BUSCA PELA CATEGORIA "Cultura"

Internautas não perdoam e fantasia de Claudia Leitte vira meme

  • 16 Fev 2015
  • 08:09h

(Foto: Divulgação)

Claudia Leitte desfilou fantasiada de sol em sua estreia como rainha de bateria no Carnavalcarioca. À frente dos ritmistas da Mocidade, ela causou com uma sua fantasia de 16 quilos e avaliada em R$100 mil, que até feriu um dos seguranças que a acompanhava. Com tanto dourado e raios saindo da roupa, ela virou assunto na web e os internautas não perdoaram: fizeram piada com o look e Claudinha virou meme na noite deste domingo, 15. Para alguns a cantora estava parecida com um Pokemon, para outros com personagem do Dragon Ball Z... Apesar das piadas, Claudia ficou entre os assuntos mais comentados do Twitter com a hashtag #ClaudiaLeitteReinandoNaSapucaí.

Homem Arannha faz Phase 3 da Marvel ser alterada

  • 15 Fev 2015
  • 19:32h

Seguindo o anúncio que a Marvel e a Sony fizeram em relação ao Homem-Aranha agora fazer parte do Universo Cinematográfico da Marvel, a companhia se viu forçada a rever alguma das datas de seus filmes para a Fase 3, de forma a abrir espaço para encaixar Homem-Aranha. Thor: Ragnarok que seria lançado no dia 28 de julho de 2017 foi remarcado para o dia 03 de novembro de 2017. Pantera Negra que seria lançado no dia 03 de novembro de 2017 passou para 6 de julho de 2018. Capitã Marvel que seria lançado no dia 06 de julho passou para 02 de novembro de 2018. Os Inumanos agora está marcado para ser lançado no dia 12 de julho de 2019, e não mais 02 de novembro de 2018. A Marvel afirmou que as datas de Os Vingadores: Guerra Infitina - Parte 1 (04 de maio de 2018) e Parte 2 (03 de maio de 2019) não serão alteradas. O anúncio significa que agora teremos a aparição do Homem-Aranha em um dos filmes presentes no Universo Cinematográfico da Marvel, e é muito provável que o cabeça de teia apareça em Capitão América: Guerra Civil. O herói também é conhecido por ajudar o Quarteto Fantástico em suas incursões, e os mutantes de X-Men. Independente disso, no dia 28 de julho de 2017 teremos o novo filme do Homem-Aranha lançado pela Sony e já fazendo parte do grande e vasto universo da Marvel.

Acidentes sexuais aumentaram após filme '50 Tons de Cinza'

  • 15 Fev 2015
  • 13:33h

(Foto: Divulgação)

Acidentes sexuais aumentaram após o filme "50 Tons de Cinza", segundo informou o Corpo de Bombeiros de Londres, na Inglaterra. Baseado na trilogia best-seller escrita por E.L James, o longa tem um forte conteúdo erótico, mostrando o universo sadomasoquista. Os bombeiros revelaram ainda preocupação com o chamado "efeito 'Cinquenta tons de cinza'". Em texto publicado no site oficial da corporação, nesta quinta-feira (12), dia da estreia do filme, há um alerta de que ele "poderia levar as pessoas a ficar presas ou enroscadas em objetos como algemas ou anéis".  "Em 2013/14, os bombeiros atenderam 472 incidentes envolvendo pessoas presas e enroscadas, muitas vezes com acessórios domésticos usados no dia a dia. Isso tem aumentando constantemente, ano após ano, desde o lançamento dos livros de 'Cinquenta tons de cinza'", diz o comunicado. Um gráfico informa que os incidentes envolvendo "remoção de objetos de pessoas" ou "remoção de pessoas de objetos" totalizaram cerca de 420 nos anos de 2010 e 2011. Em 2011 e 2012, o número saltou para cerca de 445. No último período observado, de 2013 a 2014, já foi ultrapassada a marca de 470 ocorrências. A nota cita ainda uma campanha iniciada pela brigada para prevenir acidentes. Chama-se "Cinquenta tons de vermelho" (em inglês, #FiftyShadesOfRed). No Twitter oficial da corporação, há uma série de alertas sobre riscos do uso de brinquedos sexuais.

Ainda assim, incidentes embaraçosos continuam a acontecer. O texto descreve um caso de novembro de 2014, no qual os bombeiros tiveram de socorrer um homem que  ficou com dois anéis de metal presos em seu pênis durante três dias. Inicialmente, ele teria sido levado a um hospital da capital inglesa, mas, depois de os médicos concluírem que a remoção dos anéis era inviável, os bombeiros foram acionados. Para concluir o serviço, usaram um instrumento hidráulico. "O efeito 'Cinquenta tons de cinza' parece ler elevado ao máximo o número de incidentes com algemas, então esperamos que os espectadores do filme usem o bom senso para evitar chegar a situações extremas", disse o oficial dos bombeiros Dave Brown. Por fim, o Corpo de Bombeiros de Londres dá três conselhos básicos. "O bom senso é necessário - se [algo] não parece seguro, provavelmente não é mesmo, então não faça isso!"; "Se você usar algemas, sempre mantenha as chaves acessíveis"; e, por fim, "Dedos e aparelhos eletrônicos não se dão bem, especialmente aqueles com lâminas". Nos últimos três anos, o custo total das operações de salvamento teria aumentado em cerca de 400 mil libras (cerca de R$ 1,7 milhão).

CONTINUE LENDO

Atriz brasileira interpretará filha de Steve Jobs em novo filme

  • Do G1, em São Paulo
  • 09 Jan 2015
  • 06:25h

A atriz Perla Haney-Jardine no filme 'Future Weather' (2012) (Foto: Divulgação)

A atriz brasileira Perla Haney-Jardine, de 17 anos, foi confirmada no papel de Lisa, filha de Steve Jobs na produção da Universal Studios sobre a vida do cofundador da Apple. Jobs negou ser o pai de Lisa por anos até admitir a paternidade quando ela era adolescente. O roteirista Aaron Sorkin, que trabalhou em "A rede social" (2010), e nas séries "West wing" e "The newsroom", disse em entrevistas no ano passado, que conversou com ela para sua adaptação. "Ela é a heroína do filme", declarou ao jornal britânico "The Independent", em novembro. Nascida no Rio de Janeiro, Haney-Jardine teve seu primeiro papel em "Kill Bill: Volume 2" (2004). Ela também atuou em "Água negra", "Homem-aranha 3", "Sem vestígios", e, recentemente, estrelou o drama indie "Future Weather". Segundo o site da revista "The Hollywood Reporter", Michael Fassbender assumiu como protagonista após desistência de Christian Bale. "Depois de muita deliberação e sentimentos conflitantes, Bale chegou à conclusão de que não era certo para o papel e decidiu sair".. Outros atores que devem entrar para o elenco do filme são Seth Rogen como Steve Wozniak, Michael Stuhlbarg como Andy Hertzfeld, Kate Winslet e Jeff Daniels. O novo longa, que ainda não tem data de estreia marcada, terá roteiro bem diferente da cinebiografia de Steve Jobs de 2013, estrelada por Ashton Kutcher. Será baseado em uma biografia do falecido empresário escrita em 2011 por Walter Isaacson. A direção será de Danny,

Caetité sediará XXIX Encontro de Ternos de Reis e Violeiros neste domingo (11)

  • 08 Jan 2015
  • 10:54h

(Foto: Divulgação)

Caetité sediará mais um encontro de ternos de reis e violeiros, no próximo domingo dia 11 de janeiro de 2015, comemorando a religiosidade, a tradição e a cultura popular que alegra o sertão há 29 anos na cidade. O evento tem apoio cultural da INB; da Prefeitura Municipal de Caetité; Secretarias de Desenvolvimento Social e de Cultura; Rádio Educadora Santana de Caetité; e Gráfica e Papelaria Caetité. Durante todo o dia, haverão várias manifestações culturais e segundo o organizador Luiz Benevides, o evento será um dos maiores realizados no município com referência à cultura popular regional. “Agradecemos a participação das Secretarias de Cultura e Desenvolvimento Social e ao Prefeito Zé Barreira e toda sua equipe”, conclui Luiz que deixa claro que toda a população pode participar desse grande evento.

O jornalismo e seu potencial mediador

  • Marcilene Forechi | OI
  • 02 Jan 2015
  • 16:00h

O relatório final da Comissão Nacional da Verdade (CNV) tem 4.328 páginas. Foi dividido em três volumes e levou dois anos e sete meses para ser concluído. No dia 10 de dezembro, foi entregue à presidente Dilma Rousseff, em cerimônia oficial no Palácio do Planalto. No dia 11, a CNV recebeu das mãos do chanceler argentino, Héctor Timerman, o Prêmio Internacional de Direitos Humanos Emilio F. Mignone. Nas páginas do relatório, a história do Brasil começa a ser contada sob a perspectiva dos que sofreram com a ditadura militar, instaurada em 1964. Uma história não trata de uma única verdade, dadas as limitações e, por que não dizer, as impossibilidades de atingi-la; mas, de verdades possíveis, de silêncios e omissões. Uma vez entregue o relatório, o trabalho da CNV se encerra. Começa então, uma nova etapa no processo de dar visibilidade a um pedaço da nossa história que não a integra oficialmente. Se aos vencedores é dado o direito de narrar, aos vencidos – na época dos tanques, da tirania, da censura e da tortura – é dado o direito de lembrar. E, ao contrário do que podem pensar os que não sofreram com a ditatura e os que sequer tiveram consciência de que ela ocorria, é uma história de todos os brasileiros. O jornalismo, neste momento, exerce o seu papel de contar a história à queima-roupa. De transformar lembranças materializadas no relatório da CNV em verdades. Verdades que se consolidarão como tal nas páginas dos jornais, nos programas de televisão. Afinal, quantos de nós iremos ler o relatório disponível na internet? Quantos de nós saberemos os detalhes obtidos pela comissão durante o período em que trabalhou no levantamento de informações Transformar informação em conhecimento. Este parece ser o desafio que se coloca não apenas ao jornalismo, mas principalmente a ele. Para o sociólogo francês Dominique Wolton (ver “Quando todos falam, ninguém fala“), informação é mensagem; comunicação é relação com o outro. Desta forma, voltamos à ideia de que o jornalismo não reproduz informações apenas. Ele contribui com suas narrativas para a produção de verdades, de modos de ser, de subjetividades. O jornalismo oferece à sociedade uma leitura de outas leituras. Um recorte de realidade é apresentado depois de ter sido selecionado por meio de critérios que determinam sua importância e sua relevância no espaço público. Há uma função mediadora no jornalismo que torna real o que está disperso ou inacessível. Transformar o relatório da CNV em informação jornalística significa não apenas relatar de forma neutra. Significa permitir que novas verdades sejam incorporadas ao imaginário da sociedade.

Polêmico: 'A Entrevista' arrecada US$ 1 milhão no dia de sua estreia

  • Correio
  • 27 Dez 2014
  • 08:53h

Foto: Divulgação

Apesar de toda a polêmica que o filme "A Entrevista" envolveu, o longa finalmente foi lançado nesta quinta-feira (25), sendo exibido em apenas 300 salas no circuito americano. A estreia arrecadou um surpreendente US$1 milhão, com entradas esgotadas em muitas sessões.Apesar dagrande bilheteria, a Sony ainda pode sair perdendo dinheiro, visto que investiu mais de US$45 milhões em produção e promoção do filme pelo mundo. Além das salas de cinema, o Youtube, Google Play e Xbox Vídeos lançaram o filme em seus serviços sob demanda, através de streaming, com opções para alugá-lo ou comprá-lo.

O Rock perde uma de suas mais brilhantes vozes com a morte de Joe Cocker

  • Daniel Simurro | Brumado Urgente
  • 22 Dez 2014
  • 21:00h

Joe Cocker em sua apresentação inesquecível durante o Festival de Woodstock (Foto: Reprodução)

O Rock mundial perde uma de suas vozes mais incríveis e admiráveis com a morte do cantor e compositor britânico Joe Cocker, que ocorreu nesta segunda-feira (22). Segundo um comunicado da Sony Music, o compositor e cantor, que estava com 70 anos, não suportou e veio a sucumbir após ter travado uma grande batalha contra um câncer de garganta. O músico nasceu na cidade de Sheffield, no Reino Unido, e era famoso por sua voz rouca e suas apresentações viscerais. A fama veio em 1969 ao interpretar no inesquecível festival de Woodstock a canção "With a little help from my friends", de autoria da dupla John Lennon e Paul McCartney. Joe Cocker veio ao Brasil em 2012 e se apresentou em Porto Alegre, São Paulo, Belo Horizonte e Rio de Janeiro, onde ganhou uma legião de fãs, que se despedem do ídolo rendendo grandes homenagens em todas as redes sociais. 

Conheça Viktoria Modesto, cantora amputada que abalou o mundo pop nesta semana

  • Correio
  • 21 Dez 2014
  • 16:54h

A cantora, compositora e modelo da Letônia revolucionou a música pop (Foto: Divulgação)

Até muito pouco tempo ela era conhecida por poucas pessoas no mundo inteiro. No entanto, no último fim de semana, a modelo e cantora pop Viktoria Modesto ganhou destaque com suas músicas e atitude, logo após a apresentação do clipe 'Prototype', exibido durante a final do reality show 'X Factor', na Inglaterra. Além da ousadia, Viktoria revoluciona o mundo pop ser a primeira artista que possui a perna amputada e deixa isso à mostra. A cantora de 26 anos retirou o membro em 2007 depois de passar por diversas cirurgias que não resolveram a sequela de um problema que teve durante o parto. Além de compositora, ela também é modelo e coleciona editoriais em publicações como The New York Times, Vogue, iD, Grazia, além de aparições em semanas de modas de Londres e Milão.  “Por um longo tempo, a cultura pop fechou suas portas em mim como uma amputada e artista alternativa. Acho que as pessoas sempre acharam que era difícil saber o que pensar ou sentir sobre um amputado que não estava tentando ser um atleta olímpico. Nos esportes, a ‘superação’ de uma deficiência faz de você um herói, mas no pop, não há lugar para esses sentimentos”, relatou a cantora 'Prototype' entra para o clube dos videoclipes que questionam a música pop e os modelos pré-estabelecidos, ao lado de 'Paparazzi' de Lady Gaga, lançado em 2009, e 'Chandelier', de Sia, lançado este ano, para não citar tantos outros. No vídeo, a falta da perna é usada como um questionamento para a “perfeição” imposta à sociedade. “Através deste projeto espero estabelecer novos princípios na música e na moda e desenvolver um exemplo mais forte do que significa ser músico, modelo e artista", finalizou.

Alto Astral: Livramento será o cenário do melhor Fim de Ano da região

  • Daniel Simurro | Brumado Urgente
  • 19 Dez 2014
  • 11:56h

O Fim de Ano Vip terá grandes atrações (Divulgação)

A qualidade dos eventos promovidos pelo promoter Ney Trindade é reconhecida em toda a Bahia, já que ele conseguiu adquirir respeito e credibilidade em ao longo de sua trajetória de sucesso. Desta feita, “Ney Eventos”, como é carinhosamente conhecido no meio artístico, está promovendo 2 grandes eventos, que serão realizados no Clube de Campo Caiçara, os quais farão de Livramento a “Capital da Alegria” nesta virada de ano. O primeiro acontecerá no dia 27, que é Fim de Ano Vip, que contará com as atrações: Swing do Maluco, Canindé, Mega Boite com o DJ Rafa Gouveia e o grande sucesso do momento, o original John Falcão, o Rei da Cacimba, que promete um show muito especial.  Já no dia 31, na virada de ano, acontecerá o Reveillon Vip, uma festa muito especial que irá celebrar a paz e a prosperidade ao som da consagrada Banda Cangaia de Jegue e do irreverente SomdBlack, que irão fazer um espetáculo fantástico, com uma mega estrutura, que terá um grande show pirotécnico da virada. A produção recomenda que todos venham de branco para a celebração para finalizar 2014 em muita paz e trazer as vibrações de muita prosperidade para 2015. 

O Reveillon Vip será a celebração da paz e prosperidade (Divulgação)

Um em cada cinco jovens não trabalha nem estuda, diz IBGE

  • 17 Dez 2014
  • 19:44h

(Foto: Reprodução)

A “geração nem-nem”, representada por jovens de 15 a 29 anos que não trabalham nem estudam, chegou à marca de 20,3% da população nessa faixa etária em 2013, segundo a Síntese de Indicadores Sociais 2014, divulgada pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) nesta quarta-feira (17). De acordo com o estudo, a maioria dos jovens dessa faixa etária só trabalha (44%). Depois, os brasileiros que têm idade nesse intervalo e só estudam são 22,7%. Por fim, 13% desse recorte da população só estuda. Os jovens de 15 a 29 anos de idade são um quarto da população brasileira e estão em metade das casas das famílias brasileiras. Considerando apenas a “geração nem-nem”, Nordeste e Sudeste lideram o ranking de pessoas que não estudam nem trabalham Entre os jovens nordestinos de 15 a 29 anos, 35,2% não trabalham nem estudam. Entre os jovens do Sudeste, 37,9% não trabalham nem estudam. A “geração nem-nem” é minoria no Norte (10,6%), Sul (9,6%) e Centro-Oeste (6,7%).

Novos Tempos: Projeto de lei irá garantir direitos para amante

  • Clarissa Pacheco
  • 14 Dez 2014
  • 11:11h

(Imagem Ilustrativa)

Pedro* sempre foi atrapalhado com mulheres. Viveu com Julia* e Ana* ao mesmo tempo por nove anos, sem que nenhuma das duas soubesse. Com Julia, com quem era casado, passou 22 anos, mas confessa: gostava mesmo era de Ana. Quando Julia descobriu a traição, Pedro saiu de casa, pagou as contas e foi viver com a amante. Mais tarde, ela também descobriu o jogo duplo. Ela manteve o relacionamento, mas se tivesse decidido largar Pedro, ela poderia ir à Justiça e, quem sabe, teria acesso aos direitos assegurados à ex-mulher de Pedro: pensão alimentícia e até reparação por danos morais. Passaram-se seis anos. Hoje, Pedro acha que foi covarde com as duas. Mais: acha que ambas as famílias devem ter os mesmos direitos perante a Justiça. Se o Projeto de Lei nº 470/2013, da senadora baiana Lídice da Mata (PSB), passar no Senado, a opinião de Pedro pode virar regra. “Se é justo dar os direitos para as duas famílias? Eu acho. Foi por isso que eu me separei. Eu fui covarde ficando com as duas”, conta Pedro, um comerciante de 49 anos. Parece mesmo ficção, mas o triângulo amoroso de Pedro é mais comum do que se imagina. Talvez por isso haja tanta polêmica em torno da proposta de Lídice da Mata, o chamado Estatuto das Famílias – assim mesmo, no plural, referência às atuais formações familiares. Entre outros direitos para todos os tipos de formações familiares brasileiras, o estatuto busca assegurar que a amante e a família mantida paralelamente tenham os mesmos direitos da oficial.

O artigo 14 diz que “as pessoas integrantes da entidade familiar têm o dever recíproco de assistência, amparo material e moral, sendo obrigadas a concorrer, na proporção de suas condições financeiras e econômicas, para a manutenção da família”. Essa responsabilidade -  e a de danos morais e materiais -  se estende a quem é casado ou vive em união estável, mas tem um relacionamento paralelo. A senadora escapa à polêmica. “Nossa proposta visa, principalmente, reunir num só instrumento legal toda a legislação e jurisprudência atualizada referente à área do Direito de Família”, diz. Não é a primeira vez que tentam elaborar um estatuto do tipo. Projeto semelhante do deputado Cândido Vacarezza (PT-SP) parou de tramitar em 2011. Para Lídice, as novas formatações de família não decorrem apenas do casamento e tornam a vinculação afetiva mais importante, citando os casos de união estável, homoafetiva e até adoções. Porém, essas novas formas ainda não são protegidas pelas leis do país. Resistência -  O projeto está pronto para ser apreciado pela Comissão de Direitos Humanos do Senado desde o dia 26 de agosto e tinha parecer favorável à aprovação, mas só deve chegar ao plenário no ano que vem. Isso porque, no primeiro semestre de 2015, serão feitas audiências públicas para discutir amplamente o projeto. Ele tem 303 artigos e trata de  união homoafetiva, paternidade socioafetiva, abandono afetivo, alienação parental, famílias recompostas e utilização do termo “convivência familiar” em vez de “guarda compartilhada”. A resistência é grande. E a rejeição não vem apenas de pessoas como a vendedora Bianca Ramos, de 23 anos, que não quer nem pensar na possibilidade de ter que dividir o patrimônio do marido com uma amante hipotética dele. “Além de ela destruir meu lar, minha família, ainda vai ter direitos? Que coisa linda!  Nunca na galáxia!”, declara. No meio jurídico, grupos mais conservadores e religiosos chegam a dizer que o projeto da senadora quer institucionalizar a poligamia – proibida no Brasil – e até incentiva relações incestuosas. É o caso da União dos Juristas  Católicos de São Paulo (Ujucasp). O presidente, Ives Gandra, enviou ao Senado um pedido de rejeição da proposta e conseguiu que a votação fosse adiada. A Arquidiocese de Salvador foi procurada para comentar o tema, mas não respondeu até o fechamento desta reportagem. Incorrigível - No documento, endereçado à Comissão de Direitos Humanos da Casa, o presidente da Ujucasp diz que as proposições são “desastrosas” e o texto é “incorrigível” e “inconstitucional”. O último artigo do projeto revoga todo o Livro IV do Direito de Família, do Código Civil Brasileiro. O texto, assinado também pela presidente da Associação de Direito de Família e das Sucessões (Adfas), Regina Beatriz Tavares, condena que o direito à felicidade seja o princípio fundamental de interpretação do estatuto. No documento também se diz que o projeto é enganoso e que tenta fazer com que as relações paralelas sejam alçadas ao patamar de entidades familiares.  Para a advogada Alane Virgínia, que possui atuação na área de Direito de Família e Sucessões, é difícil dizer se o texto é inconstitucional, até porque há outros pontos polêmicos, que não apenas a questão das famílias paralelas. Por isso, ela acredita que a solução seja ampliar o debate. “É indiscutível que as relações extraconjugais existem, que fazem parte da vida em sociedade, ainda que nosso ordenamento jurídico condene de maneira expressa a poligamia”, analisa. “Entendo que a intenção do texto está muito mais em preservar os direitos das pessoas do que institucionalizar efetivamente a poligamia. Mas o direito não vive de intenções, e sim de efeitos. E aí é que mora o perigo”, alerta. Moralismo Se, de um lado, há quem abomine o projeto, também há defensores, como o presidente do Instituto Brasileiro de Direito de Família (IBDFam), Rodrigo da Cunha Pereira, que prestou consultoria para o projeto. Para Rodrigo, a legislação atual não traduz a realidade brasileira. “A legislação de hoje foi concebida na década de 1970 e ela fala de uma realidade completamente diferente. Naquela época, (a família) era singular, era homem, mulher e casamento. Hoje, ela é plural, tem muitas representações sociais da família”, argumenta. Rodrigo rebate as críticas da Ujucasp e da Adfas. “Ou eles não leram, ou estão mentindo deslavadamente. Nós estamos apenas querendo responsabilizar uma família paralela. Do jeito que está hoje é que incentiva. Eu posso ter quantas famílias quiser que não vou ter que dividir nem o patrimônio. Isso é moral hipócrita”, diz. A senadora Lídice da Mata afirma que há uma tentativa de mistificar o projeto. “O que se pretende, sim, é garantir que filhos e filhas, companheiros e companheiras de quaisquer tipos de núcleos familiares tenham seus direitos preservados. E, nesse caso, sempre, as crianças e adolescentes são e devem ser os que exigem maior cuidado e amparo”, afirma. Colaborou Thais Borges. *Nomes fictícios. - Tribunais de Justiça do país têm concedido direitos às amantes - Consultor do projeto apresentado pela senadora Lídice da Mata (PSB), o advogado Rodrigo da Cunha Pereira, presidente do Instituto Brasileiro de Direito de Família (IBDFam), diz que o estatuto vai beneficiar as mulheres. “É ela que é marginalizada, que é a invisível. Essas pessoas (contra o projeto) querem deixar na invisibilidade jurídica e social essas famílias. Se fosse assim, haveria até hoje filhos ilegítimos,  o que graças a Deus não existe desde 1998”, argumenta. Foi o que aconteceu com a família do monitor de turismo Jocemar Cacemiro, 49. Antes de se casar com a mãe dele, o pai de Jocemar viveu com outra mulher, com quem teve dois filhos. O pai acabou deixando essa primeira mulher e se casou com a mãe de Jocemar, mantendo o relacionamento duplo por um tempo. “Quando ele faleceu, ela veio na Justiça tentar ter os mesmos direitos, pelo tempo de ficaram juntos. Eles não tiveram direito a nada, a lei acabou favorecendo minha mãe, porque ela era casada legalmente com ele”, conta. Segundo o presidente do IBDFam, é cada vez mais comum mulheres que viveram em relacionamentos extraconjugais buscarem direitos na Justiça. “A jurisprudência tem concedido cada vez mais pareceres favoráveis”, diz Rodrigo.A advogada Alane Virgínia, da área de Direito Familiar, conta que os tribunais têm concedido direitos às amantes. “Em uma relação paralela, há sentimentos envolvidos também. E ainda que a legislação em vigor não resguarde essas situações, a jurisprudência, que é a forma mais ágil de adequar o direito à realidade social, já dá passos no sentido de proteger o direito dos indivíduos em relações extraconjugais”, diz.

CONTINUE LENDO

Literatura: Confira 20 livros para atualizar a sua leitura em 2015

  • 14 Dez 2014
  • 08:30h

(Divulgação)

Entre as resoluções do ano novo sempre aparecem itens como ler mais e terminar aquela leitura em atraso. Para conseguir dar conta desta missão cultural, algumas dicas podem ser seguidas, como: fazer uma lista das obras que deseja conhecer e tentar seguir sua ordem; alternar os gêneros literários; estabelecer um horário para a leitura e ao pegar o livro, esquecer os gadgets para não desviar a atenção. Se ainda não sabe o que incluir na sua seleção, aqui estão algumas sugestões que o iBahia preparou para ajudar a escolher o que ler em 2015. Tem opções para diferentes idades e interesses, lançamentos e obras atemporais. Divirta-se e embarque nesta viagem literária!  Confira as indicações.

 

1) Mary Poppins - Edição Especial (TRAVERS, P.L. - Cosac Naify)

Histórias admirada por crianças e adultos, 'Mary Poppins' conta, nesta edição, com ilustrações do estilista Ronaldo Fraga.Os desenhos foram criados como cróquis e depois bordados a mão em tecido e fotografados em estúdio.A tradução é do escritor Joca Reiners Terron e o posfácio da professora de literatura inglesa da USP Sandra Vasconcellos. O texto é um clássico da literatura e apresenta a babá mágica, que chega para tomar conta dos pequenos Banks, mas vai além de lhes mostra os mistérios da vida e as maravilhas diárias. 
 


2) O Livro do Bem - Coisas para você fazer e deixar seu dia mais feliz ( FREITAS, ARIANE / GRECCO, JESSICA - Gutenberg)

Uma leitura sobre felicidade, amor e deixar a vida mais leve e alegre. Essa é a proposta deste livro, que traz sugestões de pequenas e grandes atitudes para jogar o baixo astral de lado e assumir o compromisso de viverdias melhores. O mais divertido é que o leitor é convidado a fotografar e publicar nas redes sociais o que fizer no Livro do Bem com a tag #livrodobem.


3) Não se Apega, Não (FREITAS, ISABELA - Intrínseca)


Entre continuar com o namorado dos sonhos de qualquer garota e ficar sozinha para resgatar seu amor-próprio e a autoconfiança, Isabela precisa tomar uma série decisão. As amigas vão dizer que se ela terminar a relação, está louca, mas nem tudo é como mostram as aparências. A garota é infeliz, mas antes de sar um rumo ao namoro enfrenta algumas provas como as tentações da balada e a ideia de que príncipe encantado é artigo em extinção.

4) A Arte da Felicidade (DALAI LAMA XI - Martins Editora)

Dalai Lama orienta como controlar sentimentos como ansiedade, insegurança, contrariedade e desânimo. Junto com o Dr. Cutler, aborda questões como relacionamentos, perdas e a busca pela riqueza. Uma leitura que se propõe a resgatar a paz interior do seu leitor. 

 

5) Bela Cozinha - As Receitas (GIL, BELA - Globo Estilo)

Quem disse que comida saudável não é gostosa? A apresentadora Bela Gil mostra o contrário e ensina a usar ingredientes natuarais para preparar 50 receitas incríveis e já apresentadas em seu programa no canal GNT. Masatenção, além das receitas, a publicação traz dicas preciosas sobre hábitos alimentares e dicas para promover mudanças que vão garantir uma vida mais equilibrada. 

 

6) O Tempo (LISPECTOR, CLARICE - Rocco)

Com curadoria de Roberto Corrêa, o livro reaviva a presença de Clarice Lispector através de uma seleção cuidadosa de frases, sensações, enunciados e pensamentos. São ideias da autora que aparecem coletadas em 'Minhas queridas', 'Cartas perto do coração/Fernando Sabino', 'Clarice Lispector', 'Laços de família', 'Felicidade clandestina', 'O Lustre', 'A cidade sitiada' e 'A maçã no escuro'. O conteúdo revela ao leitor quem era Clarice, seu humor refinado, suas franquezas e suas verdades. O leitor não precisa seguir uma ordem de leitura e as frases estão apresentadas em capítulos nomeados pelos títulos dos livros dos quais foram retiradas.   



7) Memórias Póstumas de Noel Rosa (SANDRONI, LUCIANA;  BARBOSA, MARIA CLARA - CIA das Letrinhas)

O livro apresenta para as crianças um dos nomes mais importantes da música popular brasileira: Noel Rosa, também conhecido como o 'Poeta da Vila'. Na biografia ficcionalizada, Noel se encontra no céu e por sugestãode São Pedro, ele decide contar a história da sua vida. O livro traz, ainda, um glossário com tópicos sobre música da época e partituras de doze músicas com sugestões de arranjo para três vozes.



8) A PÍlula Falante (LOBATO, MONTEIRO - Globinho)

Com texto original de Monteiro Lobato, este é o décimo volume da coleção Pirlimpimpim e mostra como Emília começou a falar. Em homenagem à Narizinho, acontece um baile no Reino das Águas Claras, com buquês de raios de sol, pérolas soltas no chão, flores, rubis e esmeraldas para enfeitar o salão. Todos dançam a valsa, quando chega a notícia: Emília foi encontrada desmaiada. Ela é apenas uma boneca sem vida, mas precisa falar para contar o que aconteceu. É ai que entra em ação o Doutor Caramujo, que vai curá-la com as suas pílulas falantes. As ilustrações são de Alexandre Rampazo.


9) OS 33 Porquinhos (TORERO, JOSE ROBERTO; PIMENTA, MARCUS AURELIUS - Alfaguara Brasil)

A leitura promete ser divertida: as aventuras dos Três Porquinhos são contadas forma diferente e muitas outras histórias podem ser misturadas ao enredo, aumentando a turma. No final, serão 33 porquinhos para combater o lobo.   


10) Sete Anos (TORRES, FERNANDA - Companhia das Letras)

A atriz e escritora reúne crônicas escritas ao longo de sete anos e contam a história do meu noviciado. "Desenvolver uma ideia dentro de um espaço determinado de linhas, falar de temas de interesse comum sem abrir mão do tom pessoal e dar valor à concisão são algumas lições que tomei do jornalismo", comenta Fernanda Torres.

 

11) A Festa da Insignificância (KUNDERA, MILAN - Companhia das Letras)

Kundera transita com naturalidade entre a Paris de hoje e a União Soviética de ontem, em um paralelo entre as duas épocas. O romance aborda o pior da civilização e os problemas mais sérios com humor e ironia, ao mesmo tempo em que coloca em questão a insignificância da existência humana.


12) O Irmão Alemão (BUARQUE, CHICO - Companhia das Letras)

Depois da publicação de Estorvo, Benjamim, Budapeste e Leite Derramado, um milhão de exemplares vendidos e três prêmios Jabuti, Chico Buarque apresenta seu novo romance. A obra é uma história sobre a busca da verdade,do amor e do afeto.  


13) O Teorema Katherine (GREEN, JOHN - Intrínseca)

Um dos autores mais lidos e queridos da literatura juvenil, Green, autor também de 'A Culpa é das Estrelas', mostra a história sobre relacionamentos vivida por Colin Singleton, que se interessa consecutivamente por meninas chamadas Katherine. Após levar vários foras, decide viajar com seu melhor amigo e levando na bagagem um caderninho de anotações. No meio de suas andanças, descobre que sua missão é elaborar "Teorema Fundamental da Previsibilidade das Katherines", através do qual poderá prever o desfecho que qualquer relacionamento, mesmo antes do encontro entre duas pessoas.  



14) Papa Francisco - Reflexões Diárias (ALMEIDA, LIZANDRA MAGON DE - Editora Figurati)

Para quem deseja fortalecer a fé e a espiritualidade, o livro apresenta mensagens do Papa, que conquista a atenção e o carinho de pessoas de diferentes religiões a cada dia. Com 365 meditações curtas, o leitor pode escolher uma mensagem por dia e ler de forma aleatória. 



15) O Diário de Demi Lovato - Staying Strong (LOVATO, DEMI - Best Seller)

Com tradução de Patricia Azeredo, o livro, um registro biográfico, traz citações da artista sobre felicidade, tristeza e tudo o que existe entre esses dois sentimentos. O ponto principal do livro é mostrar ao leitor a importância de expressar diariamente como maneira de se tornar mais forte. 


16) Desafios do Design Sustentável Brasileiro (BUENO, GRAÇA - Versal Editores)

Em um só livro estão reunidos trabalhos de 40 profissionais brasileiros. São projetos e produtos sustentáveis, que com criatividade e belas imagens, revelam as tendências de arquitetura, mobiliário e moda. A publicação também oferece ao leitor uma experiência tátil especial, pois é impresso com o tecnológico Vitopaper, um papel sintético feito com plásticos reciclados.


17) O Quarto do Sonho (DIAS, RENATA - Novo Século)

Este é o primeiro volume de uma trilogia da DJ e escritora baiana. O texto apresenta Gabe, um estudante de psicologia, que tinha uma vida sem grandes expectativas, principalmente no campo sentimental. A partir de uma provocação da irmã, ele deixa-se experimentar aventuras inusitadas, como seu primeiro namoro e a relação com uma mulher que é o oposto dele, bem como o despertar para fantasias e desejos.  
 

18) Star Wars - Herdeiro do Império (ZAHN, TIMOTHY - Editora Aleph)

Mesmo depois de cinco anos da destruição da Estrela da Morte, a república ainda está em situação delicada e luta para reaver o controle político. O Império parece não ter morrido com Darth Vader e o imperador. Habitando os confins da galáxia, Thrawn, que está por trás de diversas ações imperiais, luta para reconquistar o poder. A bordo dodestroier estelar Quimera, descobre segredos que lhe darão a chance de destruir o que restou da Aliança Rebelde e controlar os Jedis.
 


19) Cartas Extraordinárias (FEIST, HILDEGARD/ Tradutor; USHER, SHAUN / Organizador - Companhia das Letras) 

Em tempos de mensagens eletrônicas, nada como relembrar o poder da carta escrita. Este livro traz uma coletânea de escritos históricos, a exemplo do bilhete suicida de Virginia Woolf, a receita enviada pela rainha Elizabeth II ao presidente americano Eisenhower.Tem ainda as cartas enviadas por Fidel Castro a Franklin D. Roosevelt, a de Gandhi para Hitler, na qual pede calma. E ainda: os conselhos escritos por Iggy Pop para uma fã e o pedido de emprego de Leonardo da Vinci. São mais de 125 cartas, que revelam situações e olhares inéditos sobre grandes personalidades. 

 

20) Imagens Cintilantes - Uma viagem através da arte desde o Egito a Star Wars (PAGLIA, CAMILLE, FERREIRA, ROBERTO LEAL/Tradutor - Apicuri)

Autora discute arte na cultura ocidental e suas associações com temas como política, sexo, religião e sociedade. Na edição com capa dura, Paglia nos mostra uma teoria da estética através de um verdadeiro passeio artístico por meio de belas ilustrações. Pinturas, esculturas, estilos arquitetônicos, performances e artes digitais revelam novos contornos da realidade visual. Além da informação, a publicação abre ao leitor a chance de reflexão sobre a forma como observa a profusão de imagens existente na vida contemporânea.



 

CONTINUE LENDO

Pato Fu lança Não Pare Pra Pensar e continua se reinventando

  • Marcos Casé
  • 09 Dez 2014
  • 14:44h

Lulu Camargo, Ricardo Koctus, Fernanda Takai, John Ulhoa e Glauco Mendes formam o Pato Fu | Cedida pela Perfexx | Divulgação

A mistura do  astral de  Toda Cura Para Todo Mal (2005) e do peso do Ruído Rosa (2001) com todos aqueles  inesperados contrastes emocionais entre letra e melodia estão em Não Pare Pra Pensar,  primeiro álbum de inéditas do Pato Fu desde 2007. Quem conhece a discografia da banda mineira sabe o que isso significa. O grupo voltou a sua normalidade plena, ao se reinventar pela décima vez em 22 anos de carreira. Para os leigos, a melhor definição é que o novo trabalho  é um disco para cima, dançante e com o acento rock em maior evidência. Mais uma mudança na linha sonora e que deixa  de lado o projeto  Música de Brinquedo, com show e disco que renderam muito nos últimos quatro anos. "Tem artista que se acomoda e fica dando às pessoas as mesmas coisas de sempre ou um formato que deu certo. Mesmos os formatos que dão certo no Pato Fu, eles sempre são quebrados numa próxima etapa de trabalho", adianta Fernanda Takai em entrevista por telefone. "Qualquer banda mais oportunista faria o Música de Brinquedo 2 na sequência, seria simples fazer, a gente já tem toda expertise de tocar com os brinquedos. Era eleger mais um monte de música conhecida  e fazer eternamente o dois, o três, o quatro... Não é isso que mantém a banda. O que mantém a saúde da banda mesmo é a gente chegar com uma ideia nova  e ficar feliz e empolgado para  mostrar isso pros fãs", disse.

Mesmo com a boa receptividade dos inúmeros projetos paralelos dos integrantes (o mais famoso é a bem-sucedida carreira solo de Fernanda) nos últimos anos, a banda há tempos estava devendo algo mais com a cara do Pato Fu. O novo disco vem com essa vontade de matar a saudade dos fãs e deles próprios. "A gente  estava sentindo falta disso. Essa volta foi boa para a sanidade mental, tanto da banda quanto dos fãs. Toda vez que a gente sai do palco vê que é uma banda muito legal. Gosto de ter o Pato Fu e a gente não pode desistir do Pato Fu em hora nenhuma", justifica. "Embora os projetos  tenham sido muito bem-recebidos, a gente sabe que a nossa história foi construída em cima do grupo. Eu não  ficaria feliz  saindo da banda e partindo pro meu trabalho solo e daí vem   outra menina e assume os vocais. Eu ia ficar muito mal. Nunca  quis terminar o Pato Fu, só queria experimentar outras coisas, mas a banda taí e a gente toca junto muito, muito feliz", emenda. Não Pare Pra Pensar não extingue os projetos paralelos. Cada um tem liberdade para seguir com as agendas, contanto que não bata com as datas do Pato Fu, que vai começar a turnê nova a partir de março de 2015. Fernanda, inclusive, vem a Salvador no mesmo mês, para mostrar o show de Na Medida do Impossível (terceiro CD fora do grupo) no  Teatro Castro Alves. E foi a incompatibilidade de datas e a impossibilidade de se dedicar mais ao grupo que causou a saída amigável do baterista Xande Tamietti, que estava no grupo desde o Hollywood Rock, em 1996. No lugar dele assume Glauco Mendes (Tianastácia), que trabalhou no mais recente disco de Fernanda. Agora o Pato Fu tem Fernanda (voz e guitarra), John Ulhoa (guitarras, programações, teclados e voz), Ricardo Koctus (baixo e voz), Lulu Camargo (teclados e arranjos orquestrais), além de Glauco. Formação que gravou quase o disco todo, com a exceção da versão de Mesmo Que Seja Eu (de Erasmo Carlos), que foi registrada há três anos e ainda contou com Xande. "Ela foi gravada para um projeto com versões de Erasmo, mas a gente achou que estava na mesma pegada do disco", justifica Fernanda. Produzido por John, que também é o principal letrista do Pato Fu, o disco tem 11 faixas (dez inéditas) compiladas em 42 minutos. O conceito é aberto, mas passa por um sentimento de não deixar um pensamento paralisar as ações. "Quando você pensa demais nas coisas e tem medo, acaba não agindo. Ao mesmo tempo é um recado do tipo 'pense, mas continue andando, vá mais pelo instinto'", explica John Ulhoa, que manda nos vocais de You Have To Outgrow Rock'n Roll e Ninguém Mexe com o Diabo. Se a ideia é continuar em movimento, o disco segue isso à risca. Canções como Cego Para as Cores, Crédito ou Débito, Eu Era Feliz e Um Dia de Sol mostram que o frescor da banda continua sendo o que de melhor o pop brasileiro pode inspirar.

CONTINUE LENDO

E hoje (15) que a rainha Ivete vai sacudir Caculé

  • Brumado Urgente
  • 15 Nov 2014
  • 15:30h

(Divulgação)

A Só Legal Produções e Beto Bonelly Produções mais uma vez comprovam o seu pioneirismo e competência em promover grandes espetáculos musicais para a região sudoeste, ao trazer, de forma inédita, para Caculé e microrregião, a rainha da música brasileira, a inigualável Ivete Sangalo para um show imperdível. Ivete será a atração principal do Bacural Indoor 2014, que ainda contará com as presenças da Banda Cleytones e do irreverente Danilo Kirimbamba. O evento acontecerá hoje (15) no moderno espaço do Bacurau, que recebeu uma megaestrutura para este megaevento. Os passaportes para o evento (Pista Open Bar ou Camarote Open Premium) podem ser adquiridos em Brumado em Tiazinha Distribuidora, na Praça da Prefeitura.