BUSCA PELA CATEGORIA "Polícia"

Polícia prende dono da Dolly por fraude fiscal de R$ 4 bilhões

  • 10 Mai 2018
  • 16:00h

A Polícia Militar prendeu na manhã desta quinta-feira (10) o empresário Laerte Codonho, dono da empresa de refrigerantes Dolly. Segundo informações da GloboNews, Codonho estava em sua casa, localizada na Granja Viana, em Cotia, em São Paulo. Ele deve ser levado para o 77º DP. As investigações apontam para uma fraude fiscal de 4 bilhões de reais, organização criminosa e lavagem de dinheiro. Um dos desvios consistiu na demissão de funcionários para posterior recontratação por outra companhia para fraudar o Instituto Nacional do Seguro Social. De acordo com o Ministério Público, a Ragi Refrigerantes – nome oficial da Dolly – pagou menos contribuições previdenciárias e sociais que deveria entre os anos de 1999 e 2001. Os recursos faltantes eram destinados a programas que financiam o Incra, Senai, Sesi, Sebrae e Fundo Nacional para o Desenvolvimento da Educação (FNDE).

Conquista: Mais de cem quilos de drogas são incinerados

  • 25 Abr 2018
  • 13:00h

Foto: Divulgação | DTE/Conquista

Cerca de 150 quilos de maconha, crack e cocaína foram incinerados, na manhã desta terça-feira (24), em Vitória da Conquista. A droga é resultado de apreensões realizadas pela equipe da Delegacia de Tóxicos e Entorpecentes (DTE/Conquista). A destruição do material, autorizada pela Justiça, contou com a presença de representantes do Ministério Público (MP) local. De acordo com o delegado Neuberto Costa, titular da DTE/Conquista, todas as apreensões resultaram em inquéritos policiais instaurados na unidade, com o indiciamento de traficantes e prisões preventivas solicitadas à Justiça.

Igaporã: Operação da polícia prende oito suspeitos de crimes no município

  • 20 Abr 2018
  • 07:25h

Foto: Divulgação

Oito pessoas, acusadas de diversos crimes, foram detidas na manhã desta quinta-feira (19/4), durante uma operação policial deflagrada por guarnições da Polícia Militar (SOINT – PETO – 4º PELOTÃO DE IGAPORÃ e CIPE/SUDOESTE), no município de Igaporã (BA). De acordo com informações obtidas pelo Portal Vilson Nunes, por volta das 6h, após levantamento de que criminosos oriundos de Bom Jesus da Lapa, apontados como membros de facção e envolvidos em diversos crimes estariam escondidos na cidade de Igaporã, as referidas guarnições seguiram em diligência para localizar os suspeitos. Na primeira residência foram encontrados três homens, sendo um menor, de posse de entorpecentes e munições. Em seguida, na segunda casa, os policiais localizaram mais quatro pessoas, inclusive uma mulher. No imóvel, a polícia encontrou mais entorpecentes e materiais para acondicionar drogas. Posteriormente, os militares estiveram em um terceiro local, onde foram abordados mais quatro suspeitos, sendo que um deles assumiu ser possuidor de duas armas de fogo, que estavam escondidas em um terreno baldio ao lado da residência que ele ocupava. Conforme a polícia, os imóveis investigados eram apontados por moradores como sendo locais de venda e utilização de entorpecentes e também esconderijo de marginais. Segundo informações do ‘WhatsApp Denúncias’ da CAESG, passadas a SOINT, tais indivíduos estariam cometendo vários crimes na cidade. Os conduzidos foram identificados como: Carlos Reinan De Jesus Santos; N.A.J.S (Menor); Thalisson Felipe Dos Santos, Vulgo Talibã; Weidson Lima Da Silva, Vulgo Galego; Ramon Oliveira Santos, Vulgo Mon; Ezídio Porto Silva; Michelly Ribeiro Da Silva; Hugo Richard Santos Costa. Com eles, a polícia apreendeu: 11(onze) munições intactas calibre 38, marca CBC; 20 (vinte) munições intactas calibre 380, marca CBC; 01(um) Revólver calibre 38 special, marca Taurus, numeração suprimida; 01(uma) Pistola calibre 380, marca Taurus, modelo 58 HC Plus, com numeração suprimida; 01(um) carregador de pistola marca Taurus para calibre 380, com capacidade para 19 munições; 01(um) Monitor de tv, 14″ marca Lenox, cor preta; 01(uma) Balança de precisão, cor cinza, marca WF; 02(dois) Aparelhos celulares, marca Samsung; 01(um) Aparelho de celular, marca LG; 08(oito) Pedras de substância análoga a crack, pesando 2,3 gramas; 08 (oito) Trouxinhas de substância análoga a maconha, 27 gramas; 14 (Quatorze) Trouxinhas de substância análoga a cocaína, 38,8 gramas; 02(Dois) Pinos contendo substância análoga a cocaína, 2 gramas; 07(Sete) Pinos para acondicionar cocaína; 500 (Quinhentos Reais) em espécie. Os acusados e todo o material apreendido foram apresentados na Delegacia Territorial de Igaporã, onde foram autuados em flagrante por tráfico de drogas e posse ilegal de arma de fogo.

Vitória da Conquista: Dupla é presa durante tentativa de arremessar granadas dentro de presídio

  • 18 Abr 2018
  • 10:00h

Foto: Divulgação

Dois homens foram presos na tarde desta segunda-feira (16), na região do presídio Nilton Gonçalves, em Vitória da Conquista, enquanto planejavam jogar duas granadas para dentro do conjunto penal. A informação foi confirmada pelo diretor do presídio, Alexsandro Oliveira Silva. Segundo informações, após denúncia anônima, policiais militares foram até o local e prenderam Rafael Santos Leal, que estava em posse das granadas. O companheiro dele, identificado como Jhon Freddy Oliveira Dias, conseguiu fugir de carro, mas foi interceptado no anel rodoviário, que fica a cerca de quatro quilômetros do presídio. Em depoimento, os suspeitos disseram que iriam jogar as granadas com o objetivo de matar presos que pertencem a uma facção criminosa diferente da deles. O diretor relata que  o presídio Nilton Gonçalves é exclusivo de internos que estão em regime semiaberto e, por isso, fica localizado em um bairro residencial, com muro que dá acesso para a rua. Através das câmeras de segurança do presídio, foi confirmado que o carro onde a dupla estava passou duas vezes pelo local, que seria o ponto mais fácil para conseguir arremessar as granadas para o pátio do presídio. Com objetivo de aumentar o poder de destruição dos explosivos, as granadas estavam amarradas a pregos. Rafael e Jhon  foram apresentados no Distrito Integrado de Segurança Pública (Disep), onde ficaram à disposição da Justiça.

Suspeito de matar delegado de Barra da Estiva morre durante perseguição policial na BR-116

  • 14 Abr 2018
  • 08:00h

Um bandido, identificado como Joelson França Oliveira, morreu depois de uma perseguição policial na Rodovia Santos Dumont, existe a suspeita que o meliante tenha envolvimento na morte do delegado de Barra da Estiva, Marcos Torres. O delegado havia desaparecido quando saiu de Barra da Estiva com destino a Vitória da Conquista, no trajeto ele foi assaltado, em seguida os meliantes atearam fogo na picape, próximo a Anagé, e um corpo foi encontrado carbonizado. Na tarde desta sexta-feira policias da PRF, PM, CIPE e Polícia Civil se depararam com um dos suspeitos nas proximidades da Praça de Pedágio da Via Bahia em Nova Itarana e no confronto um bandido tombou, os demais fugiram. Os bandidos são os mesmos que roubaram uma picape Ranger em Jequié. A Polícia continua mobilizada para capturar os demais integrantes da quadrilha. 

Barra da Estiva: É grave o estado de criança de dois anos que teria sido espancada pelo padrasto

  • Brumado Urgente
  • 12 Abr 2018
  • 11:00h

Foto: Ilustrativa

Uma criança de apenas dois anos foi internada no Hospital Susy Zanfretta, em Barra da Estiva, nesta quarta-feira (11), suspeito de ter sido vitima de agressões por parte do padrasto. De acordo com informações, a criança deu entrada no Hospital quase e em coma e, por isso foi transferido para uma UTI em Salvador. As investigações apuraram que, no momento em que o menino começou a passar mal, ele estava sozinho com o padrasto, identificado com Rafael, que contou que ele havia caído. Porém os médicos constataram que as marcas pelo corpo da criança teriam sido fruto de espancamento e, em decorrência disso, o juizado de menores e a polícia civil foram acionadas. Em depoimento, mãe e tia do bebê informaram que a criança já havia sido agredida por Rafael. A polícia segue investigando o caso, o padrasto está desaparecido.

PF cumpre mandado de busca e apreensão em propriedade de Newton Cardoso e do filho

  • 11 Abr 2018
  • 07:17h

Foto: Divulgação

Polícia Federal (PF) cumpriu nesta terça-feira (10) em Grão Mogol, na Região Norte de Minas Gerais, mandado de busca e apreensão em propriedade do ex-governador do estado, Newton Cardoso (PMDB), e do filho dele, o deputado federal Newton Cardoso Junior (PMDB). A ordem foi expedida pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Dias Toffoli. De acordo com a PF do Distrito Federal, que coordenou a ação, o motivo não foi divulgado porque o processo corre em segredo de Justiça. De acordo com o STF, Newton Cardoso é considerado investigado. Um inquérito foi aberto em 2011. Em nota, a assessoria de imprensa do deputado Newton Cardos Junior confirmou que agentes da PF estiveram na propriedade da Rio Rancho Agropecuária S.A, pertencente ao parlamentar e ao seu pai. “Respeitamos fielmente todas as ordens e mandados judiciais e reiteramos nossa posição em auxiliar as autoridades sempre que for necessário e solicitado”, disse a assessoria. Por G1.

Suspeito de tráfico é preso com drogas em Vitória da Conquista

  • Brumado Urgente
  • 10 Abr 2018
  • 08:00h

Foi preso, na madrugada desta segunda-feira (09), pelo Pelotão de emprego Tático Operacional da 77ª Companhia Independente de Polícia Militar, durante uma abordagem a veículos, um homem, que não teve seu nome divulgado, que havia um mandato em aberto por organização criminosa com fins de produção e tráfico de drogas. De acordo com informações, junto com o acusado foram encontrados uma grande quantidade de maconha. Além disso, os militares foram até a casa do acusado e encontraram 05 tabletes de maconha, 02 pedaços grandes de maconha, 10 pedaços grandes de cocaína, 01 porção grande de cocaína, saquinhos plásticos para embalar drogas, 03 munições calibre .38, 04 balanças, 05 relógios e R$5.813.00 reais em espécie. Todo o material foi encaminhado ao setor competente e o suspeito está a disposição da justiça.

 

Brumado: Tentativa de roubo de celular em Açaí é registrada na noite deste sábado (7)

  • Brumado Urgente
  • 07 Abr 2018
  • 19:31h

Foto: Brumado Urgente

Os meliantes em Brumado estão cada vez mais ousados, e desta feita, a prova inconteste desta ousadia foi corroborada num Açaí que fica localizado no Bairro Jardim. Por volta das 18h15min dessa noite, dois indivíduos chegaram numa motocicleta, onde, o condutor ficou mais a frente do estabelecimento comercial, pronto para empreender fuga com o comparsa que adentrou no Açaí e já foi logo tentando roubar um aparelho celular de um ciclista que estava no local, onde, o ciclista ao perceber a ação, arremessou o celular para longe e o indivíduo não conseguiu roubar o aparelho, contudo, a vítima foi agredida fisicamente com socos e pontapés pelo meliante, que após não conseguir o intento criminoso, empreendeu fuga com o comparsa que o aguardava na motocicleta.

Conquista: Caesg e agentes penitenciários apreendem drogas, celulares, viagra e alicates em operação dentro de presídio

  • 07 Abr 2018
  • 08:00h

Foto: Divulgação

No início da manhã desta sexta-feira, 06 de abril, Agentes Penitenciários  e do Plantão do Conjunto Penal Advogado Nilton Gonçalves, juntamente com Policiais Militares da CIPE/SUDOESTE, em Vitória da Conquista, deflagraram uma operação visando apreender drogas,  celulares, dentre outros ilícitos na Unidade Prisional. A operação foi realizada em três etapas: uma revista geral no Módulo l, outra no Módulo 2, em seguida uma revista no Módulo Feminino. MATERIAL APREENDIDO NAS BUSCAS: 19 (dezenove) tabletes de substância análoga a “maconha”. 12 (doze) celulares. 6 (seis) chips. 4 (quatro)carregadores. 1 (um) cartão de memória. 5 (cinco) baterias. 3 (três) fones de ouvido.

Nem com liberação ‘polícia vai conseguir exterminar tráfico de maconha', diz major

  • 05 Abr 2018
  • 18:00h

Foto: Divulgação / Cipe-Chapada

Entre a divisa da Bahia com o Pernambuco, cerca de 13 cidades formam uma região de numerosas plantações de cannabis. Nessa região, que foi batizada de Polígono da Maconha, o major Ricardo Passos, comandante do Comando de Policiamento Especializado (Cipe-Chapada), parece ter se conformado ao dizer que é impossível erradicar a droga. Mesmo com a legalização, que segundo teoria do secretário de Segurança Pública do Estado (SSP-BA), Maurício Barbosa, quebraria 80% das quadrilhas baianas (leia aqui), o plantio da droga persistiria em regiões mais pobres do norte do estado que formam o Polígono. “Eu não procuro fantasiar. Controlamos a situação, mas nunca nenhuma polícia vai conseguir exterminar totalmente o plantio de maconha”, declarou Passos. De acordo com o policial militar que já atuou na região do polígono, no município de Curaçá, o plantio legalizado se apresenta como uma fonte de renda para as pessoas da região carente. “Em áreas miseráveis como Curaçá, em que mulheres se prostituem por R$ 15, os traficantes cooptam os pequenos agricultores para que eles façam o plantio”, contou o major. “E existem áreas imensas para isso. Campos de até 300km sem nenhuma habitação”, continua. Quando a PM chega aos plantios e parece que tudo chegará ao fim, uma situação curiosa se sucede. Sem mão de obra para arrancar os pés, a polícia pede ajuda dos agricultores que fizeram a plantação para exterminar o cultivo. “Quem ganhava dinheiro do tráfico para plantar, era contratado pela polícia também para tirar os pés”, levantou a contradição, o major. O comandante não acredita que a liberação do plantio também pode resolver a situação. “Mesmo com a liberação, há o comércio clandestino. A droga legalizada nunca chegaria a todos os lugares. O maior exemplo é o contrabando, na Bahia, de cigarros paraguaios”, explana Ricardo Passos. O consumo generalizado é outro limitador para a extinção da maconha. Antes visto só como “coisa de preto e pobre da periferia”, o major contou ao Bahia Notícias que outras classes econômicas também se tornaram consumidoras da substância no estado. “No primeiro dia da Cipe em Ruy Barbosa demos um flagrante na cidade em duas pessoas: uma da área pública e um funcionário da Embasa”, comentou o major. 

Conquista: Mulheres detidas em operação no cartório foram soltas porque uma está grávida e a outra é lactante

  • 05 Abr 2018
  • 09:00h

Três das quatro pessoas que foram presas na terça-feira (3), na Operação Factum, em Vitória da Conquista, foram ouvidas e liberadas, segundo informou o Ministério Público Federal (MPF), que atuou na operação junto com a Polícia Federal. Mais de R$ 460 mil na casa de Antônio Carlos de Jesus Bramont, chefe do 1º Ofício de Registro de Imóveis e Hipotecas da cidade. Um “cartório paralelo” foi localizado pelos policiais no imóvel. Antônio Carlos vai responder por corrupção passiva, tráfico de influência, falsidade ideológica, associação criminosa e posse ilegal de armas. Caso seja condenado, ele pode pegar até 35 anos de prisão. Entre as investigadas que foram liberadas da prisão estão uma das filhas de Antônio, Amanda Bezerra Bramont, e uma sobrinha dele, Anna Caroline Bezerra de Castro, além de uma despachante, Maria Aparecida de Souza Pereira. As três mulheres foram soltas após serem ouvidas ainda na terça-feira. De acordo com o MPF, as investigadas foram soltas porque Amanda está grávida e Anna Carolina lactante de uma criança de três meses, situações que o Código de Processo Penal aconselha a liberdade. Já Maria Aparecida foi solta por colaborar com as investigações. A prisão determinada a Antônio Carlos de Jesus Bramont não tem prazo definido e ele poderá ficar preso até o final do processo, se não surgir algum fato novo que justifique sua liberdade, informou o MPF.

Guanambi: Mulher é presa acusada de tentativa de homicídio

  • Brumado Urgente
  • 04 Abr 2018
  • 10:00h

Na última segunda-feira (02) uma mulher, identificada como Gicélia Alves da Encarnação, foi presa acusada de agredir fisicamente um homem. De acordo com informações, a mulher teria usado uma faca para agredir Almir Pereira dos Santos, a polícia foi ao local e constatou que a denúncia procedia. A faca havia sido descartada em um quintal e foi entregue a polícia. Na casa onde estava, havia várias perfurações feitas com faca na porta. O homem passa bem e a mulher foi levada para a delegacia de Guanambi.

Operação Factum: Força-tarefa divulga nomes dos quatro alvos

  • 03 Abr 2018
  • 11:00h

Foto: Divulgação

A força-tarefa do Ministério Público Federal (MPF) e da Polícia Federal cumpriu mandados de prisão preventiva do oficial titular do cartório, Antonio Carlos de Jesus Bramont, de prisão temporária de Amanda Bezerra Bramont e Anna Caroline Bezerra de Castro e da despachante Maria Aparecida de Souza Pereira, além de busca e apreensão na residência dos investigados e no Cartório em Vitória da Conquista, interior da Bahia. As diligências foram no âmbito da Operação Factum, deflagrada nesta terça-feira (3), que descobriu crimes de corrupção praticados no âmbito do Cartório do 1º Ofício de Registro de Imóveis e Hipotecas da cidade. De acordo com as investigações, iniciadas em 2016, a organização criminosa é suspeita dos crimes de corrupção, desobediência, prevaricação, uso de documento falso e estelionato. Dentre outras ilegalidades, no cartório era frequente o pagamento de valores indevidos em troca de agilidade na prestação de serviços que deveriam ser executados de ofício. Além disso, o titular do ofício descumpriu decisões em processos na Justiça Federal e na Justiça do Trabalho. Para aprofundar a coleta de provas, a Justiça Federal autorizou, no decorrer das investigações, a interceptação telefônica de alguns investigados e a interceptação ambiental no gabinete do titular do Cartório.

Conquista: Homem é detido acusado de agredir filho de nove meses

  • Brumado Urgente
  • 03 Abr 2018
  • 09:00h

Um homem, que não teve sua identidade revelada, foi preso na noite desta segunda-feira (02), em Vitória da Conquista, suspeito de ter agredido o filho, um bebê de nove meses. A ocorrência foi registrada no bairro Cidade Maravilhosa. De acordo com informações, a denúncia foi feita pela mãe da criança, que foi lesionada nas costas. A polícia e o Conselho Tutelar foram acionados. Segundo informações, não é a primeira vez que o homem é suspeito de agredir o bebê.