BUSCA PELA CATEGORIA "Política"

Prazo para solicitar a segunda via do título termina esta semana

  • 24 Set 2018
  • 08:08h

(Foto: Reprodução)

O período para que  os eleitores que perderam o título e queiram solicitar a segunda via do documento, termina na próxima quinta-feira (27).  Após a data, não será mais possível requerer a segunda via para as eleições de 2018. Segundo o Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA), a medida é válida para quem se encontra dentro do domicílio eleitoral, já que o prazo para quem está fora foi 8 de agosto. Para realizar o procedimento é necessário apresentar  a original do RG ou certidão de nascimento (se solteiro) ou de casamento, Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS), carteira emitida pelos órgãos criados por lei federal, controladores do exercício profissional (OAB, CRM, CREA etc),  ou Carteira Nacional de Habilitação (CNH). Não será aceito o passaporte, por não conter dados de filiação. Além disso, os documentos devem estar em bom estado e dentro do prazo de validade. Mas atenção, é importante lembrar que para solicitar o documento, o eleitor deve estar quite com a Justiça Eleitoral, ou seja, não poderá ter débitos por ausência às urnas ou aos trabalhos eleitorais; ou ter multas aplicadas. A consulta à situação eleitoral pode ser feita por meio do nome do eleitor ou do número do título eleitoral no site do TRE-BA.

Presidenciáveis, Alckmin e Bolsonaro batem boca pelo Twitter

  • Tribuna da Bahia
  • 24 Set 2018
  • 07:10h

O clima esquentou entre Bolsonaro e Alckmin pelas redes sociais. O candidato à Presidência pelo PSL revidou o ataque do concorrente Geraldo Alckmin (PSDB) ao afirmar, via Twitter, que desrespeitoso com os pobres é “deixar as crianças sem merenda nas escolas”, em relação às suspeitas de fraude na compra de alimentos para escolas por políticos tucanos."Assumi compromisso de reduzir número de ministérios, extinguir e privatizar grande parte das estatais que hoje existem. São gastos desnecessários que devem atender a população. Recusar acordões que negociam cargos em troca de apoio já faz parte deste objetivo", escreveu bolsonaro no twitter.A troca de ofensas entre os candidatos teve início na tarde da última sexta-feira (21), após o presidenciável do PSL classificar, em entrevista à Folha de S.Paulo, como “covardia” os ataques que a campanha de Alckmin faz contra ele em propagandas de rádio e TV.Pelo Twitter, no início da noite do sábado (22), Alckmin afirmou que “covardia é desrespeitar mulheres, negros e pobres”. "Não é covardia mostrar o que Bolsonaro pensa e fala. A covardia é dele de desrespeitar mulheres, negros e pobres".O ataque a Bolsonaro faz parte da estratégia tucana para desconstruir o candidato, faltando duas semanas para o primeiro turno. O militar lidera as intenções de voto, seguido do candidato petista, Fernando Haddad. Alckmin vem em quarto lugar.

Bolsonaro diz em rede social que conhecer país apenas em períodos eleitorais é oportunismo político

  • 22 Set 2018
  • 13:18h

Foto: Reprodução/TV Globo

O candidato do PSL à Presidência da República, Jair Bolsonaro, disse em postagem em uma rede social na manhã deste sábado (22), que conhecer o país apenas em períodos eleitorais é oportunismo político. "Há tempos temos percorrido o Brasil, de Norte a Sul, conhecendo as peculiaridades de cada região. Não nos importamos com nosso país apenas em períodos eleitorais com o oportunismo político habitual. Sempre construímos a confiança no olho a olho! Juntos vamos resgatar nossa nação!" Ele está internado há duas semanas em São Paulo após ser atacado por uma facada durante ato de campanha em Juiz de Fora (MG)

Pesquisa DataPoder360 aponta Bolsonaro com 26% e Haddad com 22%

  • 22 Set 2018
  • 09:07h

A nova pesquisa DataPoder360, nas ruas entre os dias 19 e 20 de setembro de 2018, indica que o candidato a presidente pelo PSL, Jair Bolsonaro, continua na liderança com 26% das intenções de voto, e Fernando Haddad (PT) registra 22%, uma situação de empate técnico no limite da margem de erro, que é de 2 pontos percentuais, para mais ou para menos. Postulante pelo PDT, Ciro Gomes, aparece em 2° com 14%. Geraldo Alckmin (PSDB), com 6%; e Marina Silva (Rede), com 4%. O levantamento tambem mostrou a queda dos votos brancos, nulos e daqueles que dizem estar indecisos. Agora, caiu para 15%. A pesquisa foi realizada com 4.000 entrevistas em todas as unidades da Federação. É o termômetro mais preciso e atual da corrida pelo Planalto. O registro na Justiça Eleitoral é BR-02039/2018.

Em vídeo, Bolsonaro diz que espera alta até o fim do mês: 'Nunca me senti tão bem'

  • 21 Set 2018
  • 15:05h

O candidato do PSL à presidência, Jair Bolsonaro, postou em sua conta no Instagram nesta sexta-feira (21) um novo vídeo gravado no Hospital Albert Eintstein onde diz que espera receber alta até o final do mês. "Nunca me senti tão bem na minha vida. Meu muito obrigado a todos vocês. Até o final do mês se Deus quiser estarei de alta!" Bolsonaro está internado há duas semanas em São Paulo após ser atacado por uma facada durante ato de campanha em Juiz de Fora (MG).Bolsonaro postou no Twitter que votou pela revogação da CPMF na Câmara dos Deputados e que nunca cogitou sua volta. "Nossa equipe econômica sempre descartou qualquer aumento de impostos. Quem espalha isso é mentiroso e irresponsável. Livre mercado e menos impostos é o meu lema na economia!"A Contribuição Provisória sobre Movimentações Financeiras (CPMF) foi um imposto que existiu até 2007 para cobrir gastos do governo federal com projetos de saúde. Esta semana, o jornal "Folha de S.Paulo" publicou reportagem informando que o orientador econômico da campanha de Bolsonaro, Paulo Guedes, disse que pretendia recriar um imposto nos moldes da CPMF.A publicação também afirmou que Guedes estudava uma alíquota única do Imposto de Renda (IR) de 20% para pessoas físicas e jurídicas. Segundo o blog do Valdo Cruz, do hospital, Jair Bolsonaro (PSL) "enquadrou" seu conselheiro econômico, gerando apreensão no mercado. Nesta sexta-feira (21), Paulo Guedes cancelou a sua participação em um evento para empresários na Câmara de Comércio Americana (Amcham), em São Paulo, onde iria debater as propostas de desenvolvimento e ajuste fiscal do candidato. Pouco antes, Bolsonaro postou uma declaração contra os ataques sofridos pelos adversários na campanha, classificando como "covardes". "Enquanto adversários dedicam seus milhões em campanha a ataques covardes contra nós, o Brasil sofre com 60 mil homicídios por ano, 14 milhões de desempregados, 50 mil estupros. Essa é a diferença. A preocupação deles é com o poder a qualquer custo. A nossa é com o futuro do país!", diz a mensagem.

Bolsonaro passa por drenagem após apresentar líquido ao lado do intestino e posta vídeo caminhando

  • 21 Set 2018
  • 09:05h

O candidato do PSL à Presidência da República, Jair Bolsonaro, foi submetido nesta quinta-feira (20) a uma drenagem após exame de tomografia indicar a presença de líquido ao lado do intestino, segundo informou o boletim médico do Hospital Israelita Albert Einstein. Em sua conta no Twitter, o candidato postou um vídeo caminhando após passar pelo procedimento. De acordo com o centro médico, devido à elevação da temperatura (37,7 °C), foi realizada uma tomografia computadorizada de tórax e abdômen "que evidenciou pequena coleção de líquido ao lado do intestino". O político passou por uma "drenagem guiada por imagem, sem intercorrências. Está com dreno no local e evolui sem dor". No vídeo postado no Twitter, o candidato caminha sozinho, mas acompanhado de uma mulher ao seu lado. Ela empurra um carrinho de hospital do tipo que comporta soro e medicamento. Uma voz masculina, de quem filma o vídeo, afirma: "dia 20 do nove, cinco e 33 da tarde, após uma pequena drenagem. Já está caminhando novamente... Tá forte, hein, cara". Bolsonaro sinaliza que sim com o polegar e comenta: "Me aguarde, hein. Primeiro turno, hein, pessoal". Junto do vídeo, o candidato postou a mensagem: "Tentaram nos tirar da disputa na covardia, mas o esforço de cada um, mesmo no momento mais crítico, só nos ergue ainda mais"."Estamos mostrando que é possível vencer sem vender a alma, sem mentiras, e isso ninguém vai apagar! Vamos em frente! Chega de facções comandando o Brasil!", completa o post.

Ibope: Haddad lidera intenções de voto para presidente na Bahia; Bolsonaro vem em 2º

  • Bruno Luiz
  • 20 Set 2018
  • 20:06h

O candidato do PT à Presidência da República é líder isolado nas intenções de voto na Bahia, segundo pesquisa Ibope divulgada na terça-feira (18). O petista aparece com 33% dos votos, seguido por Jair Bolsonaro (PSL), com 14%. Veja abaixo o resultado completo do levantamento:

Fernando Haddad (PT) – 33%
Jair Bolsonaro (PSL) – 14%
Ciro Gomes (PDT) – 9%
Geraldo Alckmin (PSDB) – 6%
Marina Silva (Rede) – 6%
Alvaro Dias (Podemos) – 1%
João Amoêdo (Novo) – 1%
Branco/nulo – 17%
Não sabe/não respondeu – 12%

Os candidatos Vera Lúcia (PSTU), José Maria Eyamel (DC), João Goulart Filho (PPL), Cabo Daciolo (Patriota) e Guilherme Boulos (PSOL) não pontuaram.  Na pesquisa espontânea, quando os nomes dos candidatos não são citados pelos entrevistadores, Haddad também assume a liderança. O candidato possui 26% das intenções de voto, mas é seguido pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), que, mesmo preso, registra 13%. Em terceiro, vem Jair Bolsonaro, com 12%. Confira abaixo o resultado completo deste cenário:

Fernando Haddad (PT) – 26%
Jair Bolsonaro (PSL) – 12%
Ciro Gomes (PDT) – 4%
Geraldo Alckmin (PSDB) – 2%
Marina Silva (Rede) – 2%
Outros - 1%
Branco/ Nulo – 14%
Não sabe/Não respondeu – 25%

Os candidatos Vera Lúcia, José Maria Eyamel, João Goulart Filho, Henrique Meirelles, Cabo Daciolo, Alvaro Dias, Henrique Meirelles e Guilherme Boulos não pontuaram.  A pesquisa Ibope tem margem de erro de 3 pontos percentuais para mais ou para menos, e nível de confiança de 95%. O instituto entrevistou 1.008 pessoas entre os dias 15 e 17 de setembro e protocolou o levantamento no Tribunal Regional Eleitoral (TRE) sob o registro 01723/2018 e no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o registro 03445/2018.

Governo Rui é aprovado por 69% dos baianos, aponta Ibope

  • Bahia Notícias
  • 20 Set 2018
  • 13:06h

A gestão do governador Rui Costa é aprovada por 69% da população baiana. É o que mostra a pesquisa Ibope, divulgada na terça-feira (18). O instituto perguntou se os entrevistados aprovam ou desaprovam a maneira como o governador, que é candidato à reeleição, vem administrando a Bahia. No levantamento, 69% disseram aprovar a gestão. Outros 18% responderam que desaprovam. Já 12% disseram não saber qual suas opiniões. O governo Rui é melhor avaliado em Salvador do que nas cidades de interior pesquisadas pelo Ibope. Na capital baiana, 74% aprovam a gestão, enquanto 15% desaprovam. Por outro lado, nos demais municípios, a média de aprovação de Rui é de 68%, com 19% de desaprovação. A pesquisa Ibope tem margem de erro de 3 pontos percentuais para mais ou para menos, e nível de confiança de 95%. O instituto entrevistou 1.008 pessoas entre os dias 15 e 17 de setembro e protocolou o levantamento no Tribunal Regional Eleitoral (TRE) sob o registro 01723/2018 e no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o registro 03445/2018.

Geraldo Alckmin, candidato a presidente, faz campanha em Conquista nesta sexta-feira (21)

  • Resenha Geral
  • 20 Set 2018
  • 12:06h

Na próxima sexta (21), o candidato a presidente do Brasil, Geraldo Alckmin (PSDB), vai realizar atividade de campanha em Vitória da Conquista. Conforme as informações divulgadas, o ex-governador de São Paulo, vai participar de uma carreata pelas ruas da cidade, com saída prevista do aeroporto Pedro Otacílio de Figueiredo, a partir das 11 horas. Alckmin será recepcionado por diversas lideranças do Estado, apoiadores e coregilionários, a exemplo do ex-governador Nilo Coelho, o prefeito de Salvador, ACM Neto, prefeitos, vice-prefeitos e vereadores de toda a Bahia.

No Nordeste, Haddad lidera com folga e Bolsonaro briga com Ciro pelo 2º lugar

  • Bahia Notícias
  • 20 Set 2018
  • 07:06h

Considerando apenas a região Nordeste, o candidato do PT à Presidência da República, Fernando Haddad, lidera com folga a pesquisa eleitoral divulgada pelo Ibope divulgada nesta terça-feira (18). Na disputa pelo segundo lugar, Ciro Gomes (PDT) e Jair Bolsonaro (PSL) aparecem tecnicamente empatados, com o último 1% atrás.No Nordeste, o crescimento recente de Haddad foi ainda maior que o registrado nacionalmente. Na pesquisa Ibope do dia 11 de setembro, ele tinha 13% das intenções de voto. No levantamento desta terça, o índice subiu para 31%. Confira abaixo os números dos principais candidatos na pesquisa mais recente:

Fernando Haddad (PT): 31%
Ciro Gomes (PDT): 17%
Jair Bolsonaro (PSL): 16%
Marina Silva (Rede): 6%
Geraldo Alckmin (PSDB): 5%

Governo Temer tem aprovação de 4% e reprovação de 78%, diz pesquisa Ibope

  • 19 Set 2018
  • 18:05h

Pesquisa Ibope divulgada nesta terça-feira (18) mostra os seguintes percentuais de avaliação do governo do presidente Michel Temer (MDB):

  • Ótimo/bom: 4%
  • Regular: 16%
  • Ruim/péssimo: 78%
  • Não sabe/não respondeu: 2%

Na pesquisa anterior do Ibope, divulgada em junho, 79% consideravam o governo "ruim/péssimo"; 16%, "regular"; e 4% o avaliavam como "bom/ótimo". A pesquisa ouviu 2.506 eleitores entre domingo (16) e terça-feira (18). O nível de confiança da pesquisa é de 95%. Isso quer dizer que há uma probabilidade de 95% de os resultados retratarem a realidade, considerando a margem de erro, que é de 2 pontos, para mais ou para menos.

Pesquisa Ibope: Bolsonaro, 28%; Haddad, 19%; Ciro, 11%; Alckmin, 7%; Marina, 6%

  • 19 Set 2018
  • 10:11h

O Ibope divulgou nesta terça-feira (18) o resultado da mais recente pesquisa de intenção de voto na eleição presidencial. A pesquisa ouviu 2.506 eleitores entre domingo (16) e terça-feira (18). O nível de confiança da pesquisa é de 95%. Isso quer dizer que há uma probabilidade de 95% de os resultados retratarem a realidade, considerando a margem de erro, que é de 2 pontos, para mais ou para menos.

Os resultados foram os seguintes:

Pesquisa Ibope na Bahia: Rui Costa, 60%, José Ronaldo, 7%

  • 19 Set 2018
  • 08:11h

Pesquisa Ibope divulgada nesta terça-feira (18) aponta os seguintes percentuais de intenção de voto para o governo da Bahia:

  • Rui Costa (PT): 60%
  • José Ronaldo (DEM): 7%
  • João Henrique (PRTB): 2%
  • Marcos Mendes (PSOL): 1%
  • Célia Sacramento (Rede): 1%
  • João Santana (MDB): 1%
  • Orlando Andrade (PCO): 1%
  • Brancos/Nulos: 17%
  • Não sabe: 10%

A pesquisa foi encomendada pela TV Bahia. É o segundo levantamento do Ibope realizado depois da oficialização das candidaturas na Justiça. No primeiro levantamento, feito entre os dias 19 e 21 de agosto, os percentuais de intenção de voto eram os seguintes:

  • Rui Costa (PT): 50%
  • José Ronaldo (DEM): 8%
  • João Henrique (PRTB): 3%
  • Marcos Mendes (Psol): 2%
  • Célia Sacramento (Rede): 1%
  • Orlando Andrade (PCO): 1%
  • João Santana (MDB): 1%
  • Brancos/nulos: 22%
  • Não sabe/não respondeu: 12%

Haddad diz que não dará indulto a Lula se for eleito presidente

  • 18 Set 2018
  • 14:22h

Foto: Marcelo Brandt/G1

O candidato do PT à Presidência, Fernando Haddad, afirmou pela 1ª vez que não dará indulto ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva se for eleito. Lula foi condenado em 2ª instância por corrupção passiva e lavagem de dinheiro a 12 anos e 1 mês de prisão e cumpre pena em Curitiba desde 7 de abril. O PT chegou a registrar o ex-presidente como candidato, mas o nome dele foi barrado pelo TSE com base na Lei da Ficha Limpa. O PT substituiu, então, o nome dele pelo de Haddad em 11 de setembro. Haddad foi questionado mais de uma vez se daria ou não o indulto. Os jornalistas citaram uma declaração do governador de Minas Gerais, o petista Fernando Pimentel, que falou no último sábado (15) sobre "a certeza" de que Haddad irá assinar o indulto, no primeiro dia de mandato, se for eleito. Na primeira vez, Haddad respondeu que Lula está trabalhando para provar que é inocente. “Lula não vai abrir mão da defesa da sua inocência. Ele é o primeiro dizer: ‘Eu não quero favor. Eu quero que os tribunais brasileiros e os fóruns internacionais reconheçam que eu fui vítima de um erro judiciário’.” Questionado se isso, então, significava que ele não daria o indulto, Haddad afirmou que “isso não está em pauta”. O petista falou que Lula tem sido considerado, desde o primeiro julgamento, como condenado, mas que acredita na absolvição dele. "E se não for?", questionaram os jornalistas, lembrando que há apenas duas hipóteses, ser ou não inocentado. Haddad: “Eu, como cidadão, vou me manter na campanha pela liberdade do presidente. Porque, eu li o processo, eu considero...” Milton Jung, jornalista da CBN: “Isso o senhor disse claramente. A pergunta objetiva é o seguinte...” Haddad: “Não. Não. A resposta é não.” Jung: “Não ao quê?” Haddad: “Não ao indulto.” Haddad foi o nono presidenciável a participar da série de entrevistas doG1 e da CBN com os candidatos. Eles são entrevistados pelos jornalistas Cláudia Croitor e Renato Franzini, do G1, Milton Jung e Débora Freitas, da CBN, e pelo comentarista Gerson Camarotti, do G1 e da CBN. Fernando Haddad tem 55 anos, foi ministro da Educação no governo Lula entre 2005 e 2012 e foi prefeito de São Paulo entre 2013 e 2016.

Por 4 a 3, TRE aprova candidatura de Dilma Rousseff ao Senado por Minas Gerais

  • Veja
  • 17 Set 2018
  • 20:18h

A candidatura da ex-presidente Dilma Rousseff, que disputa o Senado pelo PT em Minas Gerais, foi deferida pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE-MG) nesta segunda-feira, 17, após receber sete impugnações e três notícias de inelegibilidade. O tribunal aceitou a candidatura por 4 votos a 3, após o presidente da corte, desembargador Pedro Bernardes, ter de desempatar a sessão.O processo de impeachment sofrido por Dilma era o principal argumento para as impugnações. De acordo com os pedidos, a ex-presidente deveria ser considerada inapta para assumir cargos públicos por oito anos em razão do impedimento - após a destituição de Dilma ser determinada, porém, o Senado decidiu não cassar seus direitos políticos. O partido Novo de Minas Gerais e Danielle Dytz da Cunha, filha do ex-presidente da Câmara dos Deputados Eduardo Cunha, estavam entre os que protocolaram a impugnação da candidatura de Dilma para senadora. No voto, o desembargador Pedro Bernardes afirmou que concordava com a tese de que o Senado, ao ter aprovado o impeachment da ex-presidente, não deveria ter deixado de declarar a inabilitação para o exercício de cargos eletivos. No entanto, no entendimento do desembargador, não cabia ao TRE discutir as ações do Legislativo. "Tenho que a Justiça Eleitoral, em sede de requerimento de registro de candidatura, não tem competência para discutir o acerto ou o desacerto da decisão dos senadores da República", afirmou o presidente do TRE-MG ao declarar o voto de desempate. A ex-presidente comemorou o deferimento na conta dela no Twitter. "A decisão do TRE de Minas Gerais sobre a legalidade da minha candidatura faz justiça a mim. Sempre confiei na Justiça", afirmou Dilma. A ex-presidente lidera as pesquisas de intenção de voto na disputa ao Senado. No Ibope divulgado em 12 de setembro, ela tem 28% e está 16 pontos porcentuais à frente do segundo colocado, o jornalista Carlos Viana (PHS).