BUSCA PELA CATEGORIA "Música"

O funk tira pessoas do ‘mau caminho’, diz DJ Zullu, beatmaker e amigo de Anitta

  • Redação
  • 16 Jul 2019
  • 11:49h

Foto: Arquivo Pessoal/Instagram

Apontado como um dos principais nomes do funk da nova geração, o DJ Zullu começou a tocar ainda adolescente – um longo caminho percorrido até ser apadrinhado por Anitta e formar uma amizade com Neymar. Em entrevista à Folha de S. Paulo, o músico falou sobre a importância do funk nas favelas e defendeu que o ritmo é capaz de “salvar vidas” como qualquer outro tipo de arte. “O funk salva vidas porque ele é uma arte e, como qualquer arte, ele tira pessoas do caminho errado, não importando cor ou dinheiro. O funk é a porta de entrada para coisas corretas. Ele tira pessoas do mau caminho nas favelas, assim como o futebol”, disse Zullu. Com músicas em parceria com Anitta e MC Kevinho, o DJ hoje já acumula mais de 7 milhões de visualizações nos seus vídeos oficiais lançados no YouTube. Ele chegou a tocar no aniversário de Neymar e, mais recentemente, na festa de Philippe Coutinho, logo depois do título do Brasil na Copa América. Sobre o colega de profissão e idealizador do Baile da Giola, o também carioca Rennan da Penha, preso acusado de envolvimento com tráfico de drogas, DJ Zullu diz discordar da decisão de Justiça. A prisão de Renna, depois de uma batida da Polícia Militar em uma das festas que organizava, é vista como muitos como uma forma de criminalização do funk e dos bailes. “Não acho que deveriam ter tomar essa decisão de proibir ele de fazer o trabalho dele, de proibir os bailes que ele promovia”, afirma, exaltando o estilo musical que faz parte. “Funk é muito mais que isso, é muito mais que essas polêmicas. Divertimos e fazemos pessoas se encontrarem”, resumiu.

Paula Toller pede R$ 200 mil de indenização por uso de música em campanha do PT

  • Redação
  • 10 Jul 2019
  • 15:50h

(Foto: Reprodução)

Ex-vocalista do Kid Abelha, Paula Toller entrou na Justiça contra o Partido dos Trabalhadores (PT) e Fernando Haddad, pelo uso de um vídeo no qual a cantora aparece cantando a música “Pintura Íntima” na última campanha presidencial.


Composição de Leoni e Paula Toller, sucesso do Kid Abelha foi usado durante campanha presidencial pró-Haddad | Foto: Reprodução / Youtube


De acordo com informações de Sonia Racy, no Estadão, a artista pede uma indenização no valor de R$ 200 pelo uso indevido de sua imagem e da obra. O vídeo em questão mostrava um trecho do “Acústico MTV”, no qual Paula Toller aparecia ao lado de George Israel, outro ex-integrante do Kid Abelha, cantando o refrão “Fazer amor de madrugada, Amor com jeito de virada”. Apoiadores de Haddad usaram o material durante o movimento “vira voto”, que na etapa final das eleições tentava converter eleitores, contra Jair Bolsonaro (PSL). Na ocasião, a cantora chegou a recorrer ao TRE para que o material fosse retirado das redes sociais. À época, em oposição à artista, Leoni, que assina a autoria de “Pintura Íntima” junto com Paula Toller, decidiu apoiar o “vira voto”, tendo inclusive gravado um vídeo ao lado do filho, cantando a música.

Ele foi uma iluminação mística’, diz Caetano sobre João Gilberto

  • Redação
  • 07 Jul 2019
  • 17:20h

Foto: Reprodução/Facebook/Caetano Veloso

O cantor Caetano Veloso usou as redes sociais neste domingo (7) para homenagear João Gilberto, pai da bossa nova, que morreu no sábado (6), aos 88 anos, no Rio de Janeiro. “João Gilberto foi o maior artista com que minha alma entrou em contato. Antes de completar 18 anos, aprendi com ele tudo sobre o que eu já conhecia e como conhecer tudo o que estivesse por surgir. Com sua voz e seu violão, ele refez a função da fala e a história do instrumento. Pôs em perspectiva todos os livros que eu já tinha lido, todos os poemas, todos os quadros, todos os filmes que eu já tinha visto. Não apenas todas as canções que ouvi”, escreveu Caetano. Na publicação, ele compartilha cinco fotos com com João Gilberto, que também era baiano. Segundo Caetano, os registros foram feitos em São Paulo e Buenos Aires, em 1999; no estúdio da Tupi, em 1971, durante uma turnê na Europa; e no Festival Internacional de Jazz na França, em 1990.

Bossa Nova de Luto: João Gilberto morre aos 88 anos

  • Informações do G1
  • 06 Jul 2019
  • 16:36h

(Foto: Reprodução)

João Gilberto morreu neste sábado (6) aos 88 anos. O músico, um dos criadores da bossa nova, morava no Rio de Janeiro. A informação foi confirmada pelo seu filho, João Marcelo Gilberto, que mora nos Estados Unidos. "Meu pai morreu. Sua luta foi nobre, ele tentou manter sua dignidade ao perder sua soberania", escreveu João Marcelo no Facebook. "Gostaria de agradecer a Maria do Ceu por estar a seu lado no final. Ela foi sua verdadeira amiga e companheira." Recluso, João foi interditado judicialmente pela filha, Bebel Gilberto, no fim de 2017. A interdição motivou uma disputa familiar entre Bebel e João Marcelo. Em nota, a advogada de Bebel disse que a intervenção foi motivada por problemas de saúde e complicações financeiras do cantor.

Pai da bossa nova

João Gilberto Prado Pereira de Oliveira, cantor e violonista baiano, concluiu em 1961 a trilogia de álbuns fundamentais que apresentaram a Bossa Nova ao mundo, foram eles “Chega de saudade” (1959), “O amor, o sorriso e a flor” (1960) e “João Gilberto” de 1961. O artista não parou com suas criações e seguiu com shows e discos que se tornaram obras de arte, como é o caso de "Amoroso”, álbum gravado nos Estados Unidos entre 1976 e 1977 sob o selo Warner Music. O disco foi relançado no Brasil em formato longo no ano passado, durante os festejos dos 60 anos da Bossa Nova. O álbum celebra o encontro harmonioso do artista brasileiro com o maestro alemão Claus Ogerman (1930 – 2016). João era um músico desacreditado quando entrou no estúdio da gravadora Odeon, no Rio, o equivalente a um "single" da época. O disco de 78 rotações por minutos imortalizou, em 10 de julho de 1958, os clássicos "Chega de saudade" e "Bim bom". A produção de João foi objeto de uma disputa judicial em 2018. A defesa do cantor pedia uma revisão no valor de uma indenização da gravadora EMI Records, hoje controlada pela Universal Music. Em 2015, o Superior Tribunal de Justiça (STJ) proibiu a empresa de vender os discos do artista sem seu consentimento. A Universal não comenta o caso. O álbum que marcou o início da Bossa Nova, "Chega de saudade", traz a composição de Tom Jobim (1927-1994) e Vinicius de Moraes (1913-1980) que havia sido apresentada em um LP em abril de 1958 por Elizeth Cardoso (1920-1990). Com a voz de João, a versão mais conhecida da música foi lançada em agosto do mesmo ano.

 

 

CONTINUE LENDO

Parem de atirar, somos músicos', relembra cantora sobre ação policial que matou dançarina

  • informações do G1 Bahia
  • 05 Jul 2019
  • 16:21h

Vocalista da banda, Joelma Rios, relatou como crime aconteceu — Foto: Reprodução/Instagram

"Atiraram para matar. Eu nunca passei por isso", diz Joelma Rios, de 44 anos, vocalista da banda cearense Sala de Reboco, sobre a ação policial que deixou ela e o sanfoneiro do grupo feridos, além de causar a morte da dançarina da banda. O caso ocorreu na madrugada desta sexta-feira (5), em Irecê, e também estavam no carro outra dançarina do grupo e o motorista do veículo. Joelma foi atingida nas nádegas e de raspão no braço. Após receber atendimento, foi liberada do hospital. Ela conta que apesar de perceber que se recupera bem, o sentimento de tristeza toma conta dela e de todos da banda. "Imprudência. Infelizmente perdemos nossa companheira, Gabi, de 25 anos, era uma menina maravilhosa, tão meiga, nossa companheira. A gente vai voltar sem ela, a família esperando. Ela fazia de tudo um pouco, costurava, era cabeleireira, vivia batalhando. No período do São João, a gente organizou uma turma e chamou ela [Gabriela] para completar a equipe", relatou Joelma, que está há três anos nos vocais da banda.

Dançarina morre e sanfoneiro de banda fica ferido após serem baleados no norte da BA

  • informações do G1 Bahia
  • 05 Jul 2019
  • 14:18h

Dançarina morreu após abordagem policial na Bahia — Foto: Reprodução/Instagram

Uma dançarina da banda de Forró Sala de Reboco morreu, na madrugada desta sexta-feira (5), após ser baleada na cidade de Irecê, no norte da Bahia. Na ocasião, outras duas pessoas ficaram feridas. Segundo relato do dono da banda, Antônio Neto Rocha, mais conhecido como Toinho Produções, quatro integrantes do grupo e um motorista estavam em um carro quando foram atingidos por disparos de policiais militares que seguiam o veículo. O G1 entrou em contato com as Polícias Civil e Militar para ter detalhes do caso e posicionamento dos policiais, mas ainda não obteve retorno.

Gusttavo Lima é internado com quadro de forte gripe e infecção na garganta

  • Redação
  • 04 Jul 2019
  • 11:18h

(Foto: Divulgação)

O cantor Gusttavo Lima foi internado nesta quarta-feira (3), em um hospital em Goiânia, após um quadro de forte gripe e infecção na garganta. Segundo a assessoria, a internação foi necessária para que ele tomasse medicamento intravenoso. Apesar do susto, o cantor se apresentou normalmete na cidade de Uruaçu, Goiás, onde tinha show marcado para a noite. Nas redes sociais, o sertanejo compartilhou uma foto sob os cuidados da esposa, Andressa Suíta, e também da sua ida ao hospital. Em uma das fotos, Gusttavo Lima aparece tomando soro na veia. “Vai dar tudo certo”, escreveu ele, na foto publicada nos Stories do seu Instagram.

Advogado nega que Iuri Sheik confessou ter matado empresário: “essa informação não ocorreu”

  • BNews
  • 02 Jul 2019
  • 12:01h

(Foto: Divulgação SSP | BA)

Nesta segunda-feira (1º), o advogado Victor Valente, que defende Iuri Sheik diante da acusação de homicídio, negou que seu cliente tenha confessado o crime. O digital influencer está preso suspeito de matar o empresário William Oliveira, no dia 23 de junho, em Santo Antônio de Jesus. A confissão teria sido feita durante depoimento concedido ao delegado Edílson Magalhães, titular da 4ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Santo Antônio de Jesus) e responsável pela investigação. No entanto, o defensor nega tal versão do caso. “Essa informação não ocorreu. Não houve. [Foi] um interrogatório na ausência de advogados”, disse em entrevista ao Jornal da Cidade, na Rádio Metrópole. O advogado rebateu também o que foi apresentado pelo delegado, de que o motivo da confusão teria sido a recusa de um cumprimento. “Essa história não aconteceu. Não houve esse fato. A gente vai esclarecer todos os fatos. É necessário aguardar a finalização do inquérito”, disse. Ainda durante a entrevista, Valente disse que vai aguardar o encerramento do inquérito antes de fazer qualquer pronunciamento e acrescentou que vai tentar na Justiça que o digital influencer tenha direito a responder em liberdade. “Em relação ao mérito… É tudo muito preliminar, muito cedo, precoce para que a gente possa esclarecer. Vamos esperar o desenrolar dos fatos. E, a versão da defesa no momento oportuno será apresentada”. 

Ônibus do cantor Gustavo Lima se envolve em um acidente após cantar no São Pedro de Bom Jesus da Lapa

  • Redação
  • 29 Jun 2019
  • 09:49h

(Foto: Reprodução)

Depois de ter realizado um show na cidade de Bom Jesus da Lapa, o ônibus que transporta a equipe técnica do cantor Gustavo Lima se envolveu em uma acidente, batendo de frente com um motociclista na BR-060, em Anápolis, próximo de Goiânia. A batida aconteceu às 14:20 da última sexta-feira dia (28) de junho, segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), De acordo com informações apuradas pelo Alerta Bahia, o motociclista seguia de Goiânia para a cidade de Eunápolis, e entrou na pista oposta sem usar a faixa de aceleração sendo atingido de frente pelo ônibus do cantor que arrastou a moto por uns 20 metros. Mesmo o condutor da moto ter batido com a cabeça no para-brisa do ônibus e o acidente ser considerado violento, ele não apresentou ferimentos graves, segundo a assessoria da banda, a vítima só sofreu uma luxação. Não foi informado a quantidade de pessoas que estariam no ônibus, quanto a Gustavo Lima teria pego outra rota, e não estava no coletivo. Ambos os motoristas passaram por teste do bafômetro, e deu negativo, não estariam embriagados. Na madrugado do dia seguinte Gustavo Lima se apresentou no município de Bom Jesus da Lapa, no festejo de São Pedro.

Morre ex-sócio da Banda Black Style; ele tinha sido baleado por digital influencer

  • Redação
  • 26 Jun 2019
  • 17:29h

(Foto: Reprodução)

O ex-sócio da banda Black Style, Will Silva (à direita), morreu após ser baleado durante uma festa "paredão" no município de Santo Antônio de Jesus na noite do último domingo (23), de acordo com a TV Record. Segundo informações divulgadas pela Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP-BA), o autor do crime teria sido o influenciador Iuri Sheik, que está foragido. Até o momento não há informações sobre a motivação do crime.

Ônibus com músicos do Aviões do Forró se envolve em acidente e deixa uma pessoa morta

  • Redação
  • 25 Jun 2019
  • 09:12h

(Foto: Reprodução)

O ônibus com integrantes da banda Aviões do Forró se envolveu em um acidente com uma moto no último final de semana enquanto os músicos voltavam de um show na Paraíba, no km 17 da BR-412. Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), um homem de 78 anos estava pilotando a motocicleta e não respeitou a preferência da via, colidindo com a lateral do ônibus e acabou falecendo. ara o site de notícias, UOL, a assessoria da banda confirmou que o cantor, Xand Aviões, não estava no ônibus e que nenhum integrante ficou ferido.

Cristiano, da dupla com Zé Neto, sofre 'acidente' de moto aquática e brinca: 'Dolorido'

  • Fernando Duarte
  • 22 Jun 2019
  • 06:29h

(Foto: Reprodução)

O cantor Cristiano, da dupla com Zé Neto, brincou na madrugada deste sábado (22) com um pequeno acidente que sofreu no dia anterior com uma moto aquática. Se preparando para entrar no palco do São João de Irecê, o cantor disse que “estava com o corpo todo dolorido”, após uma queda do equipamento. Apesar das dores, o cantor promete empolgar o público recorde do primeiro dia do São João de Irecê 2019. Depois da dupla, ainda se apresentam Lambasaia e Sala de Reboco.

Com cachê de R$ 250 mil, Aviões do Forró é a atração mais cara do São João da Bahia

  • Redação
  • 21 Jun 2019
  • 08:28h

Foto: Pedro Araújo/ @xandaviao

A banda Aviões do Forró terá um dos mais cachês mais altos do São João da capital e do interior do estado. De acordo com informações da coluna Satélite, do jornal Correio*, o grupo receberá da Bahiatursa valor de R$ 250 mil para se apresentar no município de Amargosa. A dupla Simone & Simaria e Elba Ramalho estão em segundo e terceiro lugar na lista. Elas vão receber, respectivamente, R$ 200 mil e R$ 190 mil por um show em Salvador. Os cantores Saulo e Dorgival Dantas dividem a quarta colocação no ranking, com cachês de R$ 150 mil. O primeiro estará em Seabra. O segundo, em Santo Antônio de Jesus. O quinto lugar é ocupado pela dupla sertaneja Thaeme e Thiago e pela cantora Solange Almeida, com contratos de R$ 130 mil para se apresentarem em Macaúbas e Medeiros Neto. Na lista de atrações com cachês de R$ 120 mil, estão o forrozeiro Adelmário Coelho, que tocará em Cruz das Almas, e a Estakazero, que receberá ao todo R$ 340 mil, sendo R$ 240 mil para shows em Rio Real e Cachoeira e R$ 100 mil por uma apresentação em Salvador.

Após proibição da Justiça, Frank Aguiar obtém liminar para fazer shows

  • Redação
  • 20 Jun 2019
  • 18:15h

Apesar da Justiça ter proibido Frank Aguiar de realizar shows até o cumprimento de uma dívida, o cantor conseguiu reverter a decisão. A defesa dele entrou com uma liminar na noite de quarta-feira (19) e, nesta quinta (20), o desembargador responsável pelo plantão judiciário do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) entendeu que não há efetividade na proibição. "Mostra-se, ao menos por ora, que, muito embora o agravante não cumpra com sua obrigação de pagar o que é devido, impedi-lo de realizar eventos artísticos e/ ou ser contratado para tanto (aí incluída a questão de eventuais intermediações) é desnecessário", escreveu o magistrado na sentença. A proibição para Frank foi determinada na última sexta (14) no âmbito de um processo iniciado em 2001 pela gravadora DGB Logística (antiga Abril Music), que cobra os direitos autorais da música “Pé de Bode”. Na ocasião, o juiz responsável decidiu que ele não poderia "realizar eventos artísticos sem expressa autorização do Juízo" e nem ser contratado, sob pena de multa de R$ 50 mil por evento para o cantor e para o contratante. A decisão também determinou que o Escritório Central de Arrecadação e Distribuição (Ecad) não pague "quaisquer valores relativos a direitos autorais" de Frank Aguiar e de sua empresa, a Frank Aguiar Produções Artísticas Ltda., devendo "depositá-los em conta judicial vinculada ao processo". Esse caso teve início com a dupla de compositores José Dercídio dos Santos e Aparecido Donizeti Feiria. Os dois entraram na Justiça contra a gravadora por conta da inclusão de uma música deles, com o crédito da composição para os autores Antonio Carlos e Jocafi, em um disco de Frank Aguiar. Com o decorrer do processo, a DGB reconheceu o erro, pagou os devidos direitos e passou a incluir o crédito correto nas prensagens seguintes. No entanto, a empresa passou a cobrar os valores a Frank Aguiar. que assinou um contrato se responsabilizando por todas as questões referentes aos direitos das músicas presentes no disco. 

Emocionante: Vocalistas da Banda Calcinha Preta fazem visita especial à fã brumadense; veja vídeo

  • Brumado Urgente
  • 19 Jun 2019
  • 15:59h

A fã Monalisa Azevedo ficou muito emocionada com a visita dos vocalistas (Foto: Max Moreno | Brumado Urgente)

Os fãs são a grande emoção dos artistas, já que sem eles o sucesso não poderia ser alcançado. Agora existem fãs que são muito especiais, pois além de amar os seus ídolos, mostram uma fidelidade admirável. Brumado acabou sendo palco de um encontro muito emocionante nesse sentido, onde uma fã apaixonada da Banda Calcinha Preta recebeu em sua casa a visita dos vocalistas Bell Oliver e Daniel Diau. Monalisa Santos Azevedo, de 26 anos, nasceu com paralisia especial, mas desde pequena se tornou fã da Banda Calcinha Preta e seu grande sonho era conhecer os dois vocalistas.

A família fez questão de registrar o momento (Foto: Max Moreno | Brumado Urgente)

 O sonho se concretizou neste domingo (16), onde os dois estiveram visitando a sua residência que fica no Bairro Dr. Juracy. A visita teve como interlocutores o empresário Luan da Black Brasil e do irmão de Monalisa, o contrabaixista Tiquinho que toca com o cantor Fann Estourado. Vale destacar também a presença do incrível Max Moreno, que é um dos ícones da área cultural de Brumado. A visita foi muito emocionante e pode ser vista no vídeo abaixo: