BUSCA PELA CATEGORIA "Brasil"

Diferença salarial entre homens e mulheres volta a crescer após sete anos, indicam dados

  • BN
  • 08 Mar 2020
  • 15:24h

Foto: Reprodução Google

Que a diferença salarial entre homens e mulheres persiste não é novidade. Mas depois de sete anos de quedas consecutivas, em 2019, essa diferença voltou a crescer. O aumento foi de 9,2% em relação a 2018.

Segundo a Agência Brasil, em 2011, homens com ensino superior ganhavam, em média, R$ 3.058. Já as mulheres com o mesmo nível de formação ganhavam, em média, R$ 1.865, o que representa uma diferença de salário de 63,98%. 

Então, em 2012, essa diferença começou a cair até que em 2018 passou a ser de 44,7%. Naquele ano, os homens ganhavam, em média, R$ 3.752, e as mulheres, R$ 2.593. 

Mas, com o novo crescimento em 2019, a diferença passou a ser de 47,24%. Neste cenário, os homens ganhavam em média R$ 3.946, enquanto as mulheres ganhavam R$ 2.680.

De acordo com a publicação, os dados foram compilados para a agência pela plataforma de bolsas e vagas para o ensino superior, “Quero Bolsa”. Os dados foram extraídos do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged).

Deixa no vizinho: Nova opção de entrega otimiza a experiência dos clientes dos Correios

  • Ascom | Correios
  • 04 Mar 2020
  • 09:27h

(Foto: Divulgação)

 

Para atender a uma sugestão recorrente dos clientes, os Correios lançaram a funcionalidade Entrega no Vizinho. A novidade permite ao remetente indicar um endereço alternativo, próximo ao do destinatário, para a entrega da encomenda. A opção, que não tem nenhum custo adicional e está disponível para todo o país, facilitará a entrega de objetos, mesmo no caso da ausência do destinatário no endereço principal. A funcionalidade abrange exclusivamente as remessas SEDEX e PAC, não altera o prazo da entrega e é registrada no sistema de rastreamento.

Como funciona - O remetente deve declarar na etiqueta de endereçamento que a Entrega no Vizinho está autorizada e indicar o domicílio alternativo autorizado a receber o pacote, informando ao atendente no momento da postagem. O endereço indicado pode ser uma das duas casas à direita, à esquerda ou à frente do endereço principal. Em prédios, qualquer apartamento pode ser indicado para recebimento. Caso o destinatário esteja ausente, o carteiro tentará entregar a encomenda no endereço vizinho indicado. Para a utilização dessa funcionalidade, não são aceitas etiquetas de endereçamento diferentes dos modelos disponibilizados pelos Correios, conforme orientações do Guia de Endereçamento de Encomendas.

Previsão da entrega – Uma inovação no sistema de rastreamento também foi implementada pelos Correios. Agora os clientes também são informados sobre a data prevista para entrega da encomenda. A funcionalidade está disponível no site dos Correios para encomendas nacionais e remessas postais (econômicas e expressas). Em breve estará acessível no APP Correios, e abrangerá as postagens internacionais e demais serviços rastreáveis. Esses novos atributos são iniciativas dos Correios que visam melhorar a experiência dos clientes, e garantir os padrões de qualidade e eficiência praticados pela empresa. Mais informações estão disponíveis em http://www.correios.com.br/enviar-e-receber/entrega.

Segundo relator, Facebook e Twitter negam dados à CPMI das Fake News

  • Redação
  • 03 Mar 2020
  • 14:49h

Empresas estariam se recusando a repassar informações sobre os perfis apontados como parte de milícias digitais | Foto: BU Conteúdo)

O presidente da CPMI das Fake News, senador Angelo Coronel (PSD-BA), disse ter acionado a Advocacia do Senado para acionar judicialmente as redes sociais Facebook e Twitter, que estariam se negando a repassar informações sobre os perfis apontados como parte das chamadas milícias digitais. “Acionei a Advocacia do Senado p/ saber o que pode ser feito contra Facebook e Twitter, q se recusam a passar à CPMI das Fake News dados sobre perfis e grupos q podem fazer parte de milícias digitais”, escreveu Coronel no Twitter. “Quero saber se a comissão deve pedir que o ministério da Justiça solicite à Justiça Americana que Face e Twitter entreguem as informações pedidas, ou agir junto à Justiça brasileira, com base nos poderes que a Constituição confere à CPMI”, acrescentou. O senador mencionou um entendimento do STJ (Superior Tribunal de Justiça) de que, por atuaram no Brasil, as empresas devem se submeter às decisões da Justiça brasileira.

Duas apostas acertam seis dezenas da Mega e dividem R$ 200 milhões

  • Redação
  • 28 Fev 2020
  • 08:42h

Foto: Marcello Casal Jr./Agência Brasil

Duas apostas acertaram as seis dezenas do Concurso 2.237 da Mega-Sena e vão dividir um prêmio de R$ 200 milhões. É a primeira vez que a Mega tem um vencedor em 2020. Um dos acertadores fez a aposta em Rio Branco (AC) e o outro em Fortaleza (CE). Os números sorteados foram 11, 20, 27, 28, 53 e 60. A quina teve 263 apostas ganhadoras e cada uma vai receber R$ 44.509,85. A quadra 15.054 teve ganhadores, sendo que cada aposta receberá R$ 1.110,86. O próximo concurso será sorteado no sábado (29), com um prêmio estimado de R$ 3 milhões. As apostas podem ser feitas até as 19h (horário de Brasília) em qualquer casa lotérica credenciada pela Caixa, em todo o país. A cartela, com seis dezenas marcadas, custa R$ 4,50.

Mega-Sena pode pagar R$ 200 milhões nesta quinta-feira (27)

  • Redação
  • 27 Fev 2020
  • 15:40h

(Foto: Brumado Urgente Conteúdo)

O concurso 2.237 da Mega-Sena pode pagar um prêmio de R$ 200 milhões para quem acertar as seis dezenas. O sorteio acontece nesta quinta-feira (27) no Terminal Rodoviário Tietê, em São Paulo. A aposta mínima custa R$ 4,50. O prêmio é o terceiro maior da história da Mega-Sena em concursos regulares (excluída a Mega da Virada, cujos sorteios são no dia 31 de dezembro). O valor do prêmio pode garantir um rendimento de quase R$ 518 mil por mês, caso o apostador escolha investir na poupança da Caixa. Se preferir aplicar o dinheiro em bens, o ganhador poderá comprar 40 coberturas de luxo, de 500 metros quadrados, em Copacabana, no Rio, segundo a Caixa.

Por conta do carnaval, Mega-Sena sorteia 200 mi hoje (26)

  • Redação
  • 26 Fev 2020
  • 09:24h

(Foto: Brumado Urgente Conteúdo)

Após acumular 16 sorteios seguidos, na próxima quinta-feira (27) a Mega-Sena vai dar mais uma chance para um ou mais apostadores, acertarem as seis dezenas da sorte. O prêmio gira em torno de R$ 200 milhões. O prêmio é o terceiro maior da história da Mega-Sena em concursos regulares. As apostas devem ser feitas em lotéricas ou pela internet até às 18 horas da próxima quinta-feira (27), com preços a partir de R$ 4,50.  Conforme a Caixa a probabilidade de vencer em cada concurso varia de acordo com o número de dezenas jogadas e do tipo de aposta realizada.

TCU vai apurar gastos de corte militar com viagem à Grécia

  • BN
  • 24 Fev 2020
  • 18:32h

(Foto: Brumado Urgente Conteúdo)

O TCU (Tribunal de Contas da União) abriu investigação para avaliar a legalidade dos gastos do STM (Superior Tribunal Militar) com a viagem de três ministros à Grécia durante as férias coletivas de julho de 2019.
 O subprocurador-geral do Ministério Público de Contas, Lucas Rocha Furtado, propôs a apuração com base em reportagem do jornal Folha de S.Paulo publicada em setembro de 2019 e pesquisas realizadas pelo TCU. Os ministros Marcus Vinícius Oliveira dos Santos (presidente), Álvaro Luiz Pinto e Péricles Aurélio de Lima Queiroz participaram de evento promovido pela Associação Internacional das Justiças Militares, uma entidade privada, com sede em Florianópolis.

O STM gastou cerca de R$ 100 mil em passagens e diárias para um seminário de dois dias no Athens Plaza Hotel. O presidente do STM fez palestra sobre o tema "Forças Armadas e atuação da garantia da lei e da ordem".

"Gastos como os ora questionados se insinuam perante os cidadãos como altamente indecorosos e revelam prática incompatível com as novas exigências da sociedade", sustentou o subprocurador-geral na representação.

O STM disse à Folha de S.Paulo que o presidente "intercalou o evento com o seu período de férias no recesso do Judiciário".

Lucas Furtado diz na representação que a Loman (Lei Orgânica da Magistratura) não prevê a interrupção ou fracionamento de férias.

Mencionou ainda que o CNJ (Conselho Nacional de Justiça) tem "restringido a possibilidade de interrupção a situações excepcionalíssimas".

O objetivo da diligência é examinar se foram observadas as normas do CNJ; se os gastos atenderam ao interesse público e se foi respeitado o princípio da moralidade.

Há desencontro entre informações prestadas pelo STM à Folha de S.Paulo, em agosto de 2019, e esclarecimentos fornecidos ao TCU, em novembro último, pelo contra-almirante Silvio Artur Meira Starling, diretor-geral do tribunal militar.

Com base nos registros sobre passagens internacionais no site do STM, a Folha de S.Paulo questionou por que o presidente do STM viajou no dia 27 de junho e regressou no dia 16 de julho.

A assessoria da presidência respondeu: "O ministro-presidente intercalou o evento com o seu período de férias no recesso do Judiciário". E acrescentou: "Quando a data de realização do evento coincide com o período de férias coletivas dos magistrados, há a suspensão temporária das mesmas para os ministros participantes. Foi o que ocorreu no caso em apreço".

Em ofício ao TCU, o diretor-geral do STM afirmou: "Não houve a interrupção de férias atribuída ao ministro-presidente nem o divulgado 'intercalamento'".

No site do STM, consta que o tribunal pagou R$ 28,3 mil para a viagem do presidente nos trechos Brasília-DF/Atenas-GR/Brasília-DF, sendo a ida em 27/6 e a volta em 16/7. As viagens dos ministros Álvaro Luiz Pinto e Péricles Queiroz custaram R$ 13,8 mil cada.

Segundo o diretor-geral, os ministros foram autorizados pelo plenário a representar o tribunal. Ele afirmou que as datas de embarque e desembarque podem ser anteriores ou posteriores ao das concessões de diárias, desde que não haja prejuízo aos cofres públicos.

Ele disse que, como inexiste voo direto de Brasília para Atenas, houve passagens com diferentes escalas, aumentando o tempo de viagem.

CONTINUE LENDO

Brasil será denunciado pela ONU por desmonte em direitos humanos

  • Redação
  • 24 Fev 2020
  • 08:00h

(Foto: Reprodução)

O Brasil será alvo de denúncias de violações de direitos humanos através de relatórios da ONU. As críticas vão acontecer na reunião do Conselho de Direitos Humanos, nesta segunda-feira (24). O evento terá a presença da ministra dos Direitos Humanos, Damares Alves.Além disso, uma série de denúncias por parte de indígenas, ativistas e ambientalistas contra o governo brasileiro,também devem ocorrer. Num dos documentos que será debatido, os relatores da ONU alertam sobre o aumento significativo das queimadas na Amazônia brasileira e as promessas feitas pelo novo governo de abrir terras indígenas para a agricultura e mineração. Outra crítica que o governo enfrentará será no campo do combate à fome.A ONU cita as medidas tomadas pelo governo de Jair Bolsonaro para desmantelar o programa Fome Zero que existia no Brasil e que era considerado como exemplar. As denúncias, no entanto, não devem partir só da ONU. Ongs, ativistas, indígenas e outros grupos usarão o encontro para denunciar violações no Brasil, como à situação dos povos indígenas e o racismo. Se o governo viaja com uma delegação para Genebra, a sociedade civil também promete se organizar para contestar e denunciar as violações no país. Em 2019, o Brasil se transformou no alvo de mais de 35 denúncias na ONU, uma situação inédita no período democrático do país.

Mega-Sena: ninguém acerta as seis dezenas e prêmio vai a R$ 200 milhões

  • Redação
  • 23 Fev 2020
  • 09:36h

(Foto: Brumado Urgente Conteúdo)

Ninguém acertou as seis dezenas do concurso 2.236 da Mega-Sena, neste sábado (15), em São Paulo. O prêmio acumulou. Os números sorteados foram: 07 – 20 – 38 – 43 – 45 – 53 A quina teve 190 apostas ganhadoras; cada uma receberá R$ 56.213,79. A quadra teve 14.982 ganhadores; cada um levará R$ 1.018,42. O próximo concurso será na quinta-feira (27), geralmente os sorteios acontecem às quartas e aos sábados, mas a data foi alterada por conta do carnaval. O prêmio é estimado em R$ 200 milhões.

Probabilidades

A probabilidade de vencer em cada concurso varia de acordo com o número de dezenas jogadas e do tipo de aposta realizada. Para a aposta simples, com apenas seis dezenas, com preço de R$ 4,50, a probabilidade de ganhar o prêmio milionário é de 1 em 50.063.860, segundo a Caixa. Já para uma aposta com 15 dezenas (limite máximo), com o preço de R$ 22.522,50, a probabilidade de acertar o prêmio é de 1 em 10.003, ainda segundo a Caixa.

Bolsonaro demite toda a direção do Inmetro

  • Redação
  • 23 Fev 2020
  • 07:15h

(Foto: Reprodução)

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) anunciou a demissão de toda a diretoria do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro) neste sábado (22), durante visita a um supermercado no Guarujá, no litoral de São Paulo, onde passa o feriado de Carnaval. “Implodi o Inmetro. Implodi. Mandei todo mundo embora. Por quê? Há poucos meses assinaram portaria para trocar tacógrafos”, afirmou Bolsonaro. “Em vez de ser o normal que está aí, inventaram um digital. Ele é aferido de dois em dois anos. Passaram para um. Mandei acabar com isso aí”, completou. A declaração foi transmitida em live pelo perfil dele no Facebook. De acordo com ele, a medida da autarquia iria prejudicar os taxistas. O tacógrafo serve para indicar e registrar a distância percorrida, velocidade desenvolvida e direção. Na última segunda-feira (17), a exoneração da presidente do Inmetro, Angela Flores Furtado, foi publicada no Diário Oficial da União. Ela foi substituída pelo coronel do Exército Marcos Heleno Guerson de Oliveira Júnior.

Mega-Sena sorteia neste sábado (22) prêmio acumulado de R$ 190 milhões

  • Redação
  • 22 Fev 2020
  • 09:06h

(Foto: Brumado Urgente Conteúdo)

A Mega-Sena sorteia neste sábado (22) prêmio estimado em R$ 190 milhões. É 15ª vez que a Mega-Sena acumula este ano, o recorde para a modalidade. O sorteio das seis dezenas do concurso 2.236 será realizado a partir das 20h (horário de Brasília) no Espaço Loterias Caixa, localizado no Terminal Rodoviário Tietê, na cidade de São Paulo. O sorteio é aberto ao público, que pode acompanhar também pelas redes sociais: no Facebook e no canal Caixa no Youtube. De acordo com a Caixa, o valor do prêmio, caso aplicado na poupança, poderia render R$ 491 mil por mês. As apostas podem ser feitas até as 19h (horário de Brasília) do dia do sorteio em qualquer casa lotérica credenciada pela Caixa, em todo o país. A cartela, com seis dezenas marcadas, custa R$ 4,50.

Alerta: Heinz faz recall de milho por possível contaminação

  • Redação
  • 20 Fev 2020
  • 17:38h

Foto: Divulgação/Heinz

O risco de presença de bactérias é o motivo do recall de 244 caixas do produto “milho verde tetra recart 200g”, da marca Quero, da fabricante de produtos alimentícios Heinz Brasil. Os produtos fazem parte dos lote L08, com validade até 31 de julho de 2021. A produção ocorreu no dia 8 de janeiro deste ano. De acordo com a empresa, a possível possível contaminação pode causar náuseas, vômitos e infecção intestinal, principalmente, em pessoas com baixa imunidade. Ainda segundo fabricante, os produtos não devem ser consumidos e o consumidor deve entrar em contato com SAC da empresa pelo 0800 16 5858, em horário comercial, ou pelo site.

Em ano de eleição, centenas de municípios estão à beira do colapso financeiro

  • Por Bianca Lima e Luiz Guilherme Gerbelli, GloboNews
  • 20 Fev 2020
  • 08:12h

Proposta do governo pode reduzir número de municípios — Foto: Marília Marques/G1

Em ano eleitoral, centenas de cidades brasileiras estão próximas do colapso financeiro. Um levantamento da Confederação Nacional dos Municípios (CNM) revela que 229 prefeitos devem decretar calamidade nas contas públicas em 2020. O número esperado para este ano é bem maior do que o observado em 2019, quando 69 prefeituras emitiram esse tipo de decreto.  Na prática, o dispositivo serve para alertar governos estaduais, União e sociedade de que serviços públicos municipais serão afetados devido à crise financeira, mas não exime o gestor local da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF). "Por meio desse decreto, o gestor está dizendo para a população que vai ter de cortar serviços, que não está conseguindo, com o orçamento, cumprir as obrigações que foram atribuídas (ao município) nos últimos anos", diz o presidente da CNM, Glademir Aroldi. O pedido de calamidade financeira é só a ponta de uma profunda crise enfrentada pelos municípios brasileiros. Desde a promulgação da Constituição, em 1988, as prefeituras passaram a assumir um papel maior na prestação de serviços públicos, sem que os orçamentos dessem conta das novas obrigações. Isso porque a maioria das cidades não tem autonomia financeira. Um estudo conduzido pela pesquisadora Lorreine Messias evidencia bem esse quadro. Os principais tributos arrecadados pelas prefeituras – IPTU, ISS e ITBI (Imposto Predial Territorial Urbano, Imposto sobre Serviços e Imposto sobre a Transmissão de Bens Imóveis) – não são suficientes para equilibrar os orçamentos. E quanto menor o município, em geral pior a situação. De acordo com o levantamento, nas cidades com até 5 mil habitantes a arrecadação desses três impostos representa apenas 2,26% da receita total. Numa faixa superior, entre 5 mil e 20 mil habitantes, a soma de IPTU, ISS e ITBI corresponde a 3,67% da receita. Em geral, o quadro vai se atenuando conforme os municípios vão crescendo de tamanho. Entre as cidades com mais de 1 milhão de habitantes, por exemplo, a arrecadação dos três tributos chega a 26,86% da receita total.

Vídeo:Mãe descobre ao vivo que filha foi assassinada e desmaia; ‘Cidade Alerta’ é criticado na web

  • Redação
  • 18 Fev 2020
  • 16:35h

(Reprodução: TV Record)

O programa “Cidade Alerta”, da Record, está sendo criticado nas redes sociais após decidir exibir, nesta segunda-feira (17), uma cena de tragédia. Comandado por Luiz Bacci, a atração informou ao vivo a uma mãe que sua filha tinha sido assassinada pelo namorado. “Não! Não! Ele não fez isso com a minha filha!“, gritou antes de desmaiar.

Governo Bolsonaro articula para recriar sorteios na TV e beneficiar emissoras

  • Redação
  • 17 Fev 2020
  • 07:11h

(Foto: Reprodução)

O governo de Jair Bolsonaro está preparando uma medida provisória para retomar os sorteios de prêmios nas TVs. A decisão atende a um pedido da Rede TV!, principal interessada no negócio. Segundo informações da Folha de S.Paulo, uma reunião foi articulada com os principais executivos da Record, do SBT e da Band, junto com o chefe da Secom (Secretaria de Comunicação da Presidência), Fabio Wajngarten, convencer o presidente Jair Bolsonaro a encampar a proposta. Embora tratativas sobre o tema sejam de competência do Ministério da Economia, o encontro se deu no Palácio do Planalto, em 9 de dezembro, com a participação de Amilcare Dallevo Jr., dono e presidente da RedeTV!, José Roberto Maciel, presidente do SBT, Luís Cláudio Costa, presidente da Record, e Paulo Saad Jafet, vice-presidente da Band. Na sequência, a Casa Civil começou a preparar a minuta de uma medida provisória. O texto foi enviado ao Ministério da Economia e está pronto, aguardando a decisão de Bolsonaro para ser publicado.