BUSCA PELA CATEGORIA "Brasil"

Idosa de 92 anos morre após ser estuprada e espancada por homem que pintou a casa dela

  • 18 Mar 2019
  • 16:58h

Foto: Polícia Militar de Mato Grosso/Divulgação

Uma idosa, de 92 anos, na madrugada desta segunda-feira (18) depois de ser espancada e estuprada por um homem dentro da casa dela no domingo (17) em Nobres, a 151 km de Cuiabá.Segundo o boletim de ocorrência da Polícia Militar, a filha da idosa encontrou a mãe caída no chão e machucada logo depois do estupro. O suspeito, identificado como Alexandro Antunes de Oliveira da Silva, de 29 anos, foi preso e negou o crime. Alexandro era monitorado por tornozeleira eletrônica. O setor de rastreamento do equipamento apontou que ele ficou duas horas dentro da casa da vítima. De acordo com a PM, o estupro ocorreu no Bairro Jardim Paraná. A filha da vítima encontrou a idosa por volta de 6h. A idosa, mesmo debilitada, conseguiu dar detalhes à filha sobre quem havia cometido o ataque. Um dos chinelos do suspeito foi deixado no local do crime. A idosa foi socorrida em estado grave ao Hospital e Maternidade Laura de Vicuna, em Nobres. O hospital disse ao G1 que a paciente foi atendida e aguardava transferência, no entanto, não resistiu a morreu às 2h desta segunda-feira. Alexandro foi encontrado pelos policiais em uma chácara às margens do Rio Cuiabá, em uma região conhecida como Pindura. Ainda conforme a PM, o suspeito foi reconhecido pela filha da vítima. Ela afirmou que ele prestou serviços de pintura na casa da idosa dias antes do crime. Ao ser questionado sobre o estupro o suspeito negou ter atacado a idosa. Ele já tinha antecedentes criminais e era monitorado por tornozeleira eletrônica. Alexandro foi levado à Polícia Civil.

Brasil: Homem é preso após estuprar paciente dopada dentro de hospital

  • 18 Mar 2019
  • 15:52h

Foto: José Claudio Pimentel / G1

Um paciente do Hospital Municipal de São Vicente, no litoral de São Paulo, foi detido por ter sido flagrado estuprando uma jovem de 21 anos internada no local por conta de problemas psiquiátricos. O caso, que chocou funcionários da unidade e moradores da cidade, foi divulgado pela Polícia Civil na manhã desta segunda-feira (18). Segundo testemunhas, suspeito e vítima foram achados nus dentro de um banheiro. Segundo o boletim de ocorrência obtido pelo G1, uma guarda municipal chegou até o local após o alerta de uma paciente. Ela foi até o banheiro indicado e encontrou a porta trancada. Após arrombá-la, a guarda encontrou o homem com as calças abaixadas junto com a jovem, que também estava seminua. O homem recebeu voz de prisão por estupro de vulnerável. Ainda segundo o documento, além de esquizofrenia, a jovem possui deficiência mental moderada e é incapaz de discernir sobre seus atos. No momento do ocorrido ela estava dopada em razão da medicação administrada para estabilizar seu estado de saúde. Até a noite de domingo, o suspeito permaneceu algemado em uma maca do hospital sob escolta policial, já que ele não pode ser levado pelos policiais porque não recebeu alta médica. Assim que for liberado, ele será encaminhado à Delegacia Sede do Município para prestar esclarecimentos. Segundo a polícia, o suspeito tem passagens por roubo, furto e invasão de domicílio. De acordo com a Secretaria de Saúde de São Vicente, a paciente realizou todos os exames protocolares legais. O caso segue sob investigação da Polícia Civil.

Brasil: Casal é morto ao sair para comemorar aniversário com amigos

  • 18 Mar 2019
  • 12:05h

Foto: Arquivo pessoal

Um casal que estava em uma moto morreu após ser atropelado por um homem embriagado na Rodovia dos Imigrantes, segundo informou a Polícia Militar na manhã desta segunda-feira (18). Leonardo de Falcchi, de 24 anos, trazia na garupa sua namorada, Camila de Lima Noronha, de 21. Ele completaria 25 anos neste domingo (17) e o casal seguia em direção a São Vicente, no litoral de São Paulo, para comemorar o aniversário com a família e amigos. Segundo o boletim de ocorrência obtido pela equipe do G1, um comerciante, de 62 anos, conduzia seu veículo no quilômetro 24 da Rodovia Imigrantes, sentido sul, no município de São Bernardo do Campo (SP), quando atropelou a motocicleta ocupada pelo casal. De acordo com a PM, o condutor estava sob influência de álcool e deixou de prestar socorro às vítimas. Os policiais relataram que, em patrulha pela Rodovia Padre Manoel da Nóbrega, por volta das 23h30, avistaram o comerciante parado na altura do quilômetro 284, sentido oeste. Eles solicitaram os documentos do veículo e a CNH dele, que afirmou tê-la esquecido em casa e forneceu apenas o RG. Os policiais consultaram e identificaram que a CNH dele estava cassada e notaram que o carro estava amassado na parte frontal. Ao ser questionado, o condutor informou que tinha comprado o veículo na última sexta-feira (15) já com danos. Os policiais também identificaram que o para-brisa estava trincado e, ao questionarem o condutor novamente, ele disse que havia colidido com uma motocicleta na Rodovia dos Imigrantes. A PM soube do acidente envolvendo Leonardo e Camila no momento em que o comerciante assumiu ter colidido com uma motocicleta. O motorista também relatou que o veículo havia ficado preso embaixo de seu carro. Ele retirou a moto e seguiu viagem sem comunicar a polícia sobre o acidente. O comerciante apresentava sinais de embriaguez e foi solicitado que ele fizesse o teste do bafômetro, que confirmou a suspeita. Ele estava acompanhado da mulher, que afirmou chover muito na hora do acidente e que, apesar de terem tentado acenar os braços pedindo auxílio, ninguém os ajudou, motivo pelo qual retiraram a motocicleta debaixo do veículo e seguiram viagem.O boletim de ocorrência foi registrado na Delegacia Sede de São Vicente e o suspeito foi autuado em flagrante por homicídio culposo, quando não há intenção de matar. O veículo foi apreendido e o homem foi detido.

Sobe para 206 o número de mortes confirmadas no desastre de Brumadinho

  • 18 Mar 2019
  • 09:13h

Foto: Reprodução TV Globo

O número de mortos identificados no rompimento da barragem da Vale em Brumadinho, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, subiu para 206 neste domingo (17). De acordo com a Defesa Civil, outras 102 pessoas continuam desaparecidas.No dia 25 de janeiro deste ano, a barragem da Mina Córrego do Feijão se rompeu, matando dezenas de pessoas e contaminando o Rio Paraopeba, um dos afluentes do Rio São Francisco. Os rejeitos devastaram a área administrativa da mineradora, incluindo o refeitório, onde muitos trabalhadores almoçavam na hora do rompimento.Depois de arrasar a área da Vale, a lama da mineradora atingiu comunidades de Brumadinho, destruindo casas, uma pousada e propriedades rurais.As buscas pelos desaparecidos continuam em Brumadinho. De acordo com o Corpo de Bombeiros, 138 bombeiros militares atuam neste domingo (17) em 23 frentes de trabalho, com apoio de 63 máquinas pesadas, quatro cães, um helicóptero Arcanjo e dois drones.

Números da tragédia

Brasil: Homem ataca estudantes com faca e deixa um morto em pensionato

  • G1
  • 17 Mar 2019
  • 16:04h

Foto: Polícia Civil/Divulgação

Um jovem de 22 anos foi morto a punhaladas após um homem atacar estudantes em um pensionato na madrugada deste domingo (17) em Maringá, no norte do Paraná. Outros dois rapazes ficaram feridos. O suspeito foi preso, segundo a Polícia Civil. O crime aconteceu na Zona 7. O autor do ataque morava nos fundos da residência. De acordo com a Polícia Civil, ele entrou na casa por volta das 2h e atacou três rapazes que estavam na cozinha. Dois conseguiram fugir e foram perseguidos na rua pelo suspeito. As vítimas e vizinhos que ouviram a confusão acionaram a Polícia Militar (PM). O homem havia retornado para o pensionato para atacar outros estudantes, quando foi contido por uma equipe policial, segundo a PM. Ele foi preso e levado para a Delegacia de Polícia Civil de Maringá. O estudante Orivaldo José da Silva Filho, de 22 anos, foi atacado pelo suspeito. Ele tentou fugir, mas acabou não resistindo aos ferimentos e morreu no local. O jovem era do de Conchas, no interior de São Paulo, e estava em Maringá onde se preparava para ingressar em uma turma de doutorado em Química. Os outros dois jovens que fugiram ficaram feridos. Eles foram encaminhados para hospitais da cidade e continuam internados. A polícia não informou a idade dos jovens feridos.

Carrefour terá de pagar R$1 milhão por caso de segurança que matou cachorro

  • 16 Mar 2019
  • 09:08h

O supermercado Carrefour se comprometeu com o Ministério Público de São Paulo a depositar R$1 milhão em um fundo após um de seus seguranças ter agredido um cachorro, que acabou tendo hemorragia e morrendo. De acordo com o MP, a empresa assinou um Termo de Compromisso em que assume a obrigação. O caso aconteceu em Osasco, na Grande São Paulo. Segundo uma reportagem do G1, metade do valor (R$500 mil) será destinado à esterilização de cães e gatos. O Hospital Municipal Veterinário e o canil municipal receberão R$350 mil em medicamentos para seus animais. O restante (R$150 mil) irá para a aquisição e entrega de rações para associações, ONGs, e outras entidades que cuidam de animais na cidade de Osasco. A decisão prevê que, em caso de atraso no depósito do valor, o Carrefour ficará sujeito à uma multa de R$1 mil para cada dia de atraso. Além disso, o município de Osasco será investigado por ato de improbidade administrativa, caso não atenda ao termo. O caso ocorreu no dia 28 de novembro do ano passado. Ainda de acordo com a publicação do G1, as câmeras de segurança registraram o homem correndo atrás do cachorro com uma barra de ferro. Ele assumiu, em depoimento à polícia, ter agredido o animal. Manchinha, como o cão era conhecido, estava abandonado, e vivia próximo ao mercado. O segurança não teve seu nome divulgado, e irá responder em liberdade por abuso e maus-tratos de animais, como prevê o artigo 32 da Lei 9.605/98 de Crimes Ambientais. 

Professor armado com facão e besta invade Secretaria de Educação do DF

  • G1
  • 15 Mar 2019
  • 19:08h

Foto: Reprodução/Polícia Militar

Um professor armado invadiu, nesta sexta-feira (15), a sede da Secretaria de Educação do Distrito Federal, no Setor Bancário Norte. Ele levava uma faca de caça e uma besta (espécie de arco) com seis flechas – arma idêntica à que foi usada no massacre de Suzano.O homem chegou a subir até o 12º andar, onde fica o gabinete do secretário Rafael Parente – que estava em uma reunião na Residência Oficial do Governo do DF. Funcionários perceberam parte da besta para fora da mochila e acionaram a Polícia Militar que deteve o suspeito antes que ele pudesse ferir alguém. O homem, de 54 anos, foi levado para a 5ª DP, que fica na região central de Brasília. De acordo com a secretaria, ele é professor de violino erudito da Escola de Música de Brasília e tem histórico de problemas psíquicos. Segundo a pasta, ele relatava ter adoecido por conta do trabalho. O nome do suspeito não foi divulgado até a publicação desta reportagem. A secretaria apontou que o professor já tinha procurado a Ouvidoria havia alguns dias, mas voltou ao local alegando que "algo precisava ser feito". A invasão deixou os servidores em pânico. Durante os cerca de dez minutos de tensão, seguranças deram cobertura aos funcionários, que foram autorizados a voltar para casa."Todos estão bem", disse o secretário ao G1.O vice-governador do DF, Paco Britto, determinou no início desta tarde o "afastamento imediato" e a abertura de um processo administrativo disciplinar (PAD) contra o professor.

Oito vítimas de massacre em escola de Suzano continuam internadas

  • 15 Mar 2019
  • 17:06h

Foto: Maiara Barbosa/G1

A Secretaria Estadual de Saúde de São Paulo divulgou, na manhã desta sexta-feira (15), que cinco estudantes vítimas do massacre da Escola Raul Brasil continuam internados em hospitais da rede estadual de saúde. Outros três sobreviventes estão internados em hospitais de Suzano. O massacre terminou com dez pessoas mortas, sendo cinco estudantes, duas funcionárias da escola e o tio de um dos criminosos. Os assassinos se mataram após o massacre. Nesta sexta, estavam no Hospital das Clínicas de São Paulo, com estado de saúde estável, Adna Isabella Bezerra de Paula, de 16 anos; Anderson Carrilho de Brito, de 15 anos; e Murillo Gomes Louro Benite, de 15 anos. Adna está na UTI. Ela era namorada do Douglas Celestino, o estudante que saiu da escola e voltou para salvar a namorada. Atingido, ele morreu no hospital e foi enterrado nesta quinta-feira. Anderson Carrilho também está na UTI. Murilo Gomes está na enfermaria. Jenifer da Silva Cavalcante, de 15 anos, e Leonardo Martinez Santos, de 16 anos, estão internados no Hospital de Clínicas Luzia de Melo, em Mogi das Cruzes. Os dois passaram por cirurgia, mas a situação de Jenifer é mais delicada. Foi retirada uma bala do abdômen dela, colocada uma bolsa de colostomia, mas ainda há uma bala alojada perto do pescoço da adolescente.

Internados em Suzano

Em Suzano, Guilherme Ramos do Amaral, de 14 anos, está na Santa Casa de Suzano e vai ser liberado em breve. "Já recebi alta do médico e daqui a pouco estou indo pra minha casa", afirmou o estudante. José Vitor Ramos Lemos e Samuel Silva Félix estão no Hospital Santa Maria. José Vitor chegou a ficar com um machado encravado no ombro. O machado foi retirado, e o estado de saúde dele é estável. Samuel Silva Félix deve passar por uma cirurgia para a retirada do projétil alojado na perna no início da tarde desta sexta (15).

Suspeito de envolvimento em ataque à escola se apresenta à Justiça

  • 15 Mar 2019
  • 14:02h

Foto: Roberto Casimiro/ Fotoarena/ Estadão Conteúdo

O adolescente de 17 anos, suspeito de ter participado do planejamento do massacre da escola de Suzano (SP), chegou ao Fórum da cidade por volta das 10h50 desta sexta-feira (15) acompanhado da mãe e da polícia por medida de segurança. De acordo com a polícia, ele também é ex-aluno da Escola Estadual Raul Brasil e foi colega de classe de um dos assassinos. O adolescente negou participação no crime. No Fórum, o adolescente foi ouvido pelo promotor da Vara da Infância e Juventude. A polícia fez buscas na casa dele e apreendeu desenhos e jogos de videogame. A perícia fará uma varredura em sites de compras pela internet para verificar se ele adquiriu pela internet algum objeto relacionado ao ataque. A polícia também vai periciar o material e preparar um relatório, que será entregue à Justiça no fim do dia. É com base nisso e no depoimento do adolescente que o MP vai preparar uma nova manifestação e encaminhar à juíza, para decidir. Ao final do depoimento, ele foi liberado. Depois, ele vai para a sala de audiência de apresentação. Na tarde desta quinta-feira (14), o delegado-geral da Polícia Civil, Ruy Ferraz Fontes, afirmou que tinha pedido à Justiça a apreensão do jovem e aguardava decisão da Vara da Infância e Juventude. Segundo a polícia, o material relacionado à participação do adolescente já tinha sido recolhido pelos investigadores. O dono do estacionamento onde os assassinos guardaram o carro alugado para esconder as armas teria informado para a polícia sobre a participação de uma terceira pessoa, segundo o delegado. "Ainda não confirmamos a informação, estamos submetendo a fotografia do adolescente ao responsável pelo estacionamento para confirmar. Temos outros dados que fazem crer que esse indivíduo participou pelo menos da fase de planejamento." Os assassinos Guilherme T. Monteiro, de 17 anos, e Luiz Henrique de Castro, de 25, mataram sete pessoas na Escola Estadual Raul Brasil, na quarta-feira (13). Um deles baleou e matou o próprio tio, em uma loja de automóveis. A investigação aponta que, depois do ataque na escola, um dos assassinos matou o comparsa e, em seguida, se suicidou. A polícia diz que os dois tinham um "pacto", segundo o qual cometeriam o crime e depois se suicidariam.

Coaf aponta depósito de R$ 100 mil na conta de suspeito de matar Marielle

  • 15 Mar 2019
  • 10:46h

Foto: Reprodução/TV Globo

Um relatório do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) apontou um depósito de R$ 100 mil, em dinheiro, na conta do policial reformado Ronnie Lessa, denunciado pelo assassinato de Marielle e Anderson. O Ministério Público citou esse relatório em um pedido de bloqueio dos bens de Lessa e do ex-PM Élcio Queiroz, também preso. O depósito foi feito na boca do caixa, no dia 9 de outubro de 2018, sete meses depois do crime. O MP pediu o bloqueio para garantir a indenização por danos morais e materiais às famílias da vereadora e do motorista. Além do relatório, o MP cita no pedido a lancha, apreendida em Angra dos Reis em nome de uma pessoa que seria “laranja” de Ronnie Lessa, os automóveis do PM reformado (um deles, um Infinity avaliado em R$ 150 mil), e a casa dele, localizada em um “condomínio luxuoso na Barra da Tijuca”. Tudo isso, segundo o Ministério Público, seria incompatível com a renda de um policial militar reformado. O pedido de arresto foi aceito pelo juiz Gustavo Kalil, da 4ª Vara Criminal, na mesma decisão em que recebeu a denúncia do MP e decretou a prisão de Ronnie Lessa e Elcio Queiroz.A defesa de Ronnie Lessa afirmou desconhecer esse depósito.

Projeto de lei quer tornar obrigatória leitura da Bíblia antes das aulas em escolas de Balneário Camboriú

  • NSC TV
  • 15 Mar 2019
  • 09:05h

Foto: Alvarelio Kurossu, Arquivo NSC

Um projeto de lei em tramitação na Câmara de Vereadores de Balneário Camboriú, no Litoral Norte, quer tornar obrigatória a leitura de trechos da Bíblia, diariamente, antes das aulas em todas as escolas municipais da cidade. A proposta teve parecer favorável da Procuradoria do legislativo municipal e foi aprovada pela Constituição de Constituição de Justiça (CCJ) da Casa, mas ainda não tem data para ser votada. O autor da proposta é o vereador Omar Tomalih (PSB), presidente da Câmara. Ele é evangélico, mas diz que a leitura da Bíblia não tem relação com religião. "A Bíblia é um manual que está em mais de 90% dos lares brasileiros, onde ela prega valores, princípios e bons costumes. É isso que nós queremos ensinar. Nós não estamos pregando religião alguma. Nós queremos que seja criada uma nova geração, baseada nesses valores e nesses princípios", disse Omar Tomalih (PSB). O vereador Lucas Gottardo (PSB) é contra. Ele elaborou projeto para substituir a leitura da Bíblia pela da Constituição Federal no início das sessões do legislativo. A proposta ainda não foi votada. Para o legislador, a escola e a Câmara não são lugares para a leitura da Bíblia, ainda que ele acredite que ela contribua com valores e princípios. "Contribui e contribui muito, mas nós temos os espaços adequados para que essa contribuição chegue até o indivíduo. Isso eu entendo que vem de uma base familiar, ela tem um local apropriado, ela tem a igreja, onde ela tem a liberdade de escolher o segmento dela", disse.

Outras cidades

A mesma discussão já ocorreu em outras cidades catarinenses. Em Içara, no Sul, foi aprovado em 2015 um projeto semelhante ao de Balneário Camboriú. No mesmo ano, os vereadores de Florianópolis decidiram que todas as escolas deveriam ter exemplares da bíblia em destaque na biblioteca. Nos dois casos, o Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJSC) considerou as duas leis inconstitucionais.

STJ manda soltar novamente presos por desastre da Vale

  • 15 Mar 2019
  • 08:02h

Foto: Reprodução/TV Globo

O ministro Nefi Cordeiro, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), concedeu na noite desta quinta-feira (14), uma liminar que garante a libertação dos 13 funcionários da Vale e da Tuv Sud, presos nesta tarde, em Belo Horizonte, por decisão do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG). Na decisão, o ministro reconheceu a ilegalidade da prisão temporária, alegando que os investigados já foram ouvidos durante a prisão temporária inicial, e os funcionários da Vale, inclusive, foram afastados da empresa, demonstrando a desnecessidade da prisão. Cordeiro estendeu a decisão também aos funcionários da Tuv Sud, empresa que atestou a segurança da barragem B1, da Mina Córrego do Feijão, da Vale, que se rompeu em Brumadinho, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, no dia 25 de janeiro. Três funcionários da Vale e dois da TUV SUD foram presos no dia 27 de janeiro e soltos no dia 5 de fevereiro. Outros oito funcionários da Vale - quatro técnicos e quatro gerentes, dois deles executivos - foram presos em 15 de fevereiro e soltos no dia 27. Nos dois casos, o relaxamento da prisão foi por decisão do Superior Tribunal de Justiça, que considerou as prisões desnecessárias. Nesta quarta-feira (13), o Tribunal de Justiça de Minas Gerais determinou que os investigados deveriam ficar na cadeia o tempo que faltava para completar 30 dias de prisão temporária. Segundo a defesa de alguns dos presos, eles vão passar a noite na penitenciária Nelson Hungria, em Contagem, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, e as duas mulheres na penitenciária Estêvão Pinto, em Belo Horizonte. Todos devem ser libertados pela manhã.

Polícia pede apreensão de adolescente suspeito de participar de planejamento do massacre de escola de Suzano

  • 14 Mar 2019
  • 20:08h

Foto: Maiara Barbosa/G1

O delegado-geral da Polícia Civil, Ruy Ferraz Fontes, afirmou nesta quinta-feira (15) que a polícia pediu à Justiça a apreensão de um adolescente de 17 anos, que teria participado do planejamento do massacre da escola de Suzano nesta quarta-feira (13). Guilherme Taucci Monteiro, de 17 anos, e Luiz Henrique de Castro, de 25,mataram oito pessoas na Escola Estadual Raul Brasil, na cidade da Grande São Paulo. De acordo com a polícia, o adolescente suspeito de ter participado da elaboração do crime é ex-aluno da escola, e foi colega de classe de Monteiro. "A terceira pessoa é um adolescente, a apreensão dele já foi sugerida ao juiz da infância e da juventude e o material relacionado com a participação dele já está arrecadado", disse Fontes. "Estamos aguardando a manifestação da Justiça. Pode ser a qualquer momento", complementa o delegado. O dono do estacionamento onde a dupla guardou o carro teria informado para a polícia sobre a participação de uma terceira pessoa, informou o delegado. "Ainda não confirmamos a informação, estamos submetendo a fotografia do adolescente ao responsável pelo estacionamento para confirmar. Temos outros dados que fazem crer que esse indivíduo participou pelo menos da fase de planejamento." De acordo com Fontes, a investigação aponta que a motivação do massacre é por reconhecimento da comunidade e para aparecer na mídia: "Esse foi o principal objetivo, não tinha outro", diz delegado. "Não se sentiam reconhecidos, queriam demonstrar que podiam agir como [o massacre em] Columbine, nos Estados Unidos, com crueldade e com um caráter trágico para que fossem mais reconhecidos do que eles", afirmou o delegado. Tal informação foi relatada à polícia por testemunhas próximas a Guilherme, que seria o líder da dupla. "Pessoas que estavam próximas dele e obtiveram essa informação diretamente dele". Para o delegado, a questão do bullying é pouco representativa, pois foi citada em apenas uma parte da investigação e "não é significativo". A polícia trabalha com a questão do reconhecimento e vingança na motivação da morte do tio. "Na realidade ele estava se sentido não reconhecido pelo tio, apesar de o tio ter contratado ele para trabalhar na empresa, mas ter que demitir posteriormente porque ele estava praticando pequenos furtos", explicou o delegado. Segundo a polícia, a investigação aponta que eles não pretendiam fazer ataques em outras escolas. "Todo material colhido não demonstra que eles fariam ou tentariam fazer outros ataques em outras escolas", afirmou o delegado. Fontes também alegou que ainda não há nenhuma relação direta com a "deep web". "No momento não vamos revelar como era feita a comunicação. O que posso indicar é que a maioria das conversas deles eram pessoais, travaram poucas conversas através da internet. Não tenho nenhuma evidência, até o presente momento, de que eles estivessem consultando a 'deep web', para poder ter material suficiente para executar o que executaram".

Nº de mortos em Brumadinho chega a 203; 105 pessoas seguem desaparecidas

  • 14 Mar 2019
  • 15:11h

Foto: Divulgação/Corpo de Bombeiros

Subiu para 203 o número de mortes confirmadas em Brumadinho, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. De acordo com balanço divulgado nesta quinta-feira (14) pela Defesa Civil, 105 pessoas continuam desaparecidas. No dia 25 de janeiro deste ano, a barragem da Mina Córrego do Feijão se rompeu, matando dezenas de pessoas e contaminando o Rio Paraopeba, um dos afluentes do Rio São Francisco. Os rejeitos devastaram a área administrativa da mineradora, incluindo o refeitório, onde muitos trabalhadores almoçavam na hora do rompimento. Após varrer a mineradora, a lama atingiu comunidades de Brumadinho destruindo casas, inclusive uma pousada, a atingindo propriedades rurais.

Números da tragédia

•203 mortos identificados (veja a lista)

•105 desaparecidos (veja a lista)

•395 localizados

Bolsonaro diz que dorme com arma do lado da cama no Palácio da Alvorada

  • Folha de S. Paulo
  • 14 Mar 2019
  • 14:04h

Foto: Isac Nóbrega/PR

 O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta quarta-feira (13) que dorme com uma arma ao lado de sua cama, no Palácio da Alvorada. A informação foi dada pela manhã, em um café com jornalistas no Palácio do Planalto, para o qual a Folha foi convidada.Segundo ele, há riscos no Alvorada, apesar do esquema forte de segurança. Com isso, Bolsonaro disse que só consegue dormir sabendo que tem uma arma ao seu lado. A declaração foi dada antes da divulgação do episódio em Suzano (Grande SP) no qual dois atiradores deixaram ao menos oito mortos, incluindo cinco alunos. Questionado, o presidente disse que a primeira-dama, Michelle Bolsonaro  compreende seu gesto de dormir com arma. O presidente  disse ainda que um projeto de lei deve ser enviado ao Congresso tratando do porte de arma. De acordo com o presidente, a regra não pode ser tão "rígida" como atualmente. Ele não deu mais detalhes sobre o texto. Em janeiro, ele editou um decreto que trata da posse de armas. O texto, entre outras coisas, estende o prazo de validade do registro de armas de 5 para 10 anos e cria pré-requisitos objetivos que precisam ser apresentados a um delegado da Polícia Federal para autorização da posse. As declarações de Bolsonaro sobre a arma no Alvorada foram dadas em um café da manhã com jornalistas. A Folha foi convidada. Participaram também do encontro Renata Lo Prete (TV Globo), Fernando Mitre (TV Bandeirantes), Mariana Godoy (Rede TV), Carlos Nascimento (SBT), Thiago Contreira (TV Record), Fernando Rodrigues (Poder 360), Carlos di Franco (O Estado de S. Paulo), Leonardo Cavalcanti (Correio Braziliense), Rufolgo Lago (Istoé), Paulo Enéias (Crítica Nacional) e Rui Fabiano