Brasil passa a apoiar negociações para quebra de patentes de vacinas

  • Agência Brasil
  • 08 Mai 2021
  • 11:42h

País quer acelerar produção em países em desenvolvimento | (Foto: Reprodução)

Após a aprovação pelo Senado do projeto de lei que autoriza a quebra temporária de patentes e insumos de vacinas contra a covid-19, o governo brasileiro passou a apoiar as negociações na Organização Mundial do Comércio (OMC) em torno da medida. A nova posição do governo brasileiro foi divulgada no fim da tarde desta sexta-feira (7) em nota conjunta dos Ministérios das Relações Exteriores, da Saúde, da Economia e de Ciência, Tecnologia e Inovações.

Segundo o comunicado, o governo brasileiro “recebeu com satisfação” a disposição dos Estados Unidos em discutir, na OMC, um acordo multilateral que permita a quebra temporária de patentes e torne viáveis esforços para aumentar a produção e a distribuição global de insumos e de vacinas. A mudança de posição do governo norte-americano havia sido anunciada na última quarta-feira (5).

“O Brasil compartilha o objetivo expresso pela representante comercial do governo dos EUA, embaixadora Katherine Tai, de prover vacinas seguras e eficientes ao maior número de pessoas possível no menor intervalo de tempo possível”, destacou o texto. Na OMC, informou o comunicado, o Brasil continuará a trabalhar com a diretora-geral do órgão, Ngozi Okonjo-Iweala, e com os demais países para a construção de uma solução “consensual e cooperativa”.

A nota conjunta acrescenta que a flexibilização de posições dos Estados Unidos e de vários países em torno da quebra temporária de patentes será importante para contribuir para uma resposta internacional adequada à pandemia de covid-19. O texto recorda que o licenciamento compulsório de patentes está previsto na legislação brasileira e no Acordo sobre Aspectos dos Direitos de Propriedade Intelectual Relacionados ao Comércio (Trips, na sigla em inglês).

Segundo o governo brasileiro, além da suspensão de dispositivos do Acordo Trips para o combate à pandemia, o Brasil trabalhará pela implementação de uma proposta de “terceira via”, que envolve a cooperação entre países detentores de tecnologias para a produção de vacinas e o funcionamento de fábricas atualmente com capacidade ociosa em países em desenvolvimento. Em particular, o Brasil discutirá, em maior profundidade, com os Estados Unidos, sua nova posição e suas implicações práticas para facilitar o acesso a vacinas e a medicamentos no combate à covid-19.

“O governo brasileiro aprofundará, com flexibilidade, pragmatismo e responsabilidade, consultas com todos os seus parceiros internacionais, bem como junto ao setor privado, para desenvolver os entendimentos multilaterais necessários a uma rápida e segura produção e distribuição de vacinas”, ressaltou o comunicado.

Ontem (6), o chanceler Carlos Alberto Franco França tinha afirmado, em audiência pública no Senado, que o país mantinha a posição contrária à quebra de patentes da vacina e de insumos contra a covid-19. No entanto, ele tinha admitido que o governo brasileiro poderia rever a posição caso a mudança de postura do governo norte-americano atendesse aos interesses do país

Adeus Cassiano: morre aos 77 anos o pai do Soul no Brasil

  • Redação
  • 08 Mai 2021
  • 10:09h

(Foto: Reprodução)

Talvez Tim Maia não se tornasse um nome tão grandioso na música brasileira se não gravasse em 1970 o single “Primavera (Vai Chuva)”, um de seus hits eternos e que abriu a chance para seu primeiro álbum. Então talvez seja possível dizer que Tim não seria o mesmo sem Cassiano, o autor dessa canção. Na verdade, a música negra brasileira não seria a mesma sem Cassiano. Cantor e compositor, Genival Cassiano dos Santos é desconhecido por gerações mais jovens porque sofreu um grave problema respiratório no final dos anos 1970. Ele perdeu um dos pulmões e cantar passou a ser muito difícil. Cassiano morreu nesta sexta (7) aos 77 anos, no Hospital Estadual Carlos Chagas, no bairro de Marechal Hermes, na zona oeste do Rio de Janeiro, em decorrência de uma arritmia cardíaca. A informação foi confirmada pela sobrinha do músico, Verônica Cassiano.

Conquista: Números da violência contra a mulher assustam na cidade

  • BRF
  • 08 Mai 2021
  • 09:27h

(Foto: Reprodução)

Os casos de violência contra a mulher, infelizmente, têm crescido durante a pandemia, e mais do que isso, a brutalidade da violência tem sido maior também. Para fazer um comparativo, nos três primeiros meses do ano passado foram 98 solicitações de medidas protetivas, neste ano mais que dobrou, já são 210. Em se tratando de ocorrências registras, até o mês de abril do ano passado foram 672 ocorrências, neste ano a média se manteve, foram 666 ocorrências. Por outro lado a crueldade dos casos foi ainda maior. Alguns desses dados foram divulgados em reportagem exibida pela TV Sudoeste. Para tentar frear esses crimes bárbaros e enquadrar os autores, Vitória da Conquista conta com uma unidade da Delegacia Especial de Atendimento à Mulher (DEAM), que fica no Distrito Integrado de Segurança Pública, o Disep. A DEAM é comandada pela delegada Gabriela Garrido. Denúncias podem ser feitas presencialmente e também por telefone (77) 3425-8369.

Se intensificam os questionamentos sobre a nova presidência do Legislativo de Brumado; ‘totalmente antidemocrático’, essa foi a frase mais utilizada

  • Brumado Urgente
  • 08 Mai 2021
  • 09:23h

A Câmara de Vereadores de Brumado pode ter um novo imbróglio jurídico | Foto: Brumado Urgente

Com o precoce falecimento do então presidente da Câmara de Vereadores de Brumado, o vereador José Carlos Marques Pessoa (PSB), o qual acabou sendo mais uma vítima da Covid-19, automaticamente a vaga ficou em aberto e, diante disso, a vice-presidente Verimar Dias da Silva Meira, que já estava nomeada de forma interina, se autodeclarou, por meio da Portaria 131/2021, datada de 07 de maio, a nova presidente da Casa.

Logo em seguida a publicação, se iniciaram uma série de questionamentos, principalmente nas redes sociais, sobre o ato, que, logo de cara, foi analisado como antidemocrático, “ferindo de morte” a Constituição Federal. Na manhã deste sábado (08), esses questionamentos se intensificaram e a repercussão acabou ficando ainda mais negativa.

A princípio a decisão estaria fincada no Regimento Interno da Casa Legislativa, que estaria sendo o “escudo protetor” para a assunção ao cargo de presidente, só que existem algumas brechas jurídicas nessa questão e, em decorrência disso, ouvimos um experiente advogado da área administrativa, o qual pediu reserva de identidade. De forma muito segura ele afirmou que “embora o regimento interno ofereça essa possibilidade, temos que analisar também a Lei Orgânica que reza que o vice pode substituir e não suceder, o que já deixa em aberto a questão”.

Ele ainda argumentou que “a transição deveria ter sido feita ad referendum, ou seja, com a anuência do plenário, o que não aconteceu” e subindo o tom observou que “então a ação tem fortes ares de inconstitucionalidade e fere a nossa Carta Magna, por isso acredito que não deva vingar”.

Vale ressaltar que a nova presidente ainda não tomou posse oficialmente, assim como o suplente do vereador José Carlos, o que deve acontecer em breve num ato presencial. Então, ao que tudo indica, Brumado está diante de um novo imbróglio no Poder Legislativo, que, pelo “andar da carruagem” será judicializado, já que tem vários vereadores contrários, sendo que muitos deles não abrem mão da realização de uma nova eleição.  

Bahia receberá mais de 60 mil doses de CoronaVac neste sábado (08)

  • Redação
  • 08 Mai 2021
  • 08:55h

(Foto: Reprodução)

O secretário de Saúde do Estado, Fábio Vilas-Boas, afirmou na manhã deste sábado (8) que a Bahia receberá 60.200 doses da CoronaVac, que serão enviadas aos municípios juntamente com as 244.200 doses da vacina AstraZeneca. “Com o suporte logístico do governador Rui Costa, essas doses chegarão hoje nas regionais de Saúde para que a aplicação da segunda dose continue!”, escreveu em seu perfil no Twitter.  A segunda dose da vacinação com Coronavac estava suspensa em cidades como Salvador, por exemplo”.

'Não vou nacionalizar a eleição', diz ACM Neto sobre candidatura a governo em 2022

  • Bruno Luiz
  • 07 Mai 2021
  • 18:23h

(Foto: Reprodução)

Ex-prefeito de Salvador e presidente nacional do DEM, ACM Neto não pretende nacionalizar o debate nas eleições do próximo ano, quando deve concorrer ao governo da Bahia.

Ainda sem perspectiva de ter um candidato a presidente da República para chamar de seu, Neto acredita que as eleições para o Palácio do Planalto não irão definir o resultado do pleito no estado. Do outro lado, seu provável adversário direto, o senador Jaques Wagner (PT-BA), deve ter no palanque o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Enquanto isso, Neto tenta se distanciar cada vez mais da figura do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), que vai disputar a reeleição.

“Não vou nacionalizar o meu trabalho aqui na Bahia. Meu foco é discutir o estado da Bahia, tratar da Bahia e dos baianos. A minha eleição em Salvador desmistificou muita coisa, derrubou muitos conceitos que existiam. Em 2012, eu no DEM enfrentei um candidato a prefeito do PT, que tinha apoio do governador do estado, que era do PT, e da presidente da República, também do PT. E tinha aquela conversa de o prefeito tem que ser do mesmo partido porque a cidade tá quebrada’. Ganhei aquela eleição, governei oito anos na cidade. Não é um candidato a presidente da República que vai definir a eleição na Bahia. Os baianos já passaram dessa fase”, declarou em entrevista nesta sexta-feira (7), ao “Isso é Bahia”, programa da rádio A TARDE FM em parceria com o Bahia Notícias. Por outro lado, Neto disse que não se pode descartar a possibilidade de surgimento de um candidato de terceira via, que supere a polarização entre Lula e Bolsonaro.

O ex-prefeito disse também que sua “energia” está voltada para pavimentar sua candidatura em 2022. Para isso, vai intensificar as viagens ao interior do estado, interrompidas no início do ano por causa do agravamento da pandemia.

“Eu não tenho opção, outra alternativa. Meu caminho é, de fato, construir uma candidatura do governo da Bahia. Minha energia, meu foco está todo para isso. Agora vamos rodar toda a Bahia, montei um grupo de trabalho que está estudando a realidade do estado, que está buscando técnicos qualificados no Brasil e fora do Brasil para discutir questões relevantes sobre a realidade da Bahia”, disse.

Para Neto, é necessário pensar um projeto de governo que veja o estado em suas diferenças porque “dentro desse estado, nós temos vários estados”. “A gente precisa ter uma visão mais regionalizada da Bahia. A Bahia é um estado muito grande, cada região vive sua realidade, vive seu drama, tem solução própria para dar seu salto para o futuro. A Bahia precisa descentralizar as oportunidades, entender a vocação de cada região, estimular a vocação de cada região.”

Políticos da base de Rui Costa prestigiam ministro de Bolsonaro em evento

  • por Bruno Luiz / Ailma Teixeira
  • 07 Mai 2021
  • 17:36h

Políticos da base de Rui Costa prestigiam ministro de Bolsonaro em eventoFoto: Bruno Luiz/ Bahia Notícias

Entre os diversos políticos que foram prestigiar o ministro da Cidadania, João Roma, em evento realizado em Salvador, nesta sexta-feira (7), estão diversos integrantes da base do governador Rui Costa (PT). Tem prefeitos, como Moema Gramacho (PT), de Lauro de Freitas, Marão (PSD), de Ilhéus, e Zé Cocá (PP), de Jequié, que também preside a União dos Municípios da Bahia (UPB). Mas há também parlamentares presentes, como o deputado federal Mário Negromonte Jr. (PP) e os deputados estaduais Samuel Jr. (PDT) e Niltinho (PP). Esse último, inclusive, esteve com Roma em Brasília recentemente. O evento em questão acontece no Senai Cimatec. Se trata de um evento simbólico para celebrar a nova etapa da Iniciativa Brasil Fraterno, programa do governo federal. Há quase três meses no cargo, o ministro tem intensificado as visitas à Bahia. Na última semana, ele acompanhou o presidente Jair Bolsonaro e outros ministros no evento de inauguração das obras de duplicação da BR-101, em Conceição do Jacuípe.

Mais de 10 milhões de animais devem ser vacinados contra a febre aftosa até o fim de maio

  • Redação
  • 07 Mai 2021
  • 16:28h

Os produtores que não realizarem a vacinação pagarão multa no valor de R$ 53, por animal | Foto: Fernando Vivas/GOVBA

Aproximadamente 10,7 milhões de cabeças de gado devem ser vacinados contra a febre aftosa na Bahia até o fim de maio. O estado já iniciou a campanha. Há 23 anos a região é considerada zona livre da doença e a expectativa é de que, em 2023, seja retirada a vacina por conta da erradicação da doença em território baiano.

Segundo o diretor-geral da Agência de Defesa Agropecuária da Bahia (Adab), Maurício Bacelar, a vacinação é obrigatória para todos os animais e inclui também os bubalinos. “Iremos vacinar todos os bovinos e bubalinos. […] Os animais mais jovens, bezerros, devem ter um cuidado especial, já que são mais vulneráveis. É importante destacar que a campanha só se encerra após a declaração de todo o rebanho. A declaração pode ser feita presencialmente nos escritórios da Adab ou pelo site ”.

A Agência possui 384 escritórios espalhados pelos 27 Territórios de Identidade do estado. Além disso, a vacina de 2 ml pode ser comprada pelos produtores rurais em mais de mil pontos de revendas credenciados pela Adab. A avaliação para retirada da vacinação contra a febre aftosa na Bahia dependerá da realização de auditorias e sorologia dos animais. Os produtores que não realizarem a vacinação pagarão multa no valor de R$ 53, por animal. A Adab ainda está divulgando em seu site oficial (www.adab.ba.gov.br) informações detalhadas sobre a campanha de imunização.

O coordenador do Programa Febre Aftosa da Adab, José Neder, destacou que a parceria com os produtores é fundamental para manter o estado como zona livre da doença. “É muito importante que, ocorrendo qualquer suspeita da doença, o produtor comunique imediatamente a Agência para que possamos fazer o atendimento. É necessário que o produtor fique ainda mais atento ao seu rebanho e, se observar algum animal babando, mancando, salivando, deitado com o pelo arrepiado no rebanho, deve comunicar de imediato à Adab. Esse atendimento será gratuito e é imprescindível para que o estado possa avançar na retirada da vacina em 2023”, explicou.

Governador Rui Costa confirma duplicação da rodovia Ilhéus-Itabuna com recursos estaduais

  • Redação
  • 07 Mai 2021
  • 15:52h

(Foto: Divulgação Secom BA)

Nesta sexta-feira (07), em Itabuna, o governador Rui Costa ratificou os próximos passos para que sejam iniciadas as obras de duplicação da rodovia Ilhéus-Itabuna. Nesta quinta-feira (06), em Ilhéus, o mandatário baiano evitou responder a pergunta sobre a duplicação no trecho que liga os dois maiores municípios do sul do Estado. "Da BR eu dou notícia amanhã". E disse. Em vídeo (veja aqui) divulgado em redes sociais, o Governador afirmou que os baianos cansaram de esperar recursos federais para efetivar a obra, e que decidiu utilizar recursos estaduais para tanto. Outro ponto destacado por Rui foi o andamento da licitação para a duplicação, e que a via será chamada de BA e não de BR. 

Região: homem é preso acusado de cyberstalking

  • Redação
  • 07 Mai 2021
  • 15:19h

(Foto Ilustrativa)

Após meses de investigação da delegacia de Barra do Rocha, na data de 06/05/2021 foi deflagrada a OPERAÇÃO GASLIGHTING, que deu cumprimento a mandados de busca e apreensão em cinco endereços em três municípios do Estado (Barra do Rocha, Itagibá e Ipiaú) e culminou com o indiciamento do nacional E. M. O. S., autor de uma imensa variedade de crimes utilizando a rede mundial de computadores.

Para cometer os crimes, o investigado fez uso de mais de 15 linhas telefônicas cadastradas em nomes de terceiros, que não tinham conhecimento que seus CPFs estavam sendo utilizados e, muito menos, que estavam usados para cometer ilícitos.

A principal vítima das mensagens, J. M. A. M., cuja ocorrência policial deu início às investigações, durante meses sofreu tortura psicológica, recebendo de forma reiterada mensagens com teor ofensivo, que foram desgastando sua autoestima e acabando com sua confiança em si mesma, transformando-a num punhado de dúvidas e medos. Com o tempo, tais mensagens desabonando sua imagem começaram a ser enviadas para seus familiares, inclusive até mesmo a sua filha de 8 anos recebeu e foi alvo de ameaças por parte do agressor.

O que a vítima não poderia imaginar é que o homem com quem havia se casado há menos de 2 meses, era o autor do cyberstalking. O criminoso, durante meses, através de números diversos, enviava mensagens ofendendo a honra e diminuído a vítima, ao mesmo tempo que enviava mensagens colocando-se como objeto de desejo, fazendo assim uma confusão na cabeça da vítima, que passava a dar a mais valor ao investigado, já que, em tese, enquanto ela estava sendo humilhada, seu marido estava sendo exaltado. A maioria das mensagens fazia menção a relacionamentos passados da vítima (principalmente com um edil da cidade), enquanto outras diziam desejar o investigado e que tomariam ele da vítima.

O criminoso, rotulado pela psicologia como Perverso Narcisista, teve audácia tamanha, que chegou a utilizar CPFs dos padrinhos de seu casamento e até mesmo do Pastor que celebrou a cerimônia, além do CPF de outras vítimas.

Durante da investigações, a equipe da DT de BARRA DO ROCHA também descobriu que o investigado era autor de ao menos um dos vídeos difamatórios que circularam na cidade no presente ano, onde eram atribuídas qualidades depreciativas a membros da academia onde o investigado trabalha, sendo que, para não ser considerado suspeito, no vídeo ele veiculou a própria foto com o dizer “corno”, alegando que a esposa o traia.

Na deflagração da OPERAÇÃO GASLIGHTING, a DT de Barra do Rocha contou com o apoio das equipes da DT/Jequié, DT/Ipiaú e SI 9ª Coorpin, utilizando 17 (dezessete) policiais e 5 (cinco) viaturas.

MATERIAL APREENDIDO:

  • 07 (sete) celulares;
  • 02 (dois) notebooks;
  • 01 (um) HD Externo

A POLÍCIA CIVIL alerta da necessidade de ter cautela antes de informarem dados pessoais a terceiros e reafirma que a internet não é sem lei e os cibercriminosos sofrerão as duras penas da lei.

Aeronáutica omite do MPF destino de 132 caixas e 5.000 comprimidos de cloroquina

  • Redação
  • 07 Mai 2021
  • 13:51h

Informação foi repassada sem detalhes; parte do remédio foi para tratar indígenas Z | COVID-19 Publicado em 07/05/2021 às 08h13. Aeronáutica omite do MPF destino de 132 caixas e 5.000 comprimidos de cloroquina Informação foi repassada sem detalhes; parte

Reportagem do jorbal Folha de S. Paulo revela que aviões da FAB (Força Aérea Brasileira) transportaram em missões pelo menos 132 caixas e 5.000 comprimidos de cloroquina. O detalhamento sobre o destino da droga, que não tem eficácia contra a Covid-19, é mantido em sigilo.

Segundo a Folha, a informação está em ofício assinado pelo então comandante da Aeronáutica, tenente-brigadeiro Antonio Carlos Bermudez, e enviado ao MPF (Ministério Público Federal) em Brasília. O documento é de 15 de março.

O MPF instaurou um inquérito civil para investigar a política da cloroquina do governo Jair Bolsonaro (sem partido). A suspeita é de improbidade administrativa na distribuição massiva do medicamento.

O principal alvo da investigação é o general da ativa Eduardo Pazuello, ministro da Saúde mais longevo na pandemia, até ser demitido em março.

“No que concerne à distribuição do princípio ativo, foram transportadas, em duas oportunidades, 132 caixas e 5.000 comprimidos, sucessivamente, do medicamento cloroquina em missões da FAB”, limitou-se a dizer o comandante em relação à atuação da Aeronáutica no transporte da droga de 2020 a fevereiro de 2021, período estipulado no pedido de informações do MPF.

Bermudez, demitido do cargo por Bolsonaro em 30 de março, junto com os comandantes de Exército e Marinha, não explicou ao MPF a quantidade de medicamento transportada nas 132 caixas, não disse quando houve o transporte nem para onde se destinou a droga que foi o carro-chefe de Bolsonaro no combate à pandemia.

A Folha questionou a FAB e pediu à Força que informasse esses detalhes. “Não há informações disponíveis além das que já estão constando no documento citado no corpo da pergunta”, respondeu a assessoria de imprensa.

A reportagem identificou casos em que a cloroquina foi destinada a comunidades indígenas na Amazônia, com o propósito do chamado “tratamento precoce”, e não para a finalidade original da medicação, que é tratar casos de malária.

Após 11 anos em coma, vem a falecer em Salvador o ex-secretário municipal Omar Santos Lima

  • Brumado Urgente
  • 07 Mai 2021
  • 13:37h

Omar Santos Lima tinha 76 anos | Foto: Brumado Urgente

Uma queda de um cavalo, ocorrida na Fazenda Lagoinha, localizada no município de Dom Basílio, acabou transformando a trajetória de vida do empresário e pecuarista Omar de Santos Lima, o qual atuou como secretário de agricultura no governo do ex-prefeito Dr. Geraldo Azevedo / Manoel Lima. Transferido para Salvador, o empresário acabou enfrentando 11 anos de luta, os quais ele ficou em coma, numa UTI adaptada em seu apartamento. Infelizmente, na madrugada desta sexta-feira (07), ele não teve mais resistência, vindo a falecer às 01h20m. De família tradicional e muito reconhecida em Brumado, Omar, que estava com 76 anos, era primo de Edmundo Pereira Santos, o ex-prefeito e vice-governador da Bahia, deixou a esposa Carmelita Ulisses Gomes Lima e dois filhos: Ricardo Gomes Lima e Renato Gomes Lima. Ficam aqui os sentimentos de pesar à família e amigos.

‘Donuts’, cervejas e maconha grátis para incentivar a vacinação nos Estados Unidos

  • Biden estabelece a meta de que 70% da população adulta tenha recebido pelo menos uma dose antes de 4 de julho
  • 07 Mai 2021
  • 11:43h

Um ativista do Joints for Jabs distribui cigarros de maconha aos vacinados em Nova York, em 20 de abril.MARK LENNIHAN / AP

O acelerado ritmo da vacinação contra a covid-19 nos Estados Unidos perde força à medida que grande parte da população de risco já recebeu o tratamento. O desafio agora é mobilizar os jovens e os que têm algum receio de se imunizar contra o coronavírus. Para incentivá-los, surgiram iniciativas que vão de um donut grátis por dia durante um ano até um cigarro de maconha. Maryland e Nova Jersey aderiram na segunda-feira à moda dos estímulos. O primeiro Estado prometeu 100 dólares (535 reais) aos funcionários públicos estaduais que se vacinarem; e o segundo, uma cerveja grátis aos maiores de 21 anos que receberem sua primeira injeção durante o mês de maio. Com grande parte do país entregue à causa, o presidente Joe Biden estabeleceu na segunda-feira um novo objetivo: que 70% da população adulta tenha recebido pelo menos uma dose da vacina antes do fim de semana de 4 de julho.

Na semana passada, os centros de vacinação distribuíram uma média de quase 2,2 milhões de dose por dia, o que significa uma queda de 32% em relação ao pico de 3,3 milhões alcançado na segunda semana de abril. Até o momento, 145 milhões de adultos, aproximadamente 56% da população adulta dos EUA, receberam pelo menos uma dose de alguma vacina contra a covid-19, segundo os últimos dados dos Centros de Prevenção e Controle de Doenças (CDC, na sigla em inglês). Com a desaceleração do processo e as novas variantes do vírus circulando, os especialistas acham cada vez menos provável que os Estados Unidos alcancem a imunidade de rebanho.

Biden disse na terça-feira que solicitará a todos os Estados que eliminem o requisito de marcar hora para a vacinação, com o objetivo de acelerar o processo. Além disso, a Administração democrata distribuirá as imunizações contra o coronavírus a 40.000 farmácias de todo o país e investirá 250 milhões de dólares (1,34 bilhão de reais) em organizações comunitárias encarregadas de contratar e mobilizar profissionais que operem clínicas móveis em zonas rurais de difícil acesso. O objetivo desses esforços é que 70% da população adulta (160 milhões de pessoas) esteja vacinada, ao menos parcialmente, antes de 4 de julho, “o dia da independência contra o vírus”, como chamou o presidente do país, numa alusão ao fato de ser a data em que se comemora o dia em que as primeiras colônias britânicas na América do Norte se tornaram independentes.

Vários cientistas, incluindo Anthony Fauci, principal assessor do presidente dos Estados Unidos para questões de saúde, estimam que entre 70% e 85% da população norte-americana precisa estar imunizada para controlar a propagação da pandemia e poder olhar ao vírus pelo retrovisor.

Pesquisas da CNN e da rádio pública NPR nos últimos meses mostram que aproximadamente 25% de adultos não pretendem se vacinar. E são eles o alvo das novas iniciativas estaduais, de empresas públicas e privadas, e também de organizações de ativistas. Em Nova York, por exemplo, o grupo Joints for Jabs (baseados por injeções) comemorou a recente legalização do uso recreativo no Estado dando de presente, durante um dia, um cigarro de maconha a qualquer pessoa que provasse que havia recebido pelo menos uma dose da vacina. O Museu de História Natural da cidade também está oferecendo quatro entradas para serem usadas no futuro para quem se vacinar ali.

As recompensas monetárias são outro incentivo em alguns lugares. O governador de Maryland, o republicano Larry Hogan, anunciou na segunda-feira que mais de 50.000 funcionários públicos estaduais receberão 100 dólares se demonstrarem que estão completamente vacinados e se comprometerem a receber as vacinas de reforço recomendadas pelas autoridades sanitárias durante os próximos 18 meses. Há algumas semanas, o governador da Virgínia Ocidental, Jim Justice (republicano), prometeu um bônus, também de 100 dólares, para as pessoas de 16 a 35 anos que tomarem a vacina.

Várias empresas oferecem descontos ou dão brindes de seus produtos (donuts, sobremesas, cervejas, entre outros) aos clientes que demonstrarem ter-se imunizado. Algumas, como a rede de autopeças e acessórios AutoZone e os supermercados Kroger, prometem 100 dólares para o bolso ou para usar na loja aos seus funcionários que tiverem recebido uma vacina contra a covid-19. O banco Bangor Savings fez a maior aposta: 500 dólares (2.677 reais) para os funcionários que completarem o tratamento.

Estudo mostra que imunidade celular é essencial para evitar reinfecção pelo coronavírus

  • Redação
  • 07 Mai 2021
  • 10:25h

Pesquisadores chegaram à essa conclusão após estudar caso de gêmeas infectadas | Juliana (à esquerda) e sua irmã Luana (Foto: Arquivo Pessoal)

Duas gêmeas idênticas que moram na mesma casa contraíram a Covid-19 e manifestaram sintomas leves, como febre, tosse e congestão nasal – sem necessidade de hospitalização. Quatro meses depois, em agosto de 2020, uma das irmãs foi reinfectada. Porém, dessa vez, desenvolveu um quadro mais grave, com queda na taxa de oxigenação sanguínea e necessidade de internação por dez dias, parte do tempo em unidade de terapia intensiva. A outra irmã, apesar de ter tido novo contato com o vírus, não foi reinfectada.

Parece apenas um acontecimento inusitado e fortuito, entre tantos relacionados à pandemia de Covid-19. Porém, ao detalhar pela primeira vez um caso de reinfecção em indivíduos com o mesmo genoma, pesquisadores da Universidade de São Paulo (USP) conseguiram comprovar o papel essencial da resposta imune adaptativa (específica para cada patógeno) mediada por linfócitos T – também chamada de imunidade celular – para evitar a recorrência da doença.

“Era de se esperar que gêmeas idênticas apresentassem sintomas semelhantes. No entanto, identificamos um caso em que os resultados foram muito diferentes. Somente uma das irmãs teve reincidência de Covid-19 e apresentou uma resposta deficitária de linfócitos T específicos. No estudo, observamos que a resposta imune adaptativa pode ser diferente entre gêmeos monozigóticos [formados a partir do mesmo óvulo, fecundado por um único espermatozoide]”, afirma Mayana Zatz, professora do Instituto de Biociências da Universidade de São Paulo (IB-USP) e coordenadora do Centro de Estudos do Genoma Humano e de Células-Tronco (CEGH-CEL), um Centro de Pesquisa, Inovação e Difusão (CEPID) da Fapesp.

A descoberta relacionada ao papel dos linfócitos T na prevenção de reinfecções surgiu de uma pesquisa mais ampla sobre sistema imune com a participação de gêmeos idênticos. Os dados completos da pesquisa, que contou com apoio da Fapesp, foram divulgados na plataforma medRxiv, em artigo ainda sem revisão por pares.

Frentes de atuação

Como explicam os autores do estudo, o sistema imune conta com diferentes “frentes de atuação”. Ao lado de outras células de defesa – como macrófagos e neutrófilos –, os linfócitos T formam a complexa resposta do corpo humano contra vírus e outros patógenos.

Quando um vírus infecta uma pessoa e passa a se multiplicar dentro de suas células, ele desencadeia primeiro a resposta imune inata (inespecífica). Células chamadas de macrófagos identificam o vírus e o fagocitam. Há também a ação de proteínas chamadas interferons, uma espécie de “cadeado” que impede as células infectadas de replicarem o vírus.

Se a resposta imune inata não resolver o problema, entra em cena o sistema imune adaptativo, formado por anticorpos neutralizantes (resposta humoral) e pelos linfócitos T (imunidade celular), que reconhecem o patógeno e podem destruir as células infectadas.

Para descobrir por que a resposta das irmãs foi diferente, os pesquisadores realizaram uma avaliação abrangente da imunidade inata e adaptativa das gêmeas. Além de ensaios sobre a resposta inata relativa à produção de proteínas interferons do tipo 1 e 3, analisaram a resposta adquirida, que inclui a ligação e neutralização por anticorpos presentes no sangue e a resposta dos linfócitos T a peptídeos sintéticos de SARS-CoV-2.

“Ao analisar amostras de sangue das gêmeas, notamos que elas apresentavam condição semelhante da resposta inata de interferons do tipo 1 e 3, bem como de anticorpos – inclusive neutralizantes. A irmã reinfectada apresentava até uma quantidade maior de anticorpos, pois tinha acabado de ter a reincidência da infecção, mas havia uma diferença brutal em relação à resposta imune mediada por linfócitos T”, conta Edecio Cunha Neto, professor do Departamento de Clínica Médica e pesquisador do Instituto do Coração (InCor) da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FM-USP).

Com o objetivo de aprofundar a análise, os pesquisadores compararam os resultados dos testes com amostras de sangue das irmãs com os de outro par de gêmeos idênticos que tiveram Covid-19 assintomática uma única vez (e serviram como grupo controle).

Dos 46 peptídeos – ou fragmentos do vírus SARS-CoV-2 – que os linfócitos T têm mais facilidade de reconhecer, as células da irmã reinfectada reconheciam apenas sete (15%), enquanto as de sua gêmea reconheciam 40 (87%). No outro par de irmãos (grupo controle) também houve variação, mas ambos identificaram quase 100%.

“Nossos achados reforçam que o repertório imune é definido somaticamente [por mutações ocorridas em estágios mais avançados do desenvolvimento] e respostas aleatórias individuais são produzidas independentemente do arcabouço genético, o que justifica perfis distintos observados em gêmeos monozigóticos. Ou seja, o repertório imune é desenvolvido a partir de sucessivas exposições a patógenos, fatores ambientais e genéticos que em conjunto fazem a resposta imune ser única em cada indivíduo”, explica Mateus Vidigal de Castro, pós-doutorando no IB-USP e primeiro autor do estudo.

Pesquisadores em todo o mundo ainda têm pouco conhecimento sobre como se dá a reincidência de Covid-19. Antes do surgimento das novas cepas, a estimativa era de que esse tipo de evento acontecesse com uma a cada mil pessoas (1:1000). Mais raro ainda é a reincidência ocorrer e de forma discordante em gêmeos idênticos.

“Em casos de reincidência, o esperado é que a segunda resposta imune seja mais forte, pois o sistema imunológico tem por característica memória e especificidade. No entanto, a gêmea reinfectada teve uma resposta deficitária de linfócitos T, diferentemente de sua irmã. Essa disparidade entre pessoas com o mesmo genoma mostra que não só os anticorpos são de extrema importância para resposta contra a Covid-19”, diz Cunha-Neto.

Zatz destaca que a análise do caso das gêmeas abre caminho para mais estudos sobre imunidade e Covid-19. “O mais interessante é que o caso das gêmeas revela pistas importantes sobre a complexidade do sistema imune e também da Covid-19 para a população em geral.”

Vacinas e variantes do vírus

Outro aspecto importante da pesquisa está em reafirmar a noção de que quanto mais imunogênica for uma vacina, ou seja, quanto mais ela ativar a resposta imune das diferentes células e proteínas do sistema imune, melhor.

No caso das gêmeas, tanto a infecção quanto a recorrência da doença aconteceram no ano passado, quando ainda não haviam surgido as variantes mais transmissíveis. Ainda assim, os pesquisadores ressaltam a importância dos linfócitos T na proteção contra as novas cepas.

“Há uma crescente preocupação de que novas variantes do SARS-CoV-2 sejam capazes de evitar a ação de anticorpos neutralizantes induzidos tanto pela vacinação quanto por infecção prévia. Nosso estudo enfatiza a importância da imunidade celular na proteção contra recorrências e reinfecções para a população em geral”, diz Cunha-Neto.

Segundo o pesquisador, estudos recentes mostram que a resposta imune mediada por linfócitos T é menos afetada pelas novas variantes do que a resposta humoral. “Isso pode sugerir que a proteção conferida pela resposta celular induzida pelo vírus original ou pela vacina seja eficaz contra as novas variantes”. Por Maria Fernanda Ziegler, da Agência Fapesp.

Brumado: O presente da sua mãe está na UNI Calçados

  • 07 Mai 2021
  • 10:05h

Foto: Laércio de Morais I Brumado Urgente

Uma das datas mais especiais do calendário anual indiscutivelmente é o dia das mães. Portanto, ela merece ser lembrada com todo carinho e amor. E em homenagem a todas as mamães a UNI Calçados dedicou diversas seções da loja especialmente a elas, com mercadorias de primeiríssima qualidade a preços e condições nunca vistos. Onde você não terá desculpa para presentear aquela que é a rainha de todos os filhos e lares, aquela cujo amor e carinho são imensuráveis. Venha conferir presentes para sua mãe na UNI Calçados com até 40% de descontos, é imperdível. E neste domingo de dias das mães a Uni estará aberta. A UNI Calçados está localizada na Av. Doutor Antônio Mourão Guimarães, 98 – Centro.