Dia do Fetiche: conheça os mais pesquisados em Salvador

  • Bahia Notícias
  • 21 Jan 2022
  • 17:08h

Foto: Maria Vlasova / Unsplash

O fetiche se trata de uma adoração a determinados objetos ou seres com o intuito de excitação sexual e para além do convencional que se sabe sobre o sexo, o brasileiro  gosta de experimentar essas situações especificas na hora do prazer. 

Uma pesquisa conduzida pelo site adulto Vivalocal revelou quais são os fetiches mais populares e mais buscados pelos brasileiros e é claro que a capital baiana não podia ficar de fora.

Sexo anal, BDSM, Cuckold, Swing e uso de fantasias e roupas de látex e couro estão no topo da lista dos principais fetiches brasileiros.

Os fetiches mais pesquisados pelos soteropolitanos são: BDSM, Fantasia, Cuckold, Swing e Latex/couro. Não conhece? Nós explicamos!

BDSM

Bondage, Disciplina, Dominação, Submissão, Sadismo e Masoquismo, essas são as palavras por trás da sigla BDSM, a mais pesquisada pelos soteropolitanos. 

Bondage é a prática de amarrar o parceiro; Disciplina está relacionada ao ato de disciplinar durante o ato; Dominação e submissão é quando uma pessoa se submete a outra; Sadismo, dentro do BDSM, é um consentimento onde o parceiro pode causar dor ao outro; Masoquismo é quando a pessoa gosta de sentir dor para alcançar o prazer.

Fantasia:

O uso de fantasias aparece em segundo lugar na lista de pesquisa e neste tópico a pessoa gosta de se vestir tematicamente para sentir ou oferecer prazer para o parceiro. 

Cuckold:

O nome em inglês pode causar estranheza, mas cuckold nada mais é que sentir prazer ao observar ou ouvir a narrativa do parceiro fazendo sexo com outro. O termo é uma adaptação do pássaro cuco que, na natureza, aceita receber em seu ninho uma fêmea que coloque ovos de outro macho.

Swing:

O swing é uma prática em que casais mantêm relações sexuais com outros casais ou pessoas solteiras na companhia e com o consentimento do parceiro, o que faz com que os praticantes se considerem amorosamente monogâmicos e sexualmente não monogâmicos.

Latex/couro:

Ocupando o quinto lugar da lista aparece o ato de visualizar, cheirar ou sentir o couro, para algumas pessoas esse é um eficiente estimulante sexual. O nome clínico dado a quem sente prazer com tecidos é hifefilia.

Consórcio Nordeste pede à Saúde urgência na compra de Coronavac para crianças

  • por Folhapress
  • 21 Jan 2022
  • 14:28h

Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

O Consórcio Nordeste, formado pelos nove estados da região, enviou um ofício na quinta-feira (20) ao ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, cobrando urgência na compra da Coronavac para vacinação de crianças e adolescentes contra a Covid-19. A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) aprovou na quinta (20) a liberação do uso do imunizante em crianças e jovens de 6 a 17 anos.
 

Após a decisão da agência reguladora, o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, afirmou no Twitter que a Coronavac para crianças será "considerada" pelo programa federal de imunização. A pasta ainda não confirmou a intenção de comprar a vacina para imunizar crianças e adolescentes.
 

O Instituto Butantan já tem armazenado 10 milhões de doses prontas, e a imunização em São Paulo começou na quinta, logo após o aval da Anvisa.
 

Na carta, o governador de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB), presidente do Consórcio Nordeste, disse que é urgente vacinar as crianças e adolescentes, diante do aumento expressivo do número de casos em decorrência da variante ômicron.
 

"Em nome dos governadores dos nove estados do Nordeste, peço que o Ministério da Saúde realize compra das referidas vacinas já disponíveis no Instituto Butantan e proceda a distribuição entre os Estados conforme o Plano Nacional de Imunização", escreveu Câmara.
 

"Tal medida deve ser tomada em caráter de absoluta urgência, algo absolutamente compatível com as atribuições deste Ministério. Fazemos tal pedido como decorrência do compromisso na busca de soluções para a erradicação de tão terrível pandemia", acrescentou o governador.
 

O UOL questionou o Ministério da Saúde sobre o assunto e aguarda resposta.
 

O coordenador-executivo do Centro de Contingência do Coronavírus de São Paulo, João Gabbardo, afirmou na quinta, em participação ao UOL News, que se o Ministério da Saúde não quiser fazer a aquisição da CoronaVac para distribuir aos estados, o governo de São Paulo vai colocar à disposição para governadores e secretários estaduais da Saúde.
 

As primeiras doses da vacina contra a Covid-19 foram aplicadas em 14 de janeiro nas crianças. O imunizante utilizado foi o da Pfizer, único até então aprovado pela Anvisa para o grupo.
 

Na prática, a faixa etária que pode ser vacinada no Brasil não muda, mas, com a aprovação da CoronaVac para crianças, haverá oferta maior de vacinas.
 

As doses da Pfizer vêm desembarcando no Brasil em remessas vindas do exterior em quantidade ainda insuficiente para imunizar todas as faixas de idade infantil.
 

Como será a vacina da CoronaVac para crianças e jovens?
 

Mesma formulação aplicada em adultos;
 

Mesma dose adulta: 600 SU em 0,5 mL;
 

Duas doses no intervalo entre 2 e 4 semanas
 

Não aplicar em crianças imunocomprometidas, ou seja, com baixa imunidade

Censo de Diversidade & Inclusão mostra valorização da mulher na RHI Magnesita

  • por Thobias Almeida
  • 21 Jan 2022
  • 10:08h

Após finalização da etapa de coleta de dados, comitê da empresa trabalhará na elaboração de planos de ação ( Foto: Barbara Schmitz, Líder do Comitê de Diversidade e Inclusão da RHI Magnesita)

A RHI Magnesita coloca a promoção da diversidade e inclusão como ferramenta essencial para o crescimento da empresa. Uma das iniciativas para a ativação dessa estratégia é o mapeamento do público interno. Em janeiro, a empresa finalizou a etapa de coleta de dados do seu primeiro Censo de Diversidade & Inclusão, que recebeu respostas de aproximadamente 30% dos colaboradores do Brasil e América do Sul. Um dos destaques preliminares foi a promoção da diversidade de gênero dentro da companhia.

Do total de respondentes, 88% percebem a valorização da pluralidade em termos de gênero na RHI Magnesita. Mulheres ocupam 52% dos cargos de liderança nas áreas de Pessoas, Comunicação e Projetos; 33% no Jurídico e Compliance; 33% no setor Financeiro; e 31% no setor de Pesquisa e Desenvolvimento.

Foi constatada melhora do nível de escolaridade entre as colaboradoras, com base na comparação entre o momento de ingresso na companhia e o atual. Nesse recorte, houve avanço de 60% de titulações de pós-graduação; 60% de mestrado; e 15% de crescimento no número de colaboradoras com ensino superior. Os dados mostram que as mulheres percorrem uma trajetória de qualificação dentro da empresa.

Os resultados vão ao encontro do primeiro relatório da Women in Mining Brasil, fórum que atua pela valorização da mulher na mineração e do qual a RHI Magnesita é signatária. O levantamento, divulgado no segundo semestre de 2021, classificou a companhia com grau de maturidade “Avançado” no que diz respeito à Diversidade, Equidade e Inclusão. Em média, as empresas do setor minerário receberam a classificação “Em Evolução”, um estágio inferior.

Dentre vários indicadores, a RHI Magnesita pontuou 17% acima da média setorial no eixo “Estratégia de Oportunidade de Carreira”, com destaque para a existência de práticas, processos e políticas que valorizam a força de trabalho feminina.

Análise e Ações

O Censo de Diversidade permitirá à empresa conhecer de forma mais detalhada as origens, opções e visões de mundo dos colaboradores, detectar pontos sensíveis e fortalecer os processos bem avaliados. Do total de respostas, 86,5% vieram de funcionários das unidades brasileiras.

O Censo de Diversidade abordou as temáticas “Gênero”, “Gerações”, “Pessoas com Deficiência”, “Raça” e “LGBTI+”. Os dados estão sendo analisados pelo Comitê de Diversidade e Inclusão da RHI Magnesita, responsável por criar um plano de ação para fortalecer, ao longo de 2022, a equidade e a pluralidade dentro da empresa.

Em um panorama geral, 82% dos respondentes se sentem muito respeitados e incluídos pela liderança; 77% se sentem muito respeitados e incluídos pela equipe da qual fazem parte; e 67% se sentem muito seguros e confortáveis em ser quem são no ambiente de trabalho.

“O Censo de Diversidade & Inclusão é uma das mais importantes iniciativas da RHI Magnesita para expandir e fortalecer a pluralidade e a equidade. Sabemos que avançamos em alguns pontos, mas temos a consciência de que há áreas a serem melhoradas. Esse caminho passa por mudanças culturais que exigem tempo, foco e determinação da liderança, bem como engajamento de todo o time de colaboradores”, explica Barbara Schmitz, gerente de comunicação da RHI Magnesita nas Américas e líder do Comitê de Diversidade e Inclusão da companhia.

No eixo “Gerações”, cabe notar que 80% dos participantes do censo percebem a valorização da diversidade relativa a essa característica. A média de idade dos colaboradores da RHI Magnesita na América do Sul é de 38 anos, ao passo que a média de idade das lideranças é de 43 anos.

No eixo “Raça/Etnia”, 53% dos respondentes se declararam pretos ou pardos, 46% brancos e 1% amarelos. Dos colaboradores que participaram do censo, 82% percebem que a companhia valoriza a diversidade em termos de raça e etnia.

O universo de dados do censo está sendo analisado de forma detalhada pelo Comitê de Diversidade e Inclusão. A empresa seguirá dando publicidade aos principais números e insights fornecidos por cada eixo temático, bem como aos planos de ação elaborados para fortalecer a inclusão e equidade em seu ambiente de trabalho.

Em menos de um mês, casos ativos de Covid-19 na Bahia cresceram 838%

  • por Rebeca Menezes
  • 21 Jan 2022
  • 08:03h

Foto: Camila Souza / GOVBA

O aumento exponencial do número de casos de Covid-19 na Bahia fez com que o governador Rui Costa anunciasse, nesta quinta-feira (20), mais uma redução no número máximo de público nas festas realizadas no estado (entenda aqui). Porém, a tendência é que, mesmo assim, os baianos vejam novos recordes da pandemia nos próximos dias. Em apenas 26 dias, o número de casos ativos da doença - ou seja, pessoas com potencial de contaminação - cresceu 838%.

O Bahia Notícias considerou os dados disponibilizados pela Secretaria de Saúde do Estado (Sesab) desde o dia 26 de dezembro, quando os boletins epidemiológicos voltaram a ser divulgados na íntegra. Nos dias anteriores, havia inconsistências nos dados causadas pelo ataque de hackers ao banco de dados do Ministério da Saúde (leia mais aqui).

Um dia após o Natal, a Bahia tinha 1.572 casos ativos da Covid-19. Nesta quinta, esse número já havia saltado para 14.743. E os dados assustam principalmente quando considerados os outros períodos em que a Bahia também via a tendência de crescimento dos indicadores.

A primeira vez que o estado atingiu cerca de 1.500 casos ativos foi no final de abril de 2020. Para chegar à marca de 14.721 pessoas com a doença latente foram necessários 43 dias. 

Mesmo no último verão, em meio a alertas do governo do estado sobre as festas de fim de ano e o potencial de contaminação da população, esse tempo foi mais longo: no dia 4 de janeiro, a Bahia interrompeu sua tendência de queda com 4.302 casos ativos, levando 40 dias para que eles se transformassem em 14.652.

=A velocidade de contaminação é atribuída à variante Ômicron, que já representa 76% das infecções entre os baianos (veja aqui). 

VACINAS SALVAM VIDAS

Ainda assim, há motivos para comemorar. Com o avanço da população e a alta adesão dos baianos à imunização, o número de pessoas internadas foi reduzido consideravelmente. No último verão, quando o país ainda lutava para comprar vacinas, 15 mil pessoas com a doença latente significaram 784 delas internadas em UTIs. Ontem, esse número era de 384 - e a maioria de não-vacinados, de acordo com o governo do estado.

Mãe de Bolsonaro morre aos 94 anos

  • Bahia Notícias
  • 21 Jan 2022
  • 06:45h

Foto: Reprodução Redes Sociais

A mãe do presidente Jair Bolsonaro, Olinda Bolsonaro, morreu na madrugada desta sexta-feira (21), aos 94 anos. O anúncio foi feito pelo presidente em suas redes sociais. "Com pesar o passamento da minha querida mãe. Que Deus a acolha em sua infinita bondade", escreveu ele no Twitter. A causa da morte ainda não foi informada.

Olinda estava internada no Hospital São João, em Registro, no interior de São Paulo, desde a última segunda-feira (17).  De acordo com o G1, Ela morava em Eldorado (SP), que fica a aproximadamente 52 quilômetros de distância de Registro e não conta com hospital de referência.

Na mesma publicação Bolsonaro informou que vai voltar ao Brasil viajou na manhã desta quinta-feira (20) para Paramaribo, no Suriname.

Teto dos benefícios do INSS sobe para R$ 7.087,22

  • por Washington Luiz | Folhapress
  • 20 Jan 2022
  • 14:40h

Foto: Marcello Casal JrAgência Brasil

O governo publicou no Diário Oficial da União desta quinta-feira (20) a portaria que reajusta em 10,16% os benefícios pagos acima do salário mínimo pelo INSS (Instituto Nacional do Seguro Social). Com isso, o valor máximo concedido a aposentados e pensionistas passa dos atuais R$ 6.443,57 para R$ 7.087,22.
O aumento equivale ao INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor) registrado de janeiro a dezembro do ano passado, que mede o impacto da variação de preços para as famílias com renda entre um e cinco salários mínimos

De acordo com a portaria, terão direito ao reajuste de 10,16% apenas os beneficiários que já eram atendidos pelo INSS em 1º de janeiro de 2021. Aqueles que começaram a receber os pagamentos a partir de fevereiro terão um percentual de reajuste menor, porque não receberam 12 meses de pagamento do instituto. Confira abaixo:

Até janeiro de 2021: 10,16%
 

Início do benefício em fevereiro de 2021: 9,86%
 

Início do benefício em março de 2021: 8,97%
 

Início do benefício em abril de 2021: 8,04%
 

Início do benefício em maio de 2021: 7,63%
 

Início do benefício em junho de 2021: 6,61%
 

Início do benefício em julho de 2021: 5,97%
 

Início do benefício em agosto de 2021: 4,90%
 

Início do benefício em setembro de 2021: 3,99%
 

Início do benefício em outubro de 2021: 2,75%
 

Início do benefício em novembro de 2021: 1,58%
 

Início do benefício em dezembro de 2021: 0,73%
 

Para quem ganha o benefício no valor do salário mínimo, a quantia foi definida em R$ 1.212. Segundo o INSS, atualmente, 23.4 milhões de benefícios recebem o pagamento no valor igual ao do salário mínimo. Ao todo, o instituto faz 36 milhões de pagamentos mensalmente.
 

A variação do piso dos salários e benefícios ficou em 10,18%, um pouco acima dos 10,16% da variação do INPC no ano passado. Apesar do aumento acima do piso, os segurados que ganham o salário mínimo não terão ganho real. Cerca de R$ 2 do valor reajustado referem-se à compensação devida pelo governo no ano passado, quando a inflação ficou superior à prevista.
 

Os segurados do INSS começarão a receber seus benefícios reajustados a partir de 25 de janeiro, quando os que ganham o salário mínimo têm seus depósitos referentes à folha de fevereiro. Quem recebe mais do que o piso terá o primeiro benefício com o reajuste de 10,16%% a partir de 1º de fevereiro.
 

Para saber a data exata do pagamento, o segurado deve consultar o número de seu benefício e considerar apenas o o penúltimo algarismo -o INSS descarta o dígito. O número do benefício tem 10 dígitos e aparece no seguinte formato: 999.999.999-9.
 

O novo salário mínimo não mexe somente com as aposentadorias. Outros pagamentos, como o seguro-desemprego, o recolhimento dos MEI (microempreendedores individuais), o valor do abono do PIS/Pasep e o limite para receber antes os valores de atrasados judiciais também são ajustados pelo piso dos salários.

CONTINUE LENDO

Aulas presenciais na rede estadual de ensino retornam no dia 7 de fevereiro

  • Bahia Notícias
  • 20 Jan 2022
  • 12:36h

Imagem ilustrativa | Foto: Camila Souza / GovBA

O governador da Bahia, Rui Costa (PT), confirmou na manhã desta quinta-feira (20) o retorno das aulas presenciais nas escolas da rede estadual de ensino. As atividades voltam no dia de 7 fevereiro.

De acordo com o gestor, será necessário apresentação do cartão de vacina do estudante. Conforme publicado pelo Bahia Notícias, apesar de poderem se matricular para o ano letivo de 2022, os alunos da rede estadual de ensino não poderão adentrar nas instituições para assistir às aulas caso não apresentem o comprovante de vacinação contra a Covid-19 (leia mais aqui).

Isso porque o decreto estadual nº 20.907 exige a comprovação para o acesso a prédios públicos (o que inclui escolas). Segundo a Secretaria da Educação do Estado da Bahia, a pasta não poderá obrigar os pais e responsáveis a vacinar os alunos, mas que estes, sem o comprovante, não terão acesso aos prédios públicos como determina o decreto nº 20.907.

Já na rede municipal de Salvador, o comprovante, tanto para matrícula, quanto para ingresso nos prédios, não será exigido. A informação foi confirmada pelo secretário de Educação, Marcelo Oliveira (reveja aqui).

Afinal de contas, o que não pode ser ingerido no período de vacinação?

  • por Erem Carla
  • 20 Jan 2022
  • 10:56h

Foto: Gerrie van der Walt / Unsplash

O Brasil já completou 1 ano de vacinação contra a Covid-19, mas as dúvidas em relação às recomendações do antes e pós-vacina continuam permeando os brasileiros. Prova disso é que, de acordo com o Google, a pergunta mais realizada pelos brasileiros na plataforma no último ano foi: “Pode beber depois da vacina?”

Para esclarecer de uma vez por todas o que pode ou não ser ingerido nesse processo de vacinação, e não só contra a Covid-19, o Bahia Notícias conversou com a pesquisadora da Fiocruz Bahia, Viviane Boaventura. 

Para alívio dos que apreciam uma cervejinha, vacinar não é sinônimo de cortar a bebida alcoólica por longos períodos. 

Viviane explica que não há estudos que comprovem a proibição quanto ao consumo de bebida alcoólica antes ou depois da aplicação da dose, porém, o uso excessivo pode afetar mecanismos imunológicos de defesa, como a produção de anticorpos, e interferir na proteção tanto para Covid-19, como para outras doenças.

O mesmo se estende para fumantes. “Não existe estudo avaliando efeito do cigarro na resposta à vacina. Entretanto, fumantes crônicos estão sob maior risco de desenvolver formas graves da doença”, explica a pesquisadora. 

Quanto a aqueles que fazem o uso de medicamentos, deve-se manter a rotina dos remédios mesmo no dia escolhido para a imunização, com exceção das pessoas que usam substâncias imunossupressoras.

“(Essas pessoas) Devem consultar seu médico para melhor orientação de como proceder. A vacina está indicada para esse grupo e é muito importante. Mas seu efeito pode ser reduzido por medicamentos imunossupressores”, conta Viviane.

A vacinação contra a Covid-19 só não é recomendada para aqueles que apresentaram sintomas gripais ou tenham sido diagnosticados com Covid-19 há menos de 30 dias. Ao passar esse período, a imunização pode ser feita normalmente. 

“As vacinas para Covid-19 são seguras e têm papel importante de evitar o agravamento da doença. Mas é preciso usar o esquema completo, com três doses. Também é necessário manter os cuidados de sempre, inclusive nas filas de vacinação: o uso de máscaras de boa qualidade, como cirúrgicas e N95, e de forma correta, cobrindo a boca e o nariz, além do distanciamento, são medidas indispensáveis nesse momento em que temos a ampla circulação de uma variante altamente transmissível como a Ômicron”, orienta a pesquisadora

Covid: Sem vacina, aluno da rede estadual pode se matricular, mas não entrará na escola

  • Bahia Notícias
  • 20 Jan 2022
  • 08:53h

Foto: Colégio Estadual Ministro Aliomar Baleeiro / Fernando Vivas / GOVBA

Apesar de poderem se matricular para o ano letivo de 2022, os alunos da rede estadual de ensino não poderão adentrar nas instituições para assistir às aulas caso não apresentem o comprovante de vacinação contra a Covid-19. Isso porque o decreto estadual nº 20.907 exige a comprovação para o acesso a prédios públicos (o que inclui escolas). Já na rede municipal, o comprovante, tanto para matrícula, quanto para ingresso nos prédios, não será exigido. 

Nesta quarta-feira (19), o secretário de educação de Salvador, Marcelo Oliveira, chegou a confirmar ao programa Bahia Notícias no Ar, da Salvador FM, que o município não cobraria a obrigatoriedade da comprovação (reveja). "Não vai ser cobrado cartão de vacinação para as crianças frequentarem as escolas. A vacinação de crianças é voluntária, é uma decisão dos pais. Eu recomendo firmemente que sejam vacinadas, já abrimos a vacinação e sempre vai ser melhor que as crianças vão para a escola vacinadas. Embora a gente venha defendendo que o ambiente escolar é muito seguro para as crianças em termos de risco de contágio", afirmou. 

O posicionamento foi criticado pelo Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado da Bahia (APLB), que reforçou a exigência da vacinação para garantir a segurança da coletividade. Para Rui Oliveira, presidente do sindicato, a Secretaria Municipal de Educação (Smed) deve rever a decisão. 

"Vamos lutar para que o passaporte seja uma exigência legal para todos aqueles que queiram [adentrar nas instituições]. Se o cara não quer se vacinar e quer morrer, é problema dele, mas ele não pode colocar em risco a coletividade. É um princípio. O direito coletivo se sobrepõe ao direito individual. As vidas importam e vamos lutar para que seja garantida essa exigência", assegurou o presidente da APLB. 

Diante do posicionamento do município, o Bahia Notícias procurou a Secretaria de Educação do Estado da Bahia (SEC) para saber se a mesma postura seria adotada pela pasta. Por meio de assessoria de imprensa, a SEC informou que não poderá obrigar os pais e responsáveis a vacinar os alunos, mas que estes, sem o comprovante, não terão acesso aos prédios públicos como determina o decreto nº 20.907.  

Ainda de acordo com a SEC - que divulgou os pré-requisitos para as matrículas que se iniciam na próxima segunda-feira (confira aqui) - a apresentação do cartão de vacina dos estudantes de até 18 anos de idade já era uma exigência obrigatória no ato da matrícula desde 2019. 

Com a portaria de Matrícula nº 2043/2021, a apresentação da caderneta de vacinação será solicitada para todos que desejarem se matricular na rede estadual de ensino, mas a falta desta não se tornará um impeditivo para a matrícula. Mesmo assim, nas escolas estaduais, os estudantes, pais e responsáveis serão orientados sobre a necessidade da imunização para acesso às escolas como medida de prevenção à Covid-19.

Oportunidade: Vende-se terreno na Lagoa do Arroz

  • 19 Jan 2022
  • 18:07h

Foto: Divulgação

Vende-se terreno localizado na Rua principal na Lagoa do Arroz, a 3Km de Brumado. A propriedade mede 10x50 metros, totalizando 500 metros quadrados. Uma oportunidade única para adquirir um terreno muito próximo de Brumado com precinho que cabe em qualquer bolso, pois o proprietário está vendendo-o por apenas R$ 10.000,00. É a chamada oportunidade de ocasião, aquele que acontece muito raramente, em poder adquirir uma propriedade pela metade do preço diretamente com o proprietário, já que os terrenos daquela localidade estão a vendo por mais que o dobro do valor, e com tendência forte de valorização a curto prazo. Interessados podem ligar para: (77) 9-9959-2550 (WhatsApp).

Rui Costa recusa show 'surpresa' em homenagem a aniversário

  • Bahia Notícias
  • 19 Jan 2022
  • 18:02h

Foto: Secom/ GOV

O governador Rui Costa "estragou" uma surpresa programada para ele na noite desta terça-feira (18). De acordo com pessoas próximas ao chefe do Executivo, um jantar seguido de show do cantor Jau, para 30 pessoas, foi organizado para celebrar os 59 anos de Rui, completados na data. No entanto, ao ser informado sobre a homenagem, o governador disse que preferia que o show não acontecesse - apesar de ter agradecido pela iniciativa.

Rui justificou a decisão de pedir que celebração não acontecesse: o momento atual não permite comemorações, mesmo em datas como aniversários. “Vou cobrar está homenagem ano que vem, sem pandemia e com a reconstrução de cidades castigadas pelas enchentes”, disse Rui. Fontes do Bahia Notícias confirmaram o episódio, porém não detalharam quem tentou organizar a homenagem nem o local em que ela aconteceria.

Delegado da PF investigado por venda de informações a políticos é demitido

  • por Fábio Zanini | Folhapress
  • 19 Jan 2022
  • 16:31h

Foto: Reprodução / ND

O Ministério da Justiça publicou no Diário Oficial da União desta quarta (19) a demissão do delegado da Polícia Federal Fernando Caieron. O delegado foi alvo em 2019 da operação Chabu por suspeita de venda de informações sigilosas para empresários e políticos.
No pedido que embasou a operação, a PF afirma que enquanto atuava no órgão o investigado desenvolvia "ações comerciais paralelas" que indicavam "o potencial ofensivo da organização criminosa e seu poder de irradiação nos órgãos de segurança pública".

Além da venda de informações sigilosas de investigações em andamento, o delegado também mantinha outras atividades comerciais.

A PF flagrou, por exemplo, conversas de Caieron intermediando os interesses de um instituto com a Prefeitura de Florianópolis.

Gean Loureiro (DEM), prefeito da capital de Santa Catarina e um dos presos na operação, chegou a emitir um ofício formal de apoio ao projeto em que o delegado atuava em nome da entidade privada.

O despacho de demissão assinado pelo ministro Anderson Torres afirma que o delegado infringiu a lei "ao exercer o comércio ou participar de sociedade comercial, salvo como acionista, cotista ou comanditário; prevalecer-se, abusivamente, da condição de funcionário policial; revelar segredo do qual se apropriou em razão do cargo; e praticar ato de improbidade administrativa".

Fifa inicia processo de compra de ingressos para a Copa do Mundo do Catar 2022

  • Bahia Notícias
  • 19 Jan 2022
  • 14:27h

Estádio Al Bayt | Foto: Divulgação / Supremo Comite da Copa do Mundo de 2022

A Fifa iniciou nesta quarta-feira (19), desde 7h no horário de Brasília, o processo de compra de ingressos para os jogos da Copa do Mundo do Catar de 2022. O torneio acontece entre os dias 21 de novembro e 18 de dezembro. A primeira fase de comercialização dos bilhetes vai até 22 de fevereiro.

Os torcedores devem enviar seus pedidos de compra através do portal de ingressos da Fifa (clique aqui). Nesta etapa inicial, não há diferença se as inscrições forem enviadas no primeiro dia e nem no último. Todos os bilhetes serão alocados após o encerramento do período de inscrição. Caso os pedidos superem a carga total disponível para o mercado doméstico ou internacional, a reserva será feita através de sorteio. Todos os candidatos, aprovados, parcialmente aprovados e não aprovados, serão comunicados do resultado até 8 de março, junto com as etapas seguintes e o prazo para pagamento.

O modelo de compra dos ingressos da Copa no Catar é o mesmo das edições de 2010, 2014 e 2018. Os residentes do país anfitrião se beneficiarão de uma categoria com preço especial.

A Fifa informou que futuramente oferecerá uma segunda carga de ingressos. Mas nessa ocasião, o processo será feito por ordem de chegada do pedido, isto é que fizer primeiro, será servido primeiro. Os detalhes ainda serão divulgados posteriormente.

Anvisa deve aprovar nesta quarta-feira o uso de autoteste de Covid

  • por Mateus Vargas | Folhapress
  • 19 Jan 2022
  • 12:09h

Foto: Fernanda Galvão

A diretoria colegiada da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) deve aprovar nesta quarta-feira (19) o uso do autoteste de Covid-19 no Brasil.
O Ministério da Saúde pediu na última quinta-feira (13) para a agência liberar o exame que pode ser feito em casa. Utilizado há meses em outros países, os autotestes são proibidos no país por causa de uma resolução da Anvisa de 2015.

Pela regra, o ministério precisa propor uma política pública para liberar a entrega dos exames ao público leigo. O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, já sinalizou que os produtos não devem ser comprados pelo governo federal.

Técnicos da agência também tentavam levar para a mesma reunião a votação sobre pedido de uso da Coronavac para o público de 3 a 17 anos. Mas a análise da diretoria deve ser feita em outra data, ainda nesta semana, pois alguns pareceres sobre a vacina estão sendo finalizados.

 

 

A tendência é aprovar o autoteste e o uso da Coronavac em crianças e adolescentes, mas a decisão final depende do voto da maioria dos cinco diretores da Anvisa.
 

A testagem no Brasil está centrada em clínicas, farmácias e serviços públicos, que não estão conseguindo atender à demanda diante da circulação da variante ômicron.
 

Entidades científicas cobraram, na semana passada, uma política de testagem mais ampla do governo federal e a permissão do exame em casa. A procura pelos testes disparou com o avanço da contaminação na virada do ano.
 

O ministro Queiroga disse que o autoteste pode desafogar as unidades de saúde, mas afirmou que a compra do produto para o SUS pode não ter o efeito desejado.
 

"O Brasil é um país muito heterogêneo, de muitos contrastes. A alocação deste recurso para aquisição de autoteste, distribuir para a população em geral, pode não ter resultado da política pública que nós esperamos", disse o ministro no último dia 14.
 

Presidente-executivo da CBDL (Câmara Brasileira de Diagnóstico Laboratorial), Carlos Gouvêa disse à Folha que os autotestes devem ser mais baratos que exames de antígeno vendidos em farmácia. "Hoje a gente vê valores de R$ 70 a R$ 150 (de testes de antígeno) nas farmácias. O autoteste deve ficar de R$ 45 a R$ 70", afirma Gouvêa.
 

Na proposta envidada à Anvisa, o ministério orienta que pacientes que detectaram a infecção pelo autoteste procurem atendimento em unidade de saúde ou teleatendimento para confirmar o diagnóstico e receber orientações.
 

Segundo a mesma nota, a autotestagem é uma estratégia adicional para prevenir e interromper a cadeia de transmissão da Covid-19, juntamente com a vacinação, o uso de máscaras e o distanciamento social.
 

VACINA
 

A campanha de vacinação das crianças foi aberta na última sexta-feira (14), com o imunizante da Pfizer destinado ao grupo de 5 a 11 anos. O primeiro imunizado foi Davi Seremramiwe Xavante, um menino indígena de 8 anos.
 

Integrantes da Anvisa afirmam que algumas condições podem ser definidas para aprovar a Coronavac para o grupo de 3 a 17 anos. Entre elas, que o laboratório paulista se comprometa a gerar dados sobre o uso das doses no Brasil, além de apresentar o desfecho de estudo global que está sendo conduzido na China, África do Sul, Chile, Malásia e Filipinas.
 

Os pareceres das áreas técnicas devem apontar que a vacina demonstra dados sólidos de segurança. Além disso, destacar que o imunizante é largamente aplicado nos mais jovens em outros países, como o Chile. O país andino já imunizou 1,4 milhão de pessoas entre 3 e 17 anos.
 

O Ministério da Saúde avalia usar a Coronavac em crianças, caso haja aprovação da Anvisa. Como a vacina é do mesmo modelo aplicado em adultos, estados já se planejam para destinar doses estocadas ao público mais jovem.
 

A vantagem da Coronavac é a disponibilidade de doses, devido ao fato de que o imunizante parou de ser usado pelo governo federal.
 

A vacinação de crianças e adolescentes é tema sensível no governo Jair Bolsonaro (PL), pois o mandatário distorce dados e desestimula a imunização dos mais jovens. Ele chegou a ameaçar expor nomes de servidores da Anvisa que aprovaram o uso de vacinas da Pfizer em crianças.
 

Em nota divulgada no último dia 8, o presidente da Anvisa, Antonio Barra Torres, rebateu insinuações de supostos interesses escusos da Anvisa na vacinação de crianças e cobrou retratação do presidente.

CONTINUE LENDO

Funcionários teriam sido orientados a trabalhar com surto de Covid em plataforma da Petrobras

  • por Erem Carla I Bahia Notícias
  • 19 Jan 2022
  • 09:46h

Foto: Reprodução / O Petróleo

Funcionários de empresas terceirizadas da Petrobras teriam sido orientados a trabalhar em meio a um surto de Covid-19 em um Flotel na Bacia de Santos, que estende-se de Cabo Frio, estado do Rio de Janeiro até Florianópolis, estado de Santa Catarina.

De acordo com relatos, uma equipe de testagem esteve na plataforma, mas os empregados não puderam esperar os resultados dos testes antes de retornar ao serviço. Os denunciantes optaram por não divulgar os próprios nomes por medo de represálias, mas citam que a situação acontece com colaboradores de empresas como Actemium, LC Restaurante, Ideal e Posh.

O depoimento conta ainda que toda a testagem foi posta em risco, pois os profissionais testados tiveram que retornar ao trabalho e não ficaram em isolamento até o resultado do teste. As pessoas que positivaram, tiveram contato com os trabalhadores sem saber que estavam infectadas.  

Também foi informado que com a chegada das confirmações, as atividades pararam e os funcionários com resultado positivo para o vírus foram isolados. 

Em nota ao Bahia Notícias, a Petrobras informou que as atividades da empresa nunca foram interrompidas e estão sendo desempenhadas de forma contínua. 

De acordo com a empresa, são adotados os mais rigorosos padrões de segurança como testagem; distanciamento físico; uso obrigatório e adequado de máscaras; procedimentos de higienização de mãos e equipamentos; e adequação de efetivo.

A Petrobras também informou que é feita a identificação e isolamento precoce de colaboradores com sinais, sintomas e contatos com casos suspeitos da doença.

Sobre o aumento dos casos de Covid, a estatal informou que os novos casos confirmados na companhia são assintomáticos ou com sintomas leves e não há impacto significativo nas operações, em razão de afastamentos de colaboradores contaminados. O número de casos confirmados não foi informado.

“Buscando mitigar a exposição aos riscos de contaminação pela nova variante Ômicron, na quarta-feira (12/01), a Petrobras ajustou a regra de retorno ao trabalho presencial dos colaboradores do setor administrativo para 40%, similar à condição de Dezembro/21. O retorno ao presencial dos colaboradores terceirizados em atividades administrativas, previsto anteriormente para fevereiro, foi postergado para março”, informa a nota.

Com relação ao cenário pandêmico, a Petrobras informou que monitora continuamente tanto indicadores internos como externos e ajusta as suas medidas quando necessário, “mantendo sempre, tanto os rigorosos padrões em prol da segurança dos colaboradores, quanto o atendimento de bens e serviços de primeira necessidade, demandados pela população.”