BUSCA PELA CATEGORIA "Brasil"

Em dia recorde de mortes, Bolsonaro promove almoço ‘bem descontraído’ com leitão

  • FolhaPress
  • 03 Mar 2021
  • 07:06h

Enquanto governadores e prefeitos se reuniam para tratar da pandemia, presidente optou por encontro informal | Foto: reprodução/redes sociais

Em dia recorde de mortos por Covid-19 e enquanto milhares de brasileiros choravam pela perda de entes queridos, o presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido) estava “bem descontraído” e “alegre” em almoço realizado na terça-feira (2) no Palácio do Planalto. Assim o deputado Fábio Ramalho (MDB-MG) definiu Bolsonaro no encontro. O emedebista foi convidado para o evento para preparar um leitão no almoço temático “informal”. Ramalho diz que não houve medidas concretas deliberadas no encontro no Palácio do Planalto, mas que o presidente falou da pandemia e disse que há muitas vacinas para chegar.] O deputado, coordenador da bancada mineira no Congresso, também preparou linguiça, feijão tropeiro e carne moída com quiabo para o banquete. “Ele [Bolsonaro] vai para Minas Gerais amanhã [quarta], se não me engano, e volta para lá no dia 26. Estava alegre, bem descontraído”, diz Ramalho, completando que há outro almoço já marcado para abril. Enquanto o presidente se reúne em evento descontraído em meio ao pior momento da pandemia no país, governadores estão sem se encontrar com ele há 286 dias. O Brasil registrou 1.726 mortes nesta terça-feira (2), maior número diário de vidas perdidas de toda a pandemia até agora. Em Porto Alegre (RS), o hospital Moinhos de Vento alugou contêineres para acomodar os corpos de vítimas da Covid-19. 

Senadores são cautelosos ao avaliar CPI da Covid-19 para investigar atuação de Bolsonaro

  • Mari Leal
  • 02 Mar 2021
  • 07:05h

(foto: BN)

A Covid-19, que para o presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), seria somente uma “gripezinha” já matou mais de 255 mil pessoas em território brasileiro. De março de 2020 a março de 2021, mesmo nos momentos de pico da doença, a exemplo do enfrentado atualmente, a postura pública de Bolsonaro foi de negacionismo à ciência, com a defesa de medicamentos ineficazes e tentativa de boicote às vacinas, e contestação às medidas de isolamento adotadas por Estados e municípios.  Na última semana, insatisfeitos com a postura do presidente da República, senadores de oito partidos passaram a defender a instauração de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), com o propósito de investigar e responsabilizar a atuação de Bolsonaro ao longo da crise sanitária. A proposta, no entanto, é vista com cautela pelos senadores baianos Angelo Coronel (PSD) e Jaques Wagner (PT). Para eles, uma discussão nesses termos pode mudar o foco de assuntos “mais importantes”, como o auxílio emergencial e a vacina.  “Não vou ser contra a CPI, mas avalio que a prioridade de todos na vida pública, agora, é trabalhar para recuperar o auxílio emergencial, fazer chegar a vacina e fazer aquilo que o presidente não faz. Trabalhar para salvar vidas. Nada é mais urgente”, diz Wagner.  Para ele, no entanto, defender a atenção ao que é “urgente” não apaga a “irresponsabilidade” do governo federal. “Tudo que o presidente quer é ficar arrumando polêmicas para dispersar as atenções dos problemas reais”, avalia o senador.  Para Coronel, um dos empecilhos para uma CPI deste porte está justamente no fato de a Casa, por consequência da própria pandemia, ter adotado um regime de sessões remotas. Segundo ele, a condição atrapalharia uma investigação efetiva, tomando por exemplo a CMPI das Fake News, da qual é presidente, e está paralisada por conta das dificuldades de convergência entre as demandas e o trabalho remoto.  Ele ainda alerta para a “possibilidade” de a CPI se transformar em uma “enxurrada” de denúncias, afetando também governadores e prefeitos. “Fatalmente gerará uma crise sem proporções caso venha a ser instalada”, pontua Coronel. "O momento não comporta politicagem, e sim concentrar esforços para resolvermos o novo auxílio emergencial e focarmos na vacina para salvar vidas”, defende.  Já o senador Otto Alencar (PSD) assumiu uma postura mais firme em relação à proposta de uma comissão para investigar as posturas do presidente Jair Bolsonaro. Conforme publicado pela revista Época neste final de semana, Otto reagiu positivamente a uma mensagem encaminhada pelo senador Tasso Jereissati (PSDB-CE) em um grupo de mensagens do qual participam cerca de 80 senadores.  Jereissati classificou como inadiável a instalação da CPI após a passagem de Bolsonaro pelo Ceará, ao passo que Otto responde: “Toda razão amigo Tasso, o PR (Bolsonaro) afronta os governadores que estão na ponta cuidando da saúde nos estados, cabe ao Senado, a Casa da federação, contestar essa ação equivocada do PR JB, que leva a quebra de protocolos e leva à expansão da doença no país." "O PR receitou cloroquina, depois reconheceu que era placebo, muitos usaram. Aqui na Bahia alguns morreram por parada cardíaca, inclusive um médico morreu, Dr. Moisés, de Ilhéus, por parada cardíaca", afirmou o baiano. 

Aposta única leva prêmio de quase R$ 50 milhões da Mega-Sena

  • Redação
  • 28 Fev 2021
  • 11:49h

(Foto: Reprodução)

Uma aposta única acertou as seis dezenas e vai faturar sozinha o prêmio de R$ 49.341.885,20 da Mega-Sena, sorteado neste sábado (27), em São Paulo.  Segundo informações da Caixa Econômica Federal, a aposta é do Rio de Janeiro. As dezenas sorteadas foram: 02 - 03- 07 - 48 - 51 - 54. Para o próximo sorteio, que acontece na quarta-feira (3), o prêmio previsto é de R$ 2,5 milhões. A Quina teve 107 apostas ganhadoras e cada uma leva R$ 38.652,61. Já a Quadra teve 6.601 apostas ganhadoras e cada uma leva R$ 895,06.

Satélite brasileiro será lançado na madrugada deste domingo (28)

  • Agência Brasil
  • 27 Fev 2021
  • 14:50h

Lançamento do Amazonia 1 será transmitido ao vivo pela Agência Brasil | Foto: Nasa

O Amazonia 1 vai gerar imagens do planeta a cada 5 dias. Sob demanda, poderá fornecer dados de um ponto específico em 2 dias – o que, segundo o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), ajudará na fiscalização de áreas que estejam sendo desmatadas, bem como na captura de imagens onde haja maior ocorrência de nuvens. De acordo com o instituto, o novo satélite possibilitará também o monitoramento da região costeira, de reservatórios de água e de florestas (naturais e cultivadas). Há, ainda, a possibilidade de uso para observações de possíveis desastres ambientais.

Olhar para dentro

Segundo o presidente da Agência Espacial Brasileira, tanto as missões que miram o ambiente terrestre como as que miram outros corpos celestes são de grande importância. “Os sistemas espaciais – os satélites que observam a Terra a partir de um ponto de vista privilegiado – nos permitem conhecer melhor os nossos oceanos, os nossos biomas, a nossa atmosfera, compreender melhor esse conjunto de fatores que fazem com que este planeta, até onde se saiba, seja o que contém as melhores condições de vida na forma como nós a conhecemos”, disse. “[Também é importante] se projetar para outros corpos celestes, tentando entender melhor como eles evoluíram e o que acontece com eles. Existem missões que procuram entender como ocorreu a evolução de outros corpos, se houve vida ou não, se eles têm componentes materiais que podem ser úteis para humanidade ou não”, acrescentou.

Missão Amazonia e Plataforma Multimissão

A Missão Amazonia pretende lançar, em data a ser definida, mais dois satélites de sensoriamento remoto: o Amazonia 1B e o Amazonia 2. “Os satélites da série Amazonia serão formados por dois módulos independentes: um módulo de serviço – que é a Plataforma Multimissão (PMM) – e um módulo de carga útil, que abriga câmeras e equipamentos de gravação e transmissão de dados de imagens”, detalha o Inpe.

Além de ajudar no monitoramento do meio ambiente, a missão ajudará na validação da Plataforma Multimissão como base modular para diversos tipos de satélites. Essa plataforma representa, segundo o Inpe, “um conceito moderno de arquitetura de satélites, que tem o propósito de reunir em uma única plataforma todos os equipamentos que desempenham funções necessárias à sobrevivência de um satélite, independentemente do tipo de órbita.”

Entre as funções executadas pela plataforma estão as de geração de energia, controle térmico, gerenciamento de dados e telecomunicação de serviço – o que possibilitará a adaptação a diferentes cargas úteis, além de reduzir custos e prazos no desenvolvimento de novas missões.

“Essa competência global em engenharia de sistemas e em gerenciamento de projetos coloca o país em um novo patamar científico e tecnológico para missões espaciais. A partir do lançamento do satélite Amazonia 1 e da validação em voo da PMM, o Brasil terá dominado o ciclo de vida de fabricação de sistemas espaciais para satélites estabilizados em três eixos”, informa o Inpe.

Entre os ganhos tecnológicos que a missão deverá render ao país, o Inpe destaca, além da validação da PMM, a consolidação do conhecimento do país no ciclo completo de desenvolvimento de satélites; o desenvolvimento da indústria nacional dos mecanismos de abertura de painéis solares, o desenvolvimento da propulsão do subsistema de controle de atitude e órbita na indústria nacional e a consolidação de conhecimentos na campanha de lançamento de satélites de maior complexidade.

Bolsonaro diz ser alvo de ataques, e que não vai desistir: ‘Sou imbrochável’

  • Redação
  • 26 Fev 2021
  • 17:41h

Presidente rebateu as críticas e contou que entregará um país melhor do que recebeu, em janeiro de 2019 | Foto: Reprodução

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) voltou a polemizar em mais um discurso. Durante a viagem dele a um evento em Tianguá, interior do Ceará, Bolsonaro disse que tem sido alvo de “ataques” e que isso não fará ele “desistir” porque ele é “imbrochável”. “Não reclamo das dificuldades. […] Ataques acontecem praticamente 24 horas por dia, mas, entre esses ataques e vocês, vocês estão muito na frente. Não vão me fazer desistir porque, afinal de contas, eu sou imbrochável”, afirmou. Em seguida, o presidente criticou mais uma vez o isolamento social e as medidas adotadas pelos governadores para conter o forte avanço do coronavírus no país. Ao todo, 251.498 brasileiros já morreram desde o início da pandemia, sendo 1.541 apenas nesta quinta-feira (25). “[Vou] dizer a esses políticos do Executivo que o que eu mais ouvi por aqui é: ‘Presidente, eu quero trabalhar’. O povo não consegue mais ficar dentro de casa. Esses que fecham tudo e destroem empregos estão na contramão daquilo que seu povo quer.” Bolsonaro também prometeu deixar o governo com o país melhor do que ele assumiu, em janeiro de 2019. “Quando deixar meu governo, mesmo com a pandemia, eu vou entregar um país muito melhor do que aquele que recebei em janeiro de 2019.”

Fotógrafo escapa de raio enquanto registrava arco-íris e imagem surpreende: 'Muito perigoso'

  • G1
  • 21 Fev 2021
  • 10:50h

lagra foi feito por fotógrafo em Bertioga, no litoral de São Paulo — Foto: Arquivo Pessoal/Marcus Vinícius da Silva

O fotógrafo Marcus Vinícius da Silva, de 46 anos, flagrou o momento em que um raio caiu próximo a ele, enquanto tentava registrar imagens de um arco-íris, em Bertioga, no litoral de São Paulo. O resultado foi uma foto que mostra os dois fenômenos ao mesmo tempo. Em entrevista ao G1 neste domingo (21), ele explicou que foi surpreendido pelo raio, e que postou a imagem nas redes sociais como um alerta. "É uma foto carregada de perigo", diz Marcus. Apesar de, agora, rir da situação, ele afirma que o momento foi de muita tensão. Segundo o fotógrafo, ele estava em um condomínio da cidade, fazendo algumas imagens, quando começou um temporal. Após alguns minutos, a chuva parou, e ele avistou um arco-íris. Determinado a fazer uma foto do fenômeno, ele se aproximou de algumas árvores. Quando ia registrar a imagem, foi surpreendido pelo raio, que caiu próximo ao local onde ele estava Silva conta que já havia guardado a câmera que estava usando antes, por conta da chuva. A foto que flagra o raio e o arco-íris foi feita com o celular, que estava em mãos no momento em que ele avistou o arco-íris. O registro foi feito às 17h34 da última terça-feira (16), mas só foi postado nas redes sociais depois. "Sabe aquela foto que a gente não sai para fazer? Então, eu fiz ontem, ao tentar fotografar o arco íris, olha quem apareceu do nada", disse na postagem que fez nas redes sociais. Em seguida, ele pede que as pessoas tenham cuidado ao sair neste período de verão. O fotógrafo, morador da capital paulista, tem visitado a região para fazer um material de paisagens. Para ele, este não é o registro mais bonito de seu acervo, mas foi bastante perigoso. Por isso, ele comemora ter saído ileso. "Eu senti, ali, que foi um perigo enorme. Acredito em milagres, sinceramente", finaliza. A reportagem procurou a Prefeitura de Bertioga para confirmar a incidência de raios na região na data citada. De acordo com a Defesa Civil do município, houve registro de raios em Bertioga na última terça, mas não há confirmação de quantos caíram.

Governo propõe recondução de conselho da Petrobras, mas executivos analisam renúncia

  • por Nicola Pamplona | Folhapress
  • 20 Fev 2021
  • 17:17h

Foto: André Motta de Souza / Agência Petrobras

O Ministério de Minas e Energia enviou ofício à Petrobras nesta sexta-feira (19) solicitando a convocação de uma assembleia geral de acionistas para substituir no conselho de administração da empresa o atual presidente da estatal, Roberto Castello Branco, pelo general Joaquim Silva e Luna.

O governo também indicou a recondução de todos os atuais integrantes do conselho, o que gerou uma pressão em boa parte do colegiado formado por integrantes do mercado, que considera positiva a gestão atual e demonstrou insatisfação com a ingerência na empresa.

O general foi indicado por Bolsonaro para assumir também o comando da companhia, em um movimento que gerou pânico entre investidores. Castello Branco começou a ser fritado pelo presidente na quinta (19) após novos reajustes nos preços da gasolina e do diesel.
 

O grupo de conselheiros ligados ao mercado financeiro considera pedir a renúncia na próxima reunião do conselho, prevista para a terça-feira (23) em que discutirão a troca da diretoria da petroleira. Os mandatos dos executivos vencem em 20 de março, inclusive o do atual presidente.

Nomeações para o conselho têm que ser aprovadas em assembleia de acionistas. No caso da Petrobras, como o governo tem a maior parte das ações com direito a voto, não há possibilidade de derrota na votação. A avaliação do nome de Silva e Luna para a presidência da empresa só deve ocorrer após a sua nomeação ao conselho.

Com Luna e Silva, o conselho da Petrobras passa a ter três militares: o atual presidente, almirante Eduardo Leal Bacellar Ferreira e Ruy Schneider. Este último, porém, tem longa experiência executiva, já tendo atuado na administração de diversas empresas.

Os diretores da empresa também analisarão a ideia de uma renúncia. Dos nove membros da diretoria atual, cinco foram recrutados por Castello Branco em outras empresas.

A forma com que Bolsonaro conduziu o caso gerou críticas entre investidores do mercado financeiro. Sem citar a Petrobras, o IBGC (Instituto Brasileiro de Governança Corporativa) divulgou comunicado sobre "processos de nomeação e destituição de diretor-presidente em empresas estatais".

O IBGC destaca que competência para nomear diretores é do conselho de administração, que deve fazê-lo "de forma independente e protegida de interesses político-partidários".

O texto frisa ainda artigo da Lei das SA que classifica como "abuso de poder de controle as decisões que não tenham por finalidade o interesse da companhia, mas que beneficiem o acionista controlador em detrimento da sociedade, terceiros ou acionistas minoritários".

CONTINUE LENDO

Prisão de deputado bolsonarista também foi recado para militares, avaliam ministros do STF

  • 19 Fev 2021
  • 13:57h

Foto: Divulgação

A determinação da prisão do deputado federal Daniel Silveira (PSL-RJ) não foi apenas uma punição pelos ataques que ele proferiu contra ministros do Supremo Tribunal Federal  (STF). Para magistrados da Corte, a medida (veja aqui) serviu também como um recado para os militares que defendem a pressão do general Eduardo Villas Bôas sobre a Corte.

Na última semana, Villas Bôas deu detalhes sobre os bastidores de uma postagem feita por ele na véspera do julgamento da prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), em 2018. Na ocasião, ele disse que o Exército compartilhava um "anseio de repúdio à imunidade" e, agora, revelou que a mensagem foi escrita com ajuda de outros integrantes das Forças Armados.

Diante da repercussão desses novos fatos, o general ainda ironizou o ministro Edson Fachin, ao dizer que ele só reagiu à mensagem "três anos depois" (saiba mais aqui). Com isso, os magistrados avaliam que a atitude do general e a do deputado fazem parte de um mesmo movimento antidemocrático e de ameaça às instituições.

MPF é acionado após diretor do Iphan realizar live de igreja em gabinete

  • Bahia Notícias
  • 19 Fev 2021
  • 12:47h

Foto: Reprodução

O Ministério Público Federal (MPF) foi acionado para apurar supostas irregularidades cometidas pelo diretor de Departamento de Patrimônio Imaterial do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), Tassos Lycurgo. 

De acordo com informações da coluna de Mônica Bergamo, na Folha de S. Paulo, o Fórum de Entidades em Defesa do Patrimônio Cultural Brasileiro, formado por 19 instituições, pediu ao MPF que instaure inquérito para apurar as supostas infrações, porque o dirigente do Iphan, que é pastor da igreja do Ministério da Defesa da Fé, gravou uma live no gabinete da instituição pública, em janeiro deste ano. 

Segundo a coluna, na representação protocolada nesta quinta (18), o fórum destacou que, além de fazer a live da igreja em órgão público, o pastor Lycurgo convidou os participantes a contribuir com dízimo. Consultado, o Iphan decidiu não se pronunciar.

Bolada de R$ 29 milhões será sorteada pela Mega-Sena nesta quarta-feira (17)

  • Redação
  • 17 Fev 2021
  • 09:02h

Apostas podem ser feitas até as 19h; dezenas serão sorteadas em São Paulo, em evento realizado às 20h | Foto: Reprodução

Uma bolada de R$ 29 milhões será sorteada nesta quarta-feira (17) pelo concurso 2345 da Mega-Sena. As apostas podem ser feitas nas lotéricas ou pela internet até as 19h. O sorteio ocorrerá ás 20h, em evento realizado na cidade de São Paulo (SP). Aposta mínima custa R$ 4,50.

Motoristas bêbados podem ter que ressarcir custos ao SUS pelo tratamento de vítimas

  • 16 Fev 2021
  • 06:49h

Aproximadamente 40 mil pessoas perdem a vida em acidentes de carro no país | Foto: Reprodução

Um projeto de lei (PL) que está em análise na Câmara dos Deputados prevê que os motoristas bêbados tenham que ressarcir o Sistema Único de Saúde (SUS) pelo tratamento de vítimas no trânsito. De acordo com o Conselho Federal de Medicina, os custos diretos e indiretos com acidentados de trânsito chegam a R$ 50 bilhões anuais. Em uma enquete realizada pelo Instituto DataSenado, 89% dos entrevistados disseram apoiar o PL 32/2016. A relatora da proposta na Comissão de Assuntos Sociais (CAS), a senadora Mailza Gomes (PP-AC) disse à Rádio Senado que todos os anos cerca de 40 mil pessoas perdem a vida em acidentes de carro no país, o que torna o Brasil o quarto do mundo em mortes no trânsito. “Um grande número desses ainda é causado pelo fato de dirigir pela influência de álcool ou outra substância psicoativa. É o suficiente para exigir uma contrapartida financeira pelos serviços prestados pelo SUS às vítimas da imprudência dos motoristas”, afirmou Mailza.

'Precisamos atingir Lula na cabeça', diz procuradora da Lava Jato em mensagens

  • por Mônica Bergamo | Folhapress
  • 12 Fev 2021
  • 18:22h

Foto: Fernando Frazão / Agência Brasil

A defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) protocolou no STF (Supremo Tribunal Federal), nesta sexta-feira (12), uma petição com um novo pacote de mensagens que mostram procuradores discutindo a necessidade de "atingir Lula na cabeça" para "vencermos as batalhas já abertas" pela Operação Lava Jato.

 A troca de mensagens ocorreu no dia 5 de março de 2016, um dia depois de Lula ser conduzido coercitivamente para depor na Polícia Federal.

 Nos diálogos, obtidos pela Operação Spoofing de um hacker que invadiu celulares de autoridades, os procuradores falam ainda que, se tentassem "atingir ministros do STF" naquele momento, poderiam comprar brigas "com todos ao mesmo tempo".

 O melhor seria, segundo mensagem da procuradora Carolina Rezende, "atingirmos nesse momento o ministro mais novo do STJ [Superior Tribunal de Justiça]". Carol, como está identificada, integrava a equipe do então procurador-geral da República Rodrigo Janot.

Em dezembro do ano anterior, o ministro Marcelo Navarro Ribeiro Dantas, do STJ, ficou sob fogo cruzado da Lava Jato depois que Bernardo Cerveró, filho do ex-diretor da Petrobras Nestor Cerveró, afirmou à PGR (Procuradoria-Geral da República) ter "ouvido" do então senador Delcídio Amaral que havia uma "movimentação política" para que seu pai obtivesse um habeas corpus por intermediação de um ministro de sobrenome "Navarro".

Navarro tinha sido nomeado meses antes para o STJ e era então o relator da Lava Jato na corte. Ele acabou sendo afastado do caso, sob pretexto de que havia sido voto vencido em decisões sobre a Lava Jato. O ministro Felix Fischer assumiu a relatoria e votou invariavelmente a favor de todas as decisões dos procuradores da Lava Jato e do juiz Sergio Moro.

O senador Renan Calheiros (PMDB-AL) também aparece como alvo preferencial dos investigadores. Na fala, transcrita pela defesa de Lula e incluída na petição ao STF, a procuradora Carol afirma: "Pessoal, fiquei pensando que precisamos definir melhor o escopo pra nós dos acordos que estão em negociação. Depois de ontem, precisamos atingir Lula na cabeça (prioridade número 1), pra nós da PGR, acho q o segundo alvo mais relevante seria Renan. Sei que vcs pediram a ODE [empreiteira Odebrecht] que o primeiro anexo fosse sobre embaraço das investigações. Achei excelente a ideia mas agora tenho minhas dúvidas se o tema é prioritário e se é oportuno nesse momento. Não temos como brigar com todos ao mesmo tempo. Se tentarmos atingir ministros do STF, por exemplo, eles se juntarao contra a LJ, não tenho dúvidas. Tá de bom tamanho, na minha visão, atingirmos nesse momento o min mais novo do STJ. acho que abrirmos mais uma frente contra o Judiciário pode ser over. Por outro lado, aqueles outros (lula e Renan) temas pra nós hj são essenciais p vencermos as batalhas já abertas"

 As grafias foram mantidas como na mensagem original.

No mesmo dia, segundo diálogos da petição enviada ao STF por Lula, os procuradores da força-tarefa combinam a divulgação de uma nota a favor do ex-juiz, questionado por determinar a condução coercitiva do petista. Um dos procuradores afirma que ela era necessária para "não deixarmos um amigo apanhar sozinho". A procuradora Carol completa: "Coitado de Moro.. Não ta sendo fácil. Vamos torcer pra esta semana as coisas se acalmarem e conseguirmos mais elementos contra o infeliz do Lula".

 A defesa do ex-presidente afirma ainda, baseada nos diálogos, que a Lava Jato "atuava não apenas com o objetivo de devassar e produzir qualquer coisa"contra Lula, como ainda escondia "provas de sua inocência". Em uma das mensagens, procuradores da Lava Jato revelam que Paulo Dalmazzo, ex-diretor da Andrade Gutierrez, afirmara que Lula tinha feito uma palestra para a empresa e que saiu dela "ovacionado". "Não botei o termo", diz um dos procuradores que investigava palestras dada a empresas pelo ex-presidente.

CONTINUE LENDO

Congresso e governo sinalizam para auxílio de até quatro meses e necessidade de reformas

  • por Mauricio Leiro I Bahia Notícias
  • 12 Fev 2021
  • 17:19h

Foto: Reprodução I TV Senado

O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP), o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM) e o ministro da Economia, Paulo Guedes, sinalizaram que o auxílio emergencial poderá ir até junho. Após reunião, nesta sexta-feira (12), em entrevista coletiva, eles afirmaram também que o país necessita de reformas estruturantes para manter o equilíbrio fiscal para a continuação do benefício durante a pandemia. 

"Vacina e auxílio emergencial só deixarão de ser prioridade quando a pandemia acabar. Nossa expectativa é que haja um auxílio suficiente, com uma responsabilidade fiscal e que no mês de março, abril, maio e eventualmente no mês de junho. Para que isso aconteça é necessário que o congresso faça um esforço. Vamos fazer um esforço para apreciar a reforma tributária e a reforma administrativa que está na Câmara. No início do mês de março devemos ter uma definição disso. É conciliar o interesse público com a responsabilidade de protocolos fiscais", disse Rodrigo Pacheco.

Lira reforçou que a Câmara irá promover esforços para acelerar a tramitação e votar as reformas. "Precisamos conseguir alargar as filas de vacinação. O nosso esforço será feito para dialogar com os líderes para que todos juntos possamos aprovar as pautas que o Brasil precisa", comentou. 

"Avançamos bastante no compromisso com a saúde. Vacinação e auxílio, além do compromisso com a responsabilidade fiscal, com o pacto federativo com a cláusula de calamidade pública", comentou Guedes.

Bancos não terão expediente na segunda e na terça-feira de Carnaval

  • Redação
  • 11 Fev 2021
  • 09:27h

Expediente será retomado na Quarta-Feira de Cinzas, às 12h | Foto: Brumado Urgente

Mesmo com a suspensão do Carnaval este ano, os bancos não terão expedientes na segunda (15) e na terça-feira (16). A decisão vale também para estados e municípios que revogaram os pontos facultativos do feriado. De acordo com a Federação Brasileira dos Bancos (Febrabab), cumprindo a resolução do Banco Central, o calendário de feriados bancários está mantido e nos dias 15 e 16/02. Sendo assim, não haverá atendimento ao público nas agências. O expediente só será retomado na Quarta-Feira de Cinzas, dia 17 de fevereiro, às 12h.

Bancários do BB paralisam as atividades nesta quarta-feira (10) contra plano de restruturação

  • Rayllanna Lima
  • 10 Fev 2021
  • 07:58h

(Foto: Divulgação)

Os bancários que atual no Banco do Brasil (BB) decidiram paralisar as atividades nesta quarta-feira (10) para reivindicar contra o plano de reestruturação anunciado pela instituição financeira. Um protesto foi marcado para as 8h30, em uma agência que fica situada na Avenida Manoel Dias, no bairro da Pituba. “Aprovamos a paralisação em assembleias por todo país. Vamos realizar também manifestações nas principais cidades do estado”, disse ao bahia.ba o presidente do sindicato da categoria, Augusto Vasconcelos. De acordo com ele, o plano do BB não foi bem aceito porque prevê a demissão de milhares de trabalhadores em meio à pandemia de Covid-19, bem como o fechamento de 112 agências, 242 postos de atendimento e sete escritórios. “O Banco do Brasil é fundamental para economia brasileira. É o principal financiador da Agricultura e atua também no financiamento de obras de infraestrutura. Trata-se de uma empresa sólida, rentável e que boa parte dos lucros retornam para a sociedade, através do pagamento de dividendos ao tesouro. Não faz sentido desmontar essa instituição”, afirmou Vasconcelos.