem mais de 13 anos — é possível usar o celular para tirar a foto e encaminhar a imagem para a rede social. A atualização vai ao encontro dos termos de uso de ambas as plataformas: o texto alerta que menores de 13 anos não podem se cadastrar nas redes sociais.

WhatsApp libera aviso de mensagem encaminhada para todos os usuários

  • 11 Jul 2018
  • 13:00h

Foto: Divulgação

WhatsApp para Android e para iPhone (iOS) passa a indicar, na tarde desta terça-feira (10), quais mensagens foram encaminhadas. A novidade está na atualização do mensageiro depois de entrar em fase experimental no programa beta. Usuários devem baixar a nova versão para ter acesso ao recurso, que fica ativado por padrão. O rótulo de “Encaminhada” é exibido no início do balão de diálogo, junto com uma seta. Desta forma, o receptor da mensagem sabe que a pessoa com quem ele está conversando não escreveu originalmente o material. Em nota, os encarregados do WhatsApp disseram que a indicação extra “tornará as conversas individuais ou em grupo mais fáceis de serem seguidas”. Também encorajaram os usuários a “pensar com cuidado” antes de repassar mensagens. “Lembre-se de que você pode bloquear ou denunciar um contato como spam”, diz o texto. Mais recentemente, o mensageiro chamou para si a responsabilidade de combater a disseminação de conteúdo falsificado. Pesquisadores foram convidados a participar de um programa que concederá prêmios de US$ 50 mil para financiar pesquisas com diferentes pilares, dentre eles as eleições. Engenheiros do WhatsApp na Califórnia também trabalham em uma ferramenta que avise usuários sobre links maliciosos. O recurso vai evitar que os adeptos do mensageiro abram páginas de golpe por engano. No entanto, oficialmente a empresa não se manifestou sobre o tema.

Justiça multa Facebook em R$ 111,7 milhões

  • 07 Abr 2018
  • 16:00h

Foto: Reprodução | AFP

A pedido do Ministério Público Federal (MPF) do Amazonas, a Justiça Federal multou a operação brasileira do Facebook em R$ 111,7 milhões por descumprir uma ordem judicial de quebra de sigilo de informações de perfis da rede social, bem como de mensagens trocadas por meio do aplicativo WhatsApp. A determinação fazia parte da Operação Maus Caminhos, que investiga o desvio de recursos em contratos de saúde firmados pelo governo do Amazonas. Procurado, o Facebook afirmou que respeita a Justiça brasileira e coopera com autoridades. "Neste caso, nós fornecemos os dados conforme a legislação aplicável. Entendemos que a multa é indevida e estamos explorando nossas opções legais." As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Facebook muda política de privacidade e usuário poderá deletar dados

  • 31 Mar 2018
  • 16:00h

Se encontrando em um escândalo envolvendo a utilização irregular de dados que já significou a perda de US$ 100 bilhões em valor de mercado em menos de duas semanas, o Facebook anunciou nesta quarta-feira (28) uma série de mudanças na política de privacidade para dar aos usuários mais controle sobre suas informações. Antes da entrada em vigor da nova regulação da União Europeia sobre proteção de dados, em maio, a rede social vai incluir um novo menu que permitirá editar informações que os usuários compartilham e deletar dados. Também possibilitará que baixem seus dados e transfiram para outros serviços. “A última semana mostrou o quanto precisamos trabalhar para garantir que nossas políticas sejam respeitadas, e ajudar as pessoas a entender como o Facebook funciona e as escolhas que elas têm sobre seus dados”, afirmaram, em comunicado, Erin Egan, vice-presidente responsável pela privacidade do Facebook, e Ashlie Beringer, diretora jurídica adjunta da rede social. Com informações da Folhapress.