BUSCA PELA CATEGORIA "Saúde"

Brumado: Atividades pela semana do bebê são realizadas em várias unidades de saúde

  • Brumado Urgente com informações da Ascom PMB
  • 24 Mai 2018
  • 14:00h

Foto: Divulgação

Durante toda a semana, várias atividades em alusão a semana do bebê foram realizadas em Brumado, em diversas unidades de saúde. Na UBS Leobino José de Souza (Lagoa Funda) o Dia D da Semana do Bebê, desenvolveu atividades como: Roda de conversa, dinâmica, distribuição de brindes, entre outras ações importantes para as gestantes e puérperas da localidade. Na UBS Dr. Paulo Vargas (Dr. Juracy) o tema pré-natal odontológico foi discutido entre as gestantes/puérperas e os profissionais, oportunidade em que muitas informações de alta relevância para a saúde da mamãe e do bebê foram abordadas. Por fim, os participantes do evento puderam saborear um delicioso café da manhã e ainda participar de sorteio de Brindes. Na UBS Wilson Tibo (Posto do Vila) foram abordaros a importância do Pré-Natal para as gestantes, concepto e a criança em sua infância. Também foi realizado a interação divertida, com perguntas, apresentação de slides, entrega de brindes e repelentes.

Ministério descredencia 5% dos estabelecimentos ligados ao Farmácia Popular

  • 20 Mai 2018
  • 16:00h

Uma portaria do Ministério da Saúde publicada nesta sexta-feira (18), no Diário Oficial determina o descredenciamento de 1.729 farmácias do Aqui Tem Farmácia Popular. A medida, de acordo com a pasta, foi adotada diante da suspeita de irregularidades. Fraudes cometidas no programa provocam prejuízos estimados em R$ 500 milhões anuais. O descredenciamento representa um corte de 5% nos estabelecimentos que participam do programa, criado em 2006 e um dos mais populares na área da saúde. Na última estimativa divulgada pelo setor, existia no Brasil 34.543 farmácias distribuídas em 4.463 municípios estavam credenciadas no programa. A medida abrange farmácias de todas as regiões do País. Em nota, o Ministério da Saúde afirma que o desligamento do programa foi determinado no caso de farmácias que apresentavam alguma irregularidade ou indícios de fraude. A medida, contudo, pode ser revertida. Se não for comprovada falha, estabelecimentos poderão ser incluídos novamente no Farmácia Popular. O presidente executivo da Associação Brasileira da Rede de Farmácia e Drogaria (Abrafarma), Sérgio Mena Barreto, afirmou ao jornal O Estado de S. Paulo que boa parte dos estabelecimentos agora descredenciados não quiseram continuar no programa. "Muitas farmácias estavam insatisfeitas com os baixos valores repassados pelos medicamentos", disse. Mena Barreto afirmou, no entanto, que isso não corresponde à totalidade das farmácias. "Em alguns casos, pode ter ocorrido outros problemas, como falta de apresentação de documentos ou outras falhas." O presidente do Sindicato da Indústria de Produtos Farmacêuticos no Estado de São Paulo (Sindusfarma), Nelson Mussolini, afirmou que este é um dos maiores descredenciamentos já registrados no Aqui Tem Farmácia Popular. "Não me lembro de algo de proporções tão grandes", diz. Para ele, no entanto, é estranho o fato de 5% de todo o sistema estar envolvido com suspeita de irregularidades. "É um número muito alto. Não consigo entender como se levou tanto tempo para se identificar o problema", completou. Na estimativa do governo, a mudança na política de preços trará uma economia de R$ 800 milhões e não colocará o programa em risco. 

Casos de malária devem crescer 50% no Brasil este ano

  • 16 Mai 2018
  • 17:00h

Projeção feita pelo pesquisador da Fundação Oswaldo Cruz Cláudio Maierovitch aponta que o Brasil poderá ter um aumento de 50% nos casos de malária neste ano. Até março, o País registrou 50 mil infecções. Pelos cálculos do pesquisador, com base nos dados de janeiro e fevereiro, até o fim do ano os registros poderão chegar a 293 mil. O avanço esperado é de proporção semelhante à que foi identificada em 2017. Depois de seis anos de queda, a malária voltou a aumentar no País no ano passado e a preocupar autoridades sanitárias e especialistas. Em 2017, foram notificados no País 193 mil casos, 50% a mais do que o registrado no ano anterior. Diante do aumento de casos, um comitê assessor decidiu na semana passada preparar uma carta de alerta para o governo brasileiro. A retomada de crescimento da doença por dois anos consecutivos ocorre pouco tempo depois de o Brasil comemorar o avanço no combate à malária. 

Encruzilhada e Paratinga recebem Rastreamento do Câncer de Mama

  • 16 Mai 2018
  • 16:00h

O Saúde sem Fronteiras Rastreamento do Câncer de Mama chega esta semana aos municípios de Encruzilhada, na Região de Vitória da Conquista, e Paratinga, na região de Ibotirama. Serão oferecidas mamografias gratuitas a mulheres na faixa etária de 50 a 69 anos. Em Encruzilhada, o atendimento começa nesta quarta-feira (16), com a unidade móvel estacionada na Praça Nélson Pales. A meta da Secretaria da Saúde da Bahia (Sesab) é atender a 1.091 mulheres dentro da faixa etária preconizada. Já em Paratinga, a unidade móvel estará estacionada na Unidade de Saúde Jackson Brandão Teles, no Bairro Vermelho. O atendimento começa na próxima segunda-feira (19), até 2 de junho. No município, a meta de atendimento está em 1.818 mulheres. Para atendimento, é necessária apresentação de documento de identidade, cartão do Sistema Único de Saúde (SUS) e comprovante de residência. Para as mulheres com diagnóstico positivo, o tratamento cirúrgico, quimioterápico ou radioterápico será realizado em unidades de alta complexidade em oncologia.

Novo método que mede pressão cerebral chega a hospitais

  • 12 Mai 2018
  • 18:00h

O cientista brasileiro Sérgio Mascarenhas criou um método não invasivo para mensurar a pressão no interior do crânio, com aplicações nos problemas que afetam os sistemas nervoso e cardiovascular. O sistema, apelidado de Braincare, fechou um acordo para que a medição da PIC (pressão intracraniana) seja aplicada a pacientes atendidos pelas unidades de saúde pública. "Nosso objetivo é simples: fazer com que essas medições passem a ser consideradas um novo sinal vital, assim como tradicionalmente os médicos avaliam os batimentos cardíacos ou a pressão arterial", diz o engenheiro de produção Plínio Targa, chefe da empresa criadora do sistema. Para o tratamento dos problemas como hidrocefalia, é necessário implantar válvulas que drenam o líquido em excesso e, para checar se elas estão funcionando, usa-se o sensor interno de PIC. De acordo com a Folha de São Paulo, o funcionamento do sistema é feito através de uma faixa ajustada à cabeça do paciente, na qual está preso um pino que fica em contato com a pele. As variações da PIC alteram a posição dos ossos do crânio e fazem com que o pino mude de posição. Isso é captado por sensores especiais, que transferem dados para um monitor responsável por decodificá-los. O método ajuda no acompanhamento de pacientes que sofreram traumatismo craniano, na detecção precoce de aneurismas e da pré-eclâmpsia e no monitoramento da qualidade da hemodiálise.

Vacinação contra gripe terá hoje 65 mil postos em todo o país

  • 12 Mai 2018
  • 10:00h

Sessenta e cinco mil postos de saúde em todo o país abrem as portas hoje (12) para a vacinação contra a gripe. No chamado Dia D de mobilização nacional, 37 mil postos de saúde de rotina e 28 mil unidades volantes estarão funcionando. A expectativa do Ministério da Saúde é vacinar 54,4 milhões de pessoas até 1º de junho. Devem receber a dose crianças de 6 meses a menores de 5 anos, idosos a partir de 60 anos, trabalhadores da saúde, professores das redes pública e privada, povos indígenas, gestantes, puérperas (até 45 dias após o parto), pessoas privadas de liberdade e funcionários do sistema prisional. Pessoas com doenças crônicas e outras condições clínicas especiais também devem ser imunizadas. Neste caso, é preciso apresentar uma prescrição médica no ato da vacinação. Pacientes cadastrados em programas de controle de doenças crônicas do Sistema Único de Saúde (SUS) devem procurar os postos em que estão registrados para receber a dose, sem necessidade de prescrição médica. A escolha dos grupos prioritários segue recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS). A definição, segundo o governo federal, também é respaldada por estudos epidemiológicos e pela observação do comportamento de infecções respiratórias, que têm como principal agente os vírus da gripe. São priorizados os grupos mais suscetíveis ao agravamento de doenças respiratórias.

Dia D de vacinação contra Influenza acontece neste sábado

  • 10 Mai 2018
  • 15:00h

O Dia D de vacinação contra gripe acontece neste sábado, 12, quando será possível se imunizar em postos extras, além dos 126 da rede pública. A campanha de vacinação começou no dia 23 de abril, mas só foram aplicadas 115.741 doses em Salvador; ou seja, 21,4% da cobertura, de acordo com a Secretaria Municipal de Saúde (SMS). A meta é imunizar 90% das 541.451 pessoas que fazem parte do público alvo. A adesão está baixa, principalmente, entre os grupos de crianças e idosos, que tiveram 13,3% e 26,1% do público-alvo vacinados, respectivamente. A campanha segue até 1º de junho e tem como foco aplicar a dose em idosos, crianças de 6 meses a menores de 5 anos, gestantes, mulheres que tiveram bebê nos últimos 45 dias, trabalhadores de saúde, professores, portadores de doenças crônicas, presos e jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas. A vacina imuniza contra de Influenza nos sorotipos H1N1, H3N2 e Influenza B. A baixa adesão à campanha preocupa por conta do crescimento da doença na Bahia. Quinze pessoas morreram no estado em decorrência da H1N1, sendo 10 casos em Salvador, de acordo com balanço divulgado nesta quarta, 9, pela Secretaria de Saúde do Estado (Sesab). Até o dia 5 de maio, foram contabilizados 687 casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG), com 54 óbitos. Do total, 116 foram confirmados para Influenza, sendo 100 do subtipo H1N1. Neste mesmo período de 2017, foram registradas 200 ocorrências de SRAG, com 18 mortes. Destes, 19 casos foram confirmados como Influenza, sendo dois por H1N1. Não houve morte pela doença nesse período na Bahia.

Karina Bacchi incentiva doação de leite materno: 'Crise difícil de atravessar'

  • 06 Mai 2018
  • 14:00h

Karina Bacchi, mãe do pequeno Enrico, que com oito meses de vida já tem mais de um milhão de seguidores em seu Instagram, fez uma postagem na rede social para ressaltar a importância da doação de leite materno. "Quem acompanhou meu dia a dia no nascimento do Enrico viu que amamentei em livre demanda. Sei que foi super importante para a saúde do Enrico, tanto que o amamento até hoje. Essa é a vontade de muitas mães, mas que, por diversos motivos, algumas não conseguem amamentar. É uma crise difícil de atravessar e que, com a ajuda de outras mães e do trabalho maravilhoso dos bancos de leite, muitas mulheres conseguem acesso a leite materno para dar aos seus bebês!", escreveu. A atriz está à frente de uma campanha acerca do tema, chamada Conserve o Amor, que incentiva a doação de leite materno e ressalta a importância de mantê-lo em refrigeração adequada. Atualmente, no Brasil, existem 221 unidades de bancos de leite e 186 postos de coleta, espalhados por todos os Estados. Mesmo assim, a Rede Brasileira de Bancos de Leite Humano supre apenas cerca de 60% da demanda para recém-nascidos internados em unidades de terapia intensiva. Toda mulher que amamenta é uma possível doadora, desde que esteja saudável e não tome nenhum medicamento que interfira no processo. É possível encontrar mais informações por meio do Disque Saúde, 136.

Mulheres que comem muito fast food podem ter mais dificuldades em engravidar, diz pesquisa

  • 05 Mai 2018
  • 18:00h

Mulheres que comem fast food com regularidade e deixam de lado o consumo de frutas têm maior probabilidade de desenvolver dificuldades para engravidar, segundo um estudo recém-publicado no periódico "Human Reproduction". A conclusão é de que uma dieta nutritiva aumenta a capacidade reprodutiva. Uma pesquisa com 5.598 mulheres identificou que as que se alimentam de fast food quatro ou mais vezes por semana tendiam a demorar quase um mês a mais para engravidar do que as que comiam raramente ou nunca. É importante ressaltar, porém, que o estudo tem limitações: foi baseado na lembrança do que as mulheres entrevistadas (de Austrália, Nova Zelândia, Reino Unido e Irlanda) comeram antes de no mês anterior ao início de suas gestações dos primeiros filhos. Parteiras visitaram as entrevistadas entre a 14ª e a 16ª semanas de gravidez e perguntaram a elas a frequência com que comiam frutas, vegetais verdes e peixe - e também hambúrgueres, pizzas, frangos e batatas fritas e outras refeições de lanchonetes fast food. Os pesquisadores descobriram que as mulheres que haviam comido fruta menos do que uma a três vezes em um mês levava, em média, um mês adicional para engravidar do que as que tinham o hábito de ingerir frutas três ou mais vezes por dia. Avaliando as chances de as mulheres não engravidarem no período de um ano, os pesquisadores identificaram que, na média geral, essa possibilidade era de 8% entre as entrevistadas. Mas essa porcentagem subia para 12% entre as mulheres que comiam poucas frutas e 16% das que consumiam fast food excessivamente (quatro ou mais vezes por semana). "Os resultados mostram que uma dieta de qualidade, com muitas frutas e mínimo consumo de fast food, melhora a fertilidade e reduz o tempo de se engravidar", afirmou Claire Roberts, líder do estudo e professora da Universidade de Adelaide, na Austrália.

Febre amarela: Brasil registra 394 mortes e 1257 casos nos últimos dez meses

  • 04 Mai 2018
  • 18:00h

Entre julho de 2017 e 2 de maio de 2018, o Brasil registrou 394 mortes por febre amarela, informa o último boletim epidemiológico divulgado pelo Ministério da Saúde. No boletim anterior, que contabilizou dados até o dia 17 de abril, o país registrava 342 mortes. As mortes no país vêm aumentando desde que o vírus da febre amarela passou a circular em outras regiões, principalmente no Sudeste -- antes, a doença no Brasil só ocorria mais frequentemente em áreas da região amazônica. Também nos últimos dez meses a pasta confirma 1257 casos da doença. Em relação ao número de casos, houve um incremento de 100 novos em relação aos dados do dia 17 de abril: quando 1157 infectados foram confirmados. Uma ressalva é que o Ministério da Saúde não confirma os casos e os óbitos na mesma hora em que ocorrem; e, por isso, esses dados de agora podem ser referentes a dias anteriores. A data se refere à divulgação do Ministério da Saúde. Com isso, a pasta informa ainda que outras 1499 notificações estão sendo investigadas e podem ser confirmadas ou descartadas nos próximos boletins.

Brumado: Minicurso sobre Primeiros Socorros foi realizado na UBS - Dr. Antônio Luiz G. Trindade

  • 26 Abr 2018
  • 10:00h

Foto: Divulgação

Aconteceu na manhã desta quarta-feira (25), na UBS Dr. Antônio Luiz G. Trindade (posto da Urbis 1), o minicurso no grupo de saúde e beleza da unidade, sobre Primeiros Socorros. Com o apoio do médico Dr. Lívio Almeida e do SAMU 192 Brumado, foram realizadas demonstrações de socorros para: Engasgamento/ Queimaduras/ Desmaio/ Convulsões e Ataque epiléptico. O grupo funciona toda quarta-feira às 08:00h da manhã e é coordenado pela Farmacêutica do NASF Bruna Santos.

Novo implante vaginal pode ajudar na proteção de mulheres contra HIV

  • 21 Abr 2018
  • 10:00h

Um novo dispositivo pode ajudar a proteger mulheres da infecção por HIV. Desenvolvida por cientistas da Universidade de Waterloo, no Canadá, a ferramenta é um implante vaginal que diminui o número de células que podem ser atacadas pelo vírus no trato genital da mulher. Segundo o jornal O Globo, o implante utiliza a imunidade natural de algumas pessoas contra o vírus. "Sabemos que algumas drogas, quando tomadas oralmente, nunca chegam ao trato vaginal, então este implante pode ser uma maneira mais confiável de encorajar as células T a não responderam à infecção, e assim também prevenir a transmissão de forma mais barata e confiável", explicou Emmanuel Ho, professor da Escola de Medicina da universidade canadense e um dos pesquisadores responsáveis pela descoberta. "O que não sabemos ainda é se isso pode ser uma opção única para a prevenção da transmissão do HIV ou se pode ser melhor usada em conjunção com outras estratégias de prevenção. Pretendemos responder a essas questões em futuras pesquisas". O implante é formado por um tudo oco e dois "braços" flexíveis. Lentamente, ele libera hidroxicloroquina (HCQ), que é absorvida pelas paredes do trato vaginal. Os testes foram feitos em um modelo animal.

Bahia tem 4 mortes por H1N1; campanha de vacinação contra a gripe começa dia 23 de abril

  • 16 Abr 2018
  • 07:25h

A Bahia teve quatro mortes provocadas pela gripe H1N1, até o dia 7 de abril, conforme dados divulgados pela Secretaria de Saúde do Estado (Sesab). Não foram divulgados dados das vítimas, como sexo, nome e idade. Até a data informada pela Sesab foram notificados 215 casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG ), com 18 mortes. Conforme a Sesab, dentre esses casos, 43 foram confirmados para influenza, sendo 36 pelo subtipo A H1N1 e desses, quatro foram a óbito. Ainda conforme a Secretaria de Saúde, três mortes ocorreram em Salvador e uma em Lauro de Freitas, na região metropolitana. A Sesab informou que a capital concentra o maior número de casos da H1N1, 26. Camaçari, também na região metropolitana, tem dois; Dias D´Ávila, Governador Mangabeira, Itabuna, Jacobina, Juazeiro, Lauro de Freitas, São Miguel das Matas e Ubatã com um caso cada um. Segundo o Núcleo Regional de Saúde de Feira de Santana, um bebê de 1 ano e três meses morreu em decorrência da gripe H1N1, na terça-feira (10), na cidade que fica a 100 km de Salvador. Outros dois casos da doença já foram confirmados pelo Núcleo Regional de Saúde. Apesar do município já ter confirmado a morte pela doença, a Secretaria de Estado da Saúde da Bahia (Sesab) informou que ainda investiga as causas.

Conselho Nacional de Saúde defende adiamento de mudança no Programa Farmácia Popular

  • 13 Abr 2018
  • 18:00h

O Conselho Nacional de Saúde (CNS) aprovou nesta quinta-feira (12) recomendação para que o governo prorrogue por 30 dias a entrada em vigor da portaria que reduz o valor pago para as farmácias credenciadas no programa Farmácia Popular. A medida foi publicada no final de março, e está prevista para entrar em vigor no dia 30 de abril. Segundo a Agência Brasil, a principal preocupação do CNS é que possa haver um desabastecimento de medicamentos disponibilizados por meio do programa, por causa da redução do repasse do governo. "O setor apresenta a possibilidade de não ter condições de sustentabilidade, pois, no caso de alguns produtos, o valor que o varejo vai adquirir é superior ao valor que o medicamento será vendido", diz o presidente do conselho, Ronald Santos. Santos acredita que o governo deve aceitar a recomendação, que foi aprovada por unanimidade no conselho. "Entendemos que as mudanças não podem gerar um conflito dessa natureza, que possam afetar a população que já é tão sofrida", diz. O CNS também pediu uma reunião entre o Ministério da Saúde e entidades representativas dos setores produtivo, varejista e atacadista de medicamentos para discutir o impacto dos novos valores de referência dos medicamentos do Programa Farmácia Popular e os possíveis riscos de desabastecimento nas farmácias e drogarias credenciadas. O Ministério da Saúde garante que a portaria não prejudica o usuário e não ameaça a continuidade do programa. "A medida tomada tem apenas o objetivo de eliminar as distorções de preços pagos por medicamentos às farmácias credenciadas, pelo governo federal, que chegava a pagar produtos com valores 200% acima do mercado", diz a pasta. O ministério também esclarece que foi garantida uma margem de lucro de 40% às unidades credenciadas, que representa cerca de R$ 1 bilhão. O Ministério da Saúde diz que continua à disposição do Conselho Nacional de Saúde para esclarecer todos os pontos da portaria.

Bahia confirma 36 casos de H1N1; campanha de vacinação começa no próximo dia 23

  • 12 Abr 2018
  • 10:00h

A Secretaria da Saúde da Bahia (Sesab) confirmou, em nota divulgada nesta quarta-feira (11), 43 casos de influenza, sendo 36 do subtipo A H1N1. O maior número está concentrado em Salvador (26), seguido de Camaçari (2). Os outros casos foram registrados em Dias D´Ávila, Governador Mangabeira, Itabuna, Jacobina, Juazeiro, Lauro de Freitas, São Miguel das Matas e Ubatã. Já os óbitos ocorreram em Salvador (3) e Lauro de Freitas (1). O Ministério da Saúde inicia, no próximo dia 23, a Campanha Nacional de Vacinação Contra a Gripe. Com duração até 1º de junho, a ação terá o dia 12 de maio como o Dia D de mobilização nacional. A meta da ação é imunizar 90% do público-alvo, formado por 3,6 milhões de pessoas dos grupos prioritários: indivíduos com 60 anos ou mais, crianças de seis meses a cinco anos, gestantes e puérperas, trabalhadores da saúde, professores, povos indígenas, portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade sob medidas socioeducativas, população privada de liberdade e funcionários do sistema prisional. Em 2017, segundo a Secretaria da Saúde da Bahia (Sesab), o estado vacinou 2,6 milhões de pessoas, equivalente a 84,6% da cobertura vacinal. Dos 417 municípios, apenas 172 alcançaram a meta de vacinar 90%.