BUSCA PELA CATEGORIA "COVID-19"

Brumado tem 13 novas confirmações da Covid-19; 4 pacientes hospitalizados e 72 ativos em tratamento

  • Brumado Urgente
  • 05 Ago 2020
  • 18:23h

A situação envolvendo a Covid-19 em Brumado continua séria, com registros diários de casos positivos, aumento de hospitalizados e de ativos. Segundo o boletim expedido pela Secretaria Municipal de Saúde, nesta quarta-feira (05), o município de Brumado registra 556 casos confirmados da Covid-19, o novo coronavírus. O número representa 19,09% do total de 2.911 notificações. Entre os diagnósticos: 4 internações, 5 óbitos, 72 pacientes em tratamento e 479 recuperados. No momento, 59 ainda aguardam resultado laboratorial e 1068 já foram descartados. As notificações suspeitas abrangem pacientes com quadros de síndromes gripais diversas, dentre os quais alguns se encaixam nos critérios para realização do exame RT-PCR ou via teste rápido. Estes últimos estão sendo usados de forma criteriosa, em casos excepcionais, como estratégia para ampliar e tornar mais eficaz o enfrentamento à pandemia no município.

(Divulgação: SESAU Brumado)

Jequié: Mais 3 idosos morrem por Covid-19 e número total de óbitos chega a 88

  • Redação
  • 05 Ago 2020
  • 11:58h

(Foto: Reprodução)

Três idosos vieram a óbito por coronavírus em Jequié, no Sudoeste, de acordo com boletim epidemiológico municipal divulgado nesta terça-feira (4). Com isso, o número acumulado de óbitos pela doença chegou a 88. Segundo a prefeitura, as vítimas desta terça foram um idoso, de 92 anos, residente do bairro Cansanção, portador de doenças cardíacas e que veio a óbito na Unidade de Pronto Atendimento (UPA 24 Horas); uma idosa, de 86 anos, residente no Centro, que estava internada no HGPV; e outro idoso, de 84 anos, morador do Joaquim Romão, portador de doença neurológica crônica, que estava internado no HGPV. Conforme o Blog do Marcos Frahm, houve também o registro de mais 53 novos casos da Covid-19 no mesmo dia, o que eleva o número total para 3.538. No mesmo boletim, a prefeitura informou que mais 66 pessoas tiveram alta, chegando ao número de 2.081 pacientes considerados curados. Há ainda 4.520 pessoas em quarentena. Conforme os dados repassados pelo HGPV e pelo Hospital São Vicente, a taxa de ocupação geral dos leitos de UTI/adulto é de 94,9%. Destes, 22 leitos estão ocupados por residentes de Jequié e 15 leitos ocupados por pessoas de outros municípios.

Justiça determina que Bahia defina locais para transferência de presos sintomáticos ou diagnosticados com Covid-19

  • G1/BA
  • 05 Ago 2020
  • 10:55h

Estado tem até 30 dias para atualizar o Plano de Contingência da Secretaria de Administração Penitenciária e Ressocialização (Seap) com essa informação | Foto: Reprodução

A Justiça determinou que o estado da Bahia complemente, em até 30 dias, o Plano de Contingência da Secretaria de Administração Penitenciária e Ressocialização (Seap), especificando o local, que deve ser administrado pela própria secretaria, para transferência imediata de presos sintomáticos ou diagnosticados com coronavírus e que estão custodiados nas carceragens policiais pelo estado. A informação foi divulgada pelo Ministério Público Estadual (MP-BA), na terça-feira (4). Segundo o órgão, a decisão saiu no final da semana passada e atendeu a um pedido formulado por meio do Grupo Especial de Atuação para o Controle Externo da Atividade Policial (Gacep), após a Justiça negar pedido liminar em ação civil pública, ajuizada no dia 24 de julho. Ainda de acordo com o órgão, a decisão do desembargador Mário Augusto Albiani Alves Júnior estabeleceu ainda que a SEAP determine um local para a transferência dos presos com sintomas ou diagnóstico de Covid-19 que receberam alta após atendimento na rede pública de saúde em todo o Estado. Além disso, a SEAP deverá promover um Plano de Ação para a assistência à saúde, a testagem e o isolamento dos presos custodiados que tenham sintomas ou diagnóstico do novo coronavírus ou tenham tido contato com portadores da doença.

Governo federal vai liberar R$ 3,4 milhões para enfrentamento do coronavírus na Bahia

  • Redação
  • 05 Ago 2020
  • 10:39h

(Foto: Reprodução)

O Ministério da Saúde autorizou a liberação de R$ 3.413.290,00 para o governo da Bahia. O montante, oriundo do Fundo Nacional de Saúde, será destinado à compra de equipamentos para o enfrentamento da pandemia do novo coronavírus, além da aquisição de material permanente. O recurso será transferido em parcela única. A portaria que libera o repasse foi assinada pelo ministro interino Eduardo Pazuello e publicada no Diário Oficial da União desta quarta-feira (5).

Mês de agosto se inicia com confirmação de novo óbito causado pela Covid-19 e com a mesma frequência de casos positivos

  • Brumado Urgente
  • 05 Ago 2020
  • 08:01h

(Fotocomposição: Brumado Urgente)

Em meio à tantas opiniões e estudos feitos pelas mais diversas autoridades sanitárias, ainda não se sabe se o mês de agosto será o pico da pandemia causada pelo novo coronavírus no Brasil. Segundo a OMS – Organização Mundial da Saúde, o país ainda tem um longo caminho a percorrer até que a vacina esteja disponível. Em Brumado, onde muitos apostavam que este mês seria de que os números da doença estariam em “queda livre”, o que está se vendo é uma situação oposta, com o mesmo fluxo da média de 10 registros de casos positivos diários da doença. Outro fator, desta feita, muito mais agravante é que um novo óbito foi registrado, contabilizando agora 05 pessoas que não resistiram e vieram a falecer. Então, diante disso, todas as precauções têm que ser redobradas, pois a taxa de transmissão ainda está alta, ou seja, todo o cuidado é pouco para não se infectar com o vírus. Caso essa tendência seja mantida durante este mês, algumas medidas como a volta às aulas terão que ser adiadas, pois os riscos de contágio são ainda muito perigosos.

O boletim desta terça-feira (04) saiu quase a meia-noite e confirmou mais um óbito | Divulgação: SESAU Brumado

Brasil contabiliza 2,8 milhões de casos desde início da pandemia e chega a 95.819 mortes

  • Redação
  • 05 Ago 2020
  • 07:46h

De acordo com o balanço do Ministério da Saúde, 1.970.767 pessoas já se recuperaram da doença e 735.335 estão em acompanhamento | Fotocomposição: Brumado URgente

Desde o início da pandemia, 2.801.921 de brasileiros contraíram o novo coronavírus, que provoca a doença Covid-19. No período, o total de mortes chega a 95.819. Há 3.600 óbitos em investigação. Nas últimas 24 horas, foram registrados 51.603 novos casos confirmados de Covid-19 e 1.154 mortes relacionadas à pandemia do novo coronavírus. Os dados atualizados são do balanço divulgado pelo Ministério da Saúde nesta terça-feira (4). De acordo com a pasta, 1.970.767 pessoas já se recuperaram da Covid-19 e 735.335 pacientes estão em acompanhamento. A taxa de letalidade (número de mortes pelo total de casos) ficou em 3,4%. A mortalidade (quantidade de óbitos por 100 mil habitantes) atingiu 45,6. A incidência dos casos de Covid-19 por 100 mil habitantes é de 1.333,3. Aos sábados, domingos e segundas-feiras, o número registrado diário tende a ser menor pela dificuldade de alimentação dos bancos de dados pelas secretarias municipais e estaduais. Já às terças-feiras, o quantitativo em geral é maior pela atualização dos casos acumulados aos fins de semana. O Brasil mantém-se como segundo no ranking mundial em casos e mortes relacionados à pandemia. A liderança é dos Estados Unidos. De acordo com o mapa da universidade Johns Hopkins, o país possui 156.426 mortes e 4.758.028 casos acumulados. Os estados com maior número de mortes por Covid-19 são: São Paulo (23.702), Rio de Janeiro (13.715), Ceará (7.806), Pernambuco (6.717) e Pará (5.799). As Unidades da Federação com menos falecimentos pela pandemia são Tocantins (408), Mato Grosso do Sul (432), Roraima (528), Acre (545) e Amapá (581). Mato Grosso do Sul, que permaneceu ao longo da pandemia como o local menos letal, perdeu o posto para Tocantins, que ocupa agora o último lugar no ranking (408).

Bahia tem desaceleração de novos casos de Covid-19 e pode estar próximo ao pico

  • Redação
  • 04 Ago 2020
  • 16:39h

(Foto: Reprodução)

A estabilização do número de óbitos em decorrência do novo coronavírus e a demanda menor por leitos de UTI para pacientes com a Covid-19 indicam que a Bahia pode estar próximo do pico da pandemia.  O secretário estadual de Saúde do estado, o médico Fábio Vilas-Boas, compartilhou nas redes sociais nesta terça-feira (4) a curva de novos casos da doença, indicando  uma lenta desaceleração dos casos novos totais, acompanhada de redução seguida de estabilização dos casos ativos em toda a Bahia. 

 

Prefeito sugere aplicação retal de ozônio para tratar coronavírus

  • Bianca Andrade
  • 04 Ago 2020
  • 13:43h

Em fevereiro deste ano, a Sociedade Brasileira de Infectologia, informou que não há evidência científica sobre a eficácia do tratamento | Foto: Facebook

O prefeito de Itajaí, em Santa Catarina, Volnei Morastoni (MDB-SC) viralizou nas redes sociais após sugerir um tratamento alternativo ao isolamento social, que vem sendo o mais eficaz para impedir a propagação do coronavírus.

Em uma live feita no perfil oficial da Prefeitura no Facebook na última segunda (3), Morastoni afirmou que inscreveu a cidade para iniciar um protocolo de pesquisa que irá utilizar ozônio no tratamento da Covid-19.

“Estamos providenciando todas as acomodações, os aparelhos, todo o kit necessário para poder aplicar ozônio. Provavelmente vai ser uma aplicação via retal, uma aplicação tranquilíssima, rapidíssima, de 2 minutos, num cateter fininho e isso dá um resultado excelente”, disse o prefeito. (Clique e veja o vídeo)

O tratamento com ozonioteparia chamou atenção na web. “O mundo da voltas: antes era buraco na camada de ozônio agora é ozônio no buraco”, disse um internauta. “Eu queria saber é de onde esse cara tirou que dois a três minutinhos de ozônio no boga, por 10 dias, salva pacientes de COVID-19”, questionou outro.

Em fevereiro deste ano, a Sociedade Brasileira de Infectologia, informou que não há evidência científica sobre a eficácia do tratamento.

O Ministério da Saúde também divulgou uma nota técnica sobre o tratamento: “O efeito da ozonioterapia em humanos infectados por coronavírus (Sars-Cov-2) é desconhecido e não deve ser recomendado como prática clínica ou fora do contexto de estudos clínicos”.

Para que serve a ozonioterapia?
O tratamento, que se dá de uma mistura dos gases ozônio e oxigênio, é uma técnica complementar a tratamentos de doenças como o câncer, dores e inflamações crônicas, infecções variadas, além de feridas, queimaduras e problemas vasculares que levam à redução do fluxo sanguíneo.

Ele ajuda a desintegrar gorduras como o coleterol e os triglicerídeos e a aplicação pode custar entre R$ 150 a R$ 5.000.

Governo do Estado estabelece toque de recolher em mais 33 cidades da Bahia

  • Redação
  • 04 Ago 2020
  • 11:59h

(Foto: Correio)

Mais 33 cidades baianas terão toque de recolher a partir desta terça-feira (4), de acordo com decretos publicados no Diário Oficial do Estado (DOE) que visam conter o avanço da contaminação pelo novo coronavírus no interior da Bahia. Fica estabelecida a restrição de locomoção noturna, vedados a qualquer indivíduo a permanência e o trânsito em vias, equipamentos, locais e praças públicas. Com validade até 11 de agosto, a medida passa a vigorar, das 18h às 5h, em Alagoinhas, Almadina, Barreiras, Castro Alves, Ibirataia, Itaberaba, Jaguarari, Jitaúna, Salinas da Margarida, Tucano, Uauá e Várzea da Roça. Já nos municípios de América Dourada, Barra do Mendes, Barro Alto, Bonito, Cafarnaum, Canarana, Central, Gentio do Ouro, Ibipeba, Ibititá, Irecê, Itaguaçu da Bahia, João Dourado, Jussara, Lapão, Morro do Chapéu, Mulungu do Morro, Presidente Dutra, São Gabriel, Tapiramutá e Uibaí, a medida vale das 20h às 5h Durante os horários de restrição, estão autorizados, excepcionalmente, os serviços necessários ao funcionamento das indústrias e centros de distribuição e o deslocamento dos seus trabalhadores e colaboradores.

Casos de coronavírus entre padres e bispos volta a crescer com reabertura de igrejas

  • Redação
  • 04 Ago 2020
  • 08:30h

(Foto: Reprodução)

A reabertura de templos religiosos ou mesmo ampliação do número de pessoas permitidas em cultos fez o número de casos do novo coronavírus entre padres e bispos dar um novo salto. Nessa nova onda, o vírus, que provoca a Covid-19, alcanço inclusive religiosos famosos, como dom José Negri, bispo de Santo Amaro que concelebra as missas com o padre Marcelo Rossi. Ele foi internado em São Paulo para se tratar da doença. Dom Fernando Figueiredo, que antecedeu dom José Negri na diocese e se mantém próximo do padre Marcelo Rossi, também está com Covid-19, mantendo isolamento em casa. Até a última sexta-feira (31), de acordo com balanço divulgado pela Comissão Nacional dos Presbíteros (CNP), vinculada à CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil), pelo menos 415 padre diocesanos já tinham sido contaminados pelo novo coronavírus, o que representa um aumento de 11% em relação a um levantamento publicado apenas dois dias antes, que registrava 368 padres infectados. A volta das celebrações tem trazido tensão. Muitos padres permanecem com suas paróquias fechadas. A recomendação da Igreja Católica é que cada líder religioso decida se abre ou não o templo religioso. Com informações da coluna de Mônica Bergamo, da Folha de S.Paulo.

Governo dá início à testagem de comunidade escolar em Jequié

  • Redação
  • 03 Ago 2020
  • 18:43h

COVID-19 Publicado em 03/08/2020 às 17h40. Governo dá início à testagem de comunidade escolar em Jequié Meta é testar 9.964 estudantes, 560 professores e 247 funcionários, totalizando 10.771 pessoas de 13 escolas estaduais e quatro anexos | Foto: Reproduç

O governo do estado deu início, nesta segunda-feira (3), à testagem em massa do coronavírus na comunidade escolar de Jequié. Professores e funcionários foram os primeiros submetidos aos testes, que devem continuar na terça (4). Na quarta-feira (5), será a vez de os estudantes serem testados. A meta, de acordo com informações da Secretaria de Educação, é testar 10.771 pessoas, das quais 9.964 são estudantes, 560 são professores e 247 são funcionários, de 13 escolas estaduais e quatro anexos do município. A iniciativa já foi realizada em Itajuípe, Ipiaú e Uruçuca. Além de Jequié, também devem passar pela série de testagem os municípios de Itabuna e Ilhéus. Nessas duas cidades, a programação ainda está sendo desenvolvida. No entanto, já se sabe que a meta em Ilhéus é testar 12.327 pessoas, sendo 11.370 estudantes, 661 professores e 296 funcionários, de 18 escolas. Já em Itabuna, deverão ser testadas 12.011 pessoas de 14 unidades de ensino, sendo 11.224 estudantes, 580 professores e 207 funcionários.

OMS: Brasil enfrentará ‘longo caminho’ para deixar pandemia

  • Redação
  • 03 Ago 2020
  • 13:49h

Novos casos por quinzena mais que dobraram em 2 meses; entidade diz que única alternativa para vencer crise seria engajamento entre governos e sociedade | Fotocomposição: Brumado Urgente

Michael Ryan, diretor-executivo da OMS (Organização Mundial da Saúde), disse nesta segunda-feira (3) que a pandemia de Covid-19 no Brasil “continua muito preocupante” e “o caminho à frente é longo e exige forte compromisso”. “A única saída para países com intensa transmissão comunitária, como o Brasil, é uma parceria forte entre governo federal e estaduais e o engajamento da sociedade”, afirmou Ryan, segundo o jornal Folha de S. Paulo. De acordo com a publicação, a declaração se dá diante do avanço exponencial da doença no país –foram 301 novos casos por 100 mil habitantes nas duas semanas encerradas nesta segunda (3), um aumento de 123% sobre os 134,4 novos casos/100 mil habitantes da quinzena que terminou em 3 de junho. Conforme a Folha, Ryan afirmou que os governos precisam coordenar e elevar esforços para testar casos suspeitos, tratar os doentes, isolar mesmo casos leves, identificar, rastrear e colocar contatos em quarentena. “É preciso criar condições para que a doença não se espalhe tão rapidamente, dar estrutura para que as comunidades possam seguir as regras e cada pessoa reduza sua própria exposição ao contágio”, disse o diretor-executivo da OMS. A velocidade de crescimento arrefeceu, mas o número de novos casos ainda segue tendência de alta. Em relação à soma das duas semanas até 3 de julho, houve crescimento de 25% nos novos casos por 100 mil habitantes, de acordo com dados publicados nesta segunda pela ECDC (agência europeia de controle de doenças infecciosas). No sábado (1º), o país registrou 1.048 mortes pela Covid-19 e 42.578 casos da doença, segundo levantamento feito pela Folha em parceria com UOL, O Estado de S. Paulo, Extra, O Globo e G1. Ao todo, o país somava 93.616 mortes e 2.708.876 de pessoas infectadas.

Efeito bumerangue: como Salvador pode ser impactada pela vinda de pacientes do interior

  • Correio
  • 03 Ago 2020
  • 09:19h

Ambulância de Candeias faz transferência de paciente para hospital de covid-19 em Salvador (Foto: Arisson Marinho/CORREIO

Depois de dois dias entre um hospital e uma clínica particulares, em Candeias, na tentativa de encontrar leito disponível para o irmão diagnosticado com covid-19, Roberto Oliveira já se encontrava cansado e estressado por não ter ideia do que fazer diante da inexistência de vagas para a doença na cidade. Vendo o quadro se agravar, um médico amigo da família, então, arrumou uma vaga na UPA de Itapuã, em Salvador, a cerca de 50 Km. Foram três dias em que Nelson, o irmão, ficou internado lá, mas a doença foi evoluindo. Era preciso migrar da enfermaria para uma UTI e então a saga da família reiniciou.“Foi um processo, não foi nada simples”, resume Roberto. Era por volta das 21h de uma sexta-feira quando ele recebeu uma ligação chorosa do irmão, que pedia ajuda. No sábado, o pessoal saiu de Candeias de novo para encontrar uma UTI na capital.A realidade da família é a de tantas outras que, sem infraestrutura médica e hospitalar no lugar onde moram, vivem o drama da necessidade de recorrer à capital. Em Salvador, os pacientes têm vindo, principalmente, de Feira de Santana e Lauro de Freitas, cidades que ocupam o 2º e 4º lugar em número de casos na Bahia. A interiorização da doença, estimulada ainda pelos efeitos do São João, ameaça a capital baiana, que pode sofrer sobrecarga do sistema de saúde, segundo alerta de pesquisadores do Consórcio Nordeste.

Cidade que mais envia pacientes para Salvador, Lauro de Freitas, na região metropolitana, não possui unidade com leitos de internamento de covid-19 e já encaminhou 305 infectados para a capital desde o começo da pandemia. Contando com estes pacientes, só as 10 cidades que mais pediram regulação para Salvador enviaram, ao todo, 1.263 pessoas até sexta (30), das quais 167 foram internadas em unidades de gestão municipal e as 1.096 restantes foram atendidas na estrutura estadual. Até a semana passada, 6.740 pacientes de outras cidades baianas foram recebidos, sendo que 1.746 (26%) foram atendidos em unidades municipais e 4.994 na rede estadual (74%). 

Além de Lauro e Feira, o ranking de maior número de transferência de pacientes segue com Simões Filho, Santo Antônio de Jesus, Candeias, Alagoinhas, Itaparica, Camaçari, Catu e São Francisco do Conde, segundo informações da central de regulação da Secretaria de Saúde do Estado (Sesab).

No início de julho, o prefeito ACM Neto (DEM) disse que, logo no início da pandemia, o número de pessoas que moravam em Salvador e ocupavam leitos chegou a 90%. Na metade do mês, esse número era inferior a 60%, afirmou ele, apontando que as vagas da capital passaram a ser disputadas também por pessoas do interior. “Nós jamais fizemos qualquer discriminação com quem é do interior ou da capital. Estamos aceitando receber todo mundo. O sistema é um só e a vida do interior importa tanto quanto a vida da capital”, declarou.

CONTINUE LENDO

Pandemia durará muito tempo, afirma OMS

  • Redação
  • 03 Ago 2020
  • 07:36h

Doença registra 675.060 mortos e infectou quase 17,4 milhões no mundo | Foto: Twitter/OMS

O Comitê de Emergência da Organização Mundial de Saúde (OMS) diz acreditar que a pandemia do coronavírus irá durar muito tempo e, por isso, é necessário continuar os esforços para a sua contenção em todo o mundo. De acordo com dados oficiais da OMS, a doença já provocou 675.060 mortos e infectou quase 17,4 milhões de pessoas em todo o mundo. O grupo de cientistas, que se reuniu por videoconferência, avaliou a evolução da pandemia de Covid-19, tendo em conta toda a informação científica que surgiu sobre o novo coronavírus nos últimos três meses, data da última reunião.O Comité de Emergência da OMS é composto por 18 cientistas de vários países. “A pandemia é uma crise sanitária que ocorre uma vez em cada século e os seus efeitos serão sentidos nas décadas seguintes”, disse o diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus, ao Comité, segundo um comunicado da organização.

Conquista: Prefeito Herzem suspende aulas nas escolas e faculdades por mais 30 dias

  • Redação
  • 03 Ago 2020
  • 07:32h

(Foto: Reprodução)

O prefeito Herzem Gusmão assinou, na noite deste domingo (2), o Decreto nº 20.419 que, entre as medidas de prevenção contra a Covid-19, renova por mais 30 dias a suspensão das aulas presenciais em toda a Rede Municipal de Educação e nas Instituições Privadas de Ensino, inclusive as de Ensino Superior. O Decreto ainda prorroga medidas como o uso obrigatório de máscaras e o regime de teletrabalho para o serviço público essencial no âmbito da Administração Municipal. Também segue mantida a quarta fase de reabertura gradual das atividades econômicas. A Prefeitura de Vitória da Conquista reforça que é importante a população continuar seguindo as orientações das autoridades técnicas, permanecendo em isolamento social sempre que possível. Desde fevereiro, diversas medidas têm sido adotadas no sentido de prevenir a disseminação do vírus e estruturar o sistema de saúde para o atendimento dos casos de infecção por Covid-19 e cada cidadão deve também fazer sua parte. A Central de Orientação e Fiscalização continua nas ruas orientando e advertindo os cidadãos que não estiverem usando máscaras sobre a importância dessa medida para redução dos índices de disseminação da Covid-19, bem como dos riscos à saúde própria e de toda coletividade.