BUSCA PELA CATEGORIA "Brasil"

Damares defende prisão de Robinho em caso de estupro: ‘Querem mais o quê?’

  • 20 Out 2020
  • 07:36h

Jogador brasileiro foi condenado na Itália por violência sexual de grupo quando ainda atuava no país | Foto: Reprodução

POLÍTICA

Publicado em 19/10/2020 às 19h20.

Damares defende prisão de Robinho em caso de estupro: ‘Querem mais o quê?’

Jogador brasileiro foi condenado na Itália por violência sexual de grupo quando ainda atuava no país

Redação

FacebookTwitter

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

 

A ministra Damares Alves (Mulher, Família e dos Direitos Humanos) defendeu prisão para jogador Robinho, condenado na Itália por violência sexual. Nesta segunda-feira (19), a auxiliar de Jair Bolsonaro participou de cerimônia no Palácio do Planalto.

A ministra ponderou que ainda cabe recurso da decisão, mas os áudios da investigação são claros sobre o envolvimento do jogador no crime.

“Cadeia, imediatamente. Eu não tenho outra palavra para falar. Ainda cabe recurso, mas o vazamento dos áudios, gente. Querem mais o quê? Cadeia. Nenhum estuprador pode ser aplaudido. O cara quer voltar para o campo para posar como herói?”, questionou a ministra. As informações são da Folha de S.Paulo.

A ministra parabenizou o Santos, que rescindiu contrato com o atleta após pressão dos patrocinadores. Damares afirmou que não devem ser feitas concessões a pessoas condenadas por crime de violência sexual e o cumprimento da pena deve ser imediato.

“Para todo mundo entender: esse é um crime que não merece nenhuma consideração ao abusador, ao estuprador. A gente não tem de fazer concessão com esse tipo de crime. Tem de cumprir a pena que é estabelecida, ou lá ou aqui, imediatamente”, acrescentou.

Segundo acusação do Ministério Público da Itália, Robinho e outros cinco homens violentaram uma jovem albanesa depois de a embebedaram. No primeiro julgamento, Robinho e o amigo Ricardo Falco foram condenados a nove anos de prisão e pagamento de indenização de 60 mil euros. A acusação foi baseada no depoimento da vítima e em conversas interceptadas do grupo de amigos sobre o ocorrido.

Coronel quer legalizar os jogos de azar no Brasil, dos cassinos ao bicho

  • Levi Vasconcelos
  • 19 Out 2020
  • 14:05h

(Foto: Reprodução)

Relator do projeto do senador Roberto Rocha (PSDB-MA) que legaliza apenas os cassinos no Brasil, o senador baiano Angelo Coronel (PSD) já decidiu: no relatório final que apresentará até o final deste mês vai incluir emendas legalizando todos os jogos, inclusive o bicho.

— A previsão, com base no que jogos rendem em outros países, é de R$ 50 bilhões por ano. O governo já beneficia 14,5 milhões de pessoas no Bolsa Família. Com essa grana, poderia bancar mais 20 milhões.

Coronel diz que já conversou com Paulo Guedes, ministro da Economia:

— Ele achou interessante. Interessante e ousado.

Empregos

Diz Coronel que, além da arrecadação, serão gerados 700 mil empregos diretos, e 600 mil indiretos.

— Na América do Sul, só o Brasil não legalizou os jogos; na OCDE, só dois países.

Na legislatura passada, um projeto similar circulou no Congresso até ser derrubado no Senado, numa articulação do então senador capixaba Magno Malta, que é evangélico.

Aliás, a principal reação vem da bancada evangélica, sob argumento de que estimula o vício e facilita a corrupção. Coronel diz que eles já avisaram:

— Dizem que não flertam com quem leva dinheiro.

Os defensores dizem que isso é bobagem. Afinal, o Brasil já tem os jogos oficiais, como as loterias da Caixa, e o jogo do bicho, que é clandestino. Nos dois casos, o princípio é o mesmo, só muda o caixa.

Mas não é assim que todos acham, teremos polêmicas.

 

LGPD entra em vigor após muitos anos de discussões

  • MF Press Global
  • 19 Out 2020
  • 08:57h

(Foto: Reprodução)

Inspiração na legislação europeia sobre o assunto, a Lei 13.709/2018, chamada de Lei Geral de Proteção de Dados, tem o objetivo de proteger os dados físicos ou digitais, tanto para pessoas naturais quanto para pessoas jurídicas, sejam elas de direito público ou privado. Esta Lei tem a finalidade fundamentada no respeito à privacidade; liberdade de expressão; informação e opinião; a inviolabilidade da honra, imagem e dignidade; os direitos humanos entre outros. 

A LGPD discorre que dado pessoal é a informação de uma pessoa natural identificada ou identificável. Segundo a advogada Lorrana Gomes, do escritório L Gomes Advogados, “um banco de dados, por sua vez, é a junção de vários dados pessoais que estão sistematizados em uma ou mais plataformas, seja física ou digital. Já o tratamento de dados é toda manipulação dos dados pessoais, sendo alguns deles: Coleta, recepção, classificação, acesso, reprodução.’ 

Conforme estabelece a norma, existem alguns requisitos para que seja autorizado o tratamento de dados pessoais. A advogada explica que, sendo permitido, “caso haja o consentimento do titular ou para cumprimento de alguma obrigação legal, ainda caso seja necessária a utilização para execução de políticas públicas, para realização de estudos pelos órgãos de pesquisas, caso seja necessário sua utilização visando a proteção da vida do titular ou tutela de saúde, para proteção de crédito, dentre alguns outros aspectos. Mas é importante ressaltar que uma implementação da LGPD dentro de uma empresa depende de uma análise particular e deve ser supervisionada ou conduzida por um setor jurídico”. 

Lorrana destaca ainda que a nova legislação garante a proteção dos dados pessoais por parte das empresas que as detém. “Estas organizações deverão manter em segurança o banco de dados e todas as informações pessoais que portarem, devendo informar ao órgão regulador qualquer incidente que venha ocorrer, a depender do caso, até mesmo o titular dos dados deverá ser comunicado. Vazamento de dados de particulares poderão gerar indenizações por dano moral, bem como a empresa pode ser multada”.  

Diante da promulgação da lei, a Advogada lembra que “as empresas precisarão se adequar para estarem dentro dos parâmetros da LGPD, devendo adotar medidas de segurança técnica, jurídica e administrativa, a fim de que os dados estejam completamente protegidos contra acesso não autorizado, vazamentos acidentais e de uso indevido, caso contrário poderão sofrer as sanções previstas no texto da Lei, como por exemplo: Advertências, multas, bloqueio ou eliminação dos dados em questão, suspensão ou proibição do funcionamento do banco de dados da corporação”.  

Como forma de atender aos pedidos das empresas, as punições por desobediência à LGPD só serão aplicadas a partir de agosto de 2021. Isto porque a implementação demanda tempo, devendo ser revisto todo o procedimento interno da empresa a fim de resguardá-la. Até lá, espera-se que a Autoridade Nacional de Proteção de Dados (ANPD) já esteja estruturada. Lorrana destaca que “o órgão será responsável por regular a lei, elaborar instruções para o cumprimento de suas normas e fiscalizar o cumprimento”.

Depois de muita expectativa, o presidente Jair Bolsonaro editou em agosto um decreto que estabelece a estrutura e os cargos do órgão. Agora, além de indicar cinco conselheiros, que terão de ser aprovados pelo Senado, o governo precisa responder a outras questões: “Onde a ANPD será seriada? Como será seu expediente? Quem serão os servidores que lá trabalharão? Também não se sabe até o momento qual será o orçamento da agência, que é algo que deve ser definido no Orçamento Geral da União”, detalha.

Enquanto isso não acontece, Lorrana aconselha que esta “é a oportunidade ideal para as empresas adequarem suas plataformas, softwares e administração de dados, através de uma rigorosa auditoria jurídica. Já para os titulares de dados, ela acredita que isso pode trazer malefícios, uma vez que ‘tudo continua na mesma’ e como pode ser observado, existem vários relatos de vazamento, acesso não autorizado e utilização ilícita dos dados, o que pode gerar muitos prejuízos. Mas, a partir de Agosto de 2021 esse cenário mudará a favor do cidadão que terá uma proteção extra em relação aos seus dados”, finaliza.

Bolsonaro voltará à Bahia pela segunda vez em pouco mais de um mês

  • por Bruno Luiz
  • 18 Out 2020
  • 13:51h

Presidente veio ao estado no início de setembro | Foto: Alan Santos/ PR

O presidente Jair Bolsonaro deve voltar à Bahia entre o fim de outubro e o início de novembro para inauguração do trecho 4 das obras de duplicação da BR-135. A cerimônia acontecerá no município de São Félix do Coribe, no oeste baiano.

A volta do presidente ao estado deve ser oficialmente confirmada pelo Palácio do Planalto no fim deste mês. A previsão é de que a agenda aconteça entre os dias 30 de outubro e 6 de novembro, segundo o deputado federal José Rocha (PL-BA), aliado do presidente, afirmou ao Bahia Notícias.

Esta é a terceira de Bolsonaro à Bahia em pouco mais de três meses. No fim de julho, o presidente participou da inauguração de um sistema de abastecimento no município de Campo Alegre de Lourdes, no norte do estado. Depois, em 11 de setembro, assinou, em São Desidério, no oeste baiano, termo de compromisso e parceria entre a Construtora Engenharia, Construções e Ferrovias S/A (Valec) e o Exército Brasileiro, para construção de um trecho de 18 km da ferrovia de Integração Oeste Leste (Fiol).

Autor de novela da Globo feita em Salvador admite erro por elenco com poucos negros

  • por Júnior Moreira Bordalo
  • 18 Out 2020
  • 13:35h

Foto: Reprodução / Globo

O autor da Globo João Emanuel Carneiro foi o convidado do programa Conversa com Bial, da madrugada deste sábado (17) e falou sobre sua trajetória na televisão. Responsável por sucessos como Da Cor do Pecado, A Favorita e Avenida Brasil, ele relembrou a polêmica envolvendo Segundo Sol, em 2018, pela falta de representação negra no elenco mesmo a novela sendo ambientada aqui em Salvador.

Na época da exibição do folhetim, o Ministério Público do Trabalho da Bahia notificou a Globo pela escolhas equivocadas. "Você achou saudável?", perguntou o jornalista Pedro Bial para o escritor sobre a notificação.

"Eu acho que tá certo. Tem que dar voz aos negros, fazer a novela com mais atores negros. E nesse evento aí, nessa ocasião do Ministério Público no Segundo Sol, eu aprendi. Acho que foi uma lição pra mim. Eu penso em fazer novelas diferentes também", admitiu.

O autor poderá ser visto em trama inédita apenas em 2022 com Olho por Olho. No papo, confessou que já tem 20 capítulos prontos e que a protagonista - que será vivida por Letícia Colin - será uma jovem cega e que temas como ajuste de contas e desejo de vingança farão parte da atração. A vilã será feita por Glória Pires e ele revelou ser um sonho antigo trabalhar com a veterana. Suzy Rêgo, Tony Ramos e Tonico Pereira também estão reservados.

Livro relata que Mandetta falou em usar ‘trezoitão’ contra filhos de Bolsonaro

  • Redação
  • 17 Out 2020
  • 13:33h

Autor da publicação diz que comentário foi feito durante um desabafo do hoje ex-ministro da Saúde | Foto: Agência Brasil

Na véspera de sua demissão, o então ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta fez um desabafo e deixou escapar que gostaria de atirar nos filhos do presidente Jair Bolsonaro (sem partido). É o que relata trecho de “Guerra à Saúde” (LeYa), livro de Ugo Braga, diretor de Comunicação da pasta à época da gestão de Mandetta. Segundo a colunista, a obra descreve com detalhes reuniões, ligações telefônicas e incêndios apagados pela comunicação da pasta durante a fritura do ex-ministro por Bolsonaro. “O presidente é bom, é bem-intencionado. O problema é aqueles filhos dele, que ficam o dia inteiro xingando nas redes sociais. Sorte que eu não mexo com essas coisas…”, teria dito Mandetta em 15 de abril deste ano, um dia antes de ser exonerado. “Minha vontade é pegar um trezoitão e cravar neles. Pelo menos passava a minha raiva.” De acordo com a colunista da Folha, o ex-ministro diz não se lembrar dos fatos narrados. E afirma que, em meio à epidemia, os filhos do presidente não faziam parte de suas principais preocupações Em pré-venda, Guerra à Saúde será lançado em 10 de novembro.

Prazo de inscrição para receber recursos da Lei Aldir Blanc é prorrogado em Salvador

  • Informações do G1/BA
  • 16 Out 2020
  • 10:44h

Prazo de inscrição para receber recursos da Lei Aldir Blanc é prorrogado | foto: Divulgação

A Fundação Gregório de Mattos (FGM) estendeu o prazo de inscrição para receber os recursos da Lei Aldir Blanc até a próxima segunda-feira (19).  A Lei de Emergência Cultural vai atender espaços artísticos e culturais, micro e pequenas empresas, cooperativas, instituições e organizações culturais comunitárias que tiveram as atividades interrompidas por conta da pandemia. Ao todo serão investidos R$ 9,5 milhões. No total, 559 beneficiados vão receber duas parcelas de R$ 5 mil, e outros 200 grupos vão receber duas parcelas de R$ 10 mil. Nos dois casos, haverá cota de 30% para requerentes com autodeclarações de negros e negras.

PF apreende dinheiro entre as nádegas de vice-líder do governo Bolsonaro em operação

  • Marcelo Rocha | Folhapress
  • 15 Out 2020
  • 07:54h

(Senado/ reprodução)

Em operação realizada nesta quarta-feira (14) em Roraima contra o desvio de recursos públicos para o enfrentamento à Covid-19, a Polícia Federal apreendeu dinheiro vivo dentro da cueca do vice-líder do governo Bolsonaro no Senado, Chico Rodrigues (DEM-RR).

Parte das notas, de acordo com investigadores envolvidos no caso, estavam entre as nádegas de Rodrigues. Cerca de R$ 30 mil foram encontrados na casa do parlamentar.

O representante do DEM no Senado disse, em nota, que confia na justiça e que irá provar que não tem envolvimento com qualquer ato ilícito.

Deflagrada pela PF e pela CGU (Controladoria Geral da União), a Operação Desvid-19 tinha o objetivo de coletar informações sobre o desvio de recursos públicos oriundos de emendas parlamentares. Cada congressista tem direito a R$ 15 milhões por ano em emendas ao Orçamento da União.

Os valores eram destinados ao combate à pandemia da Covid-19, recursos administrados pela Secretaria de Saúde de Roraima.

Foram cumpridos sete mandados de busca e apreensão em Boa Vista, expedidos pelo ministro Roberto Barroso, relator da investigação no STF (Supremo Tribunal Federal). Rodrigues foi um dos alvos.

A reportagem ligou para o senador, mas não conseguiu contato. Em um comunicado que fez sobre o caso, o senador disse acreditar "na justiça dos homens e na Justiça Divina".

"Estou tranquilo com o fato ocorrido hoje em minha residência em Boa Vista, capital de Roraima. A Polícia Federal cumpriu sua parte em fazer buscas em uma investigação na qual meu nome foi citado", afirmou Rodrigues.

Ele disse que teve o "lar invadido" pelos investigadores, por apenas ter feito o trabalho como parlamentar, levando recursos para o combate à Covid-19 na saúde do estado.

"Tenho um passado limpo e uma vida decente. Nunca me envolvi em escândalos de nenhum porte. Se houve processos contra minha pessoa no passado, foram provados na justiça que sou inocente", acrescentou.

"Na vida pública é assim, e, ao logo dos meus 30 anos dentro da política, conheci muita gente mal intencionada com o intuito de macular minha imagem, ainda mais em um período eleitoral conturbado, como está sendo o pleito em nossa capital".

O parlamentar disse ainda que não trabalha no Executivo, não é ordenador de despesas e, como legislador, faz a parte dele, "trazendo recursos para que Roraima se desenvolva. Que a justiça seja feita e que, se houver algum culpado, que seja punido nos rigores da lei".

Incrível: botijão jogado da janela de prédio de luxo mata vendedor de frutas na calçada; veja vídeo

  • MS
  • 13 Out 2020
  • 08:42h

Botijão de gás atirado do alto de prédio em Copacabana mata uma pessoa - Foto: Reprodução/TV Globo

Um homem morreu após ser atingido por um botijão de gás arremessado da janela do último andar de um prédio na Rua Aires Saldanha, em Copacabana, na Zona Sul do Rio de Janeiro, na tarde desta 2ª-feira (12.out.2020).

O suspeito de atirar o botijão foi preso por policiais militares e levado para a 13ª DP (Ipanema). Em seguida, ele foi levado para a Delegacia de Homicídios da Capital (DHC), que está investigando o caso.

O RJ2 informou que o suspeito foi identificado como Venilson da Silva Sousa, de 32 anos, e que, de acordo com a família, ele teria problemas mentais, estaria passando por tratamento psicológico e já havia tido outros surtos semelhantes anteriormente.

Testemunhas informaram ao DIA que a vítima trabalhava nas ruas vendendo frutas e seria moradora do Pavão-Pavãozinho, mas ainda não há confirmação da polícia. 'Tronco', como era conhecido em Copacabana, estaria sentado ao lado de uma banca de jornal, em frente à saída dos fundos do edifício quando foi atingido na cabeça pelo botijão de gás.

Vídeo que circula nas redes sociais mostram a vítima morta caída em solo. As imagens são fortes: 

Brasil tem 30 mil crianças acolhidas e 5 mil aptas para adoção

  • Jonas Valente | AB
  • 12 Out 2020
  • 09:48h

Dados são do Conselho Nacional de Justiça | Foto: Reprodução/Freepik

O Brasil tem 30.967 crianças acolhidas em unidades como abrigos e 5.154 aptas para serem adotadas. Os dados são do Sistema Nacional de Adoção e Acolhimento (SNA) do Conselho Nacional de Justiça.

Nesta segunda-feira (12) é comemorado o Dia da Criança, data em que são destacados temas relacionados a essa faixa etária. Meninos e meninas em acolhimento se encontram em condição delicada. Essa medida é aplicada pela Justiça quando há situações de abandono, maus-tratos, negligência ou risco.

Contudo, esse apoio é temporário e tem o prazo máximo de 18 meses. A criança pode ter a solução da situação com reintegração familiar ou a adoção. Há 4.533 unidades de acolhimento no Brasil.

Números
Do total de meninos e meninas acolhidos, 7.997 têm até 6 anos. A maioria dos abrigados é de adolescentes: são 5.886 com 12 a 15 anos e 8.634 com mais de 15 anos. A distribuição por gênero é similar, com 50,7% de meninos e 49,3% de meninas.

Conforme o painel de informações do SNA, a lista dos estados com mais crianças aptas para adoção começa por São Paulo (1.075), seguida de Minas Gerais (677), Rio Grande do Sul (648), Paraná (519) e Rio de Janeiro (493). Ainda de acordo com o sistema do CNJ, há 3.702 crianças em processo de adoção e 36.155 pretendentes disponíveis.

Processo de adoção
Em fevereiro, a Agência Brasil publicou uma matéria explicativa mostrando como são os procedimentos para adoção no Brasil. Há uma série de requisitos estabelecidos pela legislação para que pessoas e ou casais se candidatem ao processo.

O primeiro passo para quem quer adotar é procurar a Vara de Infância e Juventude (VIJ) da sua região. Lá, a pessoa obterá informações específicas sobre o processo e receberá uma lista de documentos pessoais a serem apresentados – como cópia do CPF, identidade, certidão de casamento ou união estável (se for o caso) – comprovante de residência, comprovante de bons antecedentes criminais e atestado de saúde física e mental.

Após protocolar a inscrição, a pessoa – ou casal – deve participar de um curso de preparação psicossocial e jurídica voltada para adoção. Nesse curso, os candidatos a adotantes adquirem uma noção mais ampla da importância da preparação emocional de toda a família e de todas as mudanças que virão com a chegada de um novo integrante.

Do time de Brow, Kauê Penna confirma favoritismo e vence 5ª edição do The Voice Kids

  • por Júnior Moreira Bordalo
  • 11 Out 2020
  • 17:11h

Foto: Reprodução / Globo

O cantor Kauê Penna, de 14 anos, confirmou o favoritismo e venceu a quinta edição do The Voice Kids, da Globo, neste domingo (11). Com 50,5% dos votos populares, ele é o primeiro campeão do time de Carlinhos Brown na atração infantil. Além de superar Maria Eduarda Ribeiro (time Claudia Leitte / Mumuzinho), 14, e Paulo Gomiz (time Simone e Simaria), 14, conquistou um contrato com a Universal Music e o prêmio de R$ 250 mil.

 Kauê abriu o programa cantando "Nada mais (lately)" de Stevie Wonder, e, numa segunda apresentação, interpretou "Pra sempre vou te amar (Forever by your side)". Antes do resultado, o jovem se declarou para a mãe. "Ela é minha base, quero muito agradecer a ela". Nesta final, os competidores voltaram aos estúdios Globo após três semanas de apresentações remotas por conta da pandemia da Covid-19. Só a técnica Simone, que está grávida, permaneceu de casa. 

 Desde as audições às cegas quando cantou "Run To You" de Whitney Houston, ele passou a ser apontado como farovito nas redes sociais. Contudo, durante a parada do programa por conta do coronavírus, o cantor - que está na adolescência -começou a passar por processo de mudança de voz, que ficou evidente em algumas limitações nas suas mais recentes apresentações. Ainda assim, foi consagrado pelo público de casa como o grande vencedor. 

 Vale destacar que a versão adulta do programa já estreia na próxima quinta-feira (15), com apresentação de Tiago Leifert e Jeniffer Nascimento. Já os técnicos serão Carlinhos Brown, que retorna no lugar de Ivete Sangalo, Lulu Santos, Michel Teló e Iza. O programa irá ao ar nas noites das terças e das quintas-feiras na Globo com reprise nas quartas e sextas-feiras no Multishow. 

Brasil acumula débitos junto à OMS e pode perder direito de voto

  • 11 Out 2020
  • 11:38h

Foto: Reprodução

As contas de 2019 e 2020 do Brasil com a Organização Mundial de Saúde continuam em aberto, de acordo com documentos avaliados pela coluna de Jamil Chade, do UOL. Segundo a publicação, Em 2019, o Brasil depositou à organização mundial apenas o referente ao ano de 2018.

Hoje, o governo acumula a segunda maior dívida na entidade, em cerca de US$ 32 milhões. O valor representa mais de 10% do buraco de US$ 310 milhões que enfrenta o orçamento regular da OMS, num momento crítico de sua atuação no mundo.

À reportagem o  Ministério da Economia, responsável por fazer os pagamentos, explicou que o governo "trabalha com vistas a compatibilizar o imperativo do ajuste fiscal com obrigações assumidas pelo país junto a organismos internacionais". 

"Nos últimos anos, as leis orçamentárias anuais não lograram contemplar a integralidade dos compromissos junto às mais de 100 instituições internacionais a que o Brasil é associado", admitiu a pasta. 

Atualmente, apenas os EUA possui uma dívida superior à do Brasil. Pelos dados das planilhas da agência de saúde, o governo americano deve US$ 200 milhões. As contribuições de governos não são voluntárias. Quando um país adere à entidade, passa a ter de pagar uma contribuição anual, com base no tamanho de sua economia e renda. A regra estabelece que, se um pagamento não for feito por mais de dois anos, o governo perde o poder de voto nas decisões da OMS.

Conforme levantado pela coluna, a  crise financeira envolvendo o Brasil nas instituições internacionais não é nova. Sob o governo de Dilma Rousseff (PT), parte dos pagamentos foram interrompidos, gerando um profundo mal-estar entre diplomatas brasileiros e os organismos da ONU (Organização das Nações Unidas). 

Durante os meses do governo de Michel Temer (MDB), alguns desses atrasos foram quitados. Mas a dívida bateu novos recordes sob o governo de Jair Bolsonaro (sem partido), superando os valores do governo Dilma. 

Agora, a ausência de pagamentos por parte do Brasil à OMS coincide com um momento de críticas do Planalto e do Itamaraty contra a instituição. Adotando a mesma estratégia de Donald Trump, Bolsonaro ensaiou colocar a agência como a responsável pela crise internacional. Ao longo dos meses, discursos da diplomacia brasileira passaram a pedir uma entidade mais forte e capaz de dar respostas à pandemia. Mas em nenhum momento o Itamaraty revelou que não havia repassado sequer um centavo para que a OMS possa trabalhar.

Mega-Sena pode pagar neste sábado (10) prêmio de R$ 3 milhões

  • Redação
  • 10 Out 2020
  • 14:11h

Apostas podem ser feitas até as 19h pela internet ou lotéricas | Foto: Reprodução

O apostador que acertar as seis dezenas do concurso 2.307 da Mega-Sena neste sábado poderá levar o prêmio de R$ 3 milhões. As seis dezenas do concurso serão sorteadas a partir das 20h (horário de Brasília), no Espaço Loterias Caixa, localizado no Terminal Rodoviário Tietê, na cidade de São Paulo. As apostas podem ser feitas até as 19h nas lotéricas de todo o país credenciadas pela Caixa, pelo portal Loterias Caixa e pelo App Loterias Caixa, disponível para usuários da plataforma iOS. Os clientes com acesso ao Internet Banking Caixa podem fazer as apostas pelo computador, tablet ou smartphone. O volante, com seis dezenas marcadas, custa R$ 4,50.

PRF inicia Operação Nossa Senhora Aparecida nas rodovias

  • Agência Brasil
  • 10 Out 2020
  • 09:17h

Fiscalização nas estradas vai até a noite de segunda-feira| Foto: Nucom/PRF

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) abriu, nesta sexta-feira (9) a Operação Nossa Senhora Aparecida nas estradas e rodovias sob controle do governo federal em todo o país. A ação permanecerá até a noite de segunda-feira (12).

A maior movimentação nas estradas estava prevista para o fim da tarde e início da noite de hoje e a manhã de sábado (10), quando as pessoas se deslocam para os locais de permanência no feriado, e na tarde e noite de segunda-feira, quando a maioria volta para casa.

Em razão disso, veículos com excesso de peso não poderiam trafegar pelas pistas simples entre as 16h e as 22h desta sexta-feira e as 6h e as 12h de sábado e das 16h às 22h na segunda-feira.

As equipes da PRF estão em campo para intensificar a fiscalização de desrespeito às normas de trânsito rodovias federais. De acordo com a corporação, o foco será em irregularidades como velocidade acima do permitido, embriaguez ao volante e ultrapassagens em desacordo com as regras. Também será dada atenção para o transporte de crianças.

Recomendações

Como em outros feriados com grande movimentação nas estradas, a PRF recomenda medidas para evitar qualquer tipo de problema durante a viagem, entre as quais o respeito às leis de trânsito, especialmente em relação aos limites de velocidade e à proibição de dirigir depois de consumir bebidas alcoólicas.

Para além da conduta ao volante, é importante cuidar do carro. Antes de pegar a estrada, é importante fazer uma revisão, checar o estado dos pneus e a calibragem, o nível de óleo no motor e a sinalização do carro.

A corporação sugere que os motoristas evitem os horários de pico, quando a movimento nas pistas é maior e o risco de acidentes cresce. Em viagens mais longas, é importante evitar dirigir cansado e parar a cada três ou quatro horas.

Banco Mundial melhora projeção para PIB do Brasil para queda de 5,4% em 2020

  • por Folhapress
  • 09 Out 2020
  • 15:39h

Foto: Reprodução / Agência Brasil

O Banco Mundial revisou nesta sexta-feira (9) sua estimativa para o desempenho do PIB (Produto Interno Bruto) brasileiro em 2020, para queda de 5,4%, ante projeção anterior de um tombo de 8%, feita em junho.
A instituição é mais uma a melhorar sua estimativa para o PIB brasileiro, que passa por uma onda de revisões favoráveis, em meio à recuperação mais rápida do que o esperado da economia, puxada pelos efeitos positivos do auxílio emergencial sobre o consumo.
Para 2021, a expectativa também melhorou, para um crescimento de 3% da economia no próximo ano, ante alta de 2,2% esperada anteriormente.

O banco apresentou também pela primeira vez sua previsão para 2022, que é de um avanço de 2,5% do PIB brasileiro, representando, portanto, uma desaceleração em relação ao ano anterior.
Para a América Latina e Caribe (exceto Venezuela), a projeção da instituição financeira piorou para este ano, para queda de 7,9%, maior do que o recuo de 7,2% esperado em junho.
Por outro lado, a projeção de crescimento para 2021 melhorou para a região, para alta de 4%, acima da projeção de avanço de 2,8% feita em junho.

As estimativas para 2020 pioraram para países como Argentina (-12,3%, de -7,3% anteriormente), Bolívia (-7,3%, de -5,9%), Chile (-6,3%, de -4,3%), Colômbia (-7,2%, de -4,9%), México (-10%, de -7,5%), Paraguai (-3,2%, de -2,8%) e Uruguai (-4%, de -3,7%).

"Os países na região estão sofrendo com a redução na demanda externa, maior incerteza econômica, o colapso no setor de turismo e as consequências de meses em confinamento para tentar conter a propagação da doença", observa a equipe do Banco Mundial, em relatório.

Os níveis da dívida pública na região aumentaram bruscamente, à medida em que os governos aumentaram suas despesas para enfrentar a crise. "Os auxílios emergenciais podem continuar a ser necessários no momento, mas os países terão que encontrar maneiras de voltar ao equilíbrio fiscal", afirma a instituição.

O Banco Mundial destaca ainda que o impacto das medidas de confinamento foi sentido de maneira desproporcional nas famílias que dependem de trabalhos informais.

Em resposta, a instituição defende medidas de incentivo à formalização e a importância de registros abrangentes para facilitar transferências sociais entre os que vivem "da mão pra boca", nas palavras do banco.

A instituição financeira destaca que os pacotes de estímulo dos governos da região foram robustos, apesar das limitações fiscais, com muito dos recursos destinados às transferências sociais. "O efeito multiplicador dessas transferências na atividade econômica é significativo."

O Banco Mundial avalia que, com a expectativa de continuação da pandemia por um período prolongado, os sistemas de saúde da região devem considerar fazer reformas para melhorar sua efetividade e reduzir custos.

"Reorientar impostos e despesas públicas de forma a apoiar a criação de empregos, a prestação de serviços e o desenvolvimento da infraestrutura é necessário para colocar a região de volta no trilho do crescimento inclusivo e sustentável", conclui o banco.

Em setembro, a OCDE (Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico) também revisou sua projeção para a contração da economia brasileira em 2020 de 7,4% para 6,5%.

As projeções de mercado coletadas pelo Banco Central na pesquisa Focus para o PIB (Produto Interno Bruto) neste ano chegaram a uma queda de 6,6% ao fim de junho. Desde então, foram melhorando e, na última segunda-feira (5), estavam em -5,02%.

O próprio BC revisou sua projeção para 2020 de -6,4% (junho) para -5,0% (setembro).

CONTINUE LENDO