BUSCA PELA CATEGORIA "Mundo"

Padre escandaliza Itália por estar envolvido em escândalo sexual

  • Veja
  • 18 Jan 2017
  • 20:19h

(Reprodução/Twitter/VEJA.com)

Um escândalo sexual envolvendo um padre que promovia orgias chocou a cidade de Pádua, localizada na região do Vêneto, no norte da Itália. Don Andrea Contin, da igreja de San Lazzaro, teria feito sexo com várias mulheres da paróquia. Nas práticas, eram utilizados jogos, acessórios e fantasias. De acordo com fontes ligadas à investigação, ao menos nove mulheres teriam praticado atos sexuais com o sacerdote. Em depoimento, duas admitiram ter mantido relações com o padre, que está afastado de suas funções. Uma das mulheres contou que o religioso chegou a sugerir que outros homens participassem dos encontros, como orgia. O padre foi descoberto durante uma investigação de violência privada e favorecimento à prostituição. Isso porque as duas mulheres, uma de 49 anos e outra de 51, contaram ter sido “vítimas” do sacerdote. A de 49 anos era “amante” do padre desde 2014. À polícia, ela disse que o sacerdote a obrigou a se prostituir e a manter sexo em condições “extremas”. Já a mulher de 51 anos relatou que o padre se aproveitou de um momento de fragilidade emocional em uma época que passava por um divórcio para tocar suas partes íntimas e propor sexo.

Seis crianças morrem em incêndio e duas são socorridas por irmã de 8 anos

  • Correio 24 horas
  • 14 Jan 2017
  • 18:44h

(Foto: Reprodução/Facebook)

A pequena Erin, de 8 anos, foi uma heroína, mas também passou por momentos de tristeza e desespero nos Estados Unidos. Um incêndio na casa da jovem americana, nesta quinta-feira (12), em Baltimore, matou seis dos oito irmãos dela. Após o incêndio, a casa onde ela morava com os pais ficou completamente destruída. Porém, Erin conseguiu salvar dois de seus irmãos: Jack e Jane, de 4 e 5 anos. Os dois pequenos estão internados em estado grave em um hospital local. A mãe da menina, Katie Malone, também conseguiu se salvar e ainda está internada no mesmo hospital que os filhos. De acordo com o jornal "Daily Mail", a menina está em estado de choque e sob os cuidados do pai, que estava trabalhando quando o incêndio aconteceu. A tragédia chocou os vizinhos e mobilizou internautas em uma campanha para ajudar os sobreviventes. Os bombeiros da cidade informaram que entre os mortos estão dois meninos - de 9 meses e dois anos, duas gêmeas de três anos e outras duas meninas, de 10 e 11 anos. As vítimas não tiveram os nomes divulgados pela polícia. Um vizinho informou que era possível ouvir as crianças gritando e pedindo socorro: "As crianças não conseguiam sair. Elas estavam presas. Nós pudemos ouvi-las gritar. Elas estavam gritando", conta Robert Spencer. Os bombeiros informaram ainda que as chamas se espalharam rapidamente. Durante o incêndio, o terceiro andar desabou, o que dificultou o trabalhos dos brigadistas no resgate das vítimas. As causas do incêndio ainda estão sendo investigadas. 

Satélite pode cair no Brasil e gerar bola de fogo neste fim de semana

  • Correio 24h
  • 07 Jan 2017
  • 09:04h

(Foto: Reprodução)

Um fenômeno poderá ser observado nos céus das regiões Norte e Nordeste neste final de semana, na noite de sábado (7) para madrugada de domingo (8). Os satélites artificiais passam décadas na órbita baixa da Terra, a centenas de quilômetros da superfície. Quando essa órbita cai, o atrito e calor gerado faz com que as estruturas do satélite peguem fogo. Segundo a Revista Galileu, a depender do tamanho do satélite ou do pedaço de lixo espacial, isso gera uma reentrada atmosférica. Geralmente, é uma grande bola de fogo, que costuma se desintegrar e não oferece maiores riscos à população e ao planeta. A equipe de EXOSS, que reúne astrônomos profissionais e amadores para monitorar meteoros, afirma que o satélite francês Ariane 5 Deb (Sylda), lançado em agosto de 2007 da base de lançamento da ESA na Guiana Francesa, deve fazer a reentrada neste final de semana. A janela de tempo de quando o fato acontece não é precisa, porque a tecnologia atual não permite dar exatidão ao momento da reentrada, já que existem muitas variáveis. Só é possível cravar com maior precisão o horário e o local em que um satélite queima na atmosfera poucas horas antes do fato. A previsão atual do grupo de pesquisas Aerospace é de que a reentrada do Ariane 5 Deb ocorra às 20:02 (horário de Brasília) sobre a região da Indonésia, mas por enquanto existe uma variação de 9 horas para mais ou para menos. Pelas margens, é possível que ele caia no Brasil.

Papa pede oração por mortos em massacre no presídio do AM: 'Dor e preocupação'

  • 04 Jan 2017
  • 13:33h

O papa Francisco fez oração e pediu que os fieis o acompanhassem no ato pelos 60 mortos no massacre de presídio em Manaus (AM). Na primeira audiência geral de 2017, realizada nesta quarta-feira (4), o pontífice lembrou o "violentíssimo confronto" que aconteceu no Complexo Penitenciário Anísio Jobim, na última segunda-feira (2). "Exprimo dor e preocupação pelo que aconteceu. Convido a todos para rezar pelos mortos, pelos seus familiares, por todos os detentos daquele presídio e por aqueles que lá trabalham. E renovo meu apelo para que os institutos penitenciários sejam locais de reeducação e de reinserção social e as condições de vida dos presidiários sejam dignas de pessoas humanas", declarou Francisco. Na ocasião houve um momento de silêncio e, em seguida, o papa pediu que os presídios não sejam superlotados. 

Síria anuncia cessar-fogo em todo o país a partir da meia-noite desta sexta (30)

  • 29 Dez 2016
  • 13:24h

(Foto: Reprodução)

O Comando Geral do Exército e as Forças Armadas da Síria anunciaram nesta quinta-feira (29) que o cessar-fogo em todo o território nacional será válido a partir da 00h desta sexta (30). Uma nota publicada pelo governo, segundo o Estadão, exclui do cessar-fogo o Estado Islâmico e a Frente da Conquista do Levante (antiga Frente al-Nusra, braço sírio da Al-Qaeda). O acordo entre o governo de Bashar al-Assad e a oposição armada tem como intenção preparar uma situação adequada para apoiar uma solução política para a crise na Síria, alegou o Comando Geral do Exército. A trégua foi confirmada pelo presidente da Rússia, Vladimir Putin, e pelo governo da Turquia. "Foram assinados três documentos: o primeiro é entre o governo sírio e a oposição armada sobre o cessar-fogo para o conjunto do território sírio", declarou Putin. Os demais acordos se referem a negociações de paz.

Ônibus brasileiro tomba na Argentina deixando mortos

  • 27 Dez 2016
  • 13:07h

Um ônibus que levava turistas brasileiros tombou, nesta terça-feira (27), em uma rodovia na Argentina perto da cidade de San José, na Província de Entre Ríos. Segundo o jornal argentino "Clarín", o acidente deixou ao menos dois mortos e 15 feridos. O ônibus da empresa RDM Turismo tinha saído do Rio Grande do Sul em direção a Buenos Aires. Segundo o Departamento de Bombeiros de San José, ainda não é possível determinar a causa do acidente. Segundo o proprietário da RDM Turismo, Venâncio Soares, 50 pessoas estavam no ônibus, incluindo dois motoristas e uma guia. “O meu motorista foi até o posto de gasolina para ligar e avisar sobre o acidente, mas ainda não tenho informações oficiais sobre o número de mortos ou feridos”, disse o empresário que está em deslocamento para a província de Entre Ríos.De acordo com Soares, o ônibus transportava turistas de Porto Alegre e Novo Hamburgo , na Região Metropolitana, para a cidade de Buenos Aires. Ainda de acordo com o empresário, o ônibus tombou a cerca de 200 quilômetros da fronteira com o Brasil.

Ator de 'Todo Mundo Odeia o Chris' morre aos 54 anos

  • 27 Dez 2016
  • 11:35h

Morreu nesta segunda-feira (26) o ator e comediante americano Ricky Harris. Ele ficou conhecido pelo seu papel no seriado "Todo Mundo Odeia o Chris", em que atuou como o personagem Malvo. Harris tinha 54 anos e causa da morte de Harris não foi divulgada pela família. No entanto, a empresária do ator, Cindy Ambers, informou ao jornal The Hollywood Reporter que ele havia sofrido um ataque cardíaco. Há dois anos, ele também teve um infarto. Filho de pastor, Ricky Harris nasceu em 1962 e era amigo de infância do rapper Snoop Dogg. Juntos os dois cantavam no coro da igreja. No Instagram, o cantor fez uma homenagem ao amigo com um vídeo, onde diz que Harris era seu "grande irmão". Quem também lamentou a morte do ator, foi o colega de elenco na série Tyler James Williams, que que interpretava o Chris. Ele publicou uma foto dos dois na época do seriado. "2016 tem sido difícil, cara, e com certeza desferiu outro golpe. Este homem foi um dos caras mais engraçados com que eu ja trabalhei e um dos poucos a entrar em um show e tratar com respeito um elenco cheio de crianças como atores de talento", escreveu.

Uma de cada quatro crianças vive em países em conflito, diz Unicef

  • 10 Dez 2016
  • 18:04h

(Foto: Reprodução)

Aproximadamente 535 milhões de crianças, uma de cada quatro no mundo, vivem em países em conflito, "sem proteção, sem acesso à saúde e educação de qualidade e com problemas de nutrição", segundo denunciou nesta sexta-feira (9) o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef). Este número, considerado "colossal" pelo porta-voz da organização, Cristoph Boulierac, foi publicado em um relatório prévio à celebração do 70° aniversário da criação da entidade. Os países da África Subsaariana acolhem quase três quartas partes – 393 milhões – das crianças ameaçadas por guerras e crise humanitárias de todos os tipos, seguidos pelos estados do Oriente Médio e o norte da África, nos quais residem 12% do total dos menores afetados. A metade das quase 50 milhões de crianças deslocadas foi afastada de suas casas por conflitos, afirma o Unicef, que se referiu com especial preocupação à situação dos menores na Síria, Nigéria, Afeganistão, Iêmen e Sudão do Sul.

Crianças-soldado
O número de crianças que vivem nas 16 áreas sitiadas da Síria, sem acesso a serviços básicos e nem a ajuda humanitária, chega a 500 mil, de acordo com Unicef. No nordeste da Nigéria um milhão de crianças foram obrigadas a fugir dos ataques do grupo terrorista Boko Haram enquanto no Iêmen já são quase 10 milhões afetadas pelo conflito que arrasa o estado da península arábica. No Afeganistão e Sudão do Sul aproximadamente a metade das crianças não recebem educação primária. Por outro lado, a representante especial do secretário-geral das Nações Unidas para a questão das crianças e dos conflitos armados, Leila Zerrougui, denunciou a presença de crianças-soldado nestes cinco países, além de no Sudão, Mali, Líbia, Congo e República Centro-Africana. "Não há dúvidas de que grupos armados ao redor do planeta estão recrutando crianças em suas fileiras de forma forçosa", afirmou. A representante nomeou os grupos jihadistas Estado Islâmico (EI), a frente da Conquista do Levante (antigo Frente al Nusra) e Boko Haram, como alguns dos "atores não estatais" que realizam esta prática. O diplomata se referiu especialmente ao trabalho de radicalização que o EI está realizando nos territórios que ocupa, onde "está recrutando crianças como estratégia de futuro, para preparar uma nova geração que continue com a luta se eles forem derrotados", explicou. Além disso, Zerrougui denunciou que os menores que fogem de zonas de conflitos são frequentemente detidos e capturados por exércitos e milícias já que são percebidos como "ameaças para a segurança" ao invés de "vítimas", sobretudo se forem meninos entre 14 e 20 anos. Estas detenções são frequentes na Nigéria, país no qual, apenas em 2016, cerca de 25 menores cometeram ataques suicidas em nome do Boko Haram.

CONTINUE LENDO

Avião com 47 pessoas cai após decolagem no Paquistão

  • G1
  • 07 Dez 2016
  • 10:50h

(Foto: Reprodução)

Um avião da Parkistan International Airlines desapareceu pouco depois de decolar na manhã desta quarta-feira (7), na cidade de Chitral, no Paquistão. 47 pessoas estavam a bordo da aeronave que tinha como destino final Islamabad. De acordo com informações da rádio BBC, o avião caiu no Norte do país.  O avião perdeu controle com a torre de controle pouco depois da decolagem. Antes de desaparecer do radar, o piloto emitiu um pedido de ajuda. A companhia aérea afirmou que está utilizando todos os recursos para encontrar a aeronave.  Já o jornal 'Geo New' afirmou que testemunhas relataram uma espessa camada de fumaça e o avião perdendo altitude nas montanhas. Equipes de resgate foram enviadas ao local para tentar encontrar a aeronave. 

Investigações sobre causas do acidente da Chapecoense devem durar seis meses

  • 03 Dez 2016
  • 15:04h

(Foto: Reprodução)

As autoridades colombianas querem concluir em até seis meses a investigação sobre as causas da queda do avião da Chapecoense, que culminou com a morte de 71 pessoas na última segunda-feira (28) (madrugada de terça, no horário de Brasília), em Medellín. Um grupo de 20 peritos vai se debruçar sobre os dados de navegação, da caixa-preta e de depoimentos para apontar as conclusões. "Precisamos de seis meses, até para respeitar o protocolo de apuração. Vamos ter um grupo de trabalho formado por colombianos, brasileiros, bolivianos e também por dois britânicos, que são do país onde a aeronave foi fabricada", disse nesta sexta-feira Alfredo Bocanegra, diretor geral da Aerocivil da Colômbia. Segundo Bocanegra, os representantes brasileiros serão da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). Já os ingleses são membros do Grupo de Investigação de Acidentes Aéreos do Reino Unido. A aeronave foi fabricada em 1999. O trabalho cooperativo será liberado pelos colombianos, que, na quarta-feira, já apresentaram as conclusões preliminares. As primeiras análises apontaram que, no momento da queda, o avião estava com o tanque de combustível vazio. Essa condição causou a pane elétrica e a interrupção do funcionamento dos motores. Os dois problemas foram relatados pelo piloto, Miguel Quiroga, à torre de controle do aeroporto internacional de Medellín e evidenciados pela ausência de explosão no momento do impacto. "É necessário um trabalho científico, com a presença de especialistas para determinar o que houve. Ainda é cedo para ter definições", explicou Bocanegra. O diretor disse ainda ser cedo para explicar os motivos de a aeronave estar sem combustível no momento da queda, noite de segunda-feira.

Funcionária de aeroporto boliviano diz ter alertado LaMia de que combustível era insuficiente

  • 01 Dez 2016
  • 14:49h

(Foto: Reprodução)

Celia Castedo Monasterio, funcionária da Aasana (Administração de Aeroportos e Serviços Auxiliares de Navegação Aérea da Bolívia), disse às autoridades que alertou o representante da LaMia de que a quantidade de combustível era insuficiente e que não seria possível chegar a outro aeroporto no caso de uma emergência. As observações de Celia Castedo eram de que a autonomia de voo não era a adequada e fazia falta um plano alternativo. O relato foi feito às autoridades depois do acidente. A funcionária foi afastada das funções na manhã desta quinta-feira (1). A principal advertência se referia ao tempo de voo previsto entre Santa Cruz de La Siera e o aeroporto da cidade colombiana de Medellín (quatro horas e 22 minutos), que era o mesmo registrado para a autonomia de combustível que tinha a aeronave.

Combustível
O avião que caiu na Colômbia e matou 71 pessoas, incluindo a maior parte da equipe da Chapecoense, estava sem combustível no momento do impacto, de acordo com as descobertas iniciais de autoridades colombianas de aviação.Os comentários de um funcionário da autoridade de aviação civil da Colômbia na noite de quarta-feira (30) confirmaram as palavras finais do piloto boliviano Miguel Quiroga para a torre de comando no aeroporto de Medellín em áudio obtido pela mídia colombiana. "Quando chegamos ao local do acidente e pudemos inspecionar os destroços, confirmamos que a aeronave não tinha combustível no momento do impacto", disse o secretário de segurança aérea da autoridade de aviação civil da Colômbia, Freddy Bonilla. Em uma gravação das palavras finais do piloto se pode ouvir ele dizer à torre de controle que o avião estava em "falha total, falha elétrica total, sem combustível". O piloto pediu permissão urgente para aterrissar pouco antes de o áudio ficar mudo. O avião BAe 146, produzido pela BAE Systems, bateu em uma área montanhosa perto da cidade de La Unión, próxima a Medellín. Somente seis pessoas a bordo do voo da companhia boliviana LaMia sobreviveram, incluindo três jogadores do time da Chapecoense que seguia para a final da Copa Sul-Americana, no maior jogo da história da equipe. Além dos atletas, também sobreviveram um jornalista e dois tripulantes. Normas de voos internacionais exigem que aeronaves levem combustível suficiente para que possam voar por 30 minutos após chegarem ao destino final, caso tenham que voar em círculos antes do pouso ou voar para outro aeroporto. "Neste caso, infelizmente, a aeronave não tinha combustível suficiente para cumprir as normas para contingência", disse Bonilla em Medellín. "Uma das teorias que estamos trabalhando é que por não termos encontrado combustível no local da colisão ou nos tubos de alimentação, a aeronave sofreu queda por falta de combustível".

CONTINUE LENDO

Avião da LaMia caiu por falta de combustível, conclui Aeronáutica da Colômbia

  • 01 Dez 2016
  • 12:41h

(Foto: Reprodução)

As autoridades colombianas apresentaram nesta quarta-feira, em Medellín, as primeiras conclusões sobre o acidente aéreo do voo que transportava a Chapecoense até a cidade para jogo contra o Atlético Nacional, pela final da Copa Sul-Americana. Segundo o Secretário Nacional de Segurança Aérea da Colômbia, Freddy Bonilla, a aeronave da companhia boliviana LaMia estava sem combustível no momento do choque, o que indica a possibilidade de ter existido nos instantes anteriores uma pane elétrica. "Podemos afirmar claramente que o avião não tinha combustível no momento do impacto. Uma das hipóteses com que trabalhamos é que como o aeronave não tinha combustível, os motores se apagaram e houve pane elétrica, como foi relatado pelo piloto para a torre de controle", disse Bonilla em entrevista coletiva no aeroporto Olaya Herrera, no centro da cidade. O avião que transportava a delegação da Chapecoense caiu entre as cidades de La Ceja e La Unión, na região metropolitana de Medellín, capital do departamento de Antioquia. As investigações preliminares foram apresentadas pela primeira vez nesta quarta-feira, logo depois do vazamento de conversas de áudio entre o piloto do avião e a torre de controle do aeroporto José Maria Cordóva mostrarem um diálogo desesperado para pousar o quanto antes, já que os tanques estavam vazios. 

De acordo com Bonilla, a ausência de combustível é uma desobediência grave às regras do transporte de passageiros. "Qualquer aeronave no mundo precisa ter no mínimo uma quantidade extra de reserva para aguentar 30 minutos além do tempo previsto de voo e ainda mais 5 minutos ou 5% da distância, para que assim se tenha uma segurança. Vamos investigar para saber por que a tripulação não contava com combustível suficiente", explicou. Os órgãos colombianos confirmaram que o voo fretado saiu de Santa Cruz de la Sierra com destino a Medellín sem previsão para escalas. O tempo do deslocamento seria de 4 horas, porém a queda se deu antes de se chegar a esse prazo. O avião se chocou com uma montanha a uma altitude de 2,2 mil acima do nível do mar, em velocidade aproximada de 250 km/h. O secretário desmentiu um boato que circulava na Colômbia sobre o voo da Chapecoense ter ficado no ar para ter que aguardar a liberação da pista. Segundo ele, minutos antes da aproximação da aeronave com a equipe catarinense, a pista teve, sim, de receber o pouso de emergência de um voo que saiu de San Andrés, ilha colombiana no Caribe, com destino a Bogotá. Porém, de acordo com Bonilla, isso não fez com que a viagem do time de futebol fosse afetada. "Às 9h41 da noite o voo da Chapecoense foi autorizado a se aproximar. Às 9h52 o avião que vinha de San Andrés e estava sem combustível, pousou na pista, após desviar seu destino. Nesse mesmo instante o voo da companhia aérea LaMia comunicou a situação de emergência", explicou. Quatro minutos antes desse pedido de socorro, o piloto boliviano solicitou prioridade na pista. No horário colombiano (três horas a menos que o do Brasil) das 9h57 da noite de segunda-feira foi feito o último contato. Nessa conversa, a LaMia declarou à torre de controle a falha completa do sistema elétrico, assim como o tanque vazio. Houve perda de contato e a posterior queda do avião, que causou morte de 71 pessoas. 

CONTINUE LENDO

Novo áudio revela piloto de avião da Chapecoense insistindo para pousar

  • 30 Nov 2016
  • 14:43h

Uma gravação de áudio com mais de 10 minutos foi divulgada na tarde desta quarta-feira (30) pela rádio colombiana Blu Radio. A gravação seria a última dos pilotos que transportava a delegação da Chapecoense com a torre de comando. Nela é possível ouvir os pedidos dos pilotos para a realização do pouso. Na gravação, Miguel Quiroga, que pilotava o Avro RJ85, fala da falta de combustível. Durante o diálogo, uma controladora de voo repete que o pouso precisaria ser adiado porque havia uma emergência com outra aeronave, um Airbus da Viva Colômbia. Ela então ordenou que Quiroga  desse voltas pela região antes de pousar. Ainda segundo a operadora da torre, o avião da Chapecoense estava a cerca de 13 quilômetros do local de pouso. Em determinado momento, o piloto informa que a aeronave está em total falha elétrica e de combustível. Em seguida, a comunicação é cortada. O avião perdeu contato com a torre quando sobrevoava as cidades de La Ceja e Aberrojal, à 0h33, horário de Brasília. A queda ocorreu à 1h15 no Cerro El Gordo. 

Veja a transcrição feita pela Blu Radio

Piloto: Senhorita, Lamia 933 está em falha total, falha elétrica total, sem combustível

Torre de controle: Pista livre e esperando a chuva sobre a superfície Lamia 933, bombeiros alertados.

Piloto: Vetores senhorita, vetores à pista. 

Torre de controle: o radar de sinal se perdeu, não há notificação rume agora. 

Piloto 933: Estamos com rumo 3-6-0, com rumo 3-6-0. 

Torre de controle: Vire à esquerda 0-1-0. Proceder ao localizador de Ríonegro. uma milha à frente da beira...confirmo à esquerda com rumo 3-5-0

Piloto 933: À esquerda 3-5-0 senhorita. 

Torre de controle: Está bem, você está a uma milha do Ríonegro. 

Torre de controle: Não tenho sua altitude Lamia 933. 

Piloto: 9 mil pés senhorita. 

Piloto: Vetores, vetores. 

Torre de controle: Você está a 8,2 milhas da pista. 

Torre de controle: Que altitude tem agora? 

Torre de controle: Lamia 933 posição?

CONTINUE LENDO

Jornalistas da Fox, Globo e rádios estão entre os mortos do avião da Chapecoense; VEJA A LISTA

  • 29 Nov 2016
  • 08:13h

(Foto: Reprodução)

O voo que caiu nesta terça-feira (29) nas proximidades de Medellín levava, de acordo com a Chapecoense, 72 passageiros, além de nove tripulantes. Desses, 21 eram profissionais de imprensa. O único sobrevivente seria o jornalista Rafael Henzel, da Rádio Oeste Capital, que foi levado ao Hospital San Juan de Dios. De acordo com a polícia de Antioquia, o estado colombiano onde fica Medellín, apenas cinco pessoas sobreviveram. Havia 81 pessoas no voo, sendo que 76 morreram. Três dos sobreviventes são jogadores – Danilo, Alan Ruschel e Folmann -, e outra é uma tripulante – Jimena Suárez. A Fox, que transmitia a Copa Sul-Americana, levava seis profissionais: o comentarista Mario Sérgio Ponte de Paiva, ex-jogador da seleção brasileira, Victorino Miranda, Rodrigo Santana Gonçalves, Davair Paschoalon (Deva Pascovicci) e Lilacio Pereira Júnior, Paulo Clement. Da Globo, estavam no voo Guilherme Marques, Ari de Araújo Junior e Guilherme Lars, além de Laion Machado Espíndola, do GloboEsporte.com. Do Grupo RBS, de Santa Catarina, os jornalistas Djalma Araújo Neto e André Luis Goulart Podiacki. Além disso, havia oito radialistas: Rafael Valmorbida, Renan Carlos Agnolin, Fernando Schardong, Edson Luiz Ebelliny, Gelson Galliotto, Douglas Dorneles, Jacir Biavitti e Ivan Carlos Agnoletto.

 

Os atletas convocados

  1. Danilo
  2. Gimenez
  3. Bruno Rangel
  4. Marcelo
  5. Lucas Gomes
  6. Sergio Manoel
  7. Felipe Machado
  8. Matheus Biteco
  9. Cleber Santana
  10. Alan Ruschel
  11. William Thiego
  12. Tiaguinho
  13. Neto
  14. Josimar
  15. Dener
  16. Gil
  17. Ananias
  18. Kempes
  19. Follmann
  20. Arthur Maia
  21. Mateus Caramelo
  22. Aílton Canela

 

Demais convocados e comissão técnica

  1. Caio Júnior (Técnico)
  2. Duca
  3. Pipe Grohs
  4. Anderson Paixão
  5. Anderson Martins
  6. Dr. Marcio
  7. Gobbato
  8. Cocada
  9. Serginho
  10. Serginho
  11. Adriano
  12. Cleberson Silva
  13. Maurinho
  14. Cadu
  15. Chinho di Domenico
  16. Sandro Pallaoro
  17. Cezinha
  18. Giba

 

Diretoria

  1. Plínio D. de Nes Filho
  2. Nilson Folle Júnior
  3. Decio Burtet Filho
  4. Edir de Marco
  5. Ricardo Porto
  6. Mauro dal Bello
  7. Jandir Bordignon
  8. Dávi Barela Dávi

 

Convidados

  1. Delfim Peixoto Filho
  2. Luciano Buligon
  3. Gelson Meisão

 

Imprensa

  1. Victorino Chermont (Fox Sports)
  2. Rodrigo Gonçalves
  3. Devair Paschoalon
  4. Lilacio Júnior
  5. Paulo Clement (Fox Sports)
  6. Mario Sergio P Paiva (Fox Sports e ex-jogador)
  7. Guilher Marques
  8. Ari Júnior
  9. Guilherme Laars
  10. Giovane Klein
  11. Bruno Silva
  12. Djalma Neto
  13. Adré Podiacki
  14. Laion Espindula
  15. Rafael Henzel
  16. Renan Agnolin
  17. Fernando Schardong
  18. Edson Ebeliny
  19. Gelson Galiotto
  20. Douglas Dorneles
  21. Jacir Biavatti

Fonte: Agência Estado

Os atletas convocados

  1. Danilo
  2. Gimenez
  3. Bruno Rangel
  4. Marcelo
  5. Lucas Gomes
  6. Sergio Manoel
  7. Felipe Machado
  8. Matheus Biteco
  9. Cleber Santana
  10. Alan Ruschel
  11. William Thiego
  12. Tiaguinho
  13. Neto
  14. Josimar
  15. Dener
  16. Gil
  17. Ananias
  18. Kempes
  19. Follmann
  20. Arthur Maia
  21. Mateus Caramelo
  22. Aílton Canela

 

Demais convocados e comissão técnica

  1. Caio Júnior (Técnico)
  2. Duca
  3. Pipe Grohs
  4. Anderson Paixão
  5. Anderson Martins
  6. Dr. Marcio
  7. Gobbato
  8. Cocada
  9. Serginho
  10. Serginho
  11. Adriano
  12. Cleberson Silva
  13. Maurinho
  14. Cadu
  15. Chinho di Domenico
  16. Sandro Pallaoro
  17. Cezinha
  18. Giba

 

Diretoria

  1. Plínio D. de Nes Filho
  2. Nilson Folle Júnior
  3. Decio Burtet Filho
  4. Edir de Marco
  5. Ricardo Porto
  6. Mauro dal Bello
  7. Jandir Bordignon
  8. Dávi Barela Dávi

 

Convidados

  1. Delfim Peixoto Filho
  2. Luciano Buligon
  3. Gelson Meisão

 

Imprensa

  1. Victorino Chermont (Fox Sports)
  2. Rodrigo Gonçalves
  3. Devair Paschoalon
  4. Lilacio Júnior
  5. Paulo Clement (Fox Sports)
  6. Mario Sergio P Paiva (Fox Sports e ex-jogador)
  7. Guilher Marques
  8. Ari Júnior
  9. Guilherme Laars
  10. Giovane Klein
  11. Bruno Silva
  12. Djalma Neto
  13. Adré Podiacki
  14. Laion Espindula
  15. Rafael Henzel
  16. Renan Agnolin
  17. Fernando Schardong
  18. Edson Ebeliny
  19. Gelson Galiotto
  20. Douglas Dorneles
  21. Jacir Biavatti

Fonte: Agência Estado

CONTINUE LENDO

ONU alerta para situação insustentável do acesso à água potável no mundo

  • 28 Nov 2016
  • 19:04h

(Foto: Reprodução)

Líderes da ONU e de vários países insistiram nesta segunda-feira (28) que o mundo se encaminha para uma crise insustentável de desabastecimento de água potável devido a fatores como a mudança climática e o crescimento da população. "O mundo avança por um caminho que segue em direção ao insustentável", afirmou o presidente da Assembleia Geral da ONU, Peter Thomson, um dos participantes da Cúpula da Água, que acontece entre hoje e quarta-feira em Budapeste, a capital da Hungria. Thomson se referiu ao sexto Objetivo de Desenvolvimento Sustentável, aprovado pela ONU em 2015, que adverte que a escassez de água, que já afeta mais de 40% da população mundial, crescerá com o aumento das temperaturas devido à mudança climática. 

"A humanidade não entende, por enquanto, a importância disto", acrescentou Thomson, que afirmou que ainda há esperanças se a meta do Acordo de Paris de manter o aumento da temperatura média abaixo de dois graus centígrados for cumprida. O presidente húngaro, János Áder, acrescentou por sua vez que "é preciso repensar as estratégias relacionadas com a água" e encontrar uma solução para assegurar os recursos financeiros para que este bem esteja disponível para todos. Na abertura da conferência, na qual participam representantes de 117 países, foi lida uma mensagem do secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, na qual o diplomata sul-coreano reivindicou mudanças para assegurar o acesso universal à água potável e limpa. Os participantes da Cúpula de Água de Budapeste tratarão nos próximos dois dias de assuntos relacionados com esse recurso, como o fornecimento, os impactos da mudança climática e o financiamento das políticas relacionadas com o tema. Espera-se a aprovação de uma declaração final sobre políticas relacionadas com a água, que será depois debatida na cúpula sobre os oceanos que será realizada em 2017 em Nova York, segundo antecipou Thomson.

CONTINUE LENDO