BUSCA PELA CATEGORIA "Segurança"

Justiça libera mais de 800 presos por causa do coronavírus

  • Informações do G1/BA
  • 28 Mar 2020
  • 08:06h

A previsão, de acordo com a Secretaria de Administração Penitenciária, é de que na segunda eles sejam liberados | Foto: Reprodução

Mais de 800 detentos foram liberados de unidades penitenciárias baianas devido ao surto do Covid-19 no Estado. A medida foi confirmada pela Secretaria de Administração Penitenciária (Seap), na sexta-feira (27) após decisões judiciais. De acordo com a Seap, a liberação não é generalizada. Os juízes estão analisando os casos de presos que cumprem pena em regime semiaberto, que têm autorização de trabalho, que estão em prisão administrativa ou saída temporária.Serão liberados também, os detentos que fazem parte do grupo de risco, são eles os maiores de 60 anos e os que possuem doenças graves ou crônicas.A Secretaria informa que não há um número preciso de quantos presos serão liberados na Bahia, mas a previsão é que na segunda (30) eles já sejam liberados.A soltura não significa isenção do processo. Apesar de estarem liberados dos presídios, eles continuam respondendo pelos crimes que cometeram.A secretaria não confirmou se os presos serão monitorados e terão que voltar para a detenção quando a situação se normalizar.

 

Coronavírus: governo determina suspensão das visitas nos presídios na Bahia

  • Redação
  • 18 Mar 2020
  • 07:56h

(Foto: Reprodução)

 governo da Bahia determinou que, por 15 dias, a partir da próxima quinta-feira (19), as portas dos presídios baianos estão fechadas para visitantes. A decisão foi determinada, nesta terça-feira (17), pelo governador Rui Costa (PT), como medida para conter o novo coronavírus.

De acordo com o sindicato dos Servidores Penitenciários do Estado da Bahia (Sinspeb), durante reunião entre a Secretaria de Administração Penitenciária (Seap), o governador, e o Secretário da Seap, Nestor Duarte, foi esclarecido que as penitenciárias vão contar com materiais de prevenção como máscaras, luvas, álcool em gel e sabonete líquido para proteção dos servidores, que estarão disponíveis em breve. A medida deliberou ainda que todos os servidores e trabalhadores serão testados diariamente nas unidades prisionais, com o objetivo de evitar que os servidores assumam o plantão apresentando algum sintoma. As medidas devem ser publicadas no Diário Oficial, desta quarta-feira(18). “Continuaremos atentos às medidas destinadas à proteção dos servidores para garantirmos segurança para todos!”,destaca o presidente Sinspeb, Reivon Pimentel.

Novo decreto
Em novo decreto de medidas, a ser publicado no Diário Oficial do Estado (DOE) desta quarta-feira (18), consta ainda a suspensão de atividades por 30 dias no município de Prado. O primeiro decreto, em vigor desde terça-feira (17), contemplava os outros três municípios com casos confirmados de coronavírus (Salvador, Feira de Santana e Porto Seguro). Além da inclusão de Prado, o novo decreto estabelece a suspensão das aulas em academias de dança e ginástica nessas quatro cidades

Mais da metade dos suspeitos de feminicídio na Bahia seguem foragidos

  • Redação
  • 07 Mar 2020
  • 09:57h

Primeiro dia de 2020, 7h30 da quarta-feira (1°) e o corpo da jovem Adriele Souza Ribeiro, de 21 anos, foi encontrado na Rua Castelo Branco, no Parque Verde 1, em Camaçari, região metropolitana de Salvador. Conforme a polícia, o suspeito de cometer o crime é o companheiro dela, Marcos Vinicius Morais Oliveira, que fugiu do local e permanece foragido mais de três meses depois do crime. Quatro dias depois do corpo de Adriele ser achado, Tatiane da Silva Jesus, de 27 anos, foi morta a facadas, no município de São Gonçalo dos Campos, a cerca de 100 quilômetros de Salvador. O suspeito de cometer o crime também é o ex-companheiro da vítima e ele segue foragido. Os casos de Adriele Ribeiro e Tatiane Jesus foram os primeiros registrados no estado pelo G1 neste ano. Eles se assemelham a muitos outros noticiados quase todos os dias. Segundo a Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP-BA), sete casos de feminicídio foram registrados em janeiro deste ano. Dois deles aconteceram na região metropolitana de Salvador e os outros cinco em cidades do interior. Desses, ao menos quatro suspeitos seguem foragidos da Justiça. A SSP ainda não divulgou os números do mês de fevereiro.

Ceará já registra 88 assassinatos durante greve de policiais

  • Redação
  • 22 Fev 2020
  • 17:04h

Ministros da Defesa e da Justiça vão ao estado na segunda-feira (24) | Foto: José Cruz/Agência Brasil

No quinto dia de motim de policiais militares (MP) no Ceará, um balanço divulgado neste sábado (22) pela Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) mostra que da 0h de quarta-feira (19) às 23h59 de ontem (21) foram registrados 88 assassinatos no estado. Os ministros Fernando Azevedo e Silva (Defesa), Sérgio Moro ( Justiça e Segurança Pública) e André Luiz Mendonça (Advocacia-Geral da União) desembarcam segunda-feira (24) em Fortaleza. A comitiva interministerial acompanhará a Operação de Garantia da Lei e da Ordem (GLO) que está sendo realizada no estado para tentar conter a onda de violência. Desde a última quinta-feira (20), 150 agentes da Força Nacional e 2,5 mil soldados do Exército reforçam a segurança no Ceará. No comando da 10ª Região Militar, as autoridades terão informações sobre as atividades que estão sendo realizadas pelas Forças Armadas e pelos órgãos de segurança pública federais, estaduais e municipais. Os ministros também serão recebidos pelo governador do Ceará, Camilo Santana (PT). Até agora, o governo do Ceará afastou 167 policiais militares que participam da paralisação. O afastamento por 120 dias e a abertura de processos disciplinares foram divulgados no Diário Oficial do Estado de ontem (21). Os agentes investigados ficarão fora da folha de pagamento a partir deste mês de fevereiro. Os policiais também deverão entregar identificações funcionais, distintivos, armas, algemas, além de quaisquer outros itens que os caracterizem nas suas unidades.

Feminicídio cresce na Bahia e segue tendência nacional

  • Claudia Cardozo
  • 22 Fev 2020
  • 14:37h

(Foto: Reprodução)

Em 2019 a Bahia registrou 101 casos de feminicídio, 25 a mais do que no ano anterior. Em números absolutos, o estado é um dos que teve maior aumento. Seguem essa mesma linha São Paulo (182), Minas Gerais (136), e Rio Grande do Sul (100)  Os dado constam de um levantamento da Folha de S. Paulo, que verificou o aumento do feminicídio como tendência nacional. Dados de 2019 mostram que a estatística do feminicídio trilhou a contramão dos demais crimes violentos e cresceu 7,2% no país, com expansão expressiva em alguns estados. Conforme apuração do jornal, que consultou as 27 unidades da federação, 1.310 mulheres foram vítimas de violência doméstica ou por sua condição de gênero em 2019. Em 2018 haviam sido 1.222.  No relato das agressões constam espancamento, estrangulamento, uso de machado, pedra, pau, martelo, foice, canivete, marreta, tesoura, facão, enxada, barra de ferro, garfo, chave de fenda, bastão de beisebol, armas de fogo, mas, em especial, facas. O feminicídio virou qualificador do homicídio em 2015, elevando a punição de 6 a 20 anos para 12 a 30 anos. Os números mostram que em 2019 houve aumento de mais de 30% nos registros em São Paulo, Santa Catarina, Alagoas, Bahia, Roraima, Amazonas e Amapá. Só na região Norte houve recuo. Em números absolutos, São Paulo (182), Minas Gerais (136), Bahia (101) e Rio Grande do Sul (100) registraram o maior número de casos.

Vitória da Conquista-BA: Cerca 140 detentos ganham as ruas em “Saidão de Carnaval”

  • Redação
  • 15 Fev 2020
  • 17:41h

(Foto: Reprodução)

Cerca de 140 detentos, devem deixar o presídio Nilton Gonçalves, a partir desta quarta-feira (12), em Vitória da Conquista.Segundo as informações, a liberação dos presos que ganharam direito ao “saidão de carnaval” , ocorrerá em quatro etapas, saindo 35 por vez. A medida contempla presos que cumprem pena no regime semiaberto e que têm autorização de trabalho externo, saídas temporárias ou que já saíram em datas comemorativas nos outros anos. Para usufruir do saidão, o detento precisa de autorização nominal emitida pela Vara de Execuções Penais de Vitoria da Conquista.

Bahia é o estado com maior quantidade de mortes violentas em 2019 segundo o monitor da violência

  • Redação
  • 15 Fev 2020
  • 14:12h

(Foto: Reprodução)

Segundo dados divulgados nesta sexta-feira (14), pelo Monitor da Violência, uma parceria do G1 com o Núcleo de Estudos da Violência da Universidade de São Paulo (NEV-USP) e o Fórum Brasileiro de Segurança Pública, a Bahia foi o estado brasileiro que registrou a maior quantidade de mortes violentas em 2019. Em números absolutos, ao todo, o estado baiano registrou 5.099 mortes violentas (homicídios dolosos, latrocínios e lesões corporais seguidas de morte) em 2019. Destas, 4.889 foram enquadrados como homicídio doloso, 143 como latrocínio e 67 como lesão corporal seguida de morte. O estado com a segunda maior quantidade de mortes violentas em 2019 foi o Rio de Janeiro, com 4.154 casos. Em seguida vieram Pernambuco (3.466) e São Paulo (3.209). Já com relação ao índice de mortes por 100 mil habitantes, a Bahia ocupa o sexto lugar no país, atrás do Rio Grande do Norte, Pernambuco, Acre, Sergipe e Roraima. Em comparação com 2018, a Bahia teve uma redução de 521 mortes violentas, quando o estado baiano registrou 5.620 casos, sendo 5.417 homicídios dolosos, 134 latrocínios e 69 lesões corporais seguidas de morte. Em 2019, apenas o último trimestre representou uma alta no número de mortes violentas, com relação a 2018. No 1º trimestre do ano passado, foram 1.745 casos, contra 2.028 em 2018; no 2º triestre de 2019, foram 1.647 mortes, contra 1.905 no ano retrasado; e no 3º trimestre de 2019, a Bahia registrou 1.707 mortes violentas, enquanto no ano anterior foram 1.687. No Brasil, o número de assassinatos caiu em 2019 em comparação com 2018. A redução foi registada em todos os estados, entretanto a Bahia e outros oito estado tiveram um aumento no último trimestre.

Realizado no Auditório do CEB o Fórum de Discussão "Crescer sem Violência"

  • Ascom | PMB
  • 04 Nov 2019
  • 18:17h

(Foto: Divulgação)

A Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social e Cidadania - SESOC, por meio do Centro de Referência de Assistência Social - CRAS Irmã Dulce e o Núcleo de Cidadania dos Adolescentes – NUCA, promoveu no dia 25/10/2019, no Auditório do Colégio Estadual de Brumado – CEB, um Fórum de Discussão com a temática “CRESCER SEM VIOLÊNCIA”, com aproximadamente 90 adolescentes e jovens.  Naquela oportunidade,  o Sr. Rafael Oliveira Araújo, Delegado Plantonista da Polícia Civil, mediou à temática do fórum enfatizando a importância da discussão  diante da realidade atual do município de Brumado; que traz registros de violência contra o público jovem, em suas diversas formas, como: bullying, feminicídio, suicídio, tráfico de drogas, violência no trânsito, etc.  Na sequência, a plenária fez diversos questionamentos sobre tema, no qual foram sanados tanto pelo Sr. Rafael quanto pelos demais  mediadores Sr. Leonardo Aguiar, Tenente da Polícia Militar;  Sr. Devaney Castro Sertão Júnior,  Representante do Tiro de Guerra; Sr. Antônio Faustino de Andrade Silva, Conselheiro Tutelar; Srª. Marcela Trindade, Psicóloga do CRAS Irmã Dulce;  Srª Queila Pereira, Advogada do CREAS Chico Xavier.  Marcaram presenças no evento a Srª. Celia Silva , Presidente do COMDICA e  Srª Denise Alves, Articuladora do Selo UNICEF do Município de Brumado. Nessa perspectiva, a atividade realizada contribuiu efetivamente para conhecimento do assunto, com a apresentação e discussão de todos os envolvidos.

MP-BA vai se pronunciar sobre paralisação parcial e estuda acionar judicialmente Prisco

  • Redação
  • 11 Out 2019
  • 10:04h

(Foto: Reprodução)

 Ministério Público da Bahia (MP-BA) vai se pronunciar, nesta sexta-feira (11), sobre a paralisação parcial de policiais militares. Segundo apurou o Bahia Notícias, o órgão estuda acionar judicialmente o deputado estadual Marco Prisco (PSC).
 Líder de suas greves na Bahia em 2012 e 2014 (saiba mais aqui), Prisco mais uma vez é responsável por uma tentativa de paralisar as atividades dos PMs no estado. O deputado estadual já foi preso duas vezes por causa de greves na Bahia. 
 Depois de ser preso em 2014, o social-cristão foi proibido pela Justiça Federal de ter contato com diretores das associações, inclusive da Aspra, e de frequentar quartéis. O deputado recorreu, mas o Superior Tribunal de Justiça (STJ) e pelo Supremo Tribunal Federal (STF) negaram. 

Terror em Salvador: Bandidos atiram em ônibus com passageiros dentro; veja vídeo

  • Redação
  • 11 Out 2019
  • 08:46h

(Foto: Reprodução)

Os passageiros de um ônibus que circulava no bairro do Uruguai, em Salvador, levaram um susto na tarde desta quinta-feira (10). Um grupo de homens armados interceptou o veículo quando ele passava pela Rua Luiz Régis Pacheco, uma das principais vias do bairro, e fez disparos contra o carro com os passageiros dentro.

Dois jovens suspeitos de matar delegado durante assalto são presos em Feira de Santana

  • informações do G1 Bahia
  • 23 Set 2019
  • 16:38h

Gesta Dermeval Costa Santos, de 58 anos, foi morto a tiros após assalto na Bahia — Foto: Reprodução

Dois jovens suspeitos de matar o delegado Demerval Costa a tiros durante um assalto ocorrido no sábado (21), foram presos na manhã desta segunda-feira (23), em Feira de Santana, cidade a cerca de 100 km de Salvador. Segundo informações do delegado André Ribeiro, que investiga o caso, os suspeitos foram identificados como Kaio Henrique dos Santos França, conhecido como "Oreia", que confessou ter efetuado o disparo, e Wilder Conceição de Jesus, conhecido como "Nego lindo", os dois têm 18 anos. De acordo com o delegado, a polícia ainda procura um terceiro participante do crime, que foi identificado como Elenilson Oliveira de Almeida, conhecido como "Leo", de 19 anos. Gesta Dermeval Costa Santos, de 58 anos, estava no Centro de Abastecimento do município com um primo quando o crime aconteceu. André Ribeiro informou que os suspeitos foram identificados após análise de imagens de câmeras de segurança que registraram o momento do crime.

Monitor da Violência: após 2 anos, quase metade dos casos de mortes violentas segue sem autoria identificada na BA

  • informações do G1 Bahia
  • 23 Set 2019
  • 15:23h

Monitor da Violência do G1 acompanha inquéritos e processos envolvendo mortes ocorridas em 2017 em todo o Brasil. — Foto: Alexandre Mauro/G1

Francivaldo Silva, Xaynna Shayuri Morganna, Gabriel da Silva Oliveira, Robson Rocha dos Anjos, José Carlos Cirilo dos Santos Júnior e Hércules Pereira de Jesus nunca tiveram nenhuma relação entre si. Suas histórias, no entanto, compartilham de um mesmo fim trágico: foram assassinados em uma mesma semana de 2017 e os crimes de que foram vítimas permanecem sem nenhuma solução até agora, dois anos depois. Na semana em que foram assassinados, entre 21 e 27 de agosto daquele ano, a Bahia registrou 99 mortes, cujos inquéritos são acompanhados pelo Monitor da Violência, projeto especial do G1 que mapeia o andamento de investigações e processos envolvendo os crimes violentos do período. Os casos de Francivaldo, Xaynna, Gabriel, Robson, José e Hércules não são isolados. Isso porque, do total de inquéritos abertos pela polícia para apurar as mortes ocorridas naquela semana específica, 51,6% seguem em andamento na polícia e quase metade (40 inquéritos, ou 44% do total) não conseguiu identificar os autores do crime e nem a motivação. Quarenta a um por cento dos inquéritos foram concluídos e somente 5% chegaram a ser julgados pela Justiça. É o que revela um novo levantamento exclusivo feito pelo G1, agora em 2019.

Delegado é morto a tiros durante assalto em Feira de Santana

  • informações do G1 Bahia
  • 22 Set 2019
  • 10:49h

(Foto: Correio 24h)

Um delegado de 58 anos foi morto a tiros durante um assalto ocorrido neste sábado (21), em Feira de Santana, cidade a cerca de 100 km de Salvador. De acordo com a Polícia Civil, Gesta Dermeval Costa Santos estava no Centro de Abastecimento do município quando o crime aconteceu, no final da manhã. Ainda conforme a Polícia Civil, equipes da 1ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin) e da Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos (DRFR) de Feira de Santana, com o apoio do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) investigam o latrocínio contra o delegado e fazem buscas para identificar e prender o suspeito do crime. O delegado não estava em serviço e passeava por Feira de Santana, quando foi ao local fazer compras e acabou baleado. Em nota, o Sindicato dos Policiais Civis da Bahia (Sindpoc) informou que a vítima trabalhava na Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos (DRFR), em Salvador, e estava com um primo quando um homem chegou ao local e anunciou o assalto. Inicialmente, o sindicato disse que o delegado reagiu e acabou alvejado. No entanto, o Sindipoc corrigiu a informação e disse que o delegado não estava armado, não reagiu à abordagem e se assustou após o suspeito encostar a arma nas costas dele. A vítima chegou a ser socorrida e levada para o Hospital São Mateus, mas não resistiu.

Preso segue foragido após fugir de conjunto penal; homem serrou grade de cela em Feira de Santana

  • Redação
  • 16 Set 2019
  • 08:56h

(Foto: G1 | Bahia)

Segue foragido na manhã desta segunda-feira (16) um detento que fugiu do Conjunto Penal de Feira de Santana. Essa á a primeira fuga registrada na unidade prisional neste ano. Segundo o capitão Alan Araújo, diretor do conjunto penal feirense, o acusado serrou uma grade de proteção, saiu do pavilhão 4 e fugiu da unidade prisional. O homem, identificado como Fernancarlian Almeida de Jesus, estava preso provisoriamente devido a um roubo ocorrido em 20 de setembro do ano passado em Feira de Santana. De acordo com o capitão, a fuga surpreendeu os agentes. “A gente está tentando descobrir a façanha que ele fez para fugir”, disse ao Bahia Notícias. Apesar de a grade ficar serrada, outros detentos do pavilhã 4 não se arriscaram a fugir. Fernancarlian de Jesus é natural de Conceição do Jacuípe, na mesma região de Feira. Ainda segundo o capitão, policiais militares continuam as buscas pelo foragido, incluindo rondas na cidade natal do detento. Maior presídio do estado, o Conjunto Penal de Feira tem capacidade para abrigar 1.356 detentos. No entanto, aloja atualmente 1.900 presos. 

PMs receberão R$ 40 milhões por redução de crimes violentos

  • Redação
  • 11 Set 2019
  • 16:51h

(Foto: Daniel Simurro | Brumado Urgente)

Serão pagos cerca de R$ 40 milhões para policiais militares, civis e técnicos que conseguiram reduzir, em pelo menos 6%, os Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLIs), no estado da Bahia, no primeiro semestre de 2019, numa comparação com o mesmo período do ano passado. A iniciativa do Governo do Estado faz parte do Prêmio por Desempenho Policial (PDP), ação desenvolvida pela Secretaria da Segurança Pública (SSP), que busca incentivar e reconhecer os esforços no combate à criminalidade. Ao todo, serão 25,3 mil servidores contemplados, entre eles 19.590 militares, 4.355 civis, 841 técnicos e 563 que atuam em superintendências da SSP. Criado em 2013, o PDP já pagou R$ 172 milhões a 132,5 mil servidores. De acordo com secretário da Segurança Pública, Maurício Teles Barbosa.“Buscamos sempre valorizar o nosso servidor com novos equipamentos, ampliação das equipes através de concursos, modernização do trabalho com incremento de novas tecnologias, entre outras medidas. O PDP é mais uma ferramenta que reconhece o esforço de todos”, destacou o secretário.