BUSCA PELA CATEGORIA "Brasil"

Na véspera da prova da OAB, especialista recomenda revisar Ética

  • Último Segundo
  • 14 Dez 2013
  • 08:13h

(Foto: Reprodução)

Neste domingo (15) acontece a 1ª fase do exame da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). Para o professor e coordenador geral da LFG, João Aguirre, os estudantes devem aproveitar este último dia para dar uma última revisada na matéria de Ética. Segundo Aguirre, a disciplina Ética Profissional abrange dez questões e é uma matéria com um conteúdo menor, que pode ser revista neste sábado (12). “Ela não é muito longa e é muito cobrada na prova. Então, é legal dar uma última lida”, diz. As questões da prova são de múltipla escolha e integram disciplinas profissionalizantes obrigatórias do curso de Direito como Direitos Humanos, Código do Consumidor, Estatuto da Criança e do Adolescente, Direito Ambiental, Direito Internacional, Filosofia do Direito, bem como Estatuto da Advocacia e da OAB, seu Regulamento Geral e Código de Ética e Disciplina da OAB. A prova será realizada a partir das 13h, no horário oficial de Brasília, em todo País. Os candidatos terão cinco horas para fazer o exame e responder a 80 questões de diferentes áreas de conhecimento. Apesar da revisão, lembra o professor, o candidato deve descansar e se alimentar bem. "O estado físico e mental do aluno é muito importante. A prova é desgastante."  O professor lembra ainda que a prova da OAB começou a ter enunciados e alternativas longos e, por isso, o candidato deve tomar cuidado ao gerenciar o tempo. "Eu recomendo que o aluno vá fazendo uma leitura de todas as questões e anote as questões que tem certeza da resposta. Não perca, logo no início, tempo com questões que considera muiro difíceis", afirma. Segundo a OAB, para ter a avaliação corrigida, o examinando deve permanecer no local da prova por, no mínimo, duas horas após o seu início. Os candidatos só poderão levar o caderno de provas nos últimos 60 minutos de realização do exame.

Tribunal mantém rebaixamento do Vasco

  • Brumado Urgente
  • 13 Dez 2013
  • 07:46h

Foto: Reprodução

O presidente do STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva) recusou o pedido do Vasco para impugnar o resultado do jogo contra o Atlético-PR, disputado no último domingo, em Joinville. A decisão ainda cabe recurso por parte da diretoria cruz-maltina. O clube carioca tinha entrado com uma ação para ficar com os pontos da partida que o Furacão venceu por 5 a 1, depois de longa paralisação por causa de briga entre torcedores. O jogo válido pela última rodada do Brasileirão, que definiu o rebaixamento do Vasco para a Série B, ficou paralisado por mais de 70 minutos, acima do limite máximo permitido para adiamento ou suspensão, de acordo com o Regulamento Geral de Competições da CBF.O documento da entidade fala em 30 minutos de paralisação e mais 30 de acréscimo. 
 

Câmara aprova projeto que indica criação do Museu de Raul Seixas

  • 12 Dez 2013
  • 17:16h

(Foto: Reprodução)

Entre o pacote de propostas aprovados para o sistema cultural da cidade, a Câmara Municipal de Salvador aprovou nesta quarta-feira (11) o Projeto de Indicação nº 422/13 que sugere ao Poder Executivo a criação do Museu de Tributo a Raul Seixas. De autoria do vereador Marcell Moraes (PV), o projeto defende que a história do soteropolitano, ícone da música nacional e considerado o “Pai do Rock Brasileiro”, seja melhor preservada em sua terra natal. No projeto, o vereador Marcell Moraes solicitou a instalação de um espaço físico, que esteja inserido na programação turística e cultural da cidade, para evidenciar e preservar toda obra musical do “Maluco Beleza”, com a exibição de seu acervo de discos e composições, biografia, fatos curiosos, fotografias, dentre outras centenas de milhares de elementos sobre “Raulzito”. “Foi uma das principais personalidades do nosso país, que nasceu em Salvador e levou o nome de nossa terra para os quatro cantos do mundo, por isso sua memória deve ser preservada e evidenciada. A instalação de um museu sobre Raul, além de homenagear o grande homem que ele foi, vai enriquecer ainda mais a programação cultural de nossa cidade, pois sua obra de vanguarda continua viva e ainda nos traz muitos ensinamentos. O Maluco Beleza está eternizado em nossa memória e precisa de mais esse reconhecimento, pois o que ele falava desde aquela época continua muito atual ainda nos dias de hoje”, defende o vereador.

Reginaldo Rossi é diagnosticado com câncer de pulmão e inicia tratamento

  • Informações do Correio
  • 12 Dez 2013
  • 07:25h

(Foto: Reprodução)

O Rei do Brega, o cantor Reginaldo Rossi, foi diagnosticado com câncer de pulmão nesta quarta-feira (11). Uma biópsia do nódulo retirado da axila direita do artista, que recentemente passou por diversas internações no Hospital Memorial São José, revelou a doença. De acordo com Jornal do Commercio, de Recife, o cantor inicia o tratamento de quimioterapia ainda nesta tarde. "Ele apresentou piora no quadro respiratório, por isso vamos analisar a medicação e realizar o tratamento com brevidade", disse o médico do cantor, Jorge Pinho, em conversa com o jornal. Rossi passou por uma avaliação nesta terça-feira (10), após drenar dois litros de líquido pleural do pulmão direito. Um boletim divulgado pela instituição médica relatou que Reginaldo Rossi respirava sem o auxílio de aparelhos, e que o cantor passou o dia bem humorado e conversando.  Fumante, o cantor de 69 anos procurou o hospital depois sentir fortes dores no peito no final do mês de novembro. Ele foi internado na unidade de terapia intensiva neste último domingo (8), de onde teve alta na sexta-feira anterior, após voltar a sentir os mesmo sintomas.  O processo de quimioterapia de Rossi, que começa na tarde desta quarta (11), vai ser composto por três dias de sessões, com intervalo de 21 dias entre os ciclos de quimioterapia. Ainda de acordo com os médicos do cantor, ele não precisará passar por nova cirurgia. 

Agora é: Novo aplicativo para avaliar mulheres é lançado por brasileiros

  • TB
  • 10 Dez 2013
  • 11:06h

(Foto: Reprodução)

Os homens ainda não desistiram da tão sonhada ‘vingança’ do aplicativo Lulu. Dessa vez um grupo de brasileiros de São Paulo, desenvolveu o aplicativo Clube do Bolinha, que traz adjetivos para os homens calssificarem as mulheres, como"patricinha", "Maria gasolina", "camarão", e "só faz miojo", além de poder atribuir uma nota de 0 a 10. De acordo com Murilo Vianello, 23, um dos desenvolvedores, o aplicativo não tem conteúdo agressivo. Em entrevista a Folha, Vainello disse que a proposta é diferente do Lulu. "Não  temos conteúdo agressivo. Nossa intenção não é denegrir a imagem da mulher, mas sim aproximá-la do que ela mesmo faz, das próprias avaliações", garante. Ainda de acordo com Murilo, existem diversas possibilidades em reação ao programa e que as pessoas que estão no ‘mercado’, estão sujeitas a esse tipo de ação. “Haverá pessoas que não se sentirão bem, que escolherão retirar o conteúdo (perfil do app), vão querer processar. Mas, se você está no 'mercado', está sujeito a isso: as pessoas podem te aprovar e podem não te aprovar", disse.

Todos os perfis cadastrados no Facebook podem ser avaliados, mas caso a pessoa deseje pode remover sua página na central de apps da rede social.  Ao avaliar uma mulher, é preciso responder que prioridades ela tem (festas, trabalho, igreja), como é a experiência sexual com ela, a companhia e outros pontos. No momento, só é possível ver as notas dos seus contatos na rede, mas uma função de busca deve ser implementada. Homens e mulheres podem verificar as avaliações distribuídas. Os comentários têm autoria registrada para evitar problemaslegais, porém não ficará visível para os usuários. "Caso a pessoa se sinta lesada por alguma avaliação, pode pedir e a gente consegue rastrear essas informações", explica Vianello. O app foi lançado no sábado (7) e divulgado nesta segunda-feira (9). Uma versão para iPhone do app já foi enviada para avaliação e liberação da Apple.

CONTINUE LENDO

Prisão por pensão alimentícia volta à pauta

  • Mário Coelho
  • 10 Dez 2013
  • 07:38h

Deputados voltarão a negociar para tentar concluir votação do CPC (Foto: Gustavo Lima/Câmara dos Deputados)

Os deputados farão novo esforço, nesta terça-feira (10), para concluir a votação do projeto do novo Código de Processo Civil (CPC). Após a aprovação do texto-base, ficou pendente a análise dos destaques apresentados pelas bancadas. Entre os temas mais polêmicos estão os chamados honorários de sucumbência para advogados públicos e o regime de prisão para devedores de pensão alimentícia. Por conta da sessão do Congresso marcada para as 14h de hoje, os deputados se reúnem a partir das 11h em plenário para analisar os destaques. PP e PMDB querem derrubar a parte da proposta que prevê o pagamento de honorários aos advogados públicos que ganharem ações para o Estado. Atualmente, o dinheiro é depositado na conta do governo e incorporado ao orçamento federal. Outro ponto de discussão entre os deputados é a prisão a devedores de prisão alimentícia. A bancada feminina na Câmara defende que quem não pagar o benefício continue ser preso inicialmente em regime fechado, quando as penas são superiores a oito anos. No texto base aprovado no fim de novembro, está prevista a detenção em regime semiaberto, podendo ser convertida para prisão domiciliar.  “Entendemos que a prisão em semiaberto é um símbolo ruim para a sociedade porque, infelizmente, muitos só pagam a prisão alimentícia com a ameaça de prisão”, disse o relator do novo CPC, Paulo Teixeira (PT-SP), que apoia o destaque apresentado pela bancada feminina, à Agência Câmara. O texto também aumenta de três para dez dias o prazo para pagamento ou justificativa do devedor. Apesar de os destaques estarem pautados, há possibilidade de novo adiamento da votação. Para o líder do PT na Câmara, José Guimarães (CE), os parlamentares já “trabalharam muito neste ano”. O petista acredita que outras propostas, como o Marco Civil da Internet, também não serão votadas. O projeto que estabelece direitos e deveres na rede de computadores tranca a pauta da Casa por urgência constitucional.

Cenas brutais encerram Brasileirão 2014 e mancham a imagem do 'País do Futebol'

  • Estadão Conteúdo
  • 09 Dez 2013
  • 06:25h

Torcedor fica em estado grave após ser agredido durante briga entre torcedores (Foto: Estadão Conteúdo)

Cenas de vandalismo e de violência brutal mancharam a imagem do País do futebol, que vai ser sede em 2014 da Copa do Mundo. Torcedores do Atlético-PR e do Vasco se enfrentaram neste domingo nas arquibancadas da Arena Joinville e quatro deles ficaram feridos com gravidade. Por pouco, não houve uma tragédia. As imagens mostradas pela TV e espalhadas em minutos por todo o mundo levaram ao desespero os atletas dos dois times. Rapazes eram pisoteados e linchados por rivais; outros, já desacordados, recebiam chutes no rosto e por todo o corpo. Houve também quem aplicasse com barras de ferro golpes em pessoas já caídas e sem condições de se defender. Não havia policiais militares na arquibancada. A segurança no local estava a cargo de agentes privados contratados pelo Atlético-PR. O confronto teve início aos 17 minutos de jogo - vencido pelo Atlético-PR por 5 a 1, o que rebaixou o Vasco à Serie B.

Grupos de torcedores se aproximaram de uma área “neutra” do estádio, onde não havia público, para começar a briga. No mesmo instante, os atletas deixaram a bola de lado e correram para próximo do local em que centenas de torcedores começavam a trocar socos e pontapés. O apelo maior partiu de jogadores do Atlético-PR. Na sequência, “torcedores” atleticanos encurralaram os do Vasco. Havia focos isolados de agressões, quando um torcedor do outro clube era capturado. Iniciava-se assim uma sessão de linchamento, transmitida ao vivo pela TV. A partida ficou interrompida por mais de 1 hora. O auge da confusão durou quase dez minutos, até a intervenção de policiais militares, munidos de armas que disparavam balas de borracha. Em meio ao conflito, podiam-se ver pais abraçando filhos pequenos, crianças, em busca de abrigo, de um local longe do alvo de policiais e dos agressores. Um helicóptero posou no gramado para socorrer um torcedor que parecia inconsciente. Os quatro atendidos no Hospital São José, em Joinville, foram William Batista, de 19 anos, com traumatismo craniano, Estevão Viana, de 24, com múltiplas lesões, Diogo Cordeiro, com corte no rosto, e Gabriel Ferreira Vitael, com hematomas. O primeiro caso é o mais grave. Mas, de acordo com o diretor de Unidade Técnica do hospital, Franco Haritch, nenhum dos quatro corria risco de morte. O clima de animosidade entre as duas torcidas teve início fora da Arena de Joinville. Nos arredores do estádio, houve registro dos primeiros confrontos, mas a PM agiu com rigor e conseguiu impedir que alguém saísse machucado. O jogo em Joinville se deu por causa da perda de dois mandos de campo do Atlético-PR, em razão de distúrbios provocados por sua torcida no clássico disputado contra o Coritiba em 6 de outubro. Durante a paralisação, o Vasco insistiu com o árbitro Ricardo Marques Ribeiro que a partida não fosse reiniciada. O Atlético-PR, que já vencia por 1 a 0, pressionou no sentido contrário. Com a chegada de mais PMs e a ocupação da arquibancada e do gramado por dezenas deles, pôde-se ver um pouco de futebol. Mas o jogo ficou manchado pela violência.

CONTINUE LENDO

Comerciante brumadense leva oito tiros e morre em tentativa de assalto no interior de São Paulo

  • Daniel Simurro / Brumado Urgente
  • 08 Dez 2013
  • 14:55h

(Foto: Malavolta Jr)

A violência desenfreada no Brasil faz inúmeras vítimas todos os dias, enlutando famílias, entristecendo lares e preocupando os que ficam, já que o sentimento de desproteção é cada vez maior. Desta feita, na manhã deste domingo (08), um brumadense acabou engrossando as estatísticas, tendo sua morte de uma forma brutal. Segundo informações colhidas pelo Brumado Urgente, o comerciante Osman Francisco dos Santos (48), o qual saiu de Brumado há cerca de 10 anos para Bauru/SP, era proprietário de uma padaria na Vila Dutra (local do crime) e, por volta das 10:00 horas da manhã, recebeu oito tiros de uma pistola 9mm numa tentativa de assalto. Os suspeitos, dois homens em uma moto Falcon, foram implacáveis e, ao que tudo indica, como deve ter existido resistência ao assalto, objetivaram tirar a vida da vítima, que, recebeu também dois tiros na região do cérebro, vindo a falecer no próprio local. 

Pluralidade e vigor da comunicação brasileira

  • 07 Dez 2013
  • 15:03h

Imagem Ilustrativa

A presidente Dilma Rousseff assinou em novembro um decreto que permite a migração de 1784 emissoras de rádios AM para a faixa de FM. A mudança resolve um grave problema das emissoras AM - a maioria com potência de até 5 kw, localizadas em pequenas e médias cidades - que sofrem com crescentes interferências em seu sinal. Na faixa de FM, essas rádios terão melhor qualidade de áudio, mas, sobretudo, poderão ser ouvidas nos 160 milhões de aparelhos celulares, sem custo algum para o usuário. Com toda certeza, este é o fato mais importante para o rádio brasileiro dos últimos 50 anos, por se tratar de uma oportunidade de reinvenção deste que é o meio pioneiro de comunicação eletrônica de massa no país. No futuro, ao operar na faixa de FM, essas rádios poderão ampliar muito seu alcance usando a internet e dispositivos móveis como celulares e iPads. A melhor qualidade de áudio e o maior alcance fortalecerão o rádio que, assim, poderá seguir cumprindo seu papel histórico como fonte de informação, entretenimento e cultura. E o mais importante, acessível a qualquer cidadão.

O rádio é popular, comunitário, local, democrático. É o melhor exemplo da indústria de comunicação vigorosa, plural e independente formada no país por milhares de veículos, entre emissoras de rádio e televisão, jornais, revistas, portais.

Essa indústria se caracteriza pela pluralidade de veículos. De acordo com dados da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), há 9.600 outorgas de rádio, das quais 4.600 operadas por diferentes empresas privadas (48%) e 4.900 (52%) por entidades comunitárias e educativas.

Conforme a agência oficial, são nada menos do que 521 concessões de TV, sendo 317 comercias (61%) e 204 educativas e públicas (39%). O mercado de mídia impressa - sobre o qual não há nenhuma limitação – amplia ainda mais as alternativas de fontes de informação e entretenimento com a oferta de 4.800 jornais e 5.779 revistas.

Não enxergar pluralidade neste universo de veículos e meios de comunicação é incompreensível.

Outra característica é a diversidade de conteúdo. Apenas para ficar no exemplo da TV aberta, o mercado brasileiro é um case de sucesso internacional, pelo talento profissional, pela inovação, qualidade e multiplicidade de sua programação.

Isso é possível graças ao modelo de TV aberta que combina a existência de avançados centros de produção e de milhares de emissoras regionais e locais, que refletem a diversidade do país e de seu povo, sem perder a dimensão nacional.

Conforme dados da Anatel, há 14 tipos diferentes de programação, produzidos por distintas empresas, com cobertura nacional. No âmbito regional, as opções variam podendo chegar a 23 conteúdos diferentes, como no caso de Brasília, segundo levantamento apresentado pela Abert, em audiência pública realizada neste ano na Câmara dos Deputados.

Para efeito de comparação, o telespectador de Washington tem à disposição 16 programações na TV aberta. Em São Paulo, o cidadão tem acesso a 21, somente um a menos que o de Nova York.

Nas grandes cidades ou nos mais longínquos rincões do país, cidadãos têm acesso a informação do Brasil e do mundo pelo rádio e pela TV aberta, sem pagar nada por isso. Independente de classe social ou econômica, o mesmo conteúdo alcança a milhões de brasileiros, fenômeno analisado pelo sociólogo francês Dominique Wolton.

Para o estudioso, a televisão, em especial, provocou uma revolução na vida desses brasileiros, pelo acesso livre a informação, cultura, lazer e entretenimento. Contrariando uma ideia recorrente, Wolton destaca outra função importante da televisão, como meio que “reconstitui uma forma de laço social” na medida em que uma mesma programação é vista por tantas pessoas.

Força da mídia

Outra característica marcante do mercado de comunicação no país é a sua forma de financiamento. Múltiplos anunciantes, a grande maioria privados, garantem a sustentabilidade econômica e, assim, a independência editorial necessária a emissoras de rádio e TV, jornais e revistas.

A participação do governo federal é minoritária e, nos últimos anos, tem seguido a tendência da regionalização e da interiorização, acompanhando o fortalecimento e profissionalização do setor de comunicação.

O novo ambiente da comunicação, da internet que conecta milhões de pessoas e modifica os domínios da vida social, nas palavras de Castells, é desafiadora também para os veículos de comunicação que se adaptam para expandir suas operações por meio da rede.

A grande novidade é convivermos em um ecossistema global de comunicação com infinitas fontes, canais e meios, sejam eles empresas, organizações da sociedade civil ou cidadãos – graças à internet e às novas tecnologias.

É paradoxal, portanto, que ainda se defenda o controle de meios, na contramão da história e do interesse público. Expressões incorporadas a esse discurso, como "controle social da mídia" e "regulação democrática", são, na verdade, eufemismos para formas injustificáveis de cerceamento em uma democracia moderna.

Nesta sociedade, mais que uma prerrogativa das empresas de comunicação, o cidadão tem o direito de ser informado. O professor Claude-Jean Bertrand, pesquisador dos meios de comunicação de massa na Universidade de Paris II, afirma:

“Nela (informação) se fundam doravante a paz e a prosperidade; sua circulação livre e abundante condiciona a emancipação do indivíduo, o desenvolvimento econômico, a resolução dos problemas sociais e uma adaptação branda às mudanças rápidas do meio ambiente”.

Por que, então, restringi-la?

Vários estudiosos reforçam a análise sobre a indiscutível importância da mídia para a formação de opinião, o esclarecimento das pessoas e, até mesmo, o estímulo a que se manifestem em defesa de seus direitos.

Gilles Lipovetsky, professor de Filosofia de Grenoble, afirma que “através dos noticiários e dos debates, a mídia abre os horizontes de cada um, dando a conhecer os diferentes pontos de vista e oferecendo diversos esclarecimentos”.

Lipovetsky afirma que a mídia permite ao cidadão “estabelecer comparações entre eles mesmos e os outros (opiniões individuais), entre o aqui e o distante, o hoje e o ontem (história)”.

Segundo ele, a mídia favorece “o desenvolvimento da autonomia do indivíduo” e o leva a “reagir, protestar, em outras palavras, agir como protagonistas num mundo onde o controle das grandes decisões escapa-lhes”.

Ao mostrar as mazelas de um país, afirma o filósofo, a mídia estimula os indivíduos a “questionar”, “tomar partido”, “exigir”, “reclamar”; “fortalecendo as reações de indignação, possibilita mobilizações e protestos de consumidores e cidadãos”.

É extremamente esclarecedor sobre o que aconteceu no Brasil em junho deste ano, quando irromperam os movimentos de reivindicação por melhores serviços públicos e boas práticas políticas no país.

Muitas das demandas expressadas nos cartazes levados às ruas estão nas manchetes dos veículos de comunicação. A força da mídia é confirmada por uma pesquisa publicada pelo jornal Folha de S. Paulo, que revelou que os links dos meios chamados “tradicionais” responderam por 80% dos endereços de maior alcance nas principais “hashtags” das manifestações no Twitter.

Liberdade ameaçada

Para o diretor do Centro Knight para o Jornalismo nas Américas, Rosental Calmon Alves, da Universidade do Texas, houve uma “simbiose entre mídia social e jornalismo”. Para ele, neste momento, o jornalismo “se torna ainda mais importante como instância verificadora, preparada para investigar e publicar fatos”.

Há 25 anos a nossa Constituição consagrou o Brasil como um Estado Democrático de Direito e resgatou as garantias de liberdade de expressão e opinião e o livre acesso a informação. Desde então, temos aperfeiçoado nossa democracia, consolidado instituições, amadurecido valores.

Mas é certo que este processo não se esgota nunca. Como advertiu Vargas Llosa, a liberdade de expressão, de crítica, de opinião, estará sempre ameaçada. “Não se deve cair nunca na complacência.”

***

Luís Roberto Antonik é diretor-geral da Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão (Abert)

CONTINUE LENDO

Brasil receberá projeto internacional para diminuir mortes por infarto

  • Brumado Urgente
  • 07 Dez 2013
  • 09:01h

A partir de 2014, 20 hospitais de referência do Brasil devem passar a treinar e monitorar à distância unidades de saúde que ficam longe de grandes centros médicos e que não contam com cardiologistas sobre como diagnosticar e tratar adequadamente casos de infarto. Essas instituições vão participar de uma rede internacional de combate à mortalidade por infarto, o projeto Lumen Global. Criado em Miami pelo cardiologista indiano Sameer Mehta, o projeto já está atualmente em 30 países. Mehta esteve no Brasil nesta semana para se reunir com representantes dos 20 hospitais de referência e para participar do Seminário Scientific American de Inovação em Medicina, onde falou sobre a importância da telemedicina para a ampliação do acesso aos cuidados médicos. O projeto, que começou como um simpósio para profissionais sobre como tratar casos de infarto com mais eficiência, aumentou seu alcance quando passou a recorrer aos recursos da telemedicina tanto para treinamento de profissionais quanto para atendimento de pacientes. 
 

Castramóvel: Projeto pode ser estendido para o interior do estado

  • Informações do Bahia Notícias
  • 06 Dez 2013
  • 21:41h

Foto: Reprodução

O Castramóvel, veículo equipado para esterilização de cães e gatos de rua e fruto de um projeto de indicação da vereadora Ana Rita Tavares (Pros), começará a funcionar nos próximos dias. O primeiro bairro a ser atendido deve ser o do Nordeste de Amaralina. Estima-se que Salvador tenha mais de 200 mil animais abandonados. A castração é necessária para combater a reprodução descontrolada e, consequentemente, o abandono e casos de maus tratos. O ônibus é adaptado com cinco mesas de cirurgia, climatização, pias para lavatório e contará com uma equipe formada por 12 pessoas, coordenada pelo médico veterinário Augusto Angelin. O veículo será deslocado por toda a cidade e ficará de 30 a 60 dias em cada bairro, já que necessitará de pontos de água, luz e local para mais um carro anexo de serviços. Segundo Angelin, além das cirurgias, serão realizadas ações como a retirada de pontos cirúrgicos e reavaliação dos animais. Ele calcula que podem ser atendidos até 30 animais por dia. De acordo com a edil, após contatos com a Secretaria Municipal da Saúde, o número de castrações na cidade já foi ampliado de 300 para 770 por mês. “O Castramóvel vai potencializar essa política de controle populacional dos animais em Salvador”, estimou.

Na primeira fase, Brasil jogará em São Paulo, Fortaleza e Brasília

  • por Cláudia Callado
  • 06 Dez 2013
  • 19:58h

(Foto: Getty Images)

A Seleção Brasileira, durante a primeira fase da Copa do Mundo, visitará três cidades: São Paulo, Fortaleza e Brasília. O jogo de abertura, contra a Croácia, será na Arena Corinthians, no dia 12 de junho, às 17h. O Castelão, no Ceará, receberá a partida do Brasil contra o México, no dia 17 de junho, desta vez às 16h. Para encerrar a primeira fase, a equipe de Luiz Felipe Scolari viajará até a capital federal para enfrentar Camarões no Mané Garrincha, no dia 23 do mesmo mês, às 17h. Caso passe em primeiro lugar do grupo, o time canarinho jogará as oitavas-de-final no Mineirão, em Belo Horizonte. No entanto, uma possível classificação em segundo fará com que a disputa seja novamente em Fortaleza. Se a equipe de Neymar e companhia se classificar para as quartas-de-final, o jogo será ou no Castelão, mais uma vez, ou na Arena Fonte Nova, em Salvador. A semifinal acontecerá ou no Mineirão ou no mesmo local da abertura, a Arena Corinthians. A final será no Maracanã e a disputa pelo terceiro lugar no Mané Garrincha.Confira a tabela completa!

Sorteio define hoje os primeiros rivais do Brasil na Copa-2014

  • Informações da Folha.
  • 06 Dez 2013
  • 07:34h

(Foto: Divulgação)

A sorte do Brasil na Copa será lançada nesta sexta-feira. A partir das 14h40, no sorteio dos grupos realizado na Costa do Sauipe, na Bahia, a seleção conhecerá os seus três primeiros adversários. Antes, às 14h, acontecerão espetáculos de música e dança. Como país-sede, o Brasil será o cabeça de chave do Grupo A. Jogará em São Paulo (12/6), Fortaleza (17/6) e Brasília (23/6) na primeira fase. Ao menos um europeu estará na chave brasileira. Outro europeu ou um africano e um asiático ou um país da Concacaf (Confederação de Futebol da Américas do Norte, Central e Caribe) completarão a chave brasileira. Alemanha, Argentina, Espanha, Uruguai, Bélgica, Colômbia e Suíça são os outros sete cabeças de chave, escolhidos com base no ranking Fifa. Eles serão sorteados para encabeçar as chaves B à H. Equipes tradicionais como Holanda, França e Itália poderão enfrentar qualquer um dos cabeças de chave. Há a possibilidade da criação de "supergrupos da morte", com a presença de três campeões mundiais, pois há nove europeus no pote quatro. Por sorteio, um deles irá para o pote dois, com sul-americanos e africanos. Se a Inglaterra mudar de pote, por exemplo, abre a chance de um grupo com Brasil, Itália, Inglaterra e EUA.

Corpo de jogador do Corinthians que se afogou em represa é encontrado

  • Hoje em Dia
  • 05 Dez 2013
  • 15:57h

O corpo de um jogador do Sub-17 do Corinthians que se afogou em represa foi encontrado nesta quinta-feira (5), no Triângulo Mineiro. O cadáver de C.J.R, de 17 anos, foi achado por volta das 13h, a aproximadamente 300 metros do local do afogamento, na Represa de Miranda, em Araguari.  De acordo com o Corpo de Bombeiros de Uberlândia, o garoto foi visto pela última vez nadando com nove amigos na lagoa, no último sábado (30). Na data, as testemunhas relataram aos bombeiros que o garoto afundou e não foi mais visto depois que uma lancha passou perto do grupo, que nadava às margens do Condomínio Miranda Cinco. Os amigos do garoto contaram ainda que ele teria se assustado com a aproximação da embarcação e mergulhado. Após o trabalho da perícia, o corpo da vítima foi encaminhado ao Instituto Médico-Legal (IML) de Uberlândia.

Pedófilos que usavam testes em escolinhas de futebol para praticar abusos são presos em Minas

  • Informações do Hoje em Dia
  • 05 Dez 2013
  • 07:52h

Cinco suspeitos de praticar pedofilia em cidades mineiras foram presos pela Polícia Civil, durante a realização da “Operação Rede Sexual”. As investigações apontaram que o grupo, por meio de redes sociais, fazia convites para garotos interessados em se tornarem jogadores profissionais de futebol. Porém, quando as vítimas marcavam o teste e pagavam por ele, acabavam sendo exploradas sexualmente. Os suspeitos agiam em Teófilo Otoni, no Vale do Mucuri, e em Belo Horizonte. Os detidos serão apresentados à imprensa na manhã desta quinta-feira (5), na sede do Departamento de Investigação de Crimes Contra o Patrimônio.