BUSCA PELA CATEGORIA "Brasil"

Mulher espancada por quatro horas recebe alta; reconstrução da face deve durar seis meses

  • Extra Globo
  • 22 Fev 2019
  • 20:13h

As cirurgias necessárias para a reconstrução do rosto de Elaine Caparroz, de 55 anos, serão feitas em duas etapas e podem durar seis meses. Segundo o cirurgião Ricardo Cavalcanti Ribeiro, chefe do setor no Hospital Casa de Portugal, no Rio Comprido, onde Elaine está internada, a fase inicial será a reconstrução dos ossos, já que ela tem fraturas múltiplas na face. Depois, daqui a até seis meses, serão feitas as correções estéticas. A alta da paisagista está confirmada para sexta-feira, às 9h. Ela apresenta quadro estável, segundo boletim médico. — Quando se tem ferimentos desse tipo, é preciso esperar o organismo cicatrizar as lesões e os tecidos ficarem todos maturados antes de iniciar o tratamento. A gente vai avaliar isso daqui a alguns meses, para aí sim determinar o que precisará ser feito. Já as cirurgias de reconstrução dos ossos da face serão feitas em algumas semanas. O cirurgião destaca que Elaine teve um importante edema facial e ainda está com o rosto muito inchado, com diversas escoriações. As agressões, ainda segundo Ribeiro, deixaram o septo nasal e o assoalho da órbita quebrados, o que pode trazer uma obstrução respiratória para a vítima. A cirurgia para reconstruir esses ossos deverá ser feita daqui a um mês. O médico aponta também uma anemia, devido à grande perda de sangue de Elaine. — Vou acompanhar de perto a evolução do caso. Agora é aguardar. De acordo com o cirurgião, a operação não foi realizada anteriormente porque, quando a vítima deu entrada no hospital, no último sábado, seu estado de saúde era grave. O médico explica que há uma ordem de prioridades no atendimento, e que, naquele momento, quando a equipe a atendeu no setor de emergência, a preocupação era minimizar o risco de morte. Apesar de comum, a cirurgia é considerada complexa: — Sempre tem um grau de complexidade. São cirurgias com objetivo de realinhar o que foi fraturado. O que tiver desalinhado, realinha-se.

Brasil: Jovem morre após sofrer queimaduras em acidente com churrasqueira

  • 22 Fev 2019
  • 15:12h

Foto: Facebook/Reprodução

Uma jovem morreu nessa quarta-feira (20) depois de sofrer queimaduras de primeiro e segundo grau causadas em um acidente com uma churrasqueira em Comodoro, a 677 km de Cuiabá. O marido dela tentou colocar álcool na churrasqueira e ocorreu uma explosão que atingiu a jovem.Evelin Caroline Cruz dos Santos, de 23 anos, estava internada no Pronto-Socorro Municipal de Cuiabá (PSMC) desde o dia 1º de fevereiro. O acidente ocorreu no dia 17 de janeiro. O corpo da jovem foi liberado pela Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) de Cuiabá. Segundo a DHPP, Caroline foi transferida de Cáceres, a 220 km de Cuiabá, para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do PSMC. Caroline sofreu o acidente quando estava perto de uma churrasqueira, do modelo de disco, na companhia do marido dela. A família da vítima, que é natural de Vilhena, Rondônia, disse ao G1 que Caroline comentou que o marido manuseava um recipiente com álcool quando aconteceu o acidente. Ela estava sentada ao lado da churrasqueira e o marido foi colocar mais álcool na churrasqueira. O marido dela não teria visto a altura do fogo e recipiente explodiu assim que ele colocou o produto. Caroline foi atingida pelo álcool e pelas chamas. Inicialmente ela foi levada às pressas para um hospital em Comodoro. Depois, foi transferida para Cáceres e posteriormente para a capital mato-grossense, onde desde então estava internada. O corpo da jovem foi transladado para Rondônia. O velório está previsto para começar ao meio-dia desta quinta-feira (21) na Câmara de Vereadores de Colorado do Oeste. O sepultamento está previsto para às 17h no cemitério municipal.

Vídeo: Vice-prefeito se revolta e quebra radar móvel a chutes

  • Varela Notícias
  • 22 Fev 2019
  • 13:07h

O vice-prefeito do município de Sumaré, em São Paulo, Henrique Stein Sciascio, usou as redes sociais para protestar contra um radar móvel, instalado em uma avenida da cidade. Ao encontrar o equipamento, o vice-prefeito começa a chutá-lo e quebrá-lo em pedaços. “Na minha cidade, não!”, grita. “A gente tem que fazer uma fiscalização justa, digna e com moralidade, não fazer isso aqui, não”, continua. Questionada sobre a situação, a Prefeitura de Sumaré informou, em nota, que “o vice-prefeito é responsável pelos seus atos” e que o prefeito, Luiz Dalben, convocou o vice para “prestar esclarecimentos”.

Brasil: Mãe é presa suspeita de matar e carbonizar corpo de bebê em casa

  • 22 Fev 2019
  • 08:08h

Foto: Reprodução/ TV Anhanguera

O corpo de um bebê de 1 ano foi encontrado carbonizado dentro de uma piscina de plástico sob entulhos em uma casa casa no setor Parque Santa Rita, em Goiânia, nesta quinta-feira (21). A mãe foi presa suspeita de matar a filha e colocar fogo no local. Outro filho dela, de 12 anos, foi socorrido e levado para o Cais do Bairro Goiá. De acordo com o Conselho Tutelar, o garoto está estável, relatou ter ficado ao menos cinco dias sem comer e está recebendo soro para combater a desnutrição. Segundo as investigações, o corpo tinha marcas de traumas nos ossos. A Polícia Civil encontrou um machado com manchas de sangue no quarto da vítima, indicando que ela pode ter sido golpeada antes de ser queimada. O Corpo de Bombeiros informou que encontrou a mãe quase desacordada quando chegou ao local do incêndio. Ela foi socorrida pela corporação, levada a uma unidade de saúde e depois a Polícia Civil a encaminhou à Central de Flagrantes, onde ela está presa.

Fachin rejeita mais um pedido de liberdade feito por Lula

  • 21 Fev 2019
  • 11:21h

Foto: Rosinei Coutinho/SCO/STF

O ministro do Supremo Tribunal Federal Luiz Edson Fachin rejeitou nesta quarta-feira (20) mais um pedido de liberdade apresentado pela defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.Desde que ele foi preso, em abril do ano passado, diversos pedidos de liberdade já foram rejeitados em diversas instâncias da Justiça, inclusive no STF.O ex-presidente foi condenado por corrupção e lavagem de dinheiro no processo do caso do triplex do Guarujá a 12 anos e 1 mês de prisão. A sentença foi do Tribunal Regional Federal (TRF) da 4ª Região, que ampliou a pena originalmente determinada por Moro (9 anos e 6 meses de prisão).Desta vez, o argumento da defesa era de nulidades no processo. A defesa argumentou que o relator da Lava Jato no Superior Tribunal de Justiça, Felix Fischer, não poderia ter negado em decisão individual o recurso de Lula para tentar reverter a condenação do caso triplex. Para os advogados, o recurso deveria ser julgado pelo colegiado.Lula já recorreu no próprio STJ e aguarda resultado. Depois, um recurso contra a condenação ainda deverá ser analisado no STF.Fachin negou seguimento ao novo pedido, ou seja, arquivou por considerar que não houve ilegalidade na decisão de Fischer. Ele afirmou considerar “sempre desejável, recomendável ou mesmo necessário” que um ministro não decida sozinho sobre esse tipo de recurso, mas frisou que isso é previsto no regimento e que a defesa já recorreu ao próprio STJ, que vai analisar o caso. “A decisão atacada foi proferida monocraticamente pelo Relator no STJ; a colegialidade é sempre desejável, recomendável ou mesmo necessária; de qualquer modo, o proceder está regimentalmente autorizado e o recurso respectivo será colegiadamente apreciado.” O pedido da defesa foi apresentado no inicio de dezembro do ano passado. Por causa dele, os advogados de Lula pediram para adiar o julgamento - que já estava em andamento na segunda Turma - de outro pedido de liberdade que tinha como principal alegação a nulidade de todos os processos nos quais o ex-juiz Sérgio Moro havia atuado depois que ele aceitou ser ministro do governo Jair Bolsonaro. Na ocasião, os ministros Fachin e Carmen Lúcia já haviam votado contra a liberdade, mas Gilmar Mendes pediu mais tempo para analisar e ainda não há previsão de data para retomada do julgamento.

Mulher espancada por 4 h ficou abalada ao se ver no espelho, diz irmão

  • G1
  • 19 Fev 2019
  • 19:10h

Foto: Reprodução/TV Globo

A paisagista Elaine Perez Caparroz, de 55 anos, espancada dentro do próprio apartamento durante o primeiro encontro com um jovem que conheceu na internet, gravou um vídeo para dizer que se recupera das lesões: "Logo, logo, eu estou numa boa", garantiu. O vídeo foi compartilhado por um familiar que a acompanhava no hospital. "Ela nasceu de novo", afirmou o autor do vídeo. Ele agradeceu o apoio e orações das pessoas que acompanham a repercussão do caso. Rogério Caparroz, irmão de Elaine, contou que ela ficou abalada ao ver seu rosto desfigurado, mesmo com a família tentando impedir que ela se visse no espelho. "No momento em que ela se olhou no espelho ela ficou abalada e começou a ter noção da gravidade do que tinha acontecido com ela", contou. Rogério enfatizou que a paisagista segue muito abalada psicologicamente. "Ela está com as ideias um pouco desconexas ainda. Ela está muito abalada. Às vezes ela revive algumas situações, fica muito impactada. De repente ela volta e fala que vai superar aquilo", disse. 

Deus é bom! Com as orações de todos está dando uma boa recuperação física para a Elaine! Resta o psicológico, mas ela nasceu de novo! Obrigado pelo apoio e continuem orando e não vamos perder de vista o covarde que bateu no irmão deficiente também! pic.twitter.com/aftv2juZLo— February 19, 2019

Agressor pode ter negada carteira da OAB

Preso em flagrante pelas agressões, o estagiário em direito Vinícius Batista Serra, de 27 anos, pode ter negado seu pedido de registro junto à Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e, assim, ser impedido de exercer a profissão. De acordo com a entidade, ter idoneidade moral é pré-requisito indispensável para o exercício da advocacia. Vinícius, que tem registro de estagiário ativo e em situação regular na OAB-RJ, foi aprovado no 27º Exame de Ordem Unificado, cujo resultado foi divulgado no dia 12 de fevereiro. A aprovação no exame, um dos mais concorridos no país, porém, não garante o registro profissional. O Estatuto da Advocacia estabelece que é preciso ter idoneidade moral para ser advogado. Após a aprovação no exame, o candidato ainda é submetido a um conselho que avalia, entre outras condições, a vida pregressa. A carteira da OAB só é entregue em solenidade específica. Segundo a assessoria da OAB-RJ, diante de um fato público e notório de tamanha gravidade, como o crime cometido pelo ainda estagiário, a entidade poderá negar a ele a concessão da carteira profissional. Em nota, a OAB-RJ manifestou "o mais profundo sentimento de repúdio" ao ocorrido. Destacou que acompanhará o caso para devida responsabilização de Vinícius de acordo com o Código de Ética e Disciplina da entidade. "Como o crime pode envolver inscrito nos quadros da Ordem, a OAB Mulher está fazendo o devido acompanhamento junto à Diretoria de Mulheres da instituição. Essa diretoria já requereu à Presidência da Ordem que, caso seja confirmada a condição de estagiário inscrito na OAB/RJ, haja a devida responsabilização conforme o Código de Ética e Disciplina da Seccional", destaca o comunicado da entidade. A nota enfatiza a "escalada da violência contra a mulher", destacando que somente nos primeiros 11 dias deste ano, 33 mulheres foram vítimas de feminicídio no Brasil. Lembrou que, conforme dados do Instituto de Segurança Pública (ISP) do Rio de Janeiro, "companheiros, ex-companheiros, familiares, amigos, conhecidos ou vizinhos são os responsáveis por 68% dos casos de violência física, 65% dos casos de violência psicológica e 38% dos de violência sexual sofrida por mulheres, no Estado". "Esses números demonstram que o lar de uma mulher, ao contrário do que muitos pensam, não é um lugar seguro, pois é justamente dentro de casa que a violência costuma ser praticada", defendeu a OAB.

Nascidos em março e abril começam a receber abono salarial do PIS 2017

  • Folhapress
  • 18 Fev 2019
  • 16:43h

Foto: Reprodução

O abono salarial do Programa de Integração Social (PIS), ano-base 2017, começa a ser pago nesta semana para os trabalhadores da iniciativa privada nascidos em março e abril. O crédito em conta para os correntistas da Caixa Econômica Federal será realizado na terça-feira (19). Os demais beneficiários podem sacar o benefício a partir de quinta-feira (21). As informações são da Agência Brasil. De acordo com a Caixa, estão disponíveis mais de R$ 2,7 bilhões para 3,7 milhões de trabalhadores. Os servidores públicos com inscrição no Pasep (Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público), finais 6 e 7, também recebem o abono salarial a partir de quinta-feira (21). Os valores variam de R$ 84 a R$ 998, de acordo com o tempo trabalhado formalmente em 2017. Os pagamentos são realizados conforme o mês de nascimento do trabalhador e tiveram início em julho de 2018. Os recursos de todos beneficiários ficam disponíveis até 28 de junho de 2019. Para os trabalhadores da iniciativa privada, beneficiários do PIS, o valor do abono salarial pode ser consultado no site da Caixa ou pelo telefone 0800 726 0207. Para servidores públicos, a referência é o Banco do Brasil, que também fornece informações pessoalmente, pela internet ou pelo telefone 0800-729 00 01. Tem direito ao benefício o trabalhador inscrito no PIS ou no Pasep há pelo menos cinco anos e que tenha trabalhado formalmente por pelo menos 30 dias em 2017 com remuneração mensal média de até dois salários mínimos. Também é necessário que os dados estejam corretamente informados pelo empregador na RAIS (Relação Anual de Informações Sociais), ano-base 2017.

Sobe para 169 o número de mortos identificados na tragédia da Vale

  • 18 Fev 2019
  • 09:07h

Foto: Washington Alves/Reuters

O número de mortos identificados na tragédia de Brumadinho, na Região Metropolitana, subiu para 169, de acordo com Coordenadoria Estadual de Defesa Civil. Veja a lista. Neste domingo (17), os bombeiros atuaram com máquinas pesadas na área de um galpão onde funcionava o britador – conhecido como ITM. “Esse tipo de acesso é importante para conseguirmos localizar eventuais corpos que estejam em locais até então inacessíveis”, informou a corporação. O trabalho exige cuidados porque há cilindros de gás no local, o que demanda uso de equipamentos para respiração. Ainda há 141 pessoas desaparecidas. Não há prazo para encerramento das buscas, de acordo com o Corpo de Bombeiros. Veja a lista. O número de resgatados na tragédia é de 394. A Defesa Civil esclareceu que uma pessoa não estava na lista e foi acrescentada no último balanço. O balanço anterior informava 166 identificados e 145 desaparecidos. No dia 25 de janeiro, a Barragem do Feijão, da Vale, se rompeu, destruindo parte dos prédios da mineradora, casas, estradas e pontes. O Rio Paraopeba, um dos afluentes do rio São Francisco, foi contaminado pela lama.

Apresentador do Globo Esporte do Ceará pede demissão ao vivo; veja vídeo

  • Bahia Notícias
  • 17 Fev 2019
  • 17:03h

Um dos apresentadores do Globo Esporte no Ceará, o jornalista Kaio Cézar, da TV Verdes Mares, afiliada da Rede Globo no estado, pediu demissão ao vivo durante o encerramento do programa exibido neste sábado (16)."Bom pessoal o Globo Esporte fica por aqui, quero dizer que eu também fico, porque neste momento estou pedindo demissão do Sistema Verdes Mares. Não abro mão do respeito e nem da dignidade para estar em lugar nenhum. Um abraço", disse Kaio Cézar ao finalizar o programa. O jornalista apresentava o programa esportivo na TV aos sábados e também era narrador da emissora. O motivo de sua saída ainda não foi revelado. A atitude de Kaio Cézar repercutiu nas redes sociais. Espectadores utilizaram uma hashtag com o nome do profissional e do programa para comentar o assunto no Twitter.

Obcecado por mulher, homem roubou corpo de cova e iria guardar para si, aponta delegada

  • Bahia Notícias
  • 17 Fev 2019
  • 15:08h

Foto: Reprodução / Buriti News

Um homem suspeito de roubar o corpo de uma mulher de dentro da cova em Dois Irmãos do Buriti, no Mato Grosso do Sul, era obcecado por ela e pretendia ficar com o corpo para ele, segundo a delegada responsável pelo caso, Nelly Macedo. Rosilei Potronieli, de 37 anos, foi vítima de facadas no último domingo (10), não resistiu e morreu. Ela foi enterrada na segunda-feira (11). Um trabalhador rural confessou o crime. O sumiço do corpo foi notado na terça-feira (12), pelo coveiro do cemitério. O suspeito do furto é um policial militar aposentado de 57 anos. Ele e a vítima tiveram, entre idas e vindas, um relacionamento de 20 anos. Segundo o G1, a polícia aguarda que ele se apresente até o final do dia desta sexta-feira (15). Conforme a delegada, o suspeito tinha um histórico de violência doméstica com a vítima, com boletins de ocorrência registrados por ela desde 2011, inclusive por estupro. No entendimento de Nelly Macedo, o fato dele ter ameaçado a vítima e seu atual namorado, somado ao comportamento dele com Rosilei, são indícios suficientes para torná-lo suspeito de furtar o corpo.

200 moradores de Nova Lima são obrigados a deixar suas casas por precaução com barragem da Vale

  • G1
  • 17 Fev 2019
  • 11:06h

Cerca de 200 pessoas foram obrigadas a deixar suas casas por precaução com a Barragem B3/B4, da Mar Azul, da Vale, em Nova Lima, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. De acordo com a Defesa Civil, auditores que fazem a leitura da barragem atestaram para instabilidade. Ela tem aproximadamente 3 milhões de m³ de rejeito. A estrutura é a montante, mesmo modelo das de Brumadinho e de Mariana.Segundo os bombeiros, o plano de emergência prevê retirada de moradores de 49 casas. Elas ficam no distrito de São Sebastião das Águas Claras, conhecido como Macacos, a 25 quilômetros de Belo Horizonte. Atualmente, a barragem está no nível 2, que determina a saída das pessoas. A sirene soou por volta das 20h20, de acordo com os moradores.Em nota, a mineradora informou que "a decisão é uma medida preventiva e se dá após a revisão dos dados dos relatórios de análise de empresas especializadas contratadas para assessorar a Vale. Cabe ressaltar que a estrutura está inativa e essa iniciativa tem caráter preventivo". As pessoas serão acomodadas em hotéis da região.

Mãe do piloto de helicóptero que levava Boechat morre três dias após o filho

  • 16 Fev 2019
  • 19:07h

Foto: Reprodução/Instagram

A mãe do piloto do helicópteroque morreu no acidente com Ricardo Boechat faleceu três dias após o filho, nesta quinta-feira (14). Philomena Augusto da Silva, de 80 anos, sofria de câncer e estava no hospital. Como já estava em estado terminal, ela não chegou a saber da morte do filho, Ronaldo Quattrucci, de 56 anos. A filha de Ronaldo, Amanda Martinez, postou uma homenagem para a avó e o pai. "Agora vocês estão juntos olhando por nós aí de cima! Vocês eram inseparáveis e tinham um amor incondicional um pelo outro! Quando meu pai estava sofrendo com sua doença terminal, a vida nos surpreende e Deus o levou três dias antes dela", disse Amanda. O outro filho de Philomena, Rogério Quattrucci, também faleceu em um acidente de helicóptero em 1998. "Oro por vocês e sei que irão guiar e cuidar de nós que ficamos, junto com o tio Rogério. Amo muito vocês e vou amar por toda eternidade", escreveu a jovem. Philomena deixa uma filha. O corpo da mãe do piloto também foi velado no Cemitério São Paulo, em Pinheiros, na quinta-feira (14). O velório de Ronaldo foi na terça-feira (12). A missa de sétimo dia de Ronaldo e Philomena acontecerá na próxima segunda-feira (18), às 19h30, na Igreja Cristo Rei, no Tatuapé. O jornalista, apresentador e radialista Ricardo Eugênio Boechat morreu no início da tarde desta segunda-feira, aos 66 anos, em São Paulo. Ele estava em um helicóptero que caiu na Rodovia Anhanguera e bateu na parte dianteira de um caminhão que transitava pela via.

Horário de verão acaba à meia-noite de hoje (16) em 10 estados e no DF

  • 16 Fev 2019
  • 12:20h

O horário de verão de 2018, que começou no dia 4 de novembro, termina à 0h deste domingo (17), ou meia-noite de sábado (16). Ao término do horário de verão, os moradores de 10 estados e do Distrito Federal devem atrasar o relógio em uma hora.O ajuste vale para as regiões Sudeste, Sul e Centro-Oeste (São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Espírito Santo, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Distrito Federal).Este ano, o horário de verão foi encurtado - começou mais tarde. Antes, ele se iniciava no terceiro domingo de outubro. Em dezembro de 2017, o presidente Michel Temer assinou decreto que encurtou a duração do horário de verão, atendendo a pedido do Tribunal Superior Eleitoral, para que o início do horário de verão não ocorresse entre o primeiro e o segundo turno da eleição. O Palácio do Planalto chegou a informar em 2018 que, a pedido do Ministério da Educação, a entrada em vigor do horário seria adiada para dia 18 de novembro, a fim de não prejudicar provas do Enem, mas acabou decidindo manter a data de 4 de novembro. As mudanças na data de início do horário de verão chegaram a causar confusão. No dia 15 de outubro, usuários de telefone celular reclamaram da mudança automática do horário em seus aparelhos para o horário de verão. No Twitter, muitos consumidores reclamaram ter perdido uma hora de sono em pleno retorno de feriado e cobraram explicações da TIM. Na semana seguinte, mais clientes de operadoras de celular passaram pela mesma situação, em que os relógios de seus aparelhos foram adiantados de forma automática para o horário de verão. Em São Paulo, alguns relógios de rua também foram adiantados.

Levantamento identifica ao menos 51 suspeitas de candidatos 'laranjas' na eleição

  • 16 Fev 2019
  • 10:05h

Um levantamento do Jornal Nacional, feito com base nas prestações de contas registradas nos tribunais regionais eleitorais, aponta que ao menos 51 candidatos a deputado federal e estadual podem ter servido na última eleição como laranjas para que partidos desviassem recursos do fundo eleitoral. A crise política que envolve o ministro Gustavo Bebianno (Secretaria Geral), sob ameaça de demissão, teve origem na denúncia de que, durante a campanha eleitoral do ano passado, quando era presidente do PSL, uma candidata do partido em Pernambuco recebeu R$ 400 mil em recursos públicos do fundo e obteve somente 274 votos. O Jornal Nacional analisou dados de 24.765 candidatos a deputado estadual e federal. Foi feito um cruzamento de informações de quanto os candidatos receberam dos fundos e o número de votos que obtiveram. O cruzamento foi feito criando um indicador de custo por voto – quanto mais dinheiro público os partidos tiverem repassado ao candidato e menos votos ele tiver recebido, maior esse custo. Para um comparativo, nenhum candidato eleito em todo o país teve um custo por voto maior do que R$ 190. O Jornal Nacional analisou as contas de candidatos que tiveram um custo por voto pelo menos dez vezes maior do que isso, recebeu recursos públicos e não foi eleito. São 51 candidatos, que juntos receberam mais R$ 8 milhões. Esses 51 candidatos estão espalhados por 18 estados e 18 partidos. Desses, 45 são mulheres. Isso é relevante porque o Tribunal Superior Eleitoral decidiu que pelo menos 30% dos recursos do fundo eleitoral devem ser destinados a candidaturas femininas.

Mãe viu filho ser agredido por segurança; padrasto diz que enteado morto tinha problemas mentais

  • G1
  • 15 Fev 2019
  • 16:05h

Foto: Reprodução/Redes sociais

A mãe de Pedro Henrique Gonzaga, de 25 anos, viu quando o segurança de um hipermercado na Zona Oeste do Rio imobilizou seu filho, deitando-se sobre ele, e testemunhou os apelos de clientes para que o vigilante o soltasse. Pedro Henrique, acusado de furto no local, morreu horas depois. O caso foi nesta quinta-feira (14) no hipermercado Extra da Barra da Tijuca. Davi Ricardo Moreira, o segurança, foi preso em flagrante, mas deixou a Delegacia de Homicídios da capital na madrugada desta sexta (15). Sua defesa pagou fiança, de valor não revelado. Ele foi indiciado por homicídio culposo, quando não há intenção de matar. O incidente foi gravado por clientes. Nas imagens, Pedro Henrique aparece desacordado. Bombeiros foram ao mercado e tentaram reanimar o rapaz. Ele foi levado para o Hospital Municipal Lourenço Jorge, onde teve uma parada cardíaca e morreu. O advogado da empresa Group Protection - responsável pela vigilância no supermercado Extra - disse que o jovem tentou roubar a arma do segurança e que mesmo depois de, pelo menos, dois minutos imobilizado, os vigilantes justificaram que o rapaz estaria simulando um desmaio. “Eles fazem a contenção, retiram a arma e o garoto desmaia. O que se acredita que tenha sido uma simulação naquele momento. O próprio segurança reporta. Ele está mentindo, ele está mentindo, ele está simulando um desmaio como anteriormente havia simulado", diz a defesa. O delegado responsável pelo caso explicou que o segurança se excedeu na legítima defesa. Disse também que há poucos elementos que caracterizem a intenção de matar e que o vigilante foi imprudente, porque é treinado para esse tipo de abordagem. Segundo o padrasto do rapaz de 25 anos, ele tinha problemas mentais e era usuário de drogas. “Tá sufocando ele. Ele tá com a mão roxa. Ele tá desacordado”, diziam as pessoas que estavam no local. Outro vigilante chega a tentar impedir a gravação do vídeo. O padrasto do rapaz prestou depoimento na Delegacia de Homicídios na Barra da Tijuca. A polícia ainda vai ouvir a mãe de Pedro Henrique. O padrasto, os amigos de Pedro e uma testemunha do crime não quiseram gravar entrevista. O supermercado Extra disse que os seguranças foram afastados e que repudia qualquer forma de violência e está colaborando com as investigações.