BUSCA PELA CATEGORIA "Saúde"

Tratamento inédito para diabetes será realizado na Bahia pelo SUS

  • A Tarde
  • 20 Jul 2019
  • 10:38h

(Foto: Reprodução)

Um encontro realizado na última terça-feira, 16, entre o secretário da Saúde da Bahia, Fábio Vilas-Boas, e o presidente da Sociedade Brasileira de Cirurgia Bariátrica e Metabólica (SBCBM), o médico baiano Marcos Leão, discutiu estratégias para melhorar os indicadores de cirurgia bariátrica e metabólica no estado. Na reunião, foi decidido que o Hospital Metropolitano de Lauro de Freitas, a ser inaugurado em dezembro deste ano, irá realizar 120 cirurgias metabólicas por ano para o tratamento de Diabetes Tipo 2, através do Sistema Único de Saúde (SUS). O encontro tinha o objetivo de discutir alternativas para melhorar o baixo número de cirurgias bariátricas realizadas no estado pelo SUS e tentar implementar a cirurgia metabólica para pacientes com Diabetes mellitus Tipo 2 (DMT2). A obesidade é um fator que contribui para o desenvolvimento do diabetes e dados da SBCBM apontam que mais de 80% dos pacientes com a doença estão acima do peso. Assim, segundo o presidente Sociedade Baiana, o procedimento controla o peso, a glicemia, a dislipidemia e a pressão arterial.

Dados do DATASUS apontam que a Bahia apresenta um dos mais baixos números de cirurgias bariátricas no país. Segundo as estatísticas, em 2018 foram realizadas apenas 23 cirurgias. “A Bahia tem uma prevalência de obesidade de aproximadamente 20%, o que dá mais de 3 milhões de obesos no estado. Desses, calcula-se que quase 300 mil pessoas sejam elegíveis para a cirurgia, ou seja, apresentam critérios clínicos para serem operados”, acrescenta Marcos Leão.

O cirurgião baiano ainda chama atenção para o fato de que cerca de 20% da população do estado tem acesso a algum plano de saúde. “Imagine a quantidade de gente que não consegue acesso ao único tratamento eficaz para a obesidade grave disponível no mundo”, questiona.

Leão conta que o secretário da Saúde Fábio Vilas-Boas explicou sobre a dificuldade do Estado da Bahia (SESAB) em conseguir suprir todas as necessidades de saúde da população, por conta da carência no orçamento público anual destinado ao setor. Além disso, há uma preocupação da secretaria com o acompanhamento de pacientes operados. “O secretário ficou de estudar uma alternativa para melhorar esses números e ampliar o atendimento pré e pós operatório ao paciente bariatrico”, esclarece o cirurgião.

Quando questionado sobre as  diferenças entre a cirurgia metabólica e bariátrica, o médico explica que são quase a mesma coisa, entretanto, a metabólica tem o foco no tratamento do diabetes. Segundo ele, os pacientes com DMT2, independente do grau de obesidade, apresentam bons resultados com o tratamento cirúrgico.

“E mesmo aqueles que não conseguem obter uma resolução definitiva, costumam obter um controle muito melhor, passando a não precisar de insulina e reduzindo a quantidade de medicações”, diz ele, explicando que o procedimento promove uma resolução plena a longo prazo em muitos pacientes que não conseguem controlar a doença com dieta e remédios.

Com previsão de obras a serem concluídas no mês de dezembro deste ano, o Hospital Metropolitano deverá iniciar realizando 10 cirurgias metabólicas por mês. Com o apoio da SBCBM, o Centro de Referência Estadual para Assistência ao Diabetes e Endocrinologia (CEDEBA) deverá montar um protocolo para selecionar, preparar e acompanhar os pacientes que forem passar pelo procedimento.

Marcos Leão destaca que o metódo  se trata de algo inédito na Bahia e um dos primeiros serviços públicos do país destinados ao tratamento cirúrgico do diabetes. “No mês passado foi inaugurado em Brasília, no Hospital da Asa Norte, o primeiro serviço desse tipo no país. A Bahia será o segundo”, ressaltou.

CONTINUE LENDO

Equipes da SESAU de Brumado passam por treinamento teórico e prático visando a campanha de vacinação contra raiva em cães e gatos

  • Brumado Urgente
  • 17 Jul 2019
  • 10:29h

A equipe de vacinação da Sesau passa por mais uma qualificação na área de imunização (Foto: Divulgação)

A raiva é uma doença causada por um vírus e uma das formas de transmissão é pela saliva, quando um animal contaminado morde e fere o outro, pode transmitir o vírus, contribuindo para que a doença se prolifere rapidamente. Animais infectados apresentam sinais neurológicos, babam muito e ficam com aparência de “loucos”, daí a expressão “cachorro louco”. Devido à proximidade do mês de agosto, que é comprovadamente o período mais perigoso do ciclo da doença, já que a concentração de cadelas no cio aumenta sensivelmente, fazendo com que os cachorros disputem a mesma fêmea e muitas vezes essa conquista termina em brigas, fazendo com que a raiva se espalhe mais facilmente entre os cães. Devido a isso, a Secretaria Municipal de Saúde, buscando uma resolutividade ainda maior na imunização da população, realizou, nesta terça-feira (16), o treinamento das equipes de vacinação que receberam a atualização teórica e prática para a realização da campanha de vacinação em cães e gatos. Os novos agentes foram orientados quanto a importância da vacinação, controle de raiva e os cuidados durante o manejo com os animais durante a vacinação.

Sesab descarta surto de Influenza na Bahia

  • Redação
  • 17 Jul 2019
  • 08:52h

(Foto: Reprodução)

A Secretaria de Saúde da Bahia (Sesab) descartou a possibilidade de surto ou epidemia de um subtipo do vírus da Influenza no Estado. Em vídeo divulgado nas redes sociais, o titular da pasta, Fábio Vilas-Boas, tranquilizou os moradores da região de Porto Seguro, onde foi constado e confirmado o caso de uma jovem de 17 anos que morreu depois de contrair o vírus Influenza H3N2.  "Quero dizer que não temos hoje nenhum surto, esse caso se tratava de um caso importado, não foi originado em Porto Seguro", assegurou o secretário de Saúde. Vilas-Boas ainda explicou que duas pessoas tiveram contato com o vírus, mas foram medicadas e evoluíram bem. O titular garantiu que a Sesab vem acompanhando todos os casos e ainda chamou a atenção para a redução nos registros de Influenza na Bahia em comparação com o mesmo período do ano passado. 

Quase metade das vítimas fatais de H1N1 na BA em 2019 não estava em faixa etária 'de risco'

  • Jade Coelho
  • 16 Jul 2019
  • 07:17h

(Foto: Reprodução)

O vírus Influenza A H1N1 já fez nove vítimas fatais na Bahia neste ano, sendo que, deste total, quatro não faziam parte do grupo considerado de risco, ao levar em conta a idade que é foco da campanha nacional de vacinação do Ministério da Saúde. Na campanha de imunização estão no grupo prioritário crianças com idade entre um e seis anos incompletos e idosos acima dos 60 anos. A escolha, de acordo com o Ministério da Saúde, é feita por causa da maior vulnerabilidade do grupo. Só que dos casos fatais de H1N1, segundo dados da Secretaria de Saúde da Bahia (Sesab) enviados ao Bahia Notícias, uma vítima tinha de 10 a 19 anos, uma tinha idade entre 40 e 49 anos e outras duas tinham de 50 a 59 anos.

Neste final de semana uma turista de 17 anos morreu com suspeita de H1N1 na cidade de Porto Seguro, no extremo sul do estado. A vítima, que é natural de São Paulo, veio a óbito no Hospital Regional Luís Eduardo Magalhães, no sábado (13). Ela estava na cidade a passeio e não há confirmação de que tenha adquirido o vírus em Porto Seguro (leia aqui).

Os casos confirmados na Bahia e que, felizmente, não acabaram da pior forma somam 46 registros distribuídos em 15 municípios. Entre os nove casos que evoluíram para óbito, seis foram em Salvador, um em Juazeiro, um em Livramento de Nossa Senhora e outro em Ruy Barbosa.

O médico especialista em infectologia, Claudilson Bastos, assegura que não são comuns casos fatais em pessoas que não compõem o público prioritário da vacina. Por esse motivo esses casos devem ser investigados, inclusive levando em conta o histórico médico de cada um dos pacientes. "Precisa saber se ele não tem uma doença crônica, porque não se leva em conta somente a idade", alertou.

A vacina contra Influenza é disponibilizada na rede pública de saúde apenas durante o período da campanha nacional de vacinação, e as pessoas que não pertencem ao grupo de risco não têm direito à imunização. Neste ano, em virtude da baixa adesão pelo público-alvo, ao final da campanha o Ministério da Saúde autorizou a vacinação de toda a população (lembre aqui).

O Boletim Epidemiológico da Influenza na Bahia 2019, que compila dados registrados no estado neste ano até o dia 9 de julho, aponta que houve registro de 61 óbitos por Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG), uma evolução da gripe, sendo 20 por Influenza. Desses casos nove foram por Influenza A H1N1, oito por Influenza A H3N2 Sazonal, um por Influenza A não subtipável e dois pelo Influenza B. O boletim ainda informa que quatro casos se deram por outros vírus respiratórios. Em 28 óbitos não houve identificação de vírus respiratórios, e outros nove permanecem em investigação.

O documento da Sesab destaca que em 2018, no mesmo período, foram notificados 1.656 casos e 154 óbitos de SRAG. Foram confirmados 362 casos e 45 óbitos por Influenza, dentre eles Influenza A H1N1 (251 casos e 31 mortes), Influenza A H3N2 Sazonal (43 casos e cinco mortes), Influenza A não subtipável (13 casos e uma morte), Influenza B (53 casos e oito mortes) e dois não subtipados (sem óbito).

Ao ressaltar a confusão comum entre os sintomas das gripes e resfriado, o infectologista chamou a atenção para a febre e falta de ar. Segundo Claudilson Bastos, esses sintomas devem ligar o alerta do paciente e ele deve procurar uma unidade de saúde.

CONTINUE LENDO

Histórico: Captação de órgãos é realizada pela primeira vez em Brumado

  • Ascom | PMB
  • 15 Jul 2019
  • 09:12h

O procedimento foi realizando no Centro Cirúrgico do Hospital Professor Magalhães Neto | Foto: Ascom | PMB

Uma ação inédita e histórica ocorreu na manhã deste sábado (13), a qual veio comprovar que Brumado vem fazendo com louvor a sua lição de casa na área da Saúde Pública, que teve avanços muito significativos nos últimos anos. Uma equipe médica veio especialmente de Salvador para recolher órgãos de uma paciente que teve morte encefálica. A família autorizou a doação e o processo foi realizado pela primeira vez no município, graças aos investimentos feitos na estrutura física e em equipe médica do Hospital Professor Magalhães Neto.

Um dos profissionais que participou do processo, o médico Murilo Lemos, disse que “graças a atitude dos familiares que autorizaram a doação dos órgãos, todo o protocolo pode ser realizado conforme a Secretaria de Saúde do Estado preconiza. Tem que se enaltecer a estrutura do Hospital que conta com um Centro Cirúrgico com uma ótima logística, o que contribuiu de forma muito positiva para este tipo de procedimento, que é inédito na região, pois só era realizado em Vitória da Conquista”.

“O processo de modernização do setor de saúde pública de Brumado, que se iniciou em 2005, quando o hospital tinha sérias deficiências estruturais e apenas um médico atendendo à população. Atualmente são mais de 50 profissionais trabalhando na unidade, e com tantos investimentos na Saúde, implantação das duas UTI’s, ampliação do Centro Cirúrgico, Brumado está tendo a capacidade de estar sendo realizado em Brumado a capitação de órgãos”, observou o secretário de saúde, Cláudio Feres.

Por fim, o prefeito Eduardo Vasconcelos destacou que “os avanços e conquistas do setor são inquestionáveis, e, hoje, nós demos mais um passo importante na busca da excelência dos serviços, pois uma equipe médica local participou diretamente nessa ação histórica que foi capitação de órgãos. É a coroação de um trabalho árduo e de muita dedicação que estamos fazendo promovendo ações de muita resolutividade na média e alta complexidade, a ponto de merecer essa atenção do Estado e aqui vir fazer coleta desse tipo”.

Governador anuncia abertura da licitação para a construção da Policlínica de Brumado

  • Brumado Urgente
  • 14 Jul 2019
  • 14:37h

(Foto: Secom | Bahia)

Durante a inauguração da Policlínica Regional de Paulo Afonso, na tarde desta sexta-feira (12), o governador Rui Costa (PT) antecipou que prepara processo licitatório para a construir mais cinco policlínicas. A de Brumado foi confirmada juntamente com as de Serrinha, Itaberaba, Eunápolis e Ribeira do Pombal. A Policlínica de Brumado virá integrar o grande complexo na área de saúde do municipio, que é sede da microrregião e vem apresentando uma demanda cada vez maior, que deverá atender uma abragência de cerca de 500 mil pessoas. O governador já entregou policlínicas a cidadãos das regiões de Guanambi, Jequié, Irecê, Alagoinhas, Feira de Santana, Valença, Santo Antônio de Jesus e Teixeira de Freitas. Outras 10 unidades estão com construção em andamento. Ainda esse mês, Rui deve inaugurar a policlínica de Juazeiro e, em agosto, a de Vitória da Conquista. Até o final de 2020 o governador espera ter entregue 24 Policlínicas Regionais. A construção de cada uma delas custa, em R$ 22 milhões ao governo. Os espaços são geridos por consórcios de municípios, que cobrem 60% do custeio – cujo valor é dividido proporcionalmente ao número de habitantes de cada um deles, e o Estado fica responsável pelos 40% restantes. O rol de serviços ofertado nas unidades também tende a crescer, como citou o governador. 

Bahia deve disponibilizar 240 vagas para 'Mais Médicos Nordeste'; projeto está em finalização

  • Jade Coelho, de Paulo Afonso / Matheus Caldas
  • 12 Jul 2019
  • 19:26h

(Foto: Divulgação)

A Bahia deverá disponibilizar 240 vagas para um programa de assistência a saúde nos moldes do “Mais Médicos” sugerido pelo Consórcio do Nordeste. A informação foi dada nesta sexta-feira (12) pelo secretário de Saúde do estado (Sesab), Fábio Vilas-Boas, ao Bahia Notícias. Ele ainda revelou que a modelagem discutida oferecerá programas de pós-graduação e residência.  “Estamos conversando sobre uma modelagem que possa atrair os médicos que foram formados fora do Brasil e que não conseguiram passar no Revalida. E também uma modelagem alternativa que ofereça um programa de pós-graduação ou de residência em Medicina da Comunidade”, explicou, em entrevista ao Bahia Notícias. O titular da Sesab ainda sinalizou que o projeto será apresentado ao governador Rui Costa (PT) até o fim deste mês. “Essa modelagem está sendo discutida e vai envolver as universidades públicas do Nordeste, a Secretaria de Ciência e Tecnologia (Secti) e, no final desse mês de julho, deveremos apresentar ao governador”, disse. Vilas-Boas participa nesta sexta da inauguração de uma policlínica em Paulo Afonso.

Cubanos podem ser reincorporados ao Mais Médicos após mudanças no programa

  • Redação
  • 12 Jul 2019
  • 08:50h

(Foto: Reprodução)

Médicos cubanos podem ser reincorporados ao Mais Médicos caso o governo federal concretize as alterações que pretende fazer no edital do programa. Após o rompimento do acordo de colaboração entre Brasil e Cuba, os estrangeiros tiveram de deixar o país. No entanto, de acordo com o estadão, a ideia é que eles voltem a trabalhar na atenção básica do Sistema Único de Saúde (SUS) por dois anos. Ao todo, dos 8 mil profissionais que vieram ao Brasil, 2 mil permaneceram aqui mesmo com o rompimento do acordo. Desses, 700 têm situação regularizada por terem se casado com brasileiros(as). Somente esses 2 mil que ficaram no Brasil teriam direito à reincorporação. A proposta deve ser apresentada a parlamentares nessa semana. Um dos entraves para que ela ainda não tenha tramitado é o nome do programa. O governo avalia que o Mais Médicos se tornou marca do governo de Dilma Roussef. A iniciativa foi lançada em 2013, em resposta às manifestações de rua daquele ano e também a reivindicações feitas por prefeitos, pela dificuldade em manter profissionais atuando em regiões distantes.

Ministério da Saúde suspende repasse de mais de R$ 1 milhão para município de Guanambi custear Centro de Regulação do Samu

  • Informações do Agência Sertão
  • 08 Jul 2019
  • 15:58h

(Foto: Reprodução)

Uma portaria publicada na edição desta segunda-feira (8), do Diário Oficial da União (Dou), determinou a suspensão do repasse anual de R$ 1.031.058,00, destinado ao incentivo de custeio mensal de habilitação e qualificação da Central de Regulação das Urgências do Município de Guanambi. Segundo a portaria, a suspensão foi baseada em uma nota técnica da Coordenação-Geral de Urgência. O Ministério informou que não foram atendidos os requisitos exigidos da legislação que consolida as normas sobre o financiamento e a transferência dos recursos federais para as ações e os serviços de saúde do Sistema Único de Saúde. Segundo o secretário de saúde de Guanambi, André Mointinho, a portaria não afetará no atendimento a comunidade. Ele explicou que as exigências não foram cumpridas devido a complexidade e o baixo orçamento do município. “O serviço não será afetado em nada. Em uma Portaria do Ministério da Saúde, tinham várias exigências e uma delas é a contratação de mais profissionais para o setor administrativo, no entanto, em Brasília, junto com o prefeito da cidade, justificamos as dificuldades para atender as solicitações”, explica o secretário. O recurso de qualificação foi autorizado para transferência mensal na portaria de 14 de junho de 2018. A qualificação tinha validade de dois anos, entretanto, foi suspensa porque o município não cumpriu todas as exigências. O secretário ressaltou que solicitou um prazo maior para adequar as recomendações. “Eles ficaram de analisar e nos responder, mas não fomos notificados da decisão para nos adequar, eles já cortaram o recurso da qualificação, em torno de 85 mil reais por mês”, justifica o secretário. Segundo Moitinho, o motivo pela resistência da contratação de novos profissionais, segundo a administração, é que o valor para contratar mais pessoas é praticamente esse que perdeu. Além disso, teria um aumento na folha de pagamento e no número de servidores.

O adoecimento físico e as causas emocionais

  • Karoll Trindade
  • 06 Jul 2019
  • 00:15h

Psicóloga Karoll Trindade

Você já parou para pensar se uma simples dor de cabeça ou até uma dor de garganta possa ter origem no seu emocional?

O nosso corpo está diretamente ligado as nossas emoções, ou seja, é um reflexo do que sentimos, pensamos e acreditamos; eles se relacionam de uma forma silenciosa e ao mesmo tempo estrondosa. Sempre que algo não está certo o nosso corpo encontra um meio de dizer que algo estranho aconteceu, e busca pedir socorro. E assim surgem as doenças e dores emocionais que nada mais é o nosso inconsciente mostrando que há questões internas que precisam ser resolvidas.

Uma dor de garganta, por exemplo, pode ser manifestada por consequência de conflitos psíquicos que precisam ser ditos, mas não pode. A dor no estômago pode ser um sinal do quanto é difícil “digerir” alguma ideia ou situação emocional. Dores musculares podem ser decorrente de situações na qual somos responsáveis e achamos que somos incapazes e impotentes de realizar. Quando sentimos a “normal” dor de cabeça, pode ser vestígios de uma mente sobrecarregada com pensamentos e sentimentos que nos traz angústia.

Quando se diz “O CORPO FALA”, é uma simplificação da realidade dita acima. A somatização é o resultado do sentimento de culpa vindo de fantasias inconscientes, manifestado em dores físicas como um meio de autopunição. Com isso as doenças podem ser um caminho para descobrirmos a origem de angústias e dores emocionais, resultando em um possível alivio para as mesmas.

Preste atenção no seu corpo! Procure compreender o que ele quer dizer! Sua alma e seu emocional podem estar implorando por socorro! Quando falamos em somatização, falamos em doenças físicas reais, que devem ser tratadas e investigadas por médicos, mas que também são pontos fundamentais que devem ser analisados e vistos como um esgotamento emocional.

Inovare: Antibiótico causa cárie?

  • 01 Jul 2019
  • 19:08h

Foto: Divulgação

A maior parte dos medicamentos líquidos de uso pediátrico tem em sua composição algum tipo de açúcar para mascarar o seu sabor e para melhorar a aceitação do paciente infantil ao uso das medicações. O açúcar mais comumente utilizado nestas drogas é a sacarose. Além da presença de açúcar, muitos antibióticos apresentam alta acidez e viscosidade que podem ser considerados fatores de risco para a cárie dentária e erosão, quando consumidos em alta frequência. Sabemos que a cárie dentária é uma doença biofilme-açúcar dependente. Nesse contexto, essas características dos antibióticos associados à uma higiene bucal deficiente proporciona maior risco no desenvolvimento da doença cárie. Lembre-se: É recomendado realizar higiene oral após a administração de antibióticos.

A clínica INOVARE conta com Dra Thaise Meira (CROBA 12517), especialista em odontopediatria, para cuidar de seus pequenos. Agende já uma avaliação para quem você mais ama. Tel e Zap (77) 3441-6243

Antibiótico causa cárie?

  • Inovare
  • 25 Jun 2019
  • 19:36h

A maior parte dos medicamentos líquidos de uso pediátrico tem em sua composição algum tipo de açúcar para mascarar o seu sabor e para melhorar a aceitação do paciente infantil ao uso das medicações. O açúcar mais comumente utilizado nestas drogas é a sacarose. Além da presença de açúcar, muitos antibióticos apresentam alta acidez e viscosidade que podem ser considerados fatores de risco para a cárie dentária e erosão, quando consumidos em alta frequência. Sabemos que a cárie dentária é uma doença biofilme-açúcar dependente. Nesse contexto, essas características dos antibióticos associados à uma higiene bucal deficiente proporciona maior risco no desenvolvimento da doença cárie. Lembre-se: É recomendado realizar higiene oral após a administração de antibióticos.

A clínica INOVARE conta com Dra Thaise Meira (CROBA 12517), especialista em odontopediatria, para cuidar de seus pequenos. Agende já uma avaliação para quem você mais ama. Tel e Zap (77) 3441-6243

Adolescente de 16 anos morre de dengue; vítima faleceu um dia após ser internada

  • Redação
  • 18 Jun 2019
  • 10:58h

Jovem de 16 anos morreu no Hospital com forte suspeita de dengue (Foto: Reprodução Redes Sociais)

Uma menina de 16 anos morreu de dengue, em Irecê, no norte da Bahia. O resultado confirmando a doença saiu nesta segunda-feira (17), de acordo com o G1. A adolescente era da cidade de Presidente Dutra, mas estava internada no Hospital Regional Dr. Mário Dourado Sobrinho, em Irecê. Ela faleceu um dia após ser internada, no dia 11 de junho. Ainda segundo a publicação, o exame que indica o tipo de dengue será divulgado nos próximos dias. O número de casos prováveis de dengue na Bahia aumentou em 460,6% nos primeiros cinco meses deste ano na comparação com o mesmo período de 2018. A informação é da Secretaria de Saúde do Estado da Bahia (Sesab) 

Governadores do Nordeste querem programa regional nos moldes do Mais Médicos

  • Redação
  • 17 Jun 2019
  • 07:14h

Agora que já foram concluídas as etapas formais para a criação do Consórcio do Nordeste, que visa representar os governos da região no âmbito jurídico, os membros começaram a debater os primeiros projetos. Um deles é firmar contrato com a Organização Pan-Americana da Saúde (Opas), que exporta profissionais da área, a fim de retomar um programa nos moldes do “Mais Médicos”. Segundo informações do blog Painel, da Folha de S. Paulo, o governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), disse que eles já consultaram a identidade para fazer um contrato regional. A organização rescindiu o acordo com o Brasil, logo após a eleição do presidente Jair Bolsonaro (PSL), no ano passado. O capitão fazia duras críticas ao programa, que tinha, em sua maioria, médicos cubanos atuando no Brasil. O problema é que o governo federal não deu conta de repor os profissionais nas unidades antes assistidas pelos estrangeiros. De acordo com a publicação, o New York Times estima que 28 milhões de brasileiros ficaram sem atendimento médico.

Governo deve apresentar programa para substituir Mais Médicos na próxima semana

  • Redação
  • 13 Jun 2019
  • 20:30h

Foto: Divulgação/Portal Brasil

Na próxima semana, o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, deve apresentar a parlamentares e instituições da área médica a proposta de um novo programa para substituir o Mais Médicos. A ideia é discutir o novo projeto e ouvir sugestões e críticas. A informação é do secretário de Atenção Primária à Saúde, Erno Harzeheim, que participou de audiência pública na Câmara dos Deputados nesta quinta-feira (13). A substituição do Mais Médicos ocorrerá de forma gradual e os atuais contratos dos profissionais serão mantidos até o final. Umas das mudanças que o novo programa trará será a adoção de critérios mais objetivos e transparentes para definir a distribuição dos médicos, de acordo com o secretário. Harzeheim acrescentou que o novo programa aborda os eixos que precisam ser enfrentados para que haja mais e melhores médicos trabalhando na atenção primária e na saúde da família, entre eles o provimento de médicos em municípios pequenos afastados dos grandes centros e também junto às populações mais vulneráveis das cidades maiores.

 

Mais Médicos

Os dados do Ministério da Saúde apresentados na audiência pública mostram que, atualmente, o Programa Mais Médicos tem 14.101 médicos ativos. Com atual edital aberto para o preenchimento de 2.149 vagas, a previsão é que, em julho, o número total de profissionais chegue a mais de 16 mil.

O secretário participou da audiência pública das comissões de Educação e de Seguridade Social e Família da Câmara para debater a formação de novos profissionais no âmbito do programa Mais Médicos.

No dia 9 de abril, o porta-voz da Presidência, Otávio Rego Barros, havia declarado que o governo estudava a substituição do Mais Médicos. Na ocasião, ele disse que ocorreria uma coordenação com o Ministério da Educação para levantar e agilizar as questões como as relativas às avaliações dos médicos, quando formados no exterior.

CONTINUE LENDO