BUSCA PELA CATEGORIA "Educação"

Estudantes da rede estadual descobrem que extrato da erva-cidreira pode matar larvas do Aedes aegypti

  • Ascom/Educação
  • 07 Mar 2017
  • 18:04h

(Foto: Divulgação)

Muito além de suas propriedades medicinais já conhecidas – como calmante, diurética e expectorante –, a erva-cidreira ganhou uma outra notoriedade pelas mãos das estudantes Júlia Fagundes e Sandy Marques, ambas 17 anos. Ao cursarem o 3º ano no Colégio Estadual Rolando Laranjeira, no município de Santa Maria da Vitória, no Oeste baiano, elas desenvolveram uma pesquisa em sala de aula e descobriram que a Lippia alba (erva-cidreira brasileira), existente em abundância na região, pode matar a larva do mosquito Aedes Aegypti, transmissor da Dengue, Zica e Chikungunya. Pelo alcance social, baixo custo e por não causar nenhum prejuízo à saúde, o projeto ‘A propriedade larvicida do óleo essencial da erva-cidreira brasileira’ acabou sendo selecionado para a 15ª edição da Feira Brasileira de Ciências e Engenharia (FEBRACE), que acontece durante os dias 20 e 27 de março, na Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (Poli-USP). Ao todo, seis projetos da rede estadual serão apresentados no evento, destacando as experiências desenvolvidas no âmbito do projeto Ciência na Escola, da Secretaria da Educação do Estado da Bahia. O projeto ‘A propriedade larvicida do óleo essencial da erva-cidreira brasileira’ foi desenvolvido em sala de aula e em campo. 

A estudante Júlia Fagundes fala sobre a experiência. “Desenvolvemos uma pesquisa sobre plantas existentes em Santa Maria da Vitória, como a erva-cidreira, o manjericão e a arruda, e, através dos óleos essenciais retirados destas espécies, fizemos testes com as larvas do A. aegypti. Comprovando, por fim, que a folha da erva-cidreira contém propriedades larvicidas, promovendo assim meios mais naturais de combatê-las”, relata. De acordo com a pesquisa, o óleo essencial da Lippia alba – onde se encontram as propriedades larvicidas – é de fácil extração, tornando a técnica barata e acessível. Para se ter uma ideia, para extrair o óleo essencial do material vegetal, as estudantes construíram um destilador simples, com a utilização de materiais reciclados, como copos acrílicos (para formar o condensador); mangueira de nível (para transporte do óleo essencial); lâmpada (recipiente onde foi aquecido com água o material vegetal); T de PVC (fazendo a ligação da mangueira com a lâmpada); rolha de cortiça (para lacrar um dos lados do T); lamparina (para aquecer a solução) e lata de leite ninho.  

Eficácia da erva-cidreira – Com os testes realizados, a partir desta tecnologia social, as estudantes concluíram que a propriedade larvicida presente no óleo essencial da erva-cidreira brasileira apresenta-se mais eficaz que o larvicida artificial. A professora de Biologia Sílvia de Araújo Silva, orientadora do projeto, conta que o mais interessante do trabalho, além da sua importância social, foi a identificação dos estudantes com a pesquisa. “Foi uma experiência muito gratificante e estimulante para toda a comunidade escolar. Testemunhá-los agregando e construindo conhecimentos foi um momento ímpar para mim, como educadora”, revela, afirmando que não há propostas de comercialização do produto natural. A estudante Sandy Miranda comemora o reconhecimento nacional do projeto de iniciação científica e fala sobre as expectativas para a participação na FEBRACE. “Com este trabalho, passei a ter um olhar mais apurado para as Ciências, para a pesquisa. Não esperava que iríamos tão longe, porque trabalhos do país inteiro foram observados, embora o nosso tenha abordado um problema. Estou muito grata por este reconhecimento e, no momento, vivo um misto de ansiedade e felicidade com a aproximação da viagem para participar da FEBRACE 2017, em São Paulo”, conta.  

CONTINUE LENDO

Mais Futuro: Inscrições para auxílio permanência e estágio encerram no dia 31

  • 07 Mar 2017
  • 16:56h

Estudantes podem se candidatar até o dia 31 de março (Foto: Luka Santos/G1)

Os editais do programa Mais Futuro, que concede auxílio a estudantes de universidades estaduais baianas e vagas de estágio, foram publicados nesta terça-feira (7) no Diário Oficial do Estado (DOE). As inscrições para o auxílio permanência ou à seleção de estagiários devem ser feita no site do programa (clique aqui) até o dia 31 de março. O prazo não será prorrogado. O auxílio tem valor de R$ 300, para universitários que estudam em uma instituição distante até 100 quilômetros de sua cidade de origem; ou de R$ 600, para alunos de cidades situadas a mais de 100 quilômetros do campus. O benefício será concedido desde o primeiro semestre até o estudante completar dois terços do curso. No terço final da graduação, os beneficiários terão a opção de ocupar vagas de estágio de nível superior em órgãos e secretarias do governo. Os estudantes na fase final do curso que atendam os critérios do programa também podem ingressar na fase do estágio. A meta é beneficiar 9 mil universitários em situação de vulnerabilidade econômica. Parte do programa Educar para Transformar, o “Mais Futuro” receberá um investimento de cerca de R$ 50 milhões até o fim de 2018.

Em 2017, Prova Brasil do ensino médio será aplicada em todas as escolas do país

  • 26 Fev 2017
  • 12:11h

(Foto: Reprodução)

No segundo semestre de 2017, a Prova Brasil do ensino médio será aplicada pela primeira vez em todas as escolas públicas e privadas, sendo o governo federal. Na semana passada, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), responsável pela aplicação da prova, reuniu representantes do Ministério da Educação, do Tribunal de Contas da União (TCU) e da Corregedoria Geral da União (CGU) em uma audiência pública para discutir a transformação da avaliação do ensino médio em censitária, ou seja, representando a totalidade das escolas, e não apenas por amostragem, como acontecia até o ano passado.Nesta quarta-feira (22), o Inep anunciou que "todos os alunos do 3º ano do Ensino Médio, de escolas públicas e privadas, farão a Prova Brasil este ano":

Convocados na 2ª chamada do Prouni devem comprovar informações até esta sexta (24)

  • 24 Fev 2017
  • 14:17h

(Foto: Reprodução)

Termina nesta sexta-feira (24) o prazo para os convocados na segunda chamada do Programa Universidade para Todos (Prouni) comprovarem as informações nas instituições de ensino. Se o prazo não for cumprido, o estudante perde a bolsa de estudo. Nos dias 7 e 8 de março, ocorre o prazo para participar da lista de espera do programa. Os interessados devem confirmar interesse no site http://siteprouni.mec.gov.br. A lista de espera do Prouni será única para cada curso e turno de cada local de oferta, independentemente da opção original dos candidatos pela concorrência a vagas destinadas à implementação de políticas afirmativas ou à ampla concorrência.

Relatório da Unesco mostra que 758 milhões de adultos não escreviam nem liam em 2015

  • 18 Fev 2017
  • 19:12h

(Foto: Reprodução)

Um relatório elaborado pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) apontou que 758 milhões de adultos não tinham capacidade para ler ou escrever uma frase simples em 2015. Neste dado do 3º Relatório Global sobre Aprendizagem e Educação e Adultos (Grale III), divulgado nesta quarta-feira (15), inclui 115 milhões de pessoas com idade entre 15 e 24 anos. A maioria dos 144 países signatários do Marco de Ação de Belém, assinado em 2009 no Brasil, informou que não conseguiu alcançar a meta da Educação para Todos, de atingir 50% de melhoria nos níveis de alfabetização de adultos até 2015. Segundo o levantamento, embora a maioria dos países tenha relatado progressos na implementação das áreas do acordo (políticas, governança, financiamento, participação e qualidade), existe caminho a ser percorrido para redução da desigualdade de gênero.

A maioria dos excluídos nas escolas é formada por meninas, 9,7% - quanto aos meninos, 8,3% estão fora das escolas. Da mesma maneira, 63% dos adultos com baixas habilidades de alfabetização são mulheres. "A educação é essencial para a dignidade e os direitos humanos e é uma força para o empoderamento. A educação de mulheres também tem grande impacto nas famíliase na educação das crianças, influenciando o desenvolvimento econômico, a saúde e o engajamento cívico de toda a sociedade", diz trecho do relatório. A terceira edição do Grale tem como tema 'O impacto da aprendizagem e da educação de adultos na saúde e no bem-estar, no emprego e no mercado de trabalho e na vida social, cívica e comunitária'. O estudo apresenta dados e exemplos práticos que demonstram que a aprendizagem e educaçõ de adultos contribuem para o indivíduo se manter mais saudável, melhorar suas perspectivas econômicas e se tornar um cidadão mais informado e ativo. 

CONTINUE LENDO

Fies 2017: resultado é divulgado

  • 13 Fev 2017
  • 15:54h

O Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) divulgou nesta segunda-feira (13) a lista com os nomes dos candidatos que poder obter empréstimos para pagar mensalidades de cursos em universidades privadas. O resultado pode ser consultado no site http://fiesselecao.mec.gov.br/. O programa do Ministério da Educação (MEC) abriu 150 mil vagas. Aqueles que forem aprovados na pré-seleção devem concluir a inscrição no SisFies no endereço http://sisfiesportal.mec.gov.br, de 14 de fevereiro até as 23h59 de 20 de fevereiro de 2017. Os estudantes são classificados a partir da nota obtida no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2016, priorizando aqueles que não tenham concluído o ensino superior. Depois deles, entram na lista os candidatos que já são formados.

Inscrições para novas vagas do Fies terminam nesta sexta-feira (10)

  • 10 Fev 2017
  • 09:34h

As inscrições para novas vagas do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) terminam às 23h59 desta sexta-feira (10). Para participar, os estudantes devem se inscrever pelo site http://fiesselecao.mec.gov.br. No total, 150 mil vagas foram abertas nesta edição. Os candidatos podem consultar as vagas filtrando por curso, instituição ou município. Para se inscrever, é necessário incluir dados como CPF e senha. Esta edição já passa a vigorar sob novas regras anunciadas na tarde de segunda-feira (6), que preveem limite de financiamento de R$ 5 mil por mensalidade. A chamada única e lista de espera saem na próxima segunda-feira (13), segundo o edital do programa publicado no "Diário Oficial da União" de terça-feira (8). Pode se inscrever o candidato que tenha feito o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) a partir de 2010 e tenha obtido média mínima nas provas de 450 pontos e nota acima de zero na redação. Também é necessário ter renda familiar mensal bruta per capita de até três salários mínimos.

Inscrições para o Fies do primeiro semestre de 2017 estão abertas

  • 07 Fev 2017
  • 16:06h

(Foto: Reprodução)

As inscrições para o Financiamento Estudantil (Fies) foram abertas por volta das 14h45 desta terça-feira (7) e devem ser feitas pelo site http://fiesselecao.mec.gov.br. O prazo inicial do Ministério da Educação era de que o sistema começasse a funcionar ao meio-dia. Os estudantes podem consultar as 150 mil vagas desta edição filtrando por curso, instituição ou município. Para se inscrever, é necessário incluir dados como CPF e senha. Esta edição já passa a vigorar sob novas regras anunciadas na tarde de segunda-feira, que preveem limite de financiamento de R$ 5 mil por mensalidade. O prazo de inscrição desta edição do primeiro semestre de 2017 vai até as 23h59 desta sexta-feira (10). A chamada única e lista de espera saem na próxima segunda-feira (13), segundo o edital do programa publicado no Diário Oficial da União desta terça. Serão oferecidas 150 mil vagas de contratos de financiamento. 

Em janeiro, o governo havia garantido que o número de novos contratos do programa em 2017 seria pelo menos igual ao de 2016, ou seja, no mínimo 220 mil, considerando os dois semestres. No primeiro semestre de 2016, foram abertas 149 mil novas vagas. Pode se inscrever o candidato que tenha feito o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) a partir de 2010 e tenha obtido média mínima nas provas de 450 pontos e nota acima de zero na redação. Também é necessário ter renda familiar mensal bruta per capita de até três salários mínimos. Na segunda, o ministro da Educação, Mendonça Filho, anunciou uma redução em 34,7% no valor máximo das mensalidades financiadas. Sendo assim, o limite passa a ser de até R$ 5 mil por mensalidade. O novo teto sinaliza, segundo o ministro Mendonça Filho, o primeiro passo na reestruturação completa do Fies. Atualmente, um grupo do MEC em conjunto com representantes da Fazenda trabalha em alterações que devem ser anunciadas no fim de março. O Fies oferece contratos de financiamento de cursos de graduação em universidades e faculdades particulares. Os candidatos são selecionados com base em suas notas no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e por critérios socioeconômicos. Atualmente, o Fies financia cerca de 1,5 milhão de estudantes no Brasil, com cerca de 49,8% de inadimplência. Neste ano, o MEC prevê gastar R$ 1,5 bilhão com novos contratos. O desembolso total do governo já ultrapassa R$ 20 bilhões com os contratos de financiamento, sendo que além deles ainda há cerca de R$ 9 bilhões extras com custos fiscais.

CONTINUE LENDO

Fies abre inscrições no início da tarde de hoje (07), diz MEC

  • 07 Fev 2017
  • 08:46h

(Foto: Reprodução)

O Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) abre hoje (7) o prazo de inscrição para os estudantes que querem pleitear financiamento em cursos de instituições privadas de ensino superior. Segundo o Ministério da Educação (MEC), as inscrições serão abertas às 12h (horário de Brasília) e vão até o próximo dia 10. Para concorrer a uma das vagas, é preciso acessar o site do programa. Ao todo, o MEC oferece 150 mil financiamentos. O Fies oferece financiamento a estudantes em cursos de instituições privadas de ensino superior. A taxa efetiva de juros do programa é de 6,5% ao ano. O percentual de financiamento é definido de acordo com o comprometimento da renda familiar mensal bruta per capita do estudante. O candidato deve ter renda familiar mensal de até três salários mínimos por pessoa. A oferta de vagas do Fies dá prioridade aos cursos de engenharias, formação de professores e áreas de saúde. Além das áreas prioritárias, o programa valoriza os cursos com melhores índices de qualidade em avaliações do MEC. Para participar é preciso ter tirado pelo menos 450 pontos na média das provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e não ter zerado a redação.

Ofensas em redação do Enem violam direitos humanos, decide TRF-1

  • 06 Fev 2017
  • 16:43h

(Foto: Divulgação)

O Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF-1) negou pedido liminar da Associação Escola Sem Partido que questionava o critério de correção das redações do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). A entidade questionou a regra que prevê nota zero para candidatos que desrespeitaram os direitos humanos em suas redações, requerendo que a regra passasse a não ser mais aplicada no Enem 2016 e em suas próximas edições. Como argumento, a Escola Sem Partido afirmou que a norma "afronta garantias constitucionais" como liberdade de expressão, consciência e pluralismo de ideias. O TRF-1, no entanto, afirmou que a liberdade de expressão não é um direito absoluto e que "não pode ser usada como pretexto para acobertar manifestações preconceituosas ou que incitem a violência e a intolerância". “Toda e qualquer manifestação de opinião que venha, direta ou indiretamente, a promover preconceito, discriminação, marginalização, estigmatização ou exclusão se coloca em colisão com o princípio do respeito à dignidade humana e, portanto, passa a ser considerada um ato abusivo, infundado, ilegítimo e, em si mesmo, uma violação dos direitos humanos”, afirmou a Advocacia-Geral da União. O Tribunal analisou o recurso e rejeitou o pedido de liminar contra a decisão de primeira instância que já havia negado.

MEC anuncia resultado do Prouni, mas candidatos não conseguem consultá-lo

  • 06 Fev 2017
  • 10:03h

(Foto: Reprodução)

O Ministério da Educação (MEC) divulgou, na manhã desta segunda-feira (6), o resultado da primeira chamada do Programa Universidade para Todos (Prouni). No entanto, o link que direcionaria o usuário à lista da 1ª chamada (http://siteprouni.mec.gov.br/) não estava o levando à página correta, e sim a uma imagem com explicações sobre o funcionamento do programa. Uma hora depois, por volta das 10h20, o botão de "resultados disponíveis" foi retirado do ar e trocado por "aguarde o resultado".Os candidatos protestam nas redes sociais sobre a impossibilidade de visualizar a lista. O MEC afirma que está analisando com o setor responsável sobre possíveis problemas na plataforma. Diz ainda que "conforme o edital, não há horário específico para publicação do resultado, que ocorrerá no decorrer do dia".Esse não é o primeiro problema técnico enfrentado pelos candidatos do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2016. Houve instabilidade na divulgação de resultados da prova, falhas no Sistema de Seleção Unificada (Sisu), incluindo a acusação de que teria sido hackeado, e adiamento do Prouni e do Fies.

Volta às aulas: Saiba como recolocar em ordem o sono das crianças

  • Tribuna da Bahia
  • 26 Jan 2017
  • 20:17h

(Foto: Reprodução)

O ritmo de curtição e descanso durante as férias faz com que as crianças entrem em uma rotina onde costumam trocar o dia pela noite. E ter o horário de sono desregulado pode atrapalhar os alunos na volta às aulas, principalmente, aqueles que precisam acordar cedo. Uma noite mal dormida pode desencadear complicações na hora de se concentrar, alterar a memória, causar ansiedade e sonolência diurna excessiva, além de distúrbios do humor, hiperatividade e agressividade, ocasionando assim, uma piora no desempenho escolar da criança. Um sono de oito a dez horas por noite para as crianças é a quantidade mínima para que elas fiquem dispostas para manter um bom nível de atenção durante as atividades de escolares e de rotina. Lembrando que o sono de qualidade é o da noite e não deve ser substituído por cochilos durante o dia. No entanto, para que as voltas às aulas possam ser bem aproveitadas e o organismo não sofra com tantas consequências devido às mudanças de horários, a especialista dá algumas dicas que podem ajudar os pais a manter a rotina das crianças em dia. Confira: 

- Uma semana antes do fim das férias, organize para que as crianças voltem ao horário correto de dormir e também de acordar. Ajuste os horários um pouco a cada dia, até que a hora habitual se assemelhe a rotina das aulas; - À noite, os pais devem evitar dar as crianças alimentos gordurosos, muito pesados e bebidas estimulantes, como chá preto e refrigerante. O ideal é que eles jantem três horas antes de se deitar e comam um lanche leve antes de dormir, se sentirem fome;- Incentive a realização de atividades mais calmas durante a noite, como ler um livro ou se divertir com histórias em quadrinhos. Evite que façam atividades físicas ou joguem videogames, por exemplo, já que ambas estimulam a produção de adrenalina, o que dificulta o sono; - Crie um ambiente agradável: quando a noite se aproximar, o ideal é que a casa fique mais silenciosa e as luzes mais amenas. Experimente utilizar abajures, pois a luz forte prejudica os ciclos biológicos.

CONTINUE LENDO

Divulgação de notas do Enem pode ser antecipada para quarta-feira (18)

  • 15 Jan 2017
  • 12:51h

(Foto: Reprodução)

A divulgação das notas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), prevista para acontecer na próxima quinta-feira (19) deve ser antecipada para a quarta, dia 18. A informação foi prestada nesta sexta-feira (13), pelo ministro da Educação, Mendonça Filho (DEM), durante compromisso no Rio de Janeiro. No mesmo dia será lançada uma consulta pública para debater eventuais mudanças nesse exame. Desde que as regras do Enem se tornaram públicas, a divulgação das notas está prevista para o dia 19. Nesta quinta, porém, o Enem informou que está se esforçando para antecipar em um dia essa divulgação. Sobre a consulta pública, o ministro não quis adiantar quais mudanças serão propostas no Enem. A intenção do Ministério é adequar o Enem à reforma do ensino médio, em discussão no Congresso Nacional, afirmam especialistas. Uma das possibilidades é que treineiros - estudantes que ainda não concluíram o ensino médio e fazem a prova só para testar seus conhecimentos sejam proibidos de fazer o exame - para eles passaria a ser aplicado um simulado, sempre no mês de julho. As notas do Enem podem ser usadas para ingressar no ensino superior público pelo Sistema de Seleção Unificada (Sisu), no ensino superior privado pelo Programa Universidade para Todos (ProUni)  e para obter financiamento pelo Fundo de Financiamento Estudantil (Fies), além de servir também para obter a certificação do ensino médio.

Faculdade Maurício de Nassau oferece 38 cursos gratuitos para alunos e comunidade

  • Ascom I Faculdade Maurício de Nassau I Mara Ferraz
  • 04 Jan 2017
  • 15:46h

(Foto: Divulgação)

Durante os dias 11 e 25 de janeiro a Faculdade Maurício de Nassau oferecerá cursos gratuitos de capacitação para a cidade de Vitória da Conquista. Serão abordados assuntos nas áreas de Administração, Psicologia, Saúde, Engenharia, Arquitetura e Urbanismo, com 38 cursos a serem ministrados. Para a unidade de Vitória da Conquista, estão sendo oferecidas em torno de 2.000 vagas. As inscrições poderão ser feitas pelo site http://extensao.uninassau.edu.br/. As aulas serão aplicadas na própria instituição sempre das 18:30h às 21h. De acordo com Ricardo Marques, Diretor da Instituição, essa é uma oportunidade de aprimorar os conhecimentos para diferenciar suas competências no mercado de trabalho.  “Um dos objetivos dessa ação é justamente auxiliar a comunidade no seu dia a dia, levando à eles o nosso conhecimento acadêmico”, defende. O projeto Capacita é fruto de ações de responsabilidade social, compromisso que o Grupo Ser Educacional vem construindo ao longo dos anos em suas unidades e visa contribuir com a sociedade oferecendo capacitação gratuita aos interessados. Para maiores informações, ligar no 77 3429 6450.

Prazo para renovação do Fies termina nesta sexta-feira (30)

  • 30 Dez 2016
  • 13:50h

(Foto: Reprodução)

O prazo para estudantes renovarem os contratos do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) termina nesta sexta-feira (30). A renovação deve ser feita semestralmente, pela internet, no site do programa, e deve ser feita por pelo menos 1,5 milhão de estudantes para garantir o financiamento dos cursos em 2017. O pedido para continuar o contrato é feito, primeiro, pelas faculdades. Depois, os estudantes validam as informações ou, em caso de alterações, devem apresentar as documentações que aprovem as mudanças ao banco. Depois disso, a renovação é concluída. O Fies é um programa do governo federal que financia cursos superiores em instituições privadas com uma taxa de juros de 6,5% ao ano. O valor do custeio é determinado a partir da renda familiar mensal do estudante.