BUSCA PELA CATEGORIA "Brasil"

Explosão antes de show do cantor Dilsinho deixa quatro feridos

  • G1
  • 19 Jan 2020
  • 16:03h

(Foto: Reprodução/Instagram)

A explosão de um cilindro de gás carbônico antes do show do cantor de pagode Dilsinho deixou quatro pessoas feridas na madrugada deste domingo (19) em um clube de Indaiatuba (SP). As vítimas estavam em frente ao palco e dois homens tiveram ferimentos graves. Outras duas mulheres tiveram lesões leves.Uma das vítimas, um homem de 24 anos, foi encaminhada ao Hospital Augusto de Oliveira Camargo (HAOC), passou exames e avaliação da equipe médica e permanece internado na Unidade de Terapia Intensiva. A outra vítima, um homem de 30 anos, foi atendida no Hospital Santa Ignês. De acordo com a unidade médica, ele sofreu cortes na cabeça e nos braços, foi atendido e recebeu alta.O acidente aconteceu em uma casa de show no Clube Nove de Julho, no bairro Cidade Nova, durante a apresentação de um DJ que abria a noite do evento. Segundo informações do boletim de ocorrência, o cilindro de gás carbônico que explodiu estava em uma máquina ao lado do palco e seria usado para efeitos especiais de fumaça.A Polícia Militar foi acionada à 00:50 e a perícia esteve no local para verificar o que causou a explosão. Uma equipe dos bombeiros do clube atendeu os feridos.De acordo com a assessoria do clube, o local tem todos os documentos e vistorias do Corpo de Bombeiros e o espaço foi locado por uma produtora. Informou ainda que o equipamento que explodiu era do músico que faria a segunda apresentação da noite, o DJ Guga, que abriria o show do pagodeiro.Após a explosão, uma equipe dos bombeiros vistoriou os equipamentos no palco, esvaziou os outros cilindros e autorizou a continuação do evento, disse o clube. O DJ Guga se apresentou, mas Dilsinho não subiu ao palco e cancelou a apresentação. Os equipamentos do cantor também foram danificados.No Instagram, Dilsinho lamentou o ocorrido e disse estar assustado. Ele afirmou que vai fazer um novo show na cidade. “Foi uma explosão muito grande, eu ouvi do camarim e todos nós ficamos assustados naquele momento. Soube que tiveram quatro vítimas, ainda não sei o estado dessas pessoas, mas vou procurar saber [...] Estou mexido com o que aconteceu e não estaria 100% para fazer o show hoje para vocês [...] Peço desculpas para quem estava no show, os ingressos estavam praticamente esgotados. A responsabilidade não era nossa, as empresas que trabalham com a gente há muitos anos são muito sérias [...] A gente vai ter uma nova data para se encontrar em Indaiatuba”, disse.

Regina Duarte quer consultar família e deve responder convite de Bolsonaro até segunda

  • 19 Jan 2020
  • 12:01h

(Foto: Reprodução)

Convidada para assumir a Secretaria da Cultura no governo do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), a atriz Regina Duarte deve postergar sua resposta até a próxima segunda-feira (20). Antes, ela havia pedido um prazo até este sábado (18).Segundo o jornal O Estado de S. Paulo, a atriz quer consultar sua família antes de tomar qualquer decisão. Embora afirme não se sentir preparada para o cargo, ela admite que tem cogitado a possibilidade por que quer "fazer o que foi preciso para o Brasil dar certo"."Estou com esse convite, não é a primeira vez que eu sou convidada para esse cargo. Me assusta muito porque tem um ministério complicado aí", declarou a atriz na noite dessa sexta (17), em entrevista à rádio Jovem Pan. Nessa fala, Regina se refere ao Ministério do Turismo, pasta à qual a secretaria está vinculada atualmente. O ministro é Marcelo Álvaro Antônio, indicado pela Polícia Federal (PF) por suspeita de envolvimento em um esquema de "candidaturas laranja" do PSL em Minas Gerais (saiba mais aqui).Com isso, a atriz ainda analisa se vai deixar de ser apoiadora para atuar como integrante desse governo.Ela foi acionada ainda ontem após a repercussão de um vídeo do então secretário, o dramaturgo Roberto Alvim, com referências ao nazismo. Nas imagens, além do cenário e da trilha sonora associada a Adolf Hitler, Alvim parafraseou o discurso do ministro da Propaganda da Alemanha nazista, Joseph Goebbels (veja aqui). Inicialmente, o Palácio do Planalto disse que não iria se pronunciar sobre o caso, mas a pressão foi tamanha que Bolsonaro se viu obrigado a exonerar Alvim (saiba mais aqui).

Chuva deixa cinco mortos no Sul do Espírito Santo

  • G1
  • 18 Jan 2020
  • 15:02h

(Foto: Reprodução/TV Gazeta)

A chuva que atinge os municípios do Sul do Espírito Santo desde sexta-feira (17) deixou cinco mortos em duas das cidades mais afetadas pela força da água: Iconha, onde duas pessoas morreram, e Alfredo Chaves, onde morreram três.As informações foram dadas pela Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp). No início da manhã deste sábado (18), o governador Renato Casagrande chegou à Iconha para acompanhar os trabalhos da Defesa Civil Estadual.Lá, uma pessoa morreu ao ser levada pela enxurrada, enquanto um homem foi encontrado morto no quintal de uma casa. A suspeita é que ela tenha morrido afogado devido aos alagamentos.Já em Alfredo Chaves, município onde mais choveu até agora (foram 249,2 milímetros nas últimas 24 horas), um casal de idosos morreu soterrado em um deslizamento de terra no bairro Cachoeirinhas. O neto do casal, que também estava em casa, foi resgatado.Uma terceira morte na cidade foi confirmada na comunidade de Recreio, a cerca de 20 quilômetros do Centro de Alfredo Chaves. A prefeitura afirma que uma quarta pessoa encontra-se em estado grave.

Atriz Regina Duarte é convidada para assumir Secretaria da Cultura

  • 18 Jan 2020
  • 08:02h

( Foto: Reprodução)

A atriz Regina Duarte foi convidada pelo presidente Jair Bolsonaro a assumir a chefia da Secretaria Especial de Cultura, vaga que era ocupada até esta sexta-feira (17) por Roberto Alvim.Ela vai decidir se assumirá o cargo até sábado (18). A informação é da colunista Mônica Bergamo, da Folha de S. Paulo.Conhecida por defender posições políticas de direita, Regina Duarte apoiou publicametne a candidatura de Bolsonaro em 2018. Nos últimos anos, ela se engajou em defesa de pautas conservadoras e entrou em discussões com artistas que defendem partidos de esquerda.No final do ano passado, a atriz usou suas redes sociais para criticar o então secretário de Cultura Roberto Alvim. "Quem me conhece sabe que, seu eu pudesse opinar, teria sugerido outro perfil. Alguém com mais experiência em gestão pública e mais agregadora da classe artística", disse ela. Em 2002, a participação de Regina Duarte em uma propaganda do candidato José Serra (PSDB) teve grande repercussão. Ela afirmou que tinha medo que o PT e o ex-presidente Lula chegassem ao poder e mencionava um suposto retrocesso econômico para o país.Em 2019, em entrevista ao programa Conversa com Bial, da Rede Globo, a atriz criticou oradicalismo do PT. “Em 2002 fui chamada de terrorista e hoje sou chamada de fascista, olha que intolerância”, disse Duarte. No ano passado, ela já havia sido chamada para participar do governo, mas não aceitou.

Menina se afoga em rio, pai some e dois morrem tentando salvá-la em SP

  • 18 Jan 2020
  • 07:08h

( Foto: Reprodução/Facebook)

Dois homens morreram e um continua desaparecido após entrarem no Rio Ribeira de Iguape, no litoral de São Paulo, para tentar salvar uma menina de nove anos, que também morreu afogada. O pai da criança é um dos homens que entrou no rio e ainda não foi localizado. Os bombeiros continuam as buscas por ele nesta sexta-feira (17).De acordo com informações do Grupamento de Bombeiros Marítimo (GBmar), a menina estava brincando na água, por volta das 15h15 desta quinta-feira (16), quando caiu em um buraco e começou a se afogar. O pai dela e dois amigos da família tentaram socorrê-la, mas acabaram sendo puxados pela correnteza e também desapareceram na água.Os banhistas que estavam no local acionaram os guarda-vidas e avisaram que uma família estava se afogando na foz do Rio Ribeira. Pescadores localizaram os dois amigos do pai da menina e os retiraram da água. Quando os bombeiros chegaram no local, os banhistas já faziam reanimação cardiopulmonar nas vítimas.Como estavam em um local de difícil acesso às embarcações, Jair Antunes Rodrigues, de 65 anos e Alexandre Pereira, de 42, foram levados separadamente para uma unidade de saúde da região de moto aquática. Eles não resistiram e morreram. Os corpos foram encaminhados ao Instituto Médico Legal (IML) de Registro.Os bombeiros iniciaram as buscas pela menina e pelo pai dela. Pouco tempo depois, o corpo da criança foi encontrado. A menina foi identificada como Maria Rita Farias do Nascimento.As equipes segue procurando pelo pai da menina, identificado como Anderson Pires do Nascimento, de 41 anos. As buscas foram retomadas na manhã desta sexta-feira. Ainda segundo do GBmar, as vítimas são de Campinas e moravam em Hortolândia.

Veja empregos que mais criaram e que mais perderam vagas com carteira assinada em 2019

  • 17 Jan 2020
  • 19:09h

(Foto: Fábio Tito/G1)

Empregos relacionados a atividades operacionais, de início de carreira e com salários médios mais baixos foram os que mais abriram novas vagas de trabalho com carteira assinada no país nos primeiros 11 meses do ano passado. Já ocupações ligadas a cargos de hierarquia intermediária, como supervisores e gerentes, foram as que mais perderam postos de trabalho formais.Os dados são do ranking das atividades que mais criaram e que mais perderam vagas com carteira assinada de janeiro a novembro 2019, elaborado a pedido do G1 pelo Ministério da Economia, a partir de dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged).A lista considera o saldo de admissões e demissões em um agrupamento de 596 ocupações, entre janeiro e novembro do ano passado.No topo do ranking de criação de empregos formais está a categoria "Alimentadores de linhas de produção", com 114.112 novas vagas. A função reúne trabalhadores da produção de bens e serviços industriais, que abastecem linhas de produção, alimentam máquinas e organizam a área de serviço.Na sequência, estão os "escriturários em geral, agentes, assistentes e auxiliares administrativos (109.640 vagas) e os "vendedores e demonstradores em lojas ou mercados" (107.579).

Deputado baiano quer multa por atraso de mais de uma hora para início de shows públicos

  • Bahia Notícias
  • 17 Jan 2020
  • 17:10h

(Foto: Reprodução / Câmara dos Deputados)

O deputado federal baiano Charles Fernandes (PSD) quer tornar obrigatório o cumprimento para o horário de início de shows e apresentações públicas, com tolerância de uma hora. Pelo texto, os responsáveis pela organização de shows ou apresentações públicas remuneradas ficam sujeitos ao pagamento de multa em caso de atraso maior que o estabelecido.De acordo o site da Câmara, a multa será equivalente a 10% da arrecadação total bruta da apresentação e deverá ser aplicada pelo Procon do município onde ocorreu o evento ou pelo Procon estadual e deve ser destinada ao Fundo de Defesa de Direitos Difusos. “O cumprimento do horário marcado para o início de uma apresentação pública é um sinal de respeito e consideração para com o consumidor e deveria ser algo a que os promotores e organizadores”, defendeu Charles sobre sua proposta. O projeto, que tramita em caráter conclusivo, será analisado pelas comissões de Cultura, de Defesa do Consumidor; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Brasil teve queda de 21% nas mortes violentas em 9 meses de 2019, aponta governo

  • G1
  • 17 Jan 2020
  • 16:11h

(Foto: Reprodução)

O Brasil teve uma redução de 21% no número de assassinatos nos primeiros nove meses de 2019 em comparação com o mesmo período de 2018. Os dados são do Sistema Nacional de Informações de Segurança Pública (Sinesp), do Ministério da Justiça e Segurança Pública, e foram divulgados pela pasta nesta quinta-feira (16).O Sinesp aponta que, entre janeiro e setembro do ano passado, foram registradas em todo o país 31.334 mortes violentas — que incluem homicídios dolosos, latrocínios e lesões corporais seguidas de morte, os chamados Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLI). Já no mesmo período de 2018, foram 39.793 casos.A queda já havia sido antecipada pelo Monitor da Violência, do G1, em novembro do ano passado, através do índice nacional de homicídios, ferramenta criada pelo portal para acompanhar as estatísticas de mortes violentas no país mês a mês.A tendência de redução nos assassinatos do país tem sido mostrada pelo G1 desde o balanço de 2018 – a maior queda dos últimos 11 anos da série histórica do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, com 13%. Já no 1º semestre de 2019, a queda foi de 22% – percentual que se manteve ao longo do ano.A redução apontada pelos dados do Sinesp foi comemorada pelo ministro Sergio Moro no Twitter nesta quinta, que também destacou que outros crimes, como estupro, furto de veículos e roubo de carga, também caíram no período.O Sinesp foi lançado em março de 2019 pelo governo federal e tem dados de janeiro de 2018 a setembro de 2019.

Roberto Alvim é demitido após fazer discurso semelhante ao de ministro de Hitler

  • 17 Jan 2020
  • 15:06h

(Foto: Reprodução)

O presidente Jair Bolsonaro exonerou nesta sexta-feira (17) o secretário nacional da Cultura, Roberto Alvim, que fez um discurso no qual usou frases semelhantes às usadas por Joseph Goebbels, ministro da Propaganda de Adolf Hitler durante o governo nazista. Goebbels era antissemita radical e foi um dos idealizadores do nazismo. Assim como Goebbels havia afirmado em meados do século XX que a "arte alemã da próxima década será heroica” e “imperativa”, Alvim afirmou que a “arte brasileira da próxima década será heroica” e “imperativa”. (Compare os discursos abaixo). Em nota, Bolsonaro afirmou que a permanência de Alvim no governo ficou "insustentável". "Comunico o desligamento de Roberto Alvim da Secretaria de Cultura do Governo. Um pronunciamento infeliz, ainda que tenha se desculpado, tornou insustentável a sua permanência", afirmou Bolsonaro. O presidente disse ainda que repudia ideologias "totalitárias e genocidas"."Reitero nosso repúdio às ideologias totalitárias e genocidas, bem como qualquer tipo de ilação às mesmas.Manifestamos também nosso total e irrestrito apoio à comunidade judaica, da qual somos amigos e compartilhamos valores em comum", completou o presidente.

Após a ingestão de cervejas da Backer, 14 pacientes estão internados em estado grave com intoxicação por dietilenoglicol

  • 17 Jan 2020
  • 14:09h

(Foto: Danilo Girundi/TV Globo)

Quatorze pacientes que estão com a síndrome nefroneural continuam internados em estado grave, com risco de morte, informou a Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG), durante a entrevista coletiva na manhã desta sexta-feira (7). Segundo a pasta, todos eles ingeriram a cerveja produzida pela Backer.Até então chamada de síndrome nefroneural pelas autoridades de saúde, os casos passam a ser denominados, a partir de agora, de intoxicação por dietilenoglicol. A denominação de "síndrome", segundo a secretaria, era porque não se sabia o que estaria provocando quadros de insuficiência renal e alterações neurológicas nos pacientes.Segundo o Subsecretário de Estado de Saúde Felipe Laguardia, já são 18 casos notificados da síndrome nefroneural. Quatro pessoas morreram. Os casos surgiram possivelmente após a ingestão de dietilenoglicol, substância tóxica que foi encontrada nas cervejas, nos tanques e na água para produção das bebidas da Backer. A Secretaria de Estado de Saúde explicou que apenas a Polícia Civil tem a tecnologia necessária para fazer exames e confirmar com precisão se os pacientes que estão internados foram contaminados pelo dietilenoglicol. Esta seria o motivo apontado pelo órgão para a demora da confirmação dos demais casos. "É rara a intoxicação por dietilenoglicol. A gente não sabe em relação a sequelas, evolução. Existe a possibilidade de que estes pacientes se recuperem, mas pode ser que também tenham sequelas", disse a infectologista e diretora do Hospital Eduardo de Menezes Virgínia Antunes de Andrade.

Secretário nacional da Cultura, Roberto Alvim faz discurso sobre artes semelhante ao de ministro da Propaganda de Hitler

  • 17 Jan 2020
  • 13:02h

(Foto: Reprodução)

O secretário especial da Cultura do governo do presidente Jair Bolsonaro, Roberto Alvim, fez um discurso, divulgado nesta quinta-feira (16), semelhante ao do ministro de Adolf Hitler da Propaganda da Alemanha Nazista, Joseph Goebbels, antissemita radical e um dos idealizadores do nazismo.Assim como Goebbels havia afirmado em meados do século XX que a "arte alemã da próxima década será heroica” e “imperativa”, Alvim afirmou que a “arte brasileira da próxima década será heroica” e “imperativa”. (Compare os discursos abaixo)Nesta manhã, Alvim afirmou em post no Facebook que a semelhança entre as frases foi "apenas uma frase do meu discurso na qual havia uma coincidência retórica". 

Discurso a atores x discurso sobre prêmio de arte

O discurso de Goebbels consta do livro “Joseph Goebbels: Uma biografia”, do historiador alemão Peter Longerich. A declaração de Alvim foi dada em vídeo postado na página da Secretaria Especial de Cultura no YouTube nesta quinta-feira (16), para divulgar um concurso nacional de artes.O vídeo ganhou grande repercussão nas redes sociais e tanto o nome do secretário Alvim quanto o de Goebbels foram parar entre os assuntos mais comentados do Twitter no Brasil.

Bolsonaro diz que imprensa 'tem medo da verdade', 'deturpa' e 'mente'

  • 17 Jan 2020
  • 08:11h

(Foto: Guilherme Mazui/G1)

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta quinta-feira (16) que a imprensa "tem medo da verdade", "deturpa" e "mente".Bolsonaro deu a declaração em uma cerimônia no Palácio do Planalto, na qual o governo anunciou medidas para a Operação Acolhida, destinada a receber cidadãos venezuelanos que fogem da crise no país.Enquanto fazia o discurso, o presidente se dirigiu aos jornalistas presentes à cerimônia em pelo menos três ocasiões e criticou a cobertura que a imprensa faz das ações do governo.Durante o evento, Bolsonaro também se referiu ao livro "Tormenta: O governo Bolsonaro: crises, intrigas e segredos", que trata do primeiro ano de governo.O presidente chamou a autora, Thaís Oyama, de japonesa e disse não saber o que ela faz no Brasil. Thaís, porém, é brasileira nata. Procurada pelo G1, ela disse que não iria comentar as declarações."A nossa imprensa tem medo da verdade, deturpa o tempo todo. Quando não conseguem deturpar, mentem descaradamente. E esse o livro dessa japonesa, que eu nem sei o que faz no Brasil, que faz agora contra o governo. São aqueles que o tempo todo trabalham contra a democracia, contra a liberdade", declarou.Esta não é a primeira vez que Bolsonaro dá declarações assim sobre a imprensa. No último dia 6, em uma conversa com repórteres, o presidente afirmou que os jornalistas são uma "espécie em extinção" porque ler jornal "envenena".No evento desta quinta-feira, Bolsonaro se dirigiu aos repórteres e cinegrafistas que cobrem a Presidência e afirmou que não irá censurar o trabalho dos profissionais, mas pediu a eles que "tomem vergonha na cara".“Essa imprensa que está aqui agora me olhando, estou sob suas lentes. Comecem a produzir verdades porque só a verdade pode nos libertar. Essa imprensa, não tomarei nenhuma medida para censurá-los, mas tomem vergonha na cara! Deixem nosso governo em paz para poder levar paz, tranquilidade e harmonia ao nosso povo”.Ao final, Bolsonaro ainda disse que a imprensa "precisa começar a vender a verdade". "Essa é a obrigação de vocês, não é nenhum favor, não. Nós temos como mudar o destino do Brasil, concluiu.

Mulher acha que marido morreu, busca detetive e descobre traição em SP: 'Agora é ex'

  • 16 Jan 2020
  • 20:04h

Após divulgar nas redes sociais e em sites de notícia o desaparecimento do marido desde o dia 7 de janeiro, uma professora, de 35 anos, registrou boletim de ocorrência e contratou um investigador com medo de que algo tivesse acontecido com o companheiro. Depois de ver que um radar flagrou a placa do carro dele em São Vicente, no litoral paulista, o empresário foi encontrado na praia com outras duas mulheres."Achamos que ele estava morto ou que tinha acontecido alguma coisa, já que ele nunca tinha sumido antes assim. Foi a primeira vez. Registrei boletim de ocorrência no dia 9. Tomei todos os procedimentos legais. Eu e os familiares estávamos desesperados", conta a professora. Preocupada, a família chegou também a divulgar a recompensa de R$ 2 mil para quem o encontrasse.O casal estava juntos há sete anos e morava na Zona Leste de São Paulo. Após uma semana do desaparecimento, ela resolveu contratar um investigador particular. Acreditando que havia ocorrido o pior, a mulher chegou a pedir que páginas de notícias publicassem o desaparecimento. "Até que o investigador identificou que o último radar que pegou ele foi no dia 7, na praia de São Vicente, e foi até lá. Descobrindo a traição", diz. "Agora ele vai ser ex né, porque eu estou solteira. Ele morreu pra mim e nunca mais quero ver esse homem. A mãe, pai e irmãos estavam desesperados. Era melhor ele ter largado, era mais bonito. Agora estou solteira, vou mudar a fechadura de casa e fazer um boletim de ocorrência. E ele que vá atrás de qualquer coisa e converse com o meu advogado", finaliza a mulher. O boletim de ocorrência pelo desaparecimento do homem havia sido registrado no 62º Distrito Policial Ermelino Matarazzo, no dia 9 de janeiro, e o caso já estava sendo investigado pela Polícia Civil.

Ministério da Agricultura identifica contaminação em oito rótulos de cervejas da Backer

  • 16 Jan 2020
  • 19:11h

(Foto: Odilon Amaral/TV Globo)

O Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento afirmou na tarde desta quinta-feira (16) que identificou as susbstâncias dietilenoglicol e monoetilenoglicol em oito rótulos produzidos pela cervejaria Backer, de Belo Horizonte.De acordo com o Mapa, no total são 21 lotes contaminados, sendo que um deles foi usado para produzir dois rótulos. Além das marcas Belorizontina e Capixaba divulgados anteriormente, foram encontradas as substâncias tóxicas em outras seis marcas:

  • Backer D2
  • Backer Pilsen
  • Brown
  • Capitão Senra
  • Fargo 46
  • Pele Vermelha

As análises são realizadas pelos Laboratórios Federais de Defesa Agropecuária. Na semana passada, o Ministério da Agricultura interditou a fábrica da Backer, localizada no bairro Olhos D’água, na Região Oeste de Belo Horizonte. Na ocasião, foram apreendidos 139 mil litros de cerveja engarrafadas e 8.480 litros de chope. Também foram lacrados tanques e demais equipamentos de produção.A Polícia Civil de Minas investiga se o consumo da cerveja Belorizontina contaminada com a substância dietilenoglicol está relacionada com a morte de quatro pessoas decorrentes da chamada síndrome nefroneural. Ao todo a corporação investiga 18 casos da doença no estado.

Polícia confirma terceira morte por síndrome nefroneural em BH

  • G1
  • 16 Jan 2020
  • 15:07h

(Foto: Reprodução/TV Globo)

A Polícia Civil confirmou, na manhã desta quinta-feira (16), a terceira morte provocada pela síndrome nefroneural em Belo Horizonte. A doença tem sido vinculada ao consumo da cerveja artesanal Belorizontina, da fabricante Backer. A vítima é um homem de 89 anos, que não teve a identidade divulgada até a última atualização desta reportagem. O paciente morreu no Hospital Mater Dei, Região Centro-Sul de Belo Horizonte, por volta das 2h50. O corpo deve passar por exames e perícia no Instituto Médico-Legal (IML). Nesta quarta-feira (15), a segunda morte pela síndrome havia sido confirmada. Trata-se de Antônio Márcio Quintão de Freitas, de 76 anos. O corpo dele deve ser enterrado às 11h desta quinta-feira. Permanece sob investigação a morte de uma mulher em Pompéu, Região Centro-Oeste do estado. A primeira vítima da síndrome a morrer foi Paschoal Dermatini Filho, de 55 anos. Ele estava internado em Juiz de Fora e morreu em 7 de janeiro.