BUSCA PELA CATEGORIA "Educação"

Secretaria convoca professores aprovados na seleção Reda

  • 08 Set 2015
  • 15:17h

(Foto: Reprodução)

Professores aprovados, por ordem de classificação, na seleção pelo Regime Especial de Direito Administrativo (Reda) estão sendo convocados pela Secretaria Educação do Estado a comparecer às sedes dos Núcleos Regionais de Educação (NRE) dos municípios para os quais foram aprovados, até o próximo dia 15. Eles vão iniciar as atividades em sala de aula ainda neste semestre. Os candidatos devem apresentar original e fotocópia de documentos como diploma, devidamente registrado, de conclusão do curso de nível superior para a função temporária que concorreu, expedido por instituição de ensino reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC), carteira de identidade, CPF e certidão de nascimento ou de casamento, se for o caso. 

 

Também são exigidos os originais e as fotocópias do título de eleitor e dos comprovantes dos dois últimos pleitos ou certidão de quitação eleitoral fornecida pelo respectivo cartório eleitoral, declaração de bens, PIS/Pasep (caso seja inscrito), carteira de trabalho, comprovação da experiência profissional, conforme informado na Ficha de Inscrição Obrigatória, e três fotos 3x4. As provas para o processo seletivo Reda foram realizadas no dia 26 de julho para mais de 30 mil candidatos. São 6.145 vagas, sendo 4.616 para a Educação Básica, 1.282 para a Educação Profissional e 247 para a Educação Indígena. Das vagas disponíveis, 30% são reservadas a candidatos negros e 5% a pessoas com deficiência. O edital da convocação pode ser acessado pelo Portal da Educação.

CONTINUE LENDO

Conquista: MEC autoriza cursos de Medicina Veterinária e Farmácia

  • 08 Set 2015
  • 10:46h

(Foto: Ilustração)

O Ministério da Educação (MEC) autorizou esta semana mais dois cursos para Vitória da Conquista. A Faculdade de Ciências e Tecnologias (FTC) terá agora também os cursos de Medicina Veterinária, com conceito 4, e Farmácia, de acordo informação publicada na página da rede social do diretor da instituição, Sérgio Magalhães. Embora já tenham sido autorizados pelo MEC, de acordo com Sérgio Magalhães o vestibular para os novos cursos ainda não está definido. Fonte: Mega Rádio

Governo baiano realizará concurso público para mais de 7 mil professores

  • 05 Set 2015
  • 08:46h

O concurso também irá suprir a falta de professores em regiões onde existe dificuldade de provimento de vagas para determinadas disciplinas escolares | FOTO: Reprodução |

O Governo da Bahia, por meio da Secretaria da Administração (Saeb), realizará concurso público para o provimento de 7.131 cargos de professores, do ensino fundamental e médio, no magistério público do Estado, no primeiro semestre de 2016. Os aprovados vão substituir os 6.145 cargos de professores contratados por intermédio do Regime Especial de Direito Administrativo (Reda). Os demais cargos (986) irão suprir as vacâncias deixadas por professores que vão se aposentar em 2016. O provimento dos 7.131 cargos para o magistério demonstra o compromisso do Governo do Estado em priorizar a contratação de servidores por intermédio de concurso público, em detrimento às contratações com vínculos precários. Este ano, a administração estadual já extinguiu cerca de 6 mil contratos de professores por meio da modalidade Prestação de Serviço Temporário (PST). Seis mil cargos de Reda estão sendo contratados provisoriamente, apenas até 2016, tempo necessário para lançamento do edital do concurso para 7.131 professores estatutários. O concurso também irá suprir a falta de professores em regiões onde existe dificuldade de provimento de vagas para determinadas disciplinas escolares. 

A contratação dos 7.131 professores resultará em um impacto financeiro para o Estado de R$ 138,4 milhões, com custeio de salários, no período de 12 meses. O valor evidencia o compromisso do Governo da Bahia com a educação e o esforço para manter os investimentos nessa área, mesmo diante do período de baixa arrecadação pelo qual passa o país.

Educar para transformar
O Governo da Bahia vem adotando, desde o início deste exercício, medidas estruturantes de implantação do programa Educar para Transformar, que vai garantir a excelência no ensino e o acesso a instituições públicas de qualidade para crianças, jovens e adultos. Um das premissas é a valorização profissional dos professores e a sua formação continuada. Em junho deste ano, o governo estadual promoveu 23.927 professores do magistério público, do ensino médio e fundamental. A promoção resultou em um aumento médio de cerca de 7% nos vencimentos dos educadores e gerou um custo para o estado de R$ 36,7 milhões no exercício de 2015. Foram promovidos 551 coordenadores pedagógicos e 23.376 professores.

Eixos
O programa Educar para Transformar é baseado em cinco eixos básicos: colaboração entre Estado e municípios, fortalecimento da educação básica, educação profissional, parcerias com as escolas e a integração entre as famílias e as escolas. O eixo I está focado nos seguintes pontos: formação continuada de professores e coordenadores, produção e distribuição de livros didáticos e de livros de literatura infantil de autores baianos, assessoramento técnico e transferência de tecnologia, aula 100% e Currículo Bahia. Para serem promovidos, os 23,9 mil educadores – professores e coordenadores – tiveram que passar pelo Curso de Aperfeiçoamento em Tecnologias Educacionais, realizado pela Secretaria da Educação do Estado, em parceria com a Universidade do Estado da Bahia (Uneb). Com o curso, os profissionais da carreira do magistério puderam atualizar os conhecimentos e dominar conteúdos digitais educacionais, potencializando a melhoria no processo de ensino e de aprendizagem dos estudantes, conforme propõe o programa Educar para Transformar.

CONTINUE LENDO

CDH aprova dispensa do trabalho para pais participarem de reunião escolar

  • 04 Set 2015
  • 14:06h

(Foto: Reprodução)

Proposta aprovada na Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH), nesta quarta-feira (2), permite que o empregado falte ao trabalho por um dia a cada seis meses para participar de reuniões escolares de filhos ou enteados. O PLS 620/2011, da senadora Lídice da Mata (PSB-BA), também libera o trabalhador por sete dias por motivo de doença ou deficiência de companheiros, pais, filhos ou cônjuge, desde que haja compensação. Segundo o relator do projeto, João Capiberibe (PSB-AP), autor do substitutivo aprovado na comissão, a opinião do relator, a presença dos pais em momentos decisivos como a vida escolar e em casos de doenças dos filhos é indispensável. - Em tais circunstâncias, a presença deles garante a manutenção do vínculo familiar e transmite segurança aos filhos, oferecendo suporte emocional e o conforto psicológico indispensável a pronta recuperação da saúde e ao mais pleno desenvolvimento educacional. O senador Cristovam Buarque (PDT-DF) elogiou a aprovação do projeto, ao afirmar que a presença dos pais nas escolas beneficia o país. - Todos vão falar que os empresários vão ser sacrificados. Coisa nenhuma. A ida desses pais à escola vai trazer uma vantagem tão grande para o Brasil inteiro pela educação das crianças que os empresários também se beneficiarão. E o Brasil inteiro. Educação ajuda não só os que são educados. Ajuda todos que moram no país ou até no mundo inteiro. A proposta segue agora para as Comissões de Educação, Cultura e Esporte (CE) e de Assuntos Sociais (CAS).

 

Em assembleia, professores da UFBA mantêm greve de quase 100 dias

  • 04 Set 2015
  • 10:41h

(Foto: Reprodução)

Em assembleia realizada na tarde desta quinta-feira (3), os professores da Universidade Federal da Bahia (UFBA) decidiram manter a greve, deflagrada há quase 100 dias. O encontro ocorreu na Faculdade de Arquitetura, no bairro da Federação, em Salvador. A informação foi divulgada pelo Sindicato dos Professores das Instituições Federais do Ensino Superior da Bahia (Apub). Do total de docentes que participaram da assembleia, 179 foram a favor da permanência da paralisação por tempo indeterminado e 18 foram contra. A votação ainda registrou uma abstenção. A expectativa dos professores é de que uma nova rodada de negociações com o governo seja marcada para a próxima semana. Os docentes se reunem em nova assembleia no dia 15 de setembro. Em nota divulgada em 12 de agosto, a Universidade Federal da Bahia (UFBA) informou que o semestre letivo 2015.1 não será cancelado e que os alunos matriculados terão as cargas horárias das disciplinas garantidas.

 

Além disso, a administração da universidade informou que o semestre 2015.2 ocorrerá normalmente, em período a ser definido, quando a situação decorrente das greves for normalizada e o calendário acadêmico for reformulado, com a definição inclusive de um novo período de matrícula.

Mobilização
A greve de professores e servidores técnicos administrativos atinge quatro universidades federais da Bahia. A paralisação começou em 28 de maio e segue sem definição sobre o término, de acordo com as entidades que representam as categorias. Cruzaram os braços a maior parte dos funcionários das universidades federais da Bahia (Ufba), do Recôncavo da Bahia (Ufrb), do Oeste da Bahia (Ufob) e do Vale do São Francisco (Univasf). Somente a Universidade Federal do Sul da Bahia (Ufsb) não está em greve. Em contato feito pelo G1, as instituições e os comandos de greves informaram que não têm dados sobre o número de profissionais que aderiram ao movimento. A Ufba não tem, até o momento, uma resolução sobre como o calendário será reorganizado. As aulas do segundo semestre começariam em 3 de agosto. Entre as reivindicações dos professores, está o fim do contingenciamento de despesas nas universidades. No caso da Ufba, houve corte de energia em três das faculdades na semana passada. “A Apub vem defendendo que, nesse processo de negociação, caminhemos em duas direções: uma que é específica dos servidores das universidades, como carreira e salários, contingenciamento; no outro aspecto, tem as pautas de servidores púbicos federais, como o movimento contra a lei da terceirização e a retirada das Medidas Provisórias (MP) 664 e 665, que retiram os direitos dos trabalhadores”, afirmou. Na pauta dos professores da Ufrb e da Ufob, também estão questões relacionadas à expansão e do aumento dos recursos das universidades. A presidente da Apub informou que uma nova reunião da mesa setorial do governo com os professores de universidades federais deve acontecer na próxima semana. O coordenador do Sindicato dos Trabalhadores Técnico-Administrativos em Educação das Universidades Públicas Federais no Estado da Bahia (Assufba), Renato Jorge, estima que, em todas as instituições, cerca de 75% dos trabalhadores técnicos-administrativos pararam as atividades. Apesar de não saber determinar o prazo para o fim da greve, a Assufba avalia que a situação deve ser resolvida até o dia 25 de agosto, quando encerra o prazo para ser enviada a emenda do orçamento que determina a previsão salarial. Segundo Renato Jorge, além da Ufba, Ufrb e Ufob, a paralisação de servidores também chegou à Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-brasileira (Unilab), localizada em São Francisco do Conde. Os servidores e professores pedem o mesmo reajuste salarial defendido pelos funcionários públicos federais, de 27%, enquanto o governo federal oferece 21,3%. Tanto a Apub quanto a Assufba consideram que a proposta do governo não repõe perdas inflacionárias sofridas pelos trabalhadores.

CONTINUE LENDO

NUPEX da UNEB - Campus XX participará do II Sinbaianidade – Simpósio Internacional de Baianidade em Salvador

  • ASCOM: NUPEX - UNEB - Campus XX
  • 03 Set 2015
  • 07:00h

O evento acontecerá em Salvador, entre os dias 9 e 11 de outubro

O NUPEX Campus XX - Brumado da Universidade do Estado da Bahia (UNEB) informa aos docentes e discentes de Direito que acontecerá em Salvador, entre os dias 9 e 11 de outubro, o II Sinbaianidade – Simpósio Internacional de Baianidade. Entre os vários Grupos de Trabalho sobre Língua e Cultura, há também o de Direito e Sociedade. As inscrições para resumo de trabalhos a serem apresentados estarão abertas até o dia 9 de setembro.   Nos endereços eletrônicos http://www.apidic.uneb.br/cillaa/programacao/programacao-2/ e http://www.apidic.uneb.br/cillaa/noticia/alojamento/ há informações sobre passagens e alojamentos, além de isenção de taxa de inscrição. 

Presos fazem Enem em busca de recomeço; 62 da Bahia foram aprovados em 2014

  • 02 Set 2015
  • 08:35h

(Foto: Reprodução)

Há 14 anos, Márcio Adriano Serapião dos Santos, 32 anos, vê os dias passando dentro da Penitenciária Lemos Brito (PLB), no Complexo da Mata Escura. Quando ele chegou ao presídio, já tinha o ensino médio completo, mas resolveu continuar investindo nos estudos para ter um futuro bem diferente do que o levou para o regime fechado. Condenado a 28 anos por cinco homicídios, Márcio já decidiu por onde vai mudar de vida quando deixar a cadeia, provavelmente, em 2029. Há dois anos, ele faz o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e já se prepara para participar novamente, este ano. E ele não é o único que tem planos para graduar-se ou, pelo menos, concluir o ensino médio durante ou após o fim do período de reclusão nas 22 unidades prisionais do estado. No ano passado, 636 presos fizeram o Enem na Bahia, 15% a mais do total de participantes inscritos em 2013, que foi 551. Em 2014, 62 internos foram aprovados para faculdades por meio do Enem na Bahia - dos 36 inscritos no exame que estão na PLB, quatro tiveram êxito na prova, entre deles, Márcio, que conseguiu a aprovação pela segunda vez. Apesar disso, ele ainda não pode fazer o curso, pois não conseguiu autorização para estudar fora das grades. “Eu já mudei de vida, mas estou buscando o melhor para mim. Já passei duas vezes no Enem, e vou fazer de novo.

 Enquanto eu puder, vou participar”, diz Márcio. Segundo o advogado criminalista Luiz Coutinho, há jurisprudência para a liberação de presos em regime fechado para fazer faculdade. “Isso depende de alguns fatores. Se é condenado por crime hediondo, se já teve benefício de saída temporária, se tiver zerado de problemas... A partir da construção desses elementos, ele pode requerer o benefício e pode chegar a uma determinação”, explicou. Atualmente, seis detentos aprovados pelo Enem cursam faculdades de Salvador, públicas e privadas. Eles têm a identidade  preservada para não sofrer nenhum tipo de dificuldade na ressocialização. No ano passado, cinco conseguiram a certificação do ensino médio usando a nota no exame.

Recomeço

Segundo Márcio Adriano, seus planos envolvem um futuro melhor para as filhas, que têm 4 e 6 anos. “Não quero que elas vejam que o futuro do pai delas é morto no meio da rua”, diz.Em todo o país, 38,1 mil participaram do Enem PPL, como é chamado o exame exclusivo para pessoas privadas de liberdade. E o número de participantes vem crescendo nos últimos anos. Em 2013, 30 mil internos e presos participaram da prova, 28% a mais que o número de inscritos em 2012. Nesta edição, estão inscritos 23.665 pessoas privadas de liberdade. Em 2011, foram 14,1 mil, e em 2010, 14,4 mil. Natural de São Francisco do Conde, Jackson Bispo de Jesus, 31, retomou os estudos no início desse ano e também vai investir no exame para mudar de vida após sair da prisão. Condenado a 10 anos por tráfico de drogas e porte ilegal de arma, já cumpriu 1 ano e seis meses da pena. “Resolvi começar a estudar para me desenvolver e alcançar um futuro. A gente começa a fazer as coisas erradas porque elas vêm mais fácil, só que depois não começa. Só com estudo para mudar”, conta o presidiário. Condenado a 10 anos em regime fechado por roubo, o detento Davi Oliveira, 36, quer cursar Administração. Já tentou ano passado, sem êxito. Agora, promete se dedicar mais. “Eu posso ter a pena reduzida e ficar em regime semiaberto. Assim, poderei ir para a faculdade”, planeja. PreparaçãoAs provas são aplicadas em período diferente do tradicional Enem, nas unidades prisionais, normalmente um mês após as provas serem aplicadas para candidatos comuns. Dentro dos presídios, os detentos têm aulas de segunda a sexta-feira, por quatro horas, que também têm foco no exame, como explica a coordenadora de atividades laborativas e educacionais da PLB, Tânia Lúcia dos Santos. “Nosso trabalho tem um comprometimento com o Enem, que dá oportunidade para que o detento tenha o certificado do ensino médio, possa entrar na faculdade ou tente participar do Sisutec”, explica. Os detentos têm aulas de todas as disciplinas e, próximo ao exame, contam com aulões especiais com foco na prova. “A gente só está aguardando a confirmação para as inscrições e realização do concurso para que possa adequar a aula. É tipo um alinhamento de revisão de conteúdo. Cada unidade penitenciária faz o seu aulão, dentro dos espaços restritos”, detalha o diretor de integração social da Secretaria da Administração Penitenciária (Seap), Hari Alexandre Brust Filho. Segundo ele, “muita gente” quer fazer a prova.  “A quantidade de pessoas é maior e o apelo é um pouco maior”,  ilustra. O período de inscrições também é diferente, e ainda não foi aberto para a edição deste ano. Elas podem ser feitas na página específica para pessoas privadas de liberdade, no site do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), que organiza e aplica o Enem.

CONTINUE LENDO

Ranking de escolas por nota do Enem não é um bom serviço ao público, diz Janine

  • 01 Set 2015
  • 11:34h

Foto: Elza Fiuza / Agência Brasil

O ministro da Educação, Renato Janine, disse nesta segunda-feira (31), que um ranking feito com as notas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) pelas escolas não é um bom serviço ao público. “Não levem [o ranking] a ferro e fogo”, aconselhou em entrevista a um programa da TV Brasil. Todos os anos, escolas privadas fazem um ranking baseado na nota que cada instituição teve no Enem. Muitas fazem anúncios publicitários com sua posição na lista, para se colocarem como as melhores do mercado. Segundo a Agência Brasil, Janine defendeu que algumas escolas pequenas podem ter notas muito altas, mas elas excluem a maioria dos estudantes tanto pelos preços quanto pela seleção de novos alunos. Neste ano, a lista de melhores escolas do país foi feita pelo jornal Folha de S. Paulo.

Waldenor reforça proposta de implantação do IFBA em Poções e Livramento

  • Joana D'Ark - Assessoria Parlamentar
  • 28 Ago 2015
  • 15:51h

(Foto: Divulgação)

Após se reunir com o secretário nacional de Educação Profissional/MEC, em Brasília, no mês passado, o deputado federal Waldenor Pereira voltou a tratar com o reitor do IFBA (Instituto Federal de Educação-BA), Renato da Anunciação Filho, sobre a implantação de unidades de extensão nos municípios de Poções (Campus de Vitória da Conquista) e Livramento de Nossa Senhora (Campus de Brumado). Para a extensão de Poções, o deputado informou que o Campus de Vitória da Conquista está concluindo a elaboração do projeto e a prefeitura, numa parceria com o IFBA, deve disponibilizar estrutura física. Waldenor inclusive se dispôs a assegurar recursos para esta unidade, como também do projeto de Livramento, através de emenda parlamentar. Na oportunidade da reunião, ontem (24), na Reitoria do IFBA, em Salvador, o reitor apresentou o deputado Waldenor ao conselho pleno da instituição, composto de dirigentes das 25 unidades do IFBA na Bahia e de pró-reitores, quando cada um deles também se apresentou ao parlamentar. Na rápida saudação ao conselho, o deputado falou a da sua estreita relação com a Educação (foi professor e reitor da Universidade Estadual do Sudoeste) e os institutos federais de educação. Falou também da sua disposição de destinar recursos e articular junto ao governo para ações que fortaleçam o IFBA.

Divulgado o resultado da isenção do Vestibular Uesb 2016

  • 27 Ago 2015
  • 13:03h

A Comissão Permanente de Vestibular (Copeve) divulgou a lista de candidatos contemplados com a isenção do próximo processo seletivo da Universidade. Os nomes podem ser conferidos em duas listas: a de alunos de escolas públicas e a de servidores efetivos, temporários e seus dependentes. Todos os aprovados devem entregar a documentação exigida na Copeve do campus em que se inscreveu, no período de 21 a 31 de agosto. Para os aprovados na lista de alunos, os documentos necessários são: carteira de identidade civil atualizada (fotocópia frente e verso); históricos escolares do Ensino Fundamental e Médio ou equivalente (fotocópia) impressos em papel timbrado, devidamente assinado e carimbado pelos diretores dos estabelecimentos ou pelos seus substitutos legais. Já os contemplados na lista de servidores e/ou dependente, os documentos exigidos são: carteira de identidade civil atualizada (fotocópia frente e verso); certificado de conclusão do Ensino Médio ou curso equivalente (fotocópia) ou declaração atual de que esteja cursando a 3ª série do Ensino Médio ou curso equivalente (exceto para servidor efetivo); comprovante de matrimônio, quando for cônjuge; declaração de situação funcional junto à Uesb, emitida pela Gerência de Recursos Humanos do campus de Vitória da Conquista ou, se for o caso, pela Coordenação de Recursos Humanos dos campi de Jequié ou Itapetinga, em que conste a data de vigência contratual, esta quando for estagiário e prestador de serviços; último contracheque, no caso de servidor efetivo das demais Universidades Estaduais da Bahia. Para mais informações, entre em contato com a Copeve pelos telefones (77) 3424-8757, em Vitória da Conquista; (77) 3261-8604, em Itapetinga; e (73) 3528-9695, em Jequié; ou ainda pelo e-mail [email protected] (Ascom Uesb)

Governo divulga resultado de REDA de 6.145 vagas para professores

  • 27 Ago 2015
  • 11:19h

(Foto: Reprodução)

O Diário Oficial do Estado divulgou, nesta quinta-feira (27), o resultado final do processo seletivo simplificado para contratação de professores da rede estadual de ensino, por meio do Regime Especial de Direito Administrativo (Reda). As provas foram realizadas no dia 26 de julho para mais de 30 mil candidatos. A lista com o nome dos aprovados está disponível no Portal da Educação.  A Secretaria da Educação do Estado oferece 6.145 vagas, sendo 4.616 para a Educação Básica, 1.282 para a Educação Profissional e 247 para a Educação Indígena. Das vagas disponíveis, 30% são reservadas a candidatos negros e 5% a pessoas com deficiência. Somente serão convocados, de forma imediata, os aprovados de acordo com o número de vagas oferecidas. Os demais candidatos classificados devem aguardar nos próximos dias a convocação. Nesta etapa, os convocados deverão se dirigir aos Núcleos Regionais de Educação (NRE), para os quais se inscreveram, e apresentar a documentação necessária, além dos exames médicos constantes na lista de convocação.

Programa prevê nove mil vagas de estágio para jovens da rede de ensino estadual

  • 25 Ago 2015
  • 15:41h

(Foto: Reprodução)

O governador Rui Costa anunciou nesta terça-feira (25) a criação de nove mil vagas de estágio para alunos da rede estadual de ensino. A informação foi divulgada durante o evento Fórum [B+], que reuniu empresários, artistas e estudantes na Sala Principal do Teatro Castro Alves. As vagas do programa "Primeiro Estágio, PrimeiroEMPREGO" serão oferecidas por órgãos e empresas do Governo do Estado e serão destinadas aos estudantes que concluírem o nível médio em unidades estaduais. Além do salário, os jovens terão direito a benefícios, como plano de saúde, durante o contrato de dois anos. 

A seleção para as vagas será feita a partir do desempenho dos alunos nos três anos do ensino médio e técnico. "Quem vai cuidar da informática, da biblioteca da escola é o aluno egresso da rede estadual. Quem vai trabalhar como técnico de enfermagem nos nossos hospitais são os alunos e alunas da nossa rede estadual", disse o governador ao adiantar que o programa será financiado com recursos do Fundo de Combate à Pobreza. Segundo ele, o projeto de lei será enviado em breve para a Assembleia Legislativa da Bahia (Alba), juntamente com a proposta que cria uma bolsa de auxílio financeiro para alunos de escola pública que alcançam a universidade. O projeto também prevê vagas de estágio superior para estudantes das quatro universidades estaduais. Também nesta manhã, Rui Costa lançou o selo “Amigo da Educação”, que será concedido às empresas que investirem nas escolas públicas. No fórum, foram apresentados exemplos de como organizações podem ajudar a melhorar a qualidade de ensino nas escolas. A parceria com o setor empresarial é um dos eixos centrais do Programa Educar Para Transformar - Um Pacto Pela Educação, desenvolvido pelo Governo do Estado.

CONTINUE LENDO

Faculdade Maurício de Nassau recebe autorização para os cursos superiores de Pedagogia e Radiologia

  • Ascom I Faculdade Maurício de Nassau I Mara Ferraz
  • 24 Ago 2015
  • 09:11h

(Foto: Divulgação)

Durante o período dois meses foram aprovados 8 novos cursos para a Faculdade Maurício de Nassau e agora mais dois: Pedagogia e Radiologia. Para os cursos de Pedagogia (Licenciatura), com duração de 04 anos, serão oferecidas 240 vagas por semestre letivo e Radiologia (Curso Superior de Tecnologia) com duração de 03 anos, serão oferecidas 240 vagas anuais. As formas de ingresso se dão por: Vestibular agendado, Portador de Diploma,  Transferência Externa e nota do Enem. Desde junho de 2015 os interessados já estão realizando as provas para ingressar nos novos cursos por meio de vestibular agendado para 2015.2. O campo de atuação para o curso de Pedagogia (Licenciatura) compreende a docência de Educação Infantil e anos iniciais do Ensino Fundamental, e gestão do trabalho pedagógico. Além disso, poderá atuar também nas empresas como assessor pedagógico em: setores RH,  Comunicação, na difusão cultural, projetos de natureza sócio-educativa.

 

 

E para quem se interessar no curso de Radiologia, poderá atuar em clínicas de diagnósticos por imagem, hospitais com serviços de radiologia, radiodiagnósticos e também pode atuar nas áreas de indústrias metarlúgicas, metal-mecânicas, radiologia industrial, ultrassonografia industrial. Além desses, supervisão de Radioproteção em Medicina Nuclear, Radioterapia e Indústria também fazem parte no campo de atuação dessa profissão. A Instituição oferece ainda os cursos de Administração, Psicologia, Engenharia Elétrica, Engenharia da Computação, Farmácia, Enfermagem e também cursos superiores tecnólogos em Marketing, Gestão de Recursos Humanos, Design de Interiores e Estética e Cosmética com duração de 02 anos cada. 

CONTINUE LENDO

UESB: Divulgado o resultado da isenção do Vestibular 2016

  • 21 Ago 2015
  • 08:09h

(Foto: Divulgação)

A Comissão Permanente de Vestibular (Copeve) divulgou a lista de candidatos contemplados com a isenção do próximo processo seletivo da Universidade. Os nomes podem ser conferidos em duas listas: a dealunos de escolas públicas e a deservidores efetivos, temporários e seus dependentes. Todos os aprovados devem entregar a documentação exigida na Copeve do campus em que se inscreveu, no período de 21 a 31 de agosto. Para os aprovados na lista de alunos, os documentos necessários são: carteira de identidade civil atualizada (fotocópia frente e verso); históricos escolares do Ensino Fundamental e Médio ou equivalente (fotocópia) impressos em papel timbrado, devidamente assinado e carimbado pelos diretores dos estabelecimentos ou pelos seus substitutos legais

 

Já os contemplados na lista de servidores e/ou dependente, os documentos exigidos são: carteira de identidade civil atualizada (fotocópia frente e verso); certificado de conclusão do Ensino Médio ou curso equivalente (fotocópia) ou declaração atual de que esteja cursando a 3ª série do Ensino Médio ou curso equivalente (exceto para servidor efetivo); comprovante de matrimônio, quando for cônjuge; declaração de situação funcional junto à Uesb, emitida pela Gerência de Recursos Humanos do campus de Vitória da Conquista ou, se for o caso, pela Coordenação de Recursos Humanos dos campi de Jequié ou Itapetinga, em que conste a data de vigência contratual, esta quando for estagiário e prestador de serviços; último contracheque, no caso de servidor efetivo das demais Universidades Estaduais da Bahia. Para mais informações, entre em contato com a Copeve pelos telefones (77) 3424-8757, em Vitória da Conquista; (77) 3261-8604, em Itapetinga; e (73) 3528-9695, em Jequié; ou ainda pelo e-mail [email protected] Com informações Ascom/UESB.

CONTINUE LENDO

Alunos de Escolas Públicas e Particulares poderão fazer um curso gratuito preparatório para o ENEM

  • Ascom I Faculdade Maurício de Nassau I Mara Ferraz
  • 19 Ago 2015
  • 09:46h

(Foto: Divulgação)

Para quem pretende realizar a prova do Enem 2015, que acontecerá nos dias 24 e 25 de outubro, a Faculdade Maurício de Nassau (todas as unidades) realizará um curso preparatório para o exame, sendo online e gratuito, entre os dias 07 de setembro à 30 de outubro de 2015. Serão concedidas 2.500 bolsas para as escolas parceiras do Grupo Ser Educacional, contrato previamente firmado e 2.500 bolsas para escolas independente de contrato firmado com o Grupo. Para concorrer à vaga, o aluno interessado deverá realizar uma prova online com 40 questões contendo aleatoriamente os conteúdos das 4 áreas do Enem (Ciências da Natureza e suas Tecnologias, Matemática e suas Tecnologias, Linguagens e Códigos e suas Tecnologias, Ciências Humanas e suas Tecnologias) com duração de 2h. As inscrições, que também são gratuitas, para a pré seleção deverão ser realizadas pelo site:http://sereducacional.viaeduca.com.br/nassau/, que também se encontra o regulamento. Segue abaixo o Cronograma da Seleção:

Data de Inscrição será até: 28/08/2015;

Datas da prova: 29, 30 e 31/08/2015;

Resultado da Seleção: 03 e 04/09/2015;

Início das Aulas online: 07/09/2015;

Término do curso: 30/10/2015.