BUSCA PELA CATEGORIA "Brasil"

Polícia Civil abre inquérito para apurar supostos casos de racismo e intolerância no BBB

  • G1
  • 12 Fev 2019
  • 07:08h

A Polícia Civil do Rio instaurou um inquérito para apurar supostos casos de racismo e intolerância religiosa no Big Brother Brasil. As investigações da Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância (Decradi) estão sob sigilo, de acordo com a nota enviada ao G1, e não foram informados quais participantes são investigados. Nos últimos episódios, declarações do barman e vendedor de queijos Maycon Santos e da bacharel em direito Paula von Sperling Vianaprovocaram reações dos internautas, que apontaram comportamento racista e de intolerância religiosa por parte deles. Durante uma festa, Maycon disse que sentiu um arrepio ao ouvir "músicas esquisitas" enquanto via a designer e percussionista Gabriela Hebling e o cientista social Rodrigo França, ambos negros, dançando juntos. Outra participante, Paula, disse ter medo de Rodrigo por ele falar "o tempo todo desse negócio de Oxum", citando o orixá de religiões de origem africana. Paula também foi acusada nas redes sociais de preconceito, ao contar a história de uma amiga esfaqueada. "E aí eu pensei que ia chegar um faveladão lá, mas, quando eu vi, o cara era branquinho, morou não sei quanto tempo na Austrália ou no Canadá, não sei", disse.

Nota da TV Globo

Em nota a TV Globo disse que repudia todo e qualquer tipo de intolerância e preconceito e que qualquer manifestação pessoal dos participantes, "equivocada ou não", não reflete o posicionamento da empresa. Leia a íntegra abaixo.

"Não fomos notificados, mas é importante pontuar que a Globo respeita a diversidade, a liberdade de expressão e repudia com veemência qualquer tipo de intolerância e preconceito, em todas as suas formas. Desde 2016 a emissora mantém no ar a campanha ‘Tudo começa pelo Respeito’, em parceria com UNESCO, UNICEF, UNAIDS e ONU MULHERES, que atua na mobilização da sociedade para o fortalecimento de uma cultura que não apenas tolere, mas respeite e discuta amplamente os direitos de públicos vulneráveis à discriminação e ao preconceito. Desta forma, é importante reiterar que qualquer manifestação pessoal, equivocada ou não, feita pelos participantes do programa, não reflete o posicionamento da emissora. "

FAB abre investigação sobre acidente que matou Ricardo Boechat

  • Uol
  • 11 Fev 2019
  • 20:01h

A Força Aérea Brasileira já abriu investigação para apurar as causas do acidente de helicóptero que levou à morte do jornalista Ricardo Boechat nesta segunda-feira (11), aos 66 anos. Em comunicado oficial, o Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (CENIPA) informou que o processo se encontra em fase inicial, com a perícia do local do acidente e a coleta de depoimentos."Investigadores do Quarto Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (SERIPA IV), órgão regional do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (CENIPA), realizam a Ação Inicial da ocorrência envolvendo a aeronave de matrícula PT-HPG, que aconteceu nesta segunda-feira (11/02), em São Paulo (SP). A Ação Inicial é o começo do processo de investigação e possui o objetivo de coletar dados: fotografar cenas, retirar partes da aeronave para análise, reunir documentos e ouvir relatos de pessoas que possam ter observado a sequência de eventos. A investigação realizada pelo CENIPA tem o objetivo de prevenir que novos acidentes com as as mesmas características ocorram."

Evangélicos associam morte de Boechat à crítica a Malafaia

  • Yahoo Notícias
  • 11 Fev 2019
  • 17:42h

Postagens de evangélicos no Facebook associavam a morte de Ricardo Eugênio Boechat com a resposta dada pelo jornalista ao pastor Silas Malafaia durante uma transmissão ao vivo no programa de rádio BandNewsFM. O jornalista de 66 anos foi uma das vítimas da queda do helicóptero que ocorreu na manhã de segunda-feira (11), no Rodoanel em São Paulo, batendo na parte dianteira de um caminhão logo em seguida. “Ô Malafaia, vai procurar uma rola”, começou Boechat em um discurso contra a liderança evangélica a respeito de intolerância religiosa, em junho de 2015. Os posts trazem links de notícias da queda de helicóptero com frases como “ninguém se levanta contra os ungidos do Senhor dos Exércitos” ou “maldito aquele que fala do ungido de deus”. A briga entre os dois começou porque Boechat comentava a agressão sofrida por uma menina de 11 anos devido a intolerância religiosa. A criança foi apedrejada na cabeça porque é praticante do candomblé. Malafaia, incomodado, publicou em seu Twitter um desafio para o jornalista: “Avisa ao jornalista Boechat, que está falando asneira, dizendo que pastores incitam os fiéis a praticarem a intolerância. Verdadeiro idiota. Desafio Boechat para um debate ao vivo. Falar asneira no programa de rádio sozinho, é mole, deixa de ser falastrão. Não incite o ódio”, escreveu o religioso. Ao vivo, Boechat leu o tuíte e já respondeu botando a boca no trombone. “Ô Malafaia, vai procurar uma rola, vai. Não me enche o saco. Você é um idiota, um paspalhão. Um pilantra. Tomador de grana de fiel, explorador da fé alheia. E agora vai querer me processar. Você gosta muito de palanque, não vou te dar palanque porque você é um otário. Não vou fazer debate nenhum com você porque não quero te dar essa confiança. O que eu falei e repito é que num âmbito de igrejas neopentecostais estão acontecendo atos de incitação à tolerância religiosa, mais do que em outros ambientes. Em nenhum momento, pode pegar minhas falas que estão gravadas, eu disse algo que generalizasse as coisas. Até porque, diferente de você, não sou um idiota”, começou Boechat. “Você é um homofóbico, uma figura execrável, horrorosa, que toma dinheiro das pessoas. Você é rico porque toma dinheiro das pessoas pregando salvação depois da morte. Meu salário, meus patrimônios, vêm do meu suor, não do suor alheio. Você é um charlatão, cara. Que usa o nome de Deus e de Cristo para tomar dinheiro dos fiéis. Você é um tomador de grana. Você e muitos outros. Não medo de você não, seu otário! Vai procurar uma rola”, completou o jornalista.

Horário de verão termina neste fim de semana em 10 estados e no DF

  • 11 Fev 2019
  • 16:37h

O horário de verão de 2018, que começou no dia 4 de novembro, termina neste domingo (17). Ao término do horário de verão, os moradores de 10 estados e do Distrito Federal devem atrasar o relógio em uma hora. O ajuste vale para as regiões Sudeste, Sul e Centro-Oeste (São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Espírito Santo, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Distrito Federal). Este ano, o horário de verão foi encurtado - começou mais tarde. Antes, ele se iniciava no terceiro domingo de outubro. Em dezembro de 2017, o presidente Michel Temer assinou decreto que encurtou a duração do horário de verão, atendendo a pedido do Tribunal Superior Eleitoral, para que o início do horário de verão não ocorresse entre o primeiro e o segundo turno da eleição. O Palácio do Planalto chegou a informar em 2018 que, a pedido do Ministério da Educação, a entrada em vigor do horário seria adiada para dia 18 de novembro, a fim de não prejudicar provas do Enem, mas acabou decidindo manter a data de 4 de novembro. As mudanças na data de início do horário de verão chegaram a causar confusão. No dia 15 de outubro, usuários de telefone celularreclamaram da mudança automática do horário em seus aparelhos para o horário de verão. No Twitter, muitos consumidores reclamaram ter perdido uma hora de sono em pleno retorno de feriado e cobraram explicações da TIM. Na semana seguinte, mais clientes de operadoras de celular passaram pela mesma situação, em que os relógios de seus aparelhos foram adiantados de forma automática para o horário de verão. Em São Paulo, alguns relógios de rua também foram adiantados.

Fim do horário de verão

O fim do horário de verão chegou a ser analisado pelo governo Temer, em 2017. Um estudo do Ministério de Minas Energia apontou queda na efetividade da iniciativa, já que o perfil do consumo de eletricidade não estava mais ligado diretamente ao horário, mas sim à temperatura. Os picos de consumo foram registrados nas horas mais quentes do dia. O Horário Brasileiro de Verão foi instituído pelo então presidente Getúlio Vargas, pela primeira vez, entre 3 de outubro de 1931 até 31 de março de 1932. Sua adoção foi posteriormente revogada em 1933, tendo sido sucedida por períodos de alternância entre sua aplicação ou não, e também por alterações entre os Estados e as regiões que o adotaram ao longo do tempo. De acordo com o decreto nº 6.558, de 08 de setembro de 2008, modificado pelo decreto nº 9.242, de 15 de dezembro de 2017, a hora de verão fica instituída no Brasil da seguinte forma: “Fica instituída a hora de verão, a partir de zero do primeiro domingo do mês de novembro de cada ano, até zero hora do terceiro domingo do mês de fevereiro do ano subsequente, em parte do território nacional, adiantada em sessenta minutos em relação à hora legal. No ano em que houver coincidência entre o domingo previsto para o término da hora de verão e o domingo de carnaval, o encerramento da hora de verão dar-se-á no domingo seguinte. A hora de verão vigorará nos Estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, São Paulo, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Minas Gerais, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e no Distrito Federal”. O horário de verão também é adotado em países como Canadá, Austrália, Groelândia, México, Nova Zelândia, Chile, Paraguai e Uruguai. Por outro lado, Rússia, China e Japão, por exemplo, não implementam esta medida.

Horas antes de morrer, Boechat comentou 'sucessão de tragédias no Brasil' na rádio

  • Bahia Notícias
  • 11 Fev 2019
  • 15:25h

(Veja SP/Reprodução)

Uma coincidência infeliz. É assim que se define o que ocorreu nesta segunda-feira (11). O jornalista Ricardo Boechat, morto em acidente de helicóptero, em São Paulo, fez um comentário de quase 10 minutos na rádio BandNews FM sobre a sucessão de tragédias no Brasil em 2019, cerca de duas horas antes da sua própria tragédia.Boechat relembrou os casos de Brumadinho – que deixou 325 mortos, dos quais 160 ainda não foram encontrados – e do Ninho do Urubu – quando 10 crianças da base do Flamengo morreram em um incêndio. O jornalista alertou para que essas duas tragédias não fiquem no “ôba-oba”. “É preciso que as consequências sejam mais rápidas no campo da polícia, do Ministério Público. Depois é apoiado pelo esquecimento, da nossa velha tradição de deixar para lá e tocar adiante”, afirmou. “Situações que são de responsabilidade do Estado, do campo da prevenção, do legislador, do judiciário. Quando a gente chora, sofre, lamenta o fato ocorrido ontem, a gente parece estar anestesiado ou gostar da anestesia que faz esquecer desse fato tão logo quando surge novo fato de amanhã, que terá o mesmo tratamento”, contou. Veja o vídeo:

Ricardo Boechat, jornalista, morre aos 66 anos em queda de helicóptero em SP

  • Informações do G1
  • 11 Fev 2019
  • 13:17h

(Reprodução: BandNews)

O jornalista, apresentador e radialista Ricardo Eugênio Boechat morreu no início da tarde desta segunda-feira (11), aos 66 anos, em São Paulo. O jornalista estava em helicóptero que caiu na Rodovia Anhanguera, em São Paulo, e bateu na parte dianteira de um caminhão que transitava pela via. Boechat era apresentador do Jornal da Band e da rádio BandNews FM e colunista da revista IstoÉ. Ele também trabalhou nos jornais “O Globo”, “O Dia”, “O Estado de S. Paulo” e “Jornal do Brasil” e foi comentarista no Bom Dia Brasil, da TV Globo. Ele ganhou três vezes o Prêmio Esso, um dos principais do jornalismo brasileiro (leia mais abaixo). Boechat estava dando uma palestra em Campinas, no interior do estado, e retornava a São Paulo nesta segunda, de acordo com jornalistas da TV Band.

'Política não é muito da mulher', diz presidente nacional do PSL

  • Revista Fórum
  • 11 Fev 2019
  • 07:11h

(Reprodução/Facebook)

Luciano Bivar, presidente do partido de Jair Bolsonaro, o PSL, afirmou em entrevista à Folha de S. Paulo, neste domingo (10), que “política não é muito da mulher”.“A política não é muito da mulher. Eu não sou psicólogo, não. Mas eu sei isso”, disparou Bivar, que também disse ser contra a regra eleitoral que determina que 30% das candidaturas dos partidos sejam femininas. A fala do presidente do PSL se deu como resposta aos questionamentos da Folha sobre a revelação de uma candidatura de fachada a deputada federal em Pernambuco. Maria de Lourdes Paixão, que é secretária do partido no estado, obteve apenas 274 votos, mas recebeu a terceira maior verba de fundo eleitoral do partido, maior que a do próprio presidente Jair Bolsonaro: R$400 mil. A prestação de contas de Lourdes Paixão mostra que ela gastou 95% desses R$ 400 mil em uma gráfica para a impressão de 9 milhões de santinhos e cerca de 1,7 milhão de adesivos, entre 3 e 6 de outubro. O primeiro turno das eleições foi no dia 7. Para fechar a conta, teriam que ter sido distribuídos, neste período, 750 mil santinhos por dia, ou sete panfletos por segundo caso a distribuição fosse feita por 24 horas ininterruptas. Saiba mais aqui. Bivar, por sua vez, negou que a candidatura de Lourdes Paixão fosse uma espécie de “laranja” e afirmou que o repasse foi feito dentro da legalidade.

Tragédia em Brumadinho: Número de mortos sobe a 165; desaparecidos são 160

  • 10 Fev 2019
  • 19:07h

Foto: Washington Alves/Reuters

Com a ajuda de 19 cães farejadores, os trabalhos de buscas por vítimas do rompimento da barragem da Vale, em Brumadinho (MG), entraram no 17° dia neste domingo (10). Até o momento, 165 mortes foram confirmadas e 165 pessoas seguem desaparecidas. Onze aeronaves são usadas, além de 35 máquinas. Os trabalhos começaram às 8h. Segundo o Corpo de Bombeiros, o efetivo neste domingo soma 352 militares, sendo 150 de Minas Gerais, 129 de outros estados, 64 da Força Nacional e 09 voluntários. Segundo os bombeiros, os trabalhos se concentram na usina ITM, na área administrativa – refeitório, casa e estacionamento –, na área da ferrovia, em áreas de acúmulo de rejeito. Buscas também são feitas no Rio Paraopeba. São 35 equipes em campo. O tenente-coronel Eduardo Ângelo, do Corpo de Bombeiros, afirmou neste sábado (9) que a área de buscas foi dividida em quase 200 micropontos. “Um detalhe que é importante a gente salientar é que a gente iniciou a partir de hoje, desde já, o trabalho dentro das quadrículas, que são micropontos dentro do campo, aonde a gente vai começar a atuar e fazer varredura de toda a área. A nossa expectativa é que, dentro em breve, a gente consiga varrer toda área à medida que a gente for encerrando as quadriculas”, explicou.

Governo vai anunciar ampliação da validade da CNH, diz Bolsonaro

  • 10 Fev 2019
  • 09:04h

Foto: Divulgação/Presidência da República

O presidente Jair Bolsonaroafirmou neste sábado em rede social que o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Freitas, vai anunciar medidas de 'desburocratização e economia' para o trânsito. Bolsonaro mencionou algumas medidas como a ampliação da validade da carteira nacional de habilitação (CNH) e fim da obrigatoriedade de aulas em auto-escolas com simuladores. Sem dar detalhes das mudanças, o presidente também afirmou que "medidas que afetam caminhoneiros serão extintas ou revistas" e falou em simplificação do emplacamento. A resolução do Conselho Nacional de Trânsito (Contran) que tornou obrigatório o uso de simuladores pelas auto-escolas é de 2015. Na mesma publicação, o presidente afirmou que o Contran atrapalha a vida de quem transporta no Brasil. "O Contran emite cerca de 100 resoluções/ano atrapalhando a vida de quem transporta no Brasil", disse Bolsonaro. No fim do ano passado, o presidente já havia falado em estender a validade da CNH. Atualmente, a CNH tem validade de cinco anos. Com a reforma ministerial feita em janeiro, o Contran passou a ser subordinado ao Ministério da Infraestrutura, comandado pelo ministro Tarcísio Gomes de Freitas. Até então, o conselho estava ligado ao extinto Ministério das Cidades.

Adolescente que teve 30% do corpo queimado em incêndio no CT do Flamengo segue em estado grave

  • 09 Fev 2019
  • 17:03h

Foto: Reprodução/Facebook

Permanece em estado grave o adolescente Jonathan Cruz Ventura, de 15 anos, um dos três atletas feridos que sobreviveram ao incêndio que deixou dez mortos no alojamento do Ninho do Urubu, o Centro de Treinamento do Flamengo. Conforme boletim médico divulgado na manhã deste sábado (9), ele teve cerca de 30% do corpo queimado e inalou muita fumaça. Jonathan, que atua como zagueiro no time de base do Flamengo, chegou ao hospital Lourenço Jorge, na Barra da Tijuca, em estado considerado gravíssimo. Ele sofreu queimaduras de 2º e 3º graus, além de ter inalado muita fumaça. Ele foi imediatamente operado e, em seguida, transferido para o Hospital Pedro II, referência no tratamento de queimados. Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, na manhã deste sábado o garoto foi submetido a uma broncoscopia, procedimento para evitar lesões nas vias respiratórias. Também é submetido a banhos e curativos para tratar as lesões no corpo. Sem previsão de alta, Jonathan seguirá internado no Centro de Tratamento de Queimados do hospital. Ele é monitorado por equipe formada por cirurgião plástico, anestesiologista e médico intensivista.Os outros feridos são Francisco Dyogo, de 15 anos, goleiro da base rubro-negra e Cauan Emanuel, de 14. Segundo informações da Secretaria Municipal de Saúde, ambos estão fora de perigo. Em nota, o Flamengo informou que Cauan Emanuel e Francisco Dyogo passaram a noite sem complicações e se alimentam normalmente por via oral. Eles permanecem em tratamento no CTI, recebendo antibióticos venosos e suporte por máscara de oxigênio.

Arcebispo da Paraíba proíbe padres de ficarem sozinhos com menores

  • 08 Fev 2019
  • 20:07h

Foto: Leonardo Silva/Jornal da Paraíba

Um decreto assinado pelo arcebispo metropolitano da Paraíba, Dom Manoel Delson proíbe que os padres estejam na companhia de menores e de adultos vulneráveis desacompanhados dos pais ou responsáveis, na casa paroquial, no carro paroquial ou em outros ambientes reservados. O decreto foi assinado na quarta-feira (6). O decreto foi assinado duas semanas depois do Fantástico veicular uma reportagem sobre a condenação da Igreja Católica pela Justiça do Trabalho a pagar uma indenização de R$ 12 milhões por exploração sexual de menores de idade. O documento também esclarece que durante as atividades organizadas pelas paróquias, não é permitido oferecer alojamento a menores e a adultos vulneráveis desacompanhados dos pais ou responsáveis. Além disso, o atendimento espiritual a menores e adultos vulneráveis, principalmente durante a confissão, é preciso ser feito nos confessionários ou em locais adequados na igreja que garantam segurança e visibilidade. O documento assinado por Dom Delson também declara que qualquer padre que tiver acusação contra si sobre exploração ou abuso sexual a menores de idade, deve informar imediatamente ao arcebispo. Conforme o arcebispo, o objetivo é assegurar às crianças, adolescentes e adultos vulneráveis um ambiente eclesial seguro. Dom Delson alertou que, em casos de condutas suspeitas de abuso sexual por parte dos sacerdotes, ele pode limitar ou até mesmo o exercício da atividade pastoral dos religiosos até que as acusações sejam esclarecidas.

Brasil: Rapaz é preso suspeito de torturar e matar filha de dois meses

  • G1
  • 08 Fev 2019
  • 19:10h

Foto: Polícia Militar/Divulgação

Um rapaz de 18 anos foi preso em flagrante na noite desta quarta-feira (6) por suspeita de ter torturado e matado a própria filha, de apenas dois meses, em Itatiba (SP). A mãe, de 17 anos, foi apreendida. De acordo com a Polícia Militar, uma equipe foi acionada para ir até a Santa Casa apurar uma suposta situação de maus-tratos a um bebê. A morte de Adda Haile Vinceguerra Justo foi constatada logo após ela dar entrada no hospital. Ainda segundo a PM, o bebê chegou ao hospital com vários sinais de tortura, como hematomas de mordidas, apertões, quedas e asfixias, além de algumas fraturas por todo o corpo. Diante da situação, os policiais questionaram o pai Matheus Justo de Souza sobre o que teria acontecido e, inicialmente, ele apresentou diversas versões controversas, mas depois confessou o crime. Após a confissão, segundo a PM, ele foi preso em flagrante pelo crime de tortura seguida de morte e levado para a delegacia da cidade. Depois, foi encaminhado para o Centro de Triagem de Campo Limpo Paulista. A mãe da criança foi liberada na presença dos pais. Ao G1, a avó do bebê afirmou que não haverá velório.

Imagens de câmera mostram garotos fugindo de incêndio no CT do Flamengo

  • G1
  • 08 Fev 2019
  • 18:13h

Foto: Reprodução

Imagens do circuito interno de câmeras do Ninho do Urubu mostram atletas fugindo duranteo incêndio que matou dez adolescentes e feriu três na madrugada desta sexta-feira (8) no Ninho do Urubu, em Vargem Grande, Zona Oeste do Rio. O vídeo mostra os adolescentes saindo de uma porta enquanto já era possível ver fumaça. O Globoesporte.com apurou que havia 26 pessoas no alojamento no momento do incêndio, por volta das 5h. As chamas atingiram as instalações onde dormiam jogadores entre 14 e 17 anos que não residiam no Rio. A suspeita é que um curto-circuito em um ar-condicionado foi a causa do incêndio. Eram seis contêineres interligados que serviam de dormitórios. A Prefeitura do Rio afirmou que o dormitório não tem licença municipal. "A área de alojamento atingida pelo incêndio não consta do último projeto aprovado pela área de licenciamento, no dia 5 de abril de 2018, como edificada", diz em nota. Confira o vídeo neste link: http://g1.globo.com/rio-de-janeiro/videos/v/video-mostra-sobrevivente-escapando-de-incendio-no-ct-do-flamengo/7367210/

'Eu não sabia o que o senhor fazia comigo, agora que eu cresci sei que é errado', diz carta de menina estuprada pelo pai e pelo avô

  • 08 Fev 2019
  • 16:02h

Foto: Divulgação/Polícia Civil

A Polícia Civil de Minas Gerais prendeu o pai e o avô de uma menina de 12 anos por suspeita de estupro; as prisões foram efetuadas na quinta-feira (7) e na quarta (6). A adolescente foi vítima das agressões dos dois por pelo menos cinco anos em Janaúba, no Norte de Minas. Os crimes foram descobertos depois que uma psicóloga da escola onde a menina estuda ter orientado a vítima a escrever cartas para desabafar. Nas cartas ela fala da dor provocada pelo pai e avô, além de dizer que se sente culpada. De acordo com o delegado responsável pelo caso, Bruno Fernandes Barbosa, o avô, de 72 anos, e o pai da criança, de 43, são caminhoneiros. O idoso foi localizado na casa em que mora, na cidade de Betim. Os abusos contra a neta ocorreram quando ele fez visitas à família no Norte de Minas. Na carta que escreveu para o avô, a adolescente chega a relatar que os abusos começaram quando ela ainda não entendia o que estava acontecendo. “Querido avô, fico triste até hoje com isso de tudo que você me fez sabe me machucou muito mais estou melhorando aos poucos. Começou quando você fez isso comigo 5 ou 6 anos bom e eu não sabia o que o senhor fazia comigo eu apenas deixava mas, agora que eu cresci sei o que você fazia comigo era errado [sic]”, diz a carta. No texto, a menina ainda diz que tem medo do “amor falso” que tinha pelo avô, e afirma que apesar de tudo gosta dele, só não se sente à vontade de estar no mesmo lugar que ele. Ao final, ela se despede e diz que perdoa o homem de 72 anos pelo erro dele e chega a mencionar que enxergou os próprios erros que cometeu. A carta para o avô foi escrita no dia 18 de dezembro de 2018, mas, segundo a PC, nunca foi entregue.

Prisão do pai

A Polícia Civil de Janaúba deflagrou uma operação na BR-040 para interceptar o caminhão do pai da menina. O homem de 43 anos estava em um frete de combustíveis e a polícia descobriu que ele faria uma entrega em um posto de Felixlândia. Quando o homem estacionou no local, foi detido. Nas cartas que também escreveu para o pai, a menina de 12 anos diz que se sente culpada por não aguentar mais segurar o segredo. “Toda minha vida eu vivi isso sem conta para ninguém, sofrendo sozinha, calada, fico assim até os dias de hoje chorando no quarto ou no banheiro e me machucando varias vezes, ate que não aguentei e desabafei [sic]”, diz a menina quando se refere às sessões com a psicóloga do colégio onde estuda. Segundo a PC, a escola relatou que a menina chegou a ferir os próprios pulsos diversas vezes com objetos cortantes. Na carta para o pai, ela diz ter pensado na morte e que no fundo sabe que teve culpa. Em uma parte do relato, ela diz ter sofrido mais de nove anos de abusos. “Todos falam que não tive culpa mais no fundo eu sei que tive e a minha madrinha também te perdoa pelo que voce fez com ela também. Foram mais de 9 anos de abuso sem eu não conta para ninguém absoluto, se não era sozinha em casa voce fazia com gente em casa e voce não tem vergonha não? [sic]”, levanta o questionamento para o próprio pai. Ela finaliza o texto dizendo que uma parte dela diz para não perdoá-lo, mas que perdoa o pai agressor por tudo. Segundo a PC, a madrinha a que a menina se refere no texto é uma tia dela. A suspeita é que a mulher também tenha sido estuprada pelo pai da adolescente.

6 jogadores mortos do Flamengo já foram identificados

  • 08 Fev 2019
  • 13:51h

Um incêndio no fim da madrugada desta sexta-feira (8) deixou 10 mortos e 3 feridos no Ninho do Urubu, Centro de Treinamento do Flamengo na Zona Oeste do Rio. Veja abaixo quem são as vítimas identificadas e com os nomes divulgados.

Mortos*:

  • Athila Paixão
  • Arthur Vinícius de Barros Silva Freitas
  • Bernardo Pisetta
  • Christian Esmério
  • Pablo Henrique da Silva Matos
  • Vitor Isaías

*outras 4 mortes estão confirmadas, mas os nomes ainda não foram divulgados para que as famílias sejam avisadas antes.

Athila Paixão – era de Lagarto, Sergipe. Tinha 14 anos.

Arthur Vinicius – o jogador morava com a família em Volta Redonda e completaria 15 anos no sábado (9). A família foi avisada e está a caminho do Rio, segundo informações da TV Rio Sul.

Bernardo Pisetta – nascido em Santa Catarina, era goleiro e já tinha atuado em outros times de futebol e equipes de futsal.

Christian Esmério – goleiro das categorias de base do Flamengo. Em abril de 2018, ele postou uma foto nas redes sociais de uma conquista com o clube. Acumulava convocações para a seleção.

Pablo Henrique da Silva Matos – primo do zagueiro Werley, do Vasco, joga no Sub-17 do Flamengo, é de Minas Gerais e morava no centro de treinamento.

Vitor Isaías – nascido em Santa Catarina, tinha 15 anos. Era atacante e tinha seis meses de Flamengo. Começou a carreira no futsal do Figueirense.

Feridos:

  • Cauan Emanuel Gomes Nunes, 14 anos
  • Francisco Diogo Bento Alves, 15 anos
  • Jhonatan Cruz Ventura, 15 anos, em estado grave

Cauan Emanuel – em 2017, chegou a disputar o Campeonato Cearense pelo Santa Cruz e o Campeonato Futsal Colegial, pelo Salomé Bastos e Falcões da Vila, de Fortaleza. O jogador cearense está há três anos no Rio e, desde o ano passado, joga no Flamengo, disputando os campeonatos da categoria de base. Ao G1, o pai dele diz que irá ao Rio para encontrar o filho.