BUSCA PELA CATEGORIA "Mundo"

UFC 239: Por pouco! Jon Jones vence Thiago 'Marreta' por decisão dividida...

  • Diego Ribas, em Las Vegas (EUA) I UOL
  • 07 Jul 2019
  • 12:32h

Imagem: Josh Hedges/Zuffa LLC

Realizado neste sábado (6) na cidade de Las Vegas (EUA), o card do UFC 239 contou com a disputa do cinturão dos meio-pesados (93 kg) entre Jon Jones e Thiago 'Marreta' como grande atração da noite. E provando mais uma vez que é o melhor lutador de todos os tempos da categoria, o americano travou uma batalha de cinco rounds contra o desafiante justamente no campo onde seu rival tem mais a oferecer perigo: a troca de golpes em pé. Ao final dos cinco assaltos, apesar de ter dominado a disputa e acertado mais golpes, a falta de combatividade do americano em alguns momentos pareceu irritar a torcida e não convenceu os jurados, que se dividiram na hora de marcar o resultado. De forma dividida, 'Bones' manteve o cinturão dos meiopesados e ampliou seu cartel. "É, no primeiro round meu joelho saiu do lugar, machucou mesmo e não consegui movimentar direito. Mas é isso, sem choro. Só tenho a agradecer o UFC e ao Jon Jones. (...) Fiz o que eu gosto, sair na porrada. (...) Saí da Cidade de Deus e cheguei aqui,sem lamentações", finalizou Marreta.

Novos diálogos de Moro sugerem que Lava Jato atuou para expor dados sigilosos da Venezuela

  • 07 Jul 2019
  • 09:48h

Foto: Divulgação I Google

Com sugestão do ministro da Justiça, Sergio Moro, integrantes da Operação Lava Jato se mobilizaram para expor dados sigilosos sobre a corrupção na Venezuela. A informação foi revelada após a divulgação de novos diálogos entre Moro e a força-tarefa, pelo The Intercept Brasil em parceria com o Folha de S.Paulo. Os diálogos apontam que o propósito principal da iniciativa de Moro era dar uma resposta política ao endurecimento do regime imposto pelo ditador Nicolás Maduro ao país vizinho, mesmo que a ação não tivesse efeitos jurídicos. As mensagens mostram que a Procuradoria-Geral da República e a força-tarefa de Curitiba dedicaram meses de trabalho ao projeto. Os procuradores discutiram o assunto na tarde do dia 5 de agosto de 2017, depois que Moro escreveu ao chefe da força-tarefa de Curitiba, Deltan Dallagnol, no aplicativo Telegram. “Talvez seja o caso de tornar pública a delação da Odebrecht sobre propinas na Venezuela”, disse o juiz. “Isso está aqui ou na PGR?”, completou. Deltan afirmou, em resposta a Moro em 2017, que a ação motivaria críticas e “haveria um preço”. “Mas vale pagar para expor e contribuir com os venezuelanos”, acrescentou o procurador. Moro retrucou, mais preocupado com a divulgação das informações da Odebrecht do que com a possibilidade de uma ação judicial. “Tinha pensado inicialmente em tornar público”, escreveu a Deltan. “Acusação daí vcs tem que estudar viabilidade”, falou. 

Terremoto mais potente em 20 anos atinge o sul da Califórnia

  • Redação
  • 06 Jul 2019
  • 09:04h

Foto: Reprodução / YouTube

O sul da Califórnia foi atingido na sexta-feira (5) pelo terremoto mais forte em 20 anos na região, informou o Serviço Geológico dos Estados Unidos (USGS, na sigla em inglês). O tremor, de magnitude 7,1 e epicentro a 17 km de Ridgecrest, foi sentido em Los Angeles, Phoenix, Las Vegas e Reno. O sismo ocorreu às 20h33 no horário local (0h33 deste sábado, no Brasil) e provocou deslizamentos de terra, rachaduras em fundações e destruição de muros. Canalizações de água e esgoto também foram rompidas. Foram registrados incêndios provocados por vazamentos de gás. O Corpo de Bombeiros do condado de San Bernardino informou que uma pessoa ficou levemente ferida levemente. Muitas famílias passaram a noite fora de casa com medo de réplicas do tremor.

Brasileira de 2 anos desaparece na fronteira entre México e EUA

  • UOL
  • 03 Jul 2019
  • 18:05h

Agentes da Patrulha de Fronteira dos EUA procuram pela brasileira de dois anos desaparecida no Rio Grande Imagem: Reprodução/Twitter/@CBPSouthTexas

Uma criança brasileira de 2 anos desapareceu quando era levada pela mãe ao tentar cruzar a fronteira do México com os Estados Unidos, informaram as autoridades locais hoje. De acordo com a guarda de fronteira, o incidente ocorreu ontem quando mãe e filha tentavam atravessar o rio Grande, à altura da cidade Brownsville, no sul do Texas. A suspeita é de que a garota tenha se afogado. A mãe da brasileira, que é haitiana, alertou as autoridades locais, mas foi detida logo após realizar a travessia.

"Sempre que uma criança se perde é um evento trágico ", disse Raul L. Ortiz, chefe de patrulha do Setor Del Rio em comunicado. "Eu não posso imaginar a angústia que os pais desta jovem menina devem estar sentindo e espero que nossos esforços de busca compensem com um resultado positivo". As polícias mexicana e norte-americana estão utilizando barcos, mergulhadores e veículos submarinos em uma operação conjunta de buscas pela menina que segue até o momento. Procurado pelo UOL, o Itamaraty ainda não deu mais informações sobre o caso. A tragédia acontece poucos dias depois de uma foto de um migrante salvadorenho e sua filha de dois anos, que morreram afogados enquanto atravessavam o mesmo rio na tentativa de chegar aos Estados Unidos, gerar comoção mundial ao mostrar o drama de milhares de imigrantes.

Total de vítimas das drogas aumenta e mercado apresenta alto crescimento, aponta ONU

  • Redação
  • 26 Jun 2019
  • 19:13h

(Foto: Reprodução)

O mais recente Relatório Mundial sobre Drogas da Organização das Nações Unidas (ONU), indicou que o consumo de drogas tem causado mais mortes do que nunca, ao mesmo tempo que o mercado ilegal dessas substâncias tem batido recordes. Os resultados foram apresentados nesta terça-feira (25), em Viena. O documento da ONU elevou a sua estimativa de mortes vinculadas ao consumo de drogas no mundo para 585 mil em 2017, número maior do que os 450 mil óbitos registrados em 2015. De acordo com a Agência EFE, no ano de 2017, 271 milhões de pessoas, que corresponde a 5,5% da população mundial, com idades entre 15 e 64 anos consumiram drogas. O total é similar ao do ano anterior, mas 30% superior ao de 2009. Quanto a popularidade das drogas, a reportagem do G1 afirma que a cannabis é a principal, com 188 milhões de consumidores. Mas as mais letais são os opioides, causadores de dois terços das mortes atribuídas ao consumo de entorpecentes. O relatório destacou ainda que a prevenção e o tratamento continuam falhando em muitas partes do mundo, e só uma a cada sete pessoas com problemas graves de dependência está em tratamento.

Assessor de Bolsonaro faz relação do incêndio em Notre Dame com 'destruição do Ocidente'

  • Redação
  • 16 Abr 2019
  • 06:04h

(Foto: Reprodução)

Logo após o início do incêndio na catedral de Notre Dame, em Paris, Felipe Martins, que é assessor especial para assuntos internacionais do presidente Jair Bolsonaro, utilizou o Twitter para publicar um versículo de Lucas: " E, respondendo ele, disse-lhes: Digo-vos que, se estes se calarem, as próprias pedras clamarão". Questionado pelo Jornal Globo, respondeu que é um alerta de que o " Ocidente está sendo destruído", e que "é preciso dar mais atenção e ter mais cuidado com a nossa civilização". Além do assessor, o ministro das Relações Exteriores, Enersto Araújo, têm afirmado em textos e declarações que a civilização judaico-cristâ está sob ameaça do dito "globalismo".

Vídeo: Incêndio atinge a Catedral de Notre-Dame, em Paris

  • G1
  • 15 Abr 2019
  • 15:21h

Um grande incêndio atingiu a catedral de Notre-Dame, em Paris, nesta segunda-feira (15), um importante símbolo da cidade. O fogo foi relatado primeiro por usuários em redes sociais. Não está claro ainda o que o causou, mas pode estar relacionado a uma obra que vinha sendo feita no telhado. A emissora France 2 disse que a polícia está tratando o caso como um acidente. Não há relatos de feridos até o momento. "Um incêndio terrível está acontecendo na Catedral de Notre-Dame. Os bombeiros de Paris estão tentando dominar as chamas (...) Peço a todos que respeitem o perímetro de segurança", escreveu a prefeita de Paris, Anne Hidalgo, no Twitter. A polícia isolou a área e está retirando os turistas que havia dentro da catedral.

'Não quero ser o único', diz primeira pessoa do mundo curada do HIV

  • Folha de S. Paulo
  • 15 Abr 2019
  • 10:07h

Há 12 anos ele se tornou o “paciente de Berlim”, a primeira pessoa do mundo curada do vírus HIV após passar por um transplante de medula óssea para tratar de uma leucemia. As células vieram de um doador que possuía um gene hereditário pouco comum, associado à redução do risco de contrair o HIV. Em 2010, o americano Timothy Ray Brown, 53, revelou sua identidade ao mundo e desde então se tornou um ativista da causa, não só doando suas células para pesquisas clínicas como também se dedicando a ajudar grupos de pacientes que vivem com HIV e de pessoas que perderam entes queridos para a Aids. Ele conta que, às vezes, ainda se sente culpado. “Não só sobrevivi ao HIV como estou curado, enquanto muitas pessoas já morreram. Não quero ser o único curado”, disse ele, em entrevista à Folha na última quinta (11), um dia antes de palestrar em evento médico sobre o HIV na USP, em São Paulo.O desejo pode ter sido realizado. No mês passado, a revista Nature revelou o caso de um paciente de Londres que está livre do HIV há mais de um ano, após ter passado por transplante de medula. Os pesquisadores, porém, tratam o caso, por cautela, como “remissão a longo prazo”. “Até agora, essa era uma família [de curados do HIV] muito solitária, apenas eu. Estou muito feliz de ter novos irmãos”, afirma Brown, que visita o Brasil pela primeira vez. Mas esse caminho para a cura é considerado pouco realista pela ciência. Ambos os casos resultaram de transplantes de medula óssea em pacientes infectados, que foram destinados a tratar o câncer nos doentes, não o HIV. Hoje existem drogas muito eficazes para controlar a infecção, enquanto os transplantes são arriscados, com efeitos colaterais severos. 

Mãe dá à luz bebê em cima de uma árvore durante passagem de ciclone em Moçambique

  • 05 Abr 2019
  • 13:14h

Foto: © UNICEF Moçambique/2019/Javier Rodriguez

Em meio à destruição causada pelo ciclone Idai no sudeste da África, que matou centenas de pessoas em três países, uma história impressionou os representantes da Unicef na região. Uma mãe deu à luz um bebê em cima de uma árvore no centro de Moçambique, país mais afetado pelos estragos da tempestade.A mulher, identificada apenas como Amélia, relatou à Unicef que estava em casa com o outro filho, de 2 anos, quando começou uma enchente. Eles viviam no vilarejo de Dombe, no centro de Moçambique, devastado em decorrência das cheias causadas pelo ciclone que passou entre 14 e 15 de março pelo país. "Sem aviso, a água começou a entrar dentro da casa, e eu não tive outra opção a não ser subir numa mangueira próxima à minha casa", relatou Amélia. Entre os galhos, a mulher começou a sentir as contrações e, ali mesmo, nasceu a bebê Sara. "Eu não tinha ninguém por perto para me ajudar. Estava sozinha com ela e meu filho", contou a mãe. O drama da família apenas começava: o nível da água demorou a descer. Sem escolha, eles esperaram por socorro por dois dias de cima da árvore. "Mais tarde, os vizinhos me ajudaram a descer e chegamos a um lugar seguro", disse Amélia.De acordo com a Unicef, a mãe e o bebê "aparentam se encontrar bem de saúde". A família recebe assistência médica e de saúde em um centro para pessoas afetadas pelo ciclone, onde há outras mães.

Pela 1ª vez, mundo tem mais avós do que netos

  • 03 Abr 2019
  • 18:29h

Foto: Dalton Soares/TV Bahia

Pela primeira vez na história, há mais idosos no mundo do que crianças pequenas, informou a ONU. São 705 milhões de pessoas acima de 65 anos contra 680 milhões entre zero e quatro anos. As estimativas apontam para um crescente desequilíbrio entre os mais velhos e os mais jovens até 2050 - haverá duas pessoas com mais de 65 anos para cada uma entre zero e quatro anos. Essa desproporção simboliza uma tendência que os demógrafos vêm acompanhando há décadas: na maioria dos países, estamos vivendo mais e tendo cada vez menos filhos. Mas como isso pode nos afetar? E como já está nos afetando?

Redução da natalidade

Christopher Murray, diretor do Instituto de Métricas de Saúde e Avaliação da Universidade de Washington, nos Estados Unidos, diz à BBC: "Caminhos para uma sociedade com poucas crianças e muitos idosos e isso representa um desafio". Murray também é autor de um artigo de 2018 no qual sugeriu que quase metade de todos os países do mundo está enfrentando uma "redução da natalidade" - o que significa que há crianças insuficientes para manter o ritmo de crescimento populacional. "Pense em todas as profundas consequências sociais e econômicas de uma sociedade com mais avós do que netos", acrescenta. Em 1960, a taxa mundial de fecundidade era de quase cinco filhos por mulher, segundo o Banco Mundial. Quase 60 anos depois, caiu para apenas 2,4. Ao mesmo tempo, os avanços socioeconômicos beneficiaram quem nasceu nesse período. Em 1960, as pessoas viviam em média pouco mais de 52 anos; a expectativa de vida atual atingiu 72 anos em 2017. Isso significa que estamos todos vivendo mais e demandando cada vez mais recursos à medida que envelhecemos, aumentando a pressão sobre os sistemas de saúde e previdenciário, por exemplo.

Sujeira em hospitais mata mais de 900.000 recém-nascidos ao ano, aponta relatório da OMS e Unicef

  • 03 Abr 2019
  • 13:10h

Foto: reprodução / Unicef

Mais de 900.000 recém-nascidos morrem a cada ano por causas vinculadas às más condições higiênicas dos hospitais e centros médicos onde nascem, segundo relatórios publicados conjuntamente nesta quarta-feira (3) pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e pelo Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef).Um dos documentos afirma que cerca de um milhão de recém-nascidos ou suas mães morrem após o parto, embora, segundo tenha declarado em entrevista coletiva o coordenador da OMS, Bruce Gordon, mais de 90% das vítimas nestes casos são crianças. Os relatórios que estudam as condições de centros sanitários de todo o mundo indicam que uma de cada quatro instalações médicas não tem água corrente ou sofre com acesso limitado a ela, o que afeta o atendimento de dois bilhões de pessoas. Um de cada cinco centros estudados carece de banheiros adequados, o que afeta 1,5 bilhão de pessoas, e 16% (um de cada seis) não tem serviços básicos para que médicos e pacientes possam lavar as mãos. Os indicadores analisados são cruciais para prevenir as infecções e oferecer um cuidado médico de qualidade, especialmente no parto, uma vez que cálculos indicam que 17 milhões de mulheres nos países menos desenvolvidos dão a luz a cada ano em instalações sem as condições higiênicas e sanitárias adequadas. A cada dia morrem 7.000 recém-nascidos, e as infecções são a causa de 26% dessas mortes, assim como de 11% dos óbitos de mães no parto, segundo os dados divulgados. "Cada nascimento deveria estar em mãos seguras, lavadas com água e sabão, usando equipamento esterilizado e em um entorno limpo", destacou em comunicado a diretora-executiva do Unicef, Henrietta Fore. Já o diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus, afirmou que "garantir que todos os centros sanitários tenham serviços básicos de água, banheiro e higiene é essencial para conseguir um mundo mais saudável, seguro e justo".

Jovem morre após ter parasitas descobertos em seu cérebro

  • 28 Mar 2019
  • 20:16h

Foto: ESIC Medical College and Hospital

Um jovem de 18 anos morreu após ter parasitas em seu cérebro, de acordo com um estudo de caso publicado no "New England Journal of Medicine".Os médicos do ESIC Medical College e Hospital de Faridabad relataram que o paciente, que apareceu no pronto-socorro com inchaço no olho direito, estava tendo convulsões tônico-clônicas, que causam músculos endurecidos e perda de consciência. Seus pais disseram que seu filho sentiu dor na virilha direita por uma semana. Um exame físico revelou que ele tinha confusão mental e sensibilidade no testículo direito. O diagnóstico foi neurocisticercose, uma doença parasitária do cérebro causada quando alguém engole ovos de tênia que passaram nas fezes de alguém que tem uma tênia intestinal. As larvas rastejam para fora dos ovos e para os tecidos musculares e cerebrais, onde formam cistos. O problema só foi identificado depois que a equipe médica realizou uma ressonância magnética e viu danos causados ??por cistos em seu córtex cerebral, bem como no tronco cerebral, incluindo o cerebelo, que fica na parte de trás do cérebro, acima da medula espinhal. Os médicos também descobriram cistos no olho direito e no testículo direito do paciente. Por causa do número e localização dos cistos, seus médicos decidiram não tratar o jovem com medicamentos antiparasitários. Estes podem agravar o sangramento cerebral e inflamação, levando à perda de visão. Em vez disso, o paciente recebeu um medicamento anti-inflamatório, chamado dexametasona, além de medicamentos antiepilépticos. Duas semanas após sua chegada ao pronto-socorro, o paciente morreu.

Cruzeiro fica à deriva no mar da Noruega; equipes trabalham no resgate de 1,3 mil

  • 24 Mar 2019
  • 07:10h

Foto: Frank Einar Vatne/NTB Scanpix/Reuters

Um navio de cruzeiro teve uma falha mecânica em meio a fortes ventos perto do litoral da Noruega, e 1,3 mil passageiros estão sendo retirados da embarcação, disseram a polícia norueguesa e equipes de resgate neste sábado (23).Por volta das 16h30 (11h30 de Brasília), uma centena de pessoas foram evacuadas e não havia informações sobre feridos. Quatro helicópteros participam da operação, informou centro de resgate.O serviço de resgate marítimo disse que o navio Viking Sky estava à deriva em direção à costa, e que a embarcação fez sinal de resgate.O incidente ocorreu por volta da 14h (9h de Brasília) a algumas milhas marítimas da costa da região de Møre og Romsdal (no oeste da Noruega), uma região onde já ocorreram vários naufrágios. Outros barcos foram para a área e foi aberto um centro de acolhida em terra para os passageiros. O navio pertence à empresa Viking Ocean Cruises, do grupo Viking Cruises, fundado pelo bilionário norueguês Torstein Hagen. De acordo com o site da companhia, a capacidade da embarcação é de 930 pessoas. Helicópteros e barcos se dirigiram ao local para o resgate, e instalações para receber os passageiros foram montadas em terra firme, informaram autoridades. A escritora Alexus Sheppard, que está a bordo, postou no Twitter um vídeo de dentro do navio, no qual passageiros aparecem sentados em um salão e algumas pessoas que estão em pé tentam se segurar enquanto móveis escorregam com o balanço do mar. 

Justin Carter, cantor de country, morre ao atirar em si mesmo por engano gravando clipe com arma

  • 22 Mar 2019
  • 07:11h

Foto: Reprodução/Facebook/JustinCarter

O cantor de country Justin Carter morreu após disparar acidentalmente contra si mesmo no sábado (16). Em entrevista à emissora de TV americana Fox News, a mãe de Carter, Cindy McClellan, disse que ele estava gravando um novo clipe em Houston, no Texas, quando tirou uma arma de seu bolso e "atirou em seu olho". A arma estava sendo usada no vídeo. Carter, que era considerado uma estrela em ascensão no country, morreu aos 35 anos. Um dos empresários disse que Justin "tinha muito potencial para ser um próximo Garth Brooks", citando a maior estrela do estilo. "Por favor, mantenha a família de Justin em suas orações e dê privacidade neste momento difícil. Justin não está mais conosco, ele foi embora. Sentiremos saudade de você, que sempre foi cheio de alegria, riso e amado por tantas pessoas em sua vida", disse a família nas redes sociais do cantor.

Brasil cai 16 posições em ranking global da felicidade em quatro anos

  • 21 Mar 2019
  • 16:07h

Foto: Ints Kalnins/Reuters

O Brasil caiu 16 posições no ranking global da felicidade entre 2015 e 2019, de acordo com o Relatório Mundial da Felicidade, elaborado pela empresa de pesquisas Gallup em parceria com a ONU. No ranking, divulgado nesta quarta-feira (20), o país ocupa a 32ª posição de 156 nações. A "nota" atribuída ao Brasil pelo ranking é de 6.300, a menor média do país desde 2014, quando o país tinha 6.849 pontos. Nas primeiras sete colocações estão apenas países europeus, com a Finlândia ocupando o primeiro lugar com nota 7.769. O primeiro país fora do continente a aparecer é a Nova Zelândia, na oitava posição.

Ranking da Felicidade - Primeiros Colocados

Colocação País Pontuação
Finlândia 7.769
Dinamarca 7.600
Noruega 7.554
Islândia 7.494
Holanda 7.488
Suíça 7.343
Suécia 7.343
Nova Zelândia 7.307
Canadá 7.278
10° Áustria 7.246

Para medir o nível de felicidade, o relatório leva em consideração uma "variedade de medidas de bem-estar subjetivas", além de variáveis que medem condições econômicas e sociais. Os seguintes pontos são considerados: PIB per capita, apoio social, vida saudável, expectativa de vida, liberdade, generosidade e ausência de corrupção. A conclusão geral apontada pelo relatório é de que a infelicidade aumentou em todo o mundo. Esse movimento é impulsionado pela desconfiança em líderes políticos e pelo uso intenso das redes sociais, apontam os analistas do estudo. Das dez últimas colocações, sete são de países africanos e três são países árabes localizados na Ásia Ocidental. Em último lugar, está o Sudão do Sul, com uma nota de 2.853.