BUSCA PELA CATEGORIA "Brasil"

Mãe de grávida morta por patrões diz que filha foi estuprada e vivia em cárcere

  • G1
  • 20 Ago 2018
  • 14:59h

Atyla Arruda Barbosa, de 20 anos, morreu afogada em praia de Mongaguá (SP) (Foto: Arquivo Pessoal)

A auxiliar de serviços gerais Selmair Arruda de Moraes, de 44 anos, mãe da técnica em segurança Atyla Arruda Barbosa, de 20 anos, afirma que a filha, antes de ser morta, foi estuprada e mantida em cárcere privado na casa dos patrões, um casal, em Itanhaém, no litoral de São Paulo. Os dois foram presos pela polícia suspeitos de matarem a garota para ficar com o seguro de vida dela. A polícia acreditava que Atyla, a princípio, havia sido vítima de afogamento em junho, em uma praia de Mongaguá, cidade vizinha. Os investigadores da Polícia Civil, entretanto, descobriram que a jovem foi morta propositalmente para que o casal pudesse receber R$ 260 mil de indenização de um seguro de vida feito em nome dela, que estava grávida. Para a polícia, o patrão é o pai da criança e o próprio assassino: um homem de 47 anos, que teria cometido o crime com o consentimento da esposa, de 41. De acordo com os investigadores, ambos, na verdade, exploravam a garota, mas se apresentaram aos policiais como padrinhos dela, reafirmaram o acidente no mar e alegaram cuidar de Atyla desde janeiro. Selmair contou  que a filha saiu de casa, em Aparecida de Goiânia (GO), em busca de uma oportunidade de emprego. Por intermédio de uma amiga, a técnica soube de uma vaga de trabalho em uma transportadora, no litoral paulista, oferecida pelo casal. Os dois também possibilitariam um lugar para que ela pudesse morar.A mãe explica que não queria que a Atyla fosse para Itanhaém, mas a filha insistiu em querer trabalhar para poder ajudar a família. "Ela ficou muito depressiva e triste depois que a gente perdeu tudo, financeiramente falando. Ela falava: ‘mamãe, eu vou, sim, porque quero ajudar a senhora'", lembra a auxiliar de serviços gerais.

Deivison Kellrs, vocalista da banda Torpedo, morre aos 30 anos

  • 20 Ago 2018
  • 06:52h

Deivison Kellrs era vocalista da banda Torpedo desde 2012 (Foto: Reprodução/TV Globo)

Faleceu neste domingo (19) o cantor de brega Deivison Kellrs, de 30 anos, conhecido por fazer parte da Banda Torpedo. A informação foi confirmada pela assessoria do grupo, que apontou que Deivison estava internado desde o dia 4 de agosto devido a um câncer no fígado. Ainda segundo a assessoria da banda, neste domingo (19), o cantor teve uma diminuição dos batimentos cardíacos e as equipes médicas não conseguiram reanimá-lo. Até a última atualização desta matéria, ainda não havia definição de velório ou enterro do cantor. Nascido em 21 de abril de 1988, Deivison havia trabalhado como garçom antes de entrar para o mundo da música. Depois de passar por algumas bandas de brega, entrou na Torpedo em 2012. Relembre seus principais sucessos de 'Como a culpa é minha' a 'Fase ruim'. Após de receber o diagnóstico de câncer, o cantor recebeu o apoio de outros artistas pernambucanos, que fizeram shows beneficentes para ajudar a pagar o tratamento.Ao longo dos últimos meses, os fãs vinham se referindo a Kellrs frequentemente como "guerreiro". Cada postagem nas redes sociais recebia milhares de interações - apenas no Instagram, o cantor de brega tinha quase 600 mil seguidores.

Após ataques de brasileiros, 1,2 mil venezuelanos deixaram o país, diz Exército

  • 19 Ago 2018
  • 16:02h

Família de venezuelanos teve documentos, roupas e o barraco onde moravam destruídos por brasileiros (Foto: Inaê Brandão/G1 RR)

Cerca de 1,2 mil venezuelanos deixaram o Brasil após os ataques de brasileiros ocorridos neste sábado em Pacaraima (RR), disse neste domingo (19) o coronel do Exército Hilel Zanatta, que comanda a operação de atendimento aos estrangeiros. Segundo Zanatta, parte dos imigrantes estava no centro de triagem dos imigrantes que chegam ao país. O órgão chegou a suspender os atendimentos no sábado. A fronteira, por onde passam cerca de 500 estrangeiros por dia, permanece aberta, mas o fluxo de imigrantes caiu pela metade, afirmou Zanatta.Pacaraima, a 215 km de Boa Vista, é a principal porta de entrada dos venezuelanos no Brasil. Segundo a prefeitura, cerca de 1,5 mil imigrantes viviam nas ruas da cidade antes do tumulto – o número equivale a 10% da população local. Neste domingo, o município, que costuma ser movimentado mesmo aos fins de semana, está pacato.

Casal é suspeito de afogar afilhada para ganhar R$ 260 mil

  • G1
  • 19 Ago 2018
  • 09:02h

Atyla Arruda Barbosa, de 20 anos, foi achada morta em praia de Mongaguá (SP) (Foto: Arquivo Pessoal)

Um casal foi preso por suspeita de matar a afilhada Atyla Arruda Barbosa, de 20 anos, em Mongaguá, no litoral de São Paulo. A princípio ela tinha sido vítima de afogamento no mar, mas a Polícia Civil descobriu que os dois queriam, na verdade, o seguro de vida dela, estimado em R$ 260 mil. Segundo informações da Secretaria de Segurança Pública (SSP), o corpo de Atyla foi achado por equipes do Corpo de Bombeiros em uma praia do município, com sinais de afogamento, em julho. Ele foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) e, em paralelo, uma investigação foi aberta pela Polícia Civil. Após apuração, os investigadores verificaram que a jovem morava fora da região e decidiu viver com os supostos padrinhos, uma mulher de 41 anos e um homem, de 47, no primeiro semestre, em busca de novas oportunidades. A madrinha, entretanto, era a única beneficiária de um seguro feito para Atyla. Para polícia, a jovem foi propositalmente morta no mar, pelo próprio padrinho, em meio a um denso nevoeiro, para que o casal pudesse ficar com o valor da indenização, paga em caso de acidentes. Eles simularam que a afilhada tivesse se afogado para encobrir, então, o homicídio. Na tarde de sexta-feira (17), porém, após ter o pedido de prisão preventiva acatada pela Justiça, os policiais civis detiveram os suspeitos na casa em que moravam, na cidade vizinha, em Itanhaém. No local, segundo a SSP, foram achados vários documentos, livros e um punhal. O comportamento do casal, que identifica a jovem como afilhada, foi determinante para o pedido de prisão temporária. Os dois, cujos nomes não foram informados, foram levados para a Delegacia Sede da cidade e, em seguida, para a Cadeia Pública. O caso segue em investigação.

Lutador de MMA é preso suspeito de matar o filho de 1 ano e 6 meses por espancamento

  • G1
  • 19 Ago 2018
  • 08:03h

"Joel Tigre" em luta de MMA em (Foto: Facebook / Reprodução )

O homem suspeito de matar o filho de 1 ano e 6 meses em Dourados, a 230 km de Campo Grande, é conhecido nos octógonos como ‘Joel Tigre’. Esse é nome que Joel Rodrigo Ávalo Santos, de 24 anos, usa para lutar MMA. Joel começou a carreira em 2011, no currículo tem 10 vitórias em 14 lutas. Ele se preparava para uma competição que está marcada para o mês de novembro, em Dourados. O lutador treinava para perder 15 kg, e com isso, se enquadrar na categoria dele, que é de 70 kg. Joel Rodrigo Ávalo Santos, de 24 anos, e a madrasta, Jéssica Leite Ribeiro, de 21 anos, foram presos nessa quinta-feira (16), suspeitos pelo crime. Horas antes, socorristas foram chamados para atender o menino que estaria engasgando e constataram indícios de agressão. O bebê estava no local há 9 dias. A morte ocorreu durante a manhã. À tarde, houve o flagrante. Na delegacia, a mãe do bebê disse que nunca percebeu comportamento estranho, e que neste momento, quer apenas justiça: “Eu espero que pague, porque, é uma criança. Eu nunca esperava estar aqui”. Ela contou à polícia que tem medidas protetivas contra o ex-companheiro e a mulher dele, por agressão. Agressões na cabeça, pescoço e pancadas nas costas, causaram dilaceração no fígado e morte do menino. É o que apontou a perícia, após análise no corpo do bebê, segundo afirmou ao G1 o delegado Marcelo Damaceno, titular da 2ª Delegacia de Polícia de Dourados.

Venezuelanos e brasileiros se confrontam nas ruas de cidade de Roraima

  • Notícias ao Minuto
  • 19 Ago 2018
  • 07:07h

Pacaraima se transformou em uma zona de conflito entre brasileiros e venezuelanos neste sábado (18), com pedradas, ataques com bombas de gás improvisadas, incineração de pertences de refugiados e vandalização de carros dos moradores locais. Grupos de brasileiros estão perseguindo refugiados venezuelanos que vivem na cidade de Roraima e queimando seus pertences após um comerciante local ser surrado em uma tentativa de assalto na véspera. Agredidos com pedaços de pau, os refugiados foram expulsos das tendas que ocupavam na região na fronteira do Brasil com a Venezuela. As autoridades brasileiras no local não intervieram. O Exército, que está em missão humanitária na cidade, informou que não iria agir, mas repudiou, em nota "atos de vandalismo e violência contra qualquer cidadão, independentemente de sua nacionalidade".

Brasil: Por mensagem, marido convida amigo para churrasco após matar esposa

  • G1
  • 18 Ago 2018
  • 09:07h

Marcelo Kroin foi preso por morte de Andrea Araújo (Foto: Reprodução/Facebook)

Em mensagens de texto trocadas com um amigo, Marcelo Kroin, de 38 anos, preso suspeito de matar a mulher grávida, Andreia Campos Araújo, de 29 anos, convida um amigo para "assar uma carne" após o assassinato em Jaraguá do Sul, no Norte catarinense. Com o material solicitado da perícia, a 4ª Promotoria de Justiça pretende denunciar o suspeito, que está preso, por feminicídio no início da próxima semana. Andreia foi encontrada morta, enrolada em um cobertor dentro de carro estacionado na garagem da casa dela, em 5 de agosto. O marido foi preso em flagrante após confessar a autoria do crime à polícia. Ainda nas mensagens, trocadas em conversas por WhatsApp, entre 10h e 18h do dia do crime, Marcelo relata estar "encrencado" para o amigo e não saber o que fazer. "Briga com a mulher e tu nem imagina a m* que fiz", diz o marido em um dos trechos. Na sequência, além de convidar para um churrasco, Marcelo diz "tem um traz pra relaxar" para o amigo. O promotor Marcio Cota afirma que ainda não analisou todas as informações recebidas, mas que o trecho demonstra o perfil do suspeito. "Mostra um pouco da frieza dele, da personalidade", disse o Cota. Até esta sexta-feira, conforme o promotor, o laudo da gravidez de Andreia, que a própria família e o suspeito afirmaram estar grávida de três meses, não havia sido recebido pela promotoria. "Tudo se encaminha para uma denúncia de homicídio qualificado (feminicídio e asfixia), agravado pelo fato dela estar grávida (se o exame confirmar)", explicou Cota.

PCC paga até R$ 50 mil a policiais como garantia de funcionamento de pontos de drogas

  • EBC
  • 17 Ago 2018
  • 19:03h

(Foto: Reprodução)

Um inquérito da Polícia Civil de São Paulo constatou que criminosos com alto poder de decisão dentro do PCC (Primeiro Comando da Capital) pagam, de forma recorrente, propinas a policiais civis e militares. De acordo com a Folha, um dos chefes da facção criminosa teria desembolsado R$ 50 mil para evitar que fosse preso. O pagamento é feito como garantia de funcionamento de pontos de venda de drogas, aponta a investigação que foi base da Operação Echelon, do Ministério Público paulista. Segundo o relatório, "a manutenção da organização criminosa, nesse patamar de expansão, somente se sustenta com a cooptação de agentes do estado corruptos". Conforme a polícia, o suborno de agentes do estado faz parte da engrenagem que colabora para o funcionamento do tráfico de drogas e armas do grupo criminoso, além de facilitar que as ordens da cúpula do PCC, detida no presídio de Presidente Venceslau (SP), sejam executadas nas ruas pelos chamados "soldados", os integrantes de baixo escalão.

Simaria cai no palco durante show e faz desabafo

  • 17 Ago 2018
  • 14:04h

Simaria caiu no palco durante apresentação na Festa do Peão de Piracicaba (Foto: João Alvarenga/Arquivo pessoal)

A cantora Simaria, da dupla sertaneja Simone e Simaria, caiu no palco durante show nesta quinta-feira (16) na Festa do Peão de Piracicaba (SP). Ela tropeçou em um cabo quando ia trocar de roupa e machucou o joelho. Um vídeo registrado durante a apresentação mostra ela chamando a atenção da produção da dupla após a queda. Depois, ela conversa com o público explicando a situação e fala sobre o tratamento que está fazendo contra uma tuberculose ganglionar: "mesmo estando destroçada por dentro, o que eu faço é sorrir pra vocês." A queda acontece enquanto Simaria deixava o palco para trocar de roupa durante a apresentação. O backing vocal do espetáculo cantava no momento. O vídeo registra Simaria questionando a produção, aparentemente brava, após o ocorrido. Em seguida, ela pega o microfone e brinca com o público."Agora, eu levanto no glamour, mas o joelho está todo [machucado]. Olha aqui gente", diz ela, apontando para as pernas.Simaria começa então a falar sobre o tratamento da doença, uma tuberculose ganglionar, em que foi diagnosticada há pouco mais de quatro meses. As cantoras voltaram aos palcos para se apresentar juntas há uma semana. 

Bebê sofre queimadura no rosto dentro de sala de cirurgia após explosão de equipamento

  • 17 Ago 2018
  • 08:01h

Menina teve queimaduras e está internada no João XXIII, em Belo Horizonte (Foto: Arquivo pessoal)

Um aparelho explodiu e um bebê de 1 ano sofreu queimaduras no rosto durante cirurgia no Hospital da Baleia, na Região Leste de Belo Horizonte. Avó da criança, Rosemary de Andrade Martins contou que a menina estava na unidade para a retirada de um cisto perto do olho. O incidente aconteceu dia 10, e a garota foi transferida para o Hospital João XXIII, onde chegou a ficar no Centro de Tratamento Intensivo (CTI). A família procurou a polícia e, conforme registrado no boletim de ocorrência, um representante do Hospital da Baleia alegou que durante o procedimento foi usado um equipamento chamado "cautério elétrico" e que ocorreu uma explosão e início de incêndio. O representante informou que será instaurada uma sindicância interna para apurar o ocorrido. Em nota encaminhada ao G1 nesta quinta-feira (16), o hospital informou que uma perícia não encontrou falhas no equipamento e que as causas ainda estão sendo investigadas. “Nós achamos que o prédio estava caindo. O terceiro andar chegou a balançar. O prédio balançou”, contou Rosemary ao G1 nesta quinta-feira (16). Segundo Rosemary, a neta estava na enfermaria do Hospital João XXIII nesta manhã. Segundo o Hospital da Baleia, não houve explosão ou abalo no prédio, conforme disse a avó da criança.

Brasil: Criança de 2 anos cai sobre copo de vidro e morre

  • G1
  • 16 Ago 2018
  • 15:07h

Criança de 2 anos teve perfuração no coração e morreu ao ser transferido, segundo a Prefeitura de Conquista d'Oeste (Foto: Divulgação)

Um menino de 2 anos morreu na terça-feira (14) no município de Conquista d'Oeste, a 571 km de Cuiabá, depois de cair em um copo e ter o tórax perfurado pelos cacos de vidro. A criança chegou a ser transferida para uma unidade hospitalar em Pontes e Lacerda, a 483 km da capital, mas morreu no caminho. Segundo o secretário de saúde de Conquista d'Oeste, a mãe da criança procurou um Posto de Saúde da Família (PSF) relatando o acidente doméstico. À equipe de saúde, a mãe – que é manicure, contou que estava em casa com uma cliente quando o filho pediu água. Ela atendeu o pedido do filho e serviu água para ele em um copo de vidro. Depois disso, guardou o objeto na pia e voltou a trabalhar. Momento depois, ela escutou um barulho e, ao verificar, notou o filho ferido no chão. A suspeita é que a criança tenha subido em algum móvel e alcançado o copo. Com ajuda de vizinhos, ela levou a criança até o PSF, que prestou os primeiros socorros. Por causa da gravidade, o menino foi encaminhado para Pontes e Lacerda. A criança, entretanto, morreu antes de chegar na outra unidade.De acordo com a prefeitura, o menino teve uma perfuração no coração.

60% das crianças e adolescentes são pobres no Brasil, diz Unicef

  • Uol
  • 16 Ago 2018
  • 07:04h

(Foto: Reprodução)

Seis em cada 10 crianças e adolescentes brasileiros vivem em situação de pobreza no Brasil, totalizando 32 milhões de jovens (ou 61% dos 53 milhões que formam a população brasileira com menos de 18 anos). É o que revela o estudo inédito "Pobreza na infância e na adolescência", apresentado nesta terça-feira (14) pelo Unicef (Fundo das Nações Unidas para a Infância). Para a elaboração da pesquisa, que tem por fonte dados oficiais da Pnad (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios) 2015, do IBGE, o Unicef considerou que a pobreza na infância e adolescência ultrapassa a falta de dinheiro e precisa levar necessariamente em conta outros fatores que influenciam para rebaixar a qualidade de vida. É o que em economia se chama de pobreza multidimensional. Vive em pobreza monetária, segundo o fundo, a criança ou adolescente de família com renda inferior a R$ 346,00 por pessoa por mês na zona urbana e R$ 269,00 na zona rural. O Unicef incluiu no estudo, por isso, a análise da qualidade do acesso, por meninas e meninos de até 17 anos, a seis direitos básicos: 1) educação, 2) informação (acesso à internet e também à TV), 3) água, 4) saneamento básico, 5) moradia e 6) proteção contra o trabalho infantil. Então, conforme o Unicef, os 32 milhões de crianças e adolescentes em condição de pobreza estão assim porque são monetariamente pobres e/ou estão privados de um ou mais direitos básicos.

Casal diz que não tem dinheiro e apresenta cartão do Bolsa Família para pagar despesas em motel

  • G1
  • 15 Ago 2018
  • 14:04h

Motel tem cinco dias para fazer o Boletim de Ocorrência contra o casal que tentou pagar despesas com o cartão do bolsa família (Foto: Luzia Batista/Arquivo pessoal)

Um casal apresentou o cartão do Bolsa Família na saída de um motel de Maringá, no norte do Paraná, e disse que não tinha dinheiro para pagar as despesas, na noite de segunda-feira (13). Segundo a gerente do estabelecimento, Luzia Nogueira Batista, o casal queria pagar R$ 45,80 de produtos que foram consumidos com o cartão do benefício. Porém, a empresa não aceitou. "Como eles informaram que só poderiam pagar o valor com o cartão do Bolsa Família e, pelas regras não podemos aceitar, chamamos a polícia", diz. A Polícia Militar (PM) foi chamada e fez um registro de comunicação de ocorrência. Segundo a gerente, agora o motel tem cinco dias para fazer o Boletim de Ocorrência na delegacia. "Vamos fazer o boletim para tentarmos receber esse dinheiro de volta", explicou a gerente. A PM informou que ninguém foi preso nesse caso. Só há o registro de solicitação de atendimento para registrar Boletim de Ocorrência porque um cliente não tinha dinheiro para pagar a conta.

Câmara aprova projeto que permite, sem decisão judicial, tirar agressor do convívio da vítima de violência doméstica

  • 14 Ago 2018
  • 18:48h

Plenário da Câmara dos Deputados na sessão que aprovou proposta para agilizar medidas de proteção às mulheres agredidas em casa (Foto: Luís Macedo/Câmara dos Deputados)

Câmara dos Deputados aprovou nesta terça-feira (14) um projeto de lei que permite a aplicação imediata de medidas de proteção à mulher em situação de violência doméstica e familiar. O texto é uma modificação na Lei Maria da Penha. Foi aprovado por consenso entre os deputados e agora vai para análise no Senado. Pela lei em vigor hoje, a mulher agredida pede proteção para o Poder Judiciário e só depois da análise do juiz é que as medidas são aplicadas. Esse intervalo tem levado em média 48 horas, segundo justificativa apresentada no projeto de lei. O novo texto estabelece que, ao tomar conhecimento dos atos de violência, a autoridade policial pode determinar, imediatamente, o afastamento do agressor do local de convivência com a mulher. Em seguida, a polícia avisa o juiz competente e o Ministério Público da decisão. De acordo com o projeto, a polícia também poderá mandar o agressor devolver os bens indevidamente tirados da vítima, suspender eventual porte de arma, entre outras medidas. O projeto também permite que a polícia peça serviços públicos de saúde, educação e assistência social para a mulher agredida e seus dependentes, além do auxílio de qualquer entidade pública ou privada de assistência à mulher.

Nova medida deve facilitar a renovação da CNH

  • 13 Ago 2018
  • 18:14h

(Foto: Reprodução)

O governo federal vai editar nos próximos dias uma medida provisória que facilita a renovação da carteira de habilitação, de acordo com a coluna Painel, do jornal Folha de S. Paulo. Isso é umamedida que visa melhorar a avaliação do presidente Michel Temer (MDB) a menos de dois meses da eleição.  O texto, que está sendo fechado pelo ministro Alexandre Baldy (Cidades), determinará que a partir da expedição da CNH, motoristas façam apenas exames médicos a cada cinco anos, e não mais precisem passar pela burocracia para renovar o documento. A proposta em estudo prega que a redução de exigências para renovação da CNH valha para todos os motoristas que tiverem até 55 anos. Após essa idade, a atualização do documento seria obrigatória a cada cinco anos, e a realização de exames a cada dois anos e meio.